1. Spirit Fanfics >
  2. One Shot !MITW! >
  3. Capítulo Único

História One Shot !MITW! - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá maninhos e maninhas, como estão?
Espero que tenham gostado dessa One Shot!
Gente, é a minha primeira história nessa plataforma, por isso, peço que tenham paciência e peço perdão se houver algum erro.
Para críticas ou elogios, me mandem mensagem no PV
Boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único


DIA: 01/05/2019        HORA: 16h00min          DIA DA SEMANA: Terça-Feira

POV M

Depois de um dia estressante, saio da faculdade e vou em direção a minha cafeteria favorita, 'Books and Coffee'. Meu dia foi ruim e tudo que eu preciso agora é de um café para relaxar e me desligar do mundo por um tempo! Faço faculdade de T.I. a 1 ano, e ano que vem eu já vou me formar, o que me faz aguentar tudo! Chegando na cafeteria, vou logo fazer o pedido e depois me sentar no meu lugar de sempre: Uma mesa só com dois lugares com vista pra janela. Quando entrei na faculdade, logo soube que tinha esta cafeteria na mesma rua e desde então, ela virou meu lugar para tudo, mas principalmente para desestressar! Saio dos meus pensamentos quando a moça deixa o café na minha frente, agradeço e tomo um longo gole e voltando a viajar longe olhando pra janela, e começo a pensar no dia em que eu tomei uma decisão que mudou a minha vida: Foi no dia 02 de Março que caiu a ficha de que eu sou gay. Eu suspeitava já que, ano passado, eu me senti atraído por um amigo meu da faculdade e também têm tantas garotas lindas e eu não me sinto atraído por nenhuma delas! Eu me assumi para todo mundo que eu amo muito e confio e todo mundo me aceitou na boa. Para eles, foi uma notícia relativamente normal, mas para mim, que anos atrás me forçava a gostar de garotas, foi um choque e tanto!
Escuto o barulho da porta da cafeteria abrindo e vejo um garoto lindo de cabelos pretos e olhos pretos com uma camiseta preta estampada com um desenho, uma calça jeans preta rasgada e um tênis branco. Observo ele ir até o balcão, pedir alguma coisa e ir em direção a uma mesa igual a minha em um canto e começar a... Chorar!? Forço um pouco os olhos e consigo ver claramente as lágrimas descendo em seu belo rosto e penso

QUEM FARIA MAL A UM SER TÃO... FRÁGIL E TÃO... SENSÍVEL!?

Vejo a moça trazer uma caneca e eu imagino que seja café e ele agradece com um sorriso fraco sendo deixado sozinho de novo. Decido ir lá, apesar de não querer me meter na vida de ninguém, eu odeio ver pessoas chorando, seja homem ou mulher, mas principalmente mulher! Pego minhas coisas e vou até lá devagar e percebo que ele abaixou a cabeça. Coloco minha caneca na mês, me sento em sua frente e coloco minha mão em seu braço:

Eu: Moço, você está bem?! - Que pergunta idiota, é óbvio que ele não está, mas foi o que saiu da minha boca. Ele levantou rapidamente e tentou secar as lágrimas com as costas das mãos

XxX: Não, está tudo bem - Disse segurando as lágrimas - Não precisa se preocupar

Eu: Tem certeza?! Eu não quero me intrometer, mas você está mal - Ele me olha no fundo dos olhos e eu vejo claramente a dor, o sofrimento em seus olhos

XxX: Não, eu não tenho certeza de nada, na verdade, mas eu não posso sair contando para qualquer pessoa o que acontece comigo! - Disse grosso com umas lágrimas solitárias saindo. Ele abaixou a cabeça e depois de uns minutos, levantou e respirou fundo - D-Desculpa moço... Como você pôde perceber, e-eu não tive um dia bom... - Eu coloco de novo minha mão em seu braço e ele me olha de novo no fundo dos olhos

Eu: Eu concordo que você não pode e não deve sair contando para qualquer um que ficar na sua frente sobre a sua vida, mas eu quero realmente ajudar você. Eu sei que é difícil confiar nas pessoas hoje em dia, mas é sério, pode confiar em mim - Pela primeira vez, vejo um sorriso fraco em seu rosto e tenho que admitir, ele é bem bonito!

Ele seca suas lágrimas, bebe um longo gole de sua caneca e diz:

XxX: Okay, moço misterioso que gosta de ajudar os outros - Ele fala e eu solto um pequeno sorriso - Pode me dizer o seu nome?

Eu: Mikhael, mas pode me chamar de Mike. E você, moço misterioso que gosta de roupa preta - Ele solta outro pequeno sorriso - Qual é o seu nome?

XxX: Tarik, mas pode me chamar de Pac.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...