História One Shot : The Simple Smile - Park Chanyeol - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol
Tags Park Chanyeol :3
Visualizações 108
Palavras 1.290
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


∆ Nos vemos na notas finais :3
Boa leitura pandinhas :3 🐼❤️

Capítulo 1 - Capítulo Único :3


Fanfic / Fanfiction One Shot : The Simple Smile - Park Chanyeol - Capítulo 1 - Capítulo Único :3

Eu não apenas gostava dele, eu o amava demais. E você sabe: quando a gente ama fica cega e louca, acredita nas palavras mais fajutas do mundo todo. Com o Chanyeol não era diferente, no início de tudo, ele era atencioso e muito carinhoso, mas de uns tempos pra cá mudou completamente. Ficava em seu canto, nem ao menos falava ou olhava para mim, a cada dia que passava nós nos afastavamos mais, eu tentava de todas as maneiras possíveis para ficar ao lado dele, porque eu acreditava em nós. Mas em um dia qualquer, você simplesmente terminou comigo, me virou as costas e foi embora. Me deixando sozinha.

...

Eu a amava mais do que tudo em minha vida, eu não suportaria vê-la chorar e desde aquele dia que eu a deixei, um pedaço do meu coração ficou com ela. (S/N) era tão doce, tão bela e eu um cara simples e idiota, ela merecia alguém bem melhor, na verdade ela merecia o mundo inteiro. Todas as noites me pego pensando nela, em seus lábios, em meus dedos tocando cada fio de seus cabelos e sua voz macia. Quando tudo acabou, parecia que estava caindo em um buraco sem fundo, era escuro e solitário. Ela era minha amante, minha vida, minha gata e o mais importante, minha melhor amiga. Eu a deixei, porque sabia que jamais iria ser feliz comigo mas isso não estava certo, não pensava direito naquela época. Mesmo tendo passado um ano, eu ainda acredito em nós.

...

P.o.v (S/N)

Uma garota, um tanto baixa, se encontrava sentada em um sofá de couro vermelho. Ao seu lado, havia duas garotas, que seriam suas amigas e em exatamente um metro de distância, teria três homens em frente a uma Tv cantando horrorosamente. A cada desafinada, era um suspiro de (S/N), toda essa situação era por conta de suas "amigas" que insistiam em fazê-la ir a um encontro e força-la a ficar com algum desses caras. Isso era algo que a irritava profundamente, afinal, não queria nada com ninguém. Enquanto pensava em mil coisas, (S/N) havia escutado algo lá fora da sala, uma voz familiar.

— Eu preciso ir ao banheiro. - Disse se levantando e ignorando qualquer fala de suas amigas.

(S/N) abriu a porta e saiu. Olhou para os lados e o único som que podia ser ouvido era uma abelha que teria parado em seu cabelo, a garota sentiu uma picada e logo uma dor enorme em seu ombro, não se contendo deu um grito e começou a se debater para tirá-la do lugar que estava. Quando finalmente a tirou, se abaixou deixando os cabelos caírem em frente ao seu rosto e enquanto mordia o lábio para diminuir a dor, escutou uma voz.

— Você está bem? - A voz teria vindo de trás da garota. Ela então se virou, ainda com os cabelos em frente ao seu rosto e quando viu a pessoa, sentiu vontade de chorar.

...

P.o.v Park Chanyeol

Um grupo de garotos, altos e bem bonitos, andava em direção ao karaokê. Pensaram em chamar algumas meninas, mas Chanyeol teria negado a idéia, o que gerou uma zoação do caminho de sua casa até o local. Ao chegarem lá, os garotos riam alto e conversavam entre si, caminharam por um corredor e entrou em uma sala, apenas Chanyeol, que teria ido ao banheiro. Quando sairá do banheiro, escutou um grito do nada e por preocupação foi ver o que seria. Encontrou uma garota agachada no chão com os cabelos bagunçados e a primeira coisa que perguntou, fora se estava também. Enquanto a garota se levantava, a olhou bem e seu corpo era familiar e quando a mesma arrumou seus cabelos, Chanyeol arregalou seus olhos, sentindo vontade de beija-la mas também de sair correndo.

— (S/N)... O que faz aqui? - Teria perguntado com uma dificuldade, parecia que um nó se formava em sua garganta.

— É... Estou, em um encontro! Porque? Te interessa? - Disse rapidamente, estava torcendo para que o garoto disesse que ela não podia sair com outros. Queria que ele a puxasse para um abraço e dissesse que a amava.

— Um encontro? Entendo... Então vou indo. - Chanyeol sentiu seu coração parar por alguns instantes, ela teria o esquecido? Enquanto ele ainda a amava.

Chanyeol acenou e deu um sorriso, quer dizer, quase. Ele se virou e saiu andando, assim como a vez que eles terminaram. A deixando sozinha, mas (S/N) não iria permitir que ele a deixasse mais uma vez assim. Ela então correu na direção do garoto e entrou em sua frente, eram visíveis as lágrimas que escorriam por todo seu rosto.

— Quero me olhe pra mim, e-essa é a segunda ve-vez que me deixa... - Disse baixo entre as lágrimas. - Dizem que quando a gente ama alguém, temos que deixá-lo ir. Eu sei que você se sente assim mas estou inplorando do fundo do meu coração que você escolha ficar.

(S/N) teria aumentado o tom da voz, ela já não se aguentava mais. Encostou na parede, escondendo mais uma vez seu rosto e ficaria ali até o momento que paresse de chorar. Chanyeol por sua vez, ficou em silêncio por no máximo cinco minutos, apenas escutando o choro da garota. Aquilo era o fim, a mulher de sua vida estava chorando em sua frente e ele era o culpado disso, se odiava por demais. Ele então, caminhou para perto dela e se inclinou para frente, assim depositando sua cabeça no ombro da menor e a única coisa que pôde fazer foi; a abraçar o mais forte que podia e começar a chorar.

— Não chora, bate em mim... Me xinga, mas por favor não chora. - Disse enquanto a apertava, a garota se virou para ele e retribuiu o abraço. Chanyeol queria e precisava falar para tudo que sentia e sempre sentiu, então respirou fundo tentando parar o choro e começou - Sinto falta de falar contigo todos os dias, de te mandar uma mensagem de “bom dia” e saber como você está, como foi o seu dia, se pensou em mim, em nós. Sinto falta de chegar em casa e a primeira coisa que eu fazia, era te avisar que tinha chegado, e o quanto foi chato estudar. Sinto falta de conversar contigo, mesmo a gente brigando no final de cada conversa. Sinto falta de não ter assunto contigo. Sinto falta de quando eu te ligava e ficávamos em silêncio, e do nada, brigávamos e logo em seguida, nos entendíamos. Sinto falta de quando ficávamos planejando nosso futuro, ou quando combinávamos de nos encontrar e nunca dava certo. Sinto falta do ciúmes que eu sentia por você, quer dizer ainda sinto, sinto falta das nossas brigas, dos nossos carinhos. Sinto falta do nosso amor. Sinto falta de nós. Éramos felizes, do nosso jeito, jeito torto, mas éramos. E eu te amo (S/N).

A garota ficou sem fala nesse momento e suas lágrimas simplesmente travaram, assim como ela. (S/N) sorriu fraco e fez a coisa que mais desejava nesse mundo inteiro, a um ano. A garota, baixa como era, o puxou pelo pescoço e nas pontas dos pés, o beijou. Aquele fora o beijo mais lindo de todos, pois era um beijo de amor, um amor que durou e durará por muitos anos.

— Eu te amo. Eu te quero. Eu nunca senti por ninguém nada perto do que sinto por você. Porque ninguém fez com que eu me sentisse assim, entregue, na corda bamba, com esse gosto de felicidade na boca. - Disse a garota assim que se separou dele, já ele deu um anorme sorriso, o que fizera (S/N) se apaixonar. E aí ela penso, que foi aí que o problema começou, com aquele sorriso... Aquela droga de sorriso!

───────────

☁ ;; Finalização


Notas Finais


Comentem oq acharam....
∆ Vai ter m+ " One Shot "
:3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...