1. Spirit Fanfics >
  2. One shot- Arliza- A escolha >
  3. O príncipe ou o vagabundo...

História One shot- Arliza- A escolha - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hey pessoas, aqui está a história arliza a qual eu prometi fazer para algumas pessoas, fugido do universo Marvel, eu vim trazer pra vcs uma one shot desse casal que eu tanto aprendir a shippar! ( Quero pedir desde já que as pessoas que não forem fã deles ou que não shippam eles, pfvr não destribuam comentários de ódio. Todos tem suas opiniões e seus gostos, fiz essa história de fã pra fã e por achar injusto a forma que a história de amor deles acabam ) dito isso, vamos para alguns avisos:

° Se preparem, aqui vai ser completamente boiolice a relação desses dois! 100% amor kkkkkk 👀

° a história vai se passar no momento que aconteceu o final da novela, tudo vai ser diferente apartir daquele momento.

° um capítulo dividido em duas partes + 1 bônus

Uma boa leitura!♥️

Capítulo 1 - O príncipe ou o vagabundo...


Fanfic / Fanfiction One shot- Arliza- A escolha - Capítulo 1 - O príncipe ou o vagabundo...

Pov Eliza:


Há minutos de embarcar rumo a Paris, eu estava junto com toda a minha família.– não só a de sangue mas as que eu conquistei quando vim de campo claro para o Rio de janeiro.– em todo momento minhas mãos suavam e meu coração parecia que poderia sair pela minha boca, em minha cabeça passava flash de tudo o que eu passei e tudo o que aconteceu.– se passa o estranho caminho que eu percorri para chegar onde eu cheguei.

agora, eu sou a garota totalmente demais e estou indo realizar meu sonho de ser modelo na famosa cidade das luzes.– onde a dona estelinha e seu Maurice falam tão bem.– pensar em tudo isso, chega a ser assustador ao mesmo tempo que empolgante.

Muitas coisas aconteceram, entre elas duas paixões que me alastraram de forma tão devastadoras e intensas.– quando eu cheguei aqui, eu me deparei com dificuldades nas ruas do rio e um certo "empresários das ruas".– assim como ele gostava de ser chamado.– me ajudou a enfrentar-lás.– o Jonathas foi e é muito importante pra mim, nunca irei deixar de ser grata por tudo que ele já fez por mim no início da minha "nova vida" mas, os nossos caminhos se desencontraram a muito tempo, sinto isso.– talvez o que eu sinta por ele seja apenas gratidão por tudo, mas ao mesmo tempo, me sinto tocada quando estou perto dele e tenho medo de estragar essa nossa ligação.– porém, também tem o Arthur e seus belos pares de olhos azuis.– esse que me ajudou mesmo antes de eu vim para o Rio e depois que eu vim, ele me deu apoio, uma vida, uma casa e vários motivos para correr atrás dos meu sonhos.

Quando penso nesse homem meu corpo todo parece entrar em erupção e minha mente em colapso.– a nossa história aconteceu de forma tão errada, como ele mesmo diz...mas, depois, ela foi criado rumo e criando estruturas, estruturas essas que foram capazes de me deixar segura ao seu lado, segura e estável sentimentalmente.– porém, a nossa história, ela também acabou de forma injusta.– algo que eu também tenho noção.– Mas é tão difícil fazer uma escolha que sei que, pode machucar alguém devido a ela.

É justamente por esse homem que eu estou esperando apreensivamente...– em minha cabeça passa tantas possibilidades que eu nem sei por onde começar a explicar-lás.

– cadê o Arthur heim? Ele está demorando tanto...– pergunto em um tom apreensivo para todos que estavam comigo depois de checar pela décima vez o meu celular 

– não se preocupe minha querida, ele já deve está chegando.– dona estelinha, sua mãe, fala com um sorriso aberto em minha direção, na intenção de me tranquilizar.

– é Eliza, meu pai já deve está chegando, relaxa...ele não vai fugir de você.– jojô reforça com seu tom divertido de sempre, e como de costume, ela consegue arrancar um sorriso meu.

– é, mas ele nunca foi de se atrasar, pelo contrário, esse é o meu papel... será que aconteceu alguma coisa?.– indago batendo com o aparelho de celular em minhas mãos, claramente em um gesto de nervosismo

– eu concordo com a Eliza, Arthur nunca foi disso, era pra ele está aqui a muito tempo.– Natasha fala concordado comigo e isso me deixa ainda mais nervosa

– será que ele desistiu de mim?.– pergunto e minha voz saiu um pouco baixa e triste, olho para o chão apreensiva e uma dor invade o meu peito ao pensar nessa possibilidade...

As coisas é tão difícil, mas eu não quero se afastar dele.

eu estava com o Jonathas, depois estava com o Arthur, algo que foi uma época maravilhosa, aí eu voltei com o Jonathas novamente e infelizmente brigamos a dois dias atrás justamente por eu ter que vim para Paris...– agora, agora eu estou com medo de que o Arthur não venha por achar que eu não correspondo mais os seus sentimentos por mim.– mas é aí, que ele se engana.

Droga Eliza... você tem que saber o que quer.– penso comigo mesma antes de ouvir a voz da minha mãe, me despertando da minha batalha interna.

– minha filha, o Arthur nunca desistiria de você. Você mesma viu quando ele falou que faria de tudo por ti. e eu sei de tudo que aconteceu, das coisas confusas que devem está em sua cabeça nesse momento, mas eu, Gilda, sua mãe... acreditei e acredito nas palavras dele.– minha mãe fala passando uma das suas mãos em minhas Costas.

ouvir isso me deixou ainda mais nostálgica.– ela sorrir pra mim gentilmente ao mesmo tempo que preocupada. – Retribuo seu sorriso e sinto o peso dessas palavras me atigirem.– eu quero acreditar nelas mas eu acho que errei demais com o Arthur em não dar uma segunda chance para nós dois.– e agora, bom, agora eu não sei se tem volta.

Ouço a voz da mulher anunciando pela segunda vez o vôo de embarque para Paris e olho para o lado que vinha a voz, assustada e com medo.– ao mesmo tempo ouço a voz da Jojo soando animada e as palavras dela fez com que o meu coração palpitase ainda mais forte.

– olha Eliza, o meu pai! Ele veio.– ela diz as palavras que eu queria ouvir, sorrindo contente. 

quando olho para onde o Arthur vinha, o vejo vindo em minha direção, lindo como sempre, e o melhor é que, ele não desistiu de mim...

Faço menção de abrir um sorriso mas logo ele morre em minha boca ao ver saindo de detrás dele o Jonathas.– tudo pareceu ficar em câmera lenta.

os dois homens que estavam dominando a minha mente, estavam vindo em minha direção.– Jonathas com um sorriso grande nos lábios e Arthur com uma expressão séria e até mesmo, dolorosa…

Assim que ambos  chegaram perto de mim, o Arthur ficou bem em minha frente e o Jonathas bem ao seu lado, com isso, fazendo-me engolir em seco.





Notas Finais


1/2 👀👀👀


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...