História One Shots - Casais - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags 50 Tons De Cinza, Hot, Masoquismo, Oneshot, Palavrão, Safadezas
Visualizações 163
Palavras 1.992
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Está fanfic contém sexo explícito, insinuações de sexo e palavrões, se você for novo ou não gosta desse tipo de história. Peço educadamente que não leia.

Sinopse: Os pais de Lucca adotou Alice quando ela ainda era uma criança, Lucca e Alice cresceram juntos como irmãos de sangue. Ao passar do tempo Lucca começou olhar Alice com outros olhos, olhares de puro desejo, até que um dia ele se deu por percebido que não aguentava mais pensar na sua meio irmã daquela forma. Ele a queria e ela não havia dito NÃO, errado? Era! Mas foder com ela todas as noites quando seus pais não estavam, era melhor ainda.

Boa leitura ❤️

Capítulo 1 - Minha meio irmã - Alicca


Fanfic / Fanfiction One Shots - Casais - Capítulo 1 - Minha meio irmã - Alicca

- Bom dia maninho.- disse dando um beijo no rosto de Lucca.

- Oi mana, nossos pais vai viajar hoje a noite espero que eles não voltem logo.- Lucca comentou e Alice sorriu.

- Eu vou sentir saudades do papai da mamãe.- Ela respondeu colocando café na xícara.

- Bom dia meus amores, como vocês dormiram?.- A mãe deles perguntou sentando na cadeira ao lado.- seu pai e eu vamos viajar, não esqueçam de dar comida ao poddle.- Ela falava do cachorro.

- As malas já estão prontas?.- Perguntou o pai deles afrouxando a gravata e sentando na mesa para tomar café.- querida, lembre-se que nosso vôo sai às 19h30. E Lucca! nada de dar festas aqui em casa, eu quero meus móveis todos intactos quando voltar.

- Pode deixar.- Lucca revirou os olhos.- posso pelo menos trazer meus amigos pra dormir aqui?

- Negativo, esses seus amigos não são boas pessoas para você trazer eles estando só você e sua irmã em casa.- Sua mãe comentou. Apesar de Alice ser adotada, ela e Lucca se davam muito bem, um cuidava do outro assim como irmãos de sangue.

- E eu posso trazer minhas amigas pra dormir aqui?.- Alice sorriu tentando convencer os pais.

- Nem amigas e nem amigos, sabemos o que esses adolescentes pervertidos fazem quando os pais não estão.- Seu pai respondeu um tanto rude.

- Que horror!.- Alice revirou os olhos.- bom eu vou indo pro meu quarto fazer algo chamado nada, enquanto vocês viajam - ela saiu da mesa subindo para o quarto.

- E eu vou pro meu vídeo game já que nem meus amigos eu posso convidar pra essa casa.- Lucca saiu da mesa indo para o andar de cima, ele passa pelo corredor e ver que tem uma brecha aberta na porta do quarto de Alice, ele não deixou de notar que ela estava com um conjunto de lingerie sexy, era branca transparente deixando suas partes íntimas quase expostas, ela sorria e se admirava na frente do espelho, enquanto a ele se aproximou da porta colocando um de seus olhos e quase babando na sua meio irmã, ela era gostosa um físico normal com parte ambas do corpo, ela não era muito avantajada. Lucca não pode esconder a ereção do seu pênis que já estava dando sinal de vida, assim que passou por despercebido Alice abriu a porta e ele caiu de quatro no chão olhando pra cima e tendo uma visão dela com as sobrancelhas arqueadas e os braços cruzados em volta do peito, batendo o pé esquerdo no chão, ele rapidamente se levantou e sorriu forçado tentando achar um lugar para enfiar seu rosto.

- Desculpa Lice! - disse um tanto envergonhado.- eu não fiz por mal, eu só queria saber se você quer assistir um filme comigo hoje? - Ele coçou a nuca.

- Veio pedir pra assistir um filme comigo e me olhar pelo buraco da minha porta?.- Alice rosnou dando um soco no braço dele.

- Uau! Eu juro que eu não queria, não foi minha intenção.- disse Lucca tentando se explicar.

- Já chega eu não quero ouvir, entra logo e fecha essa porta que eu tenho um plano.- Alice mandou e ele assentiu fechando a porta rapidamente.

- O que foi?.- Lucca perguntou sentando na beirada da cama.

- Precisamos da uma festa sem que nossos pais fique sabendo.- Alice respondeu.- podemos comprar umas cervejas e convida apenas os amigos mais próximos.

- Alice Carter querendo quebrar as regras?.- Lucca sorriu surpreso, Alice era uma garotinha muito certinha quando chegou em sua casa.

- Lucca eu estou falando sério.- Alice revirou os olhos, usando uma blusa grande.- eu quero que você compre as bebidas e eu mando as mensagens para os meninos e as meninas.

- Tudo bem! - disse.- e assim acabar a festa todos terão que ir para suas casas.- Lucca comentou.

- Menos o John.- Alice sorriu maliciosa.

- John também, caralho! - Lucca rosnou, ele odiava John e além de tudo fazia Alice de gato e sapato.

- Eu sei bobinho, só falei pra te deixar irritado.- Alice sorriu deixando Lucca irritado com o cenho franzido.

- Qualquer dia eu mato você.- Lucca empurrou ela na cama e fez algumas cócegas em sua barriga.

- Para Lucca.- Alice gargalhava alto se contorcendo na cama.

- Eu só vou parar porque eu tenho que ir comprar as bebidas, mas depois você me paga.- Lucca disse saindo do quarto.

Algumas horas depois os pais deles já estavam levando as malas para o táxi, Alice estava com um roupão branco e um rabo de cavalo no seu enorme cabelo com cor preto azulado. Lucca estava esperando seus pais sair para entrar com as bebidas que havia deixado atrás da casa no jardim.

- Se comportem.- Sua mãe disse abraçando os dois.

- Pode deixar.- Lucca sorriu forçado.

- Tchau crianças, ligaremos assim que chegar lá.- Seu pai exclamou gritando da janela do carro. Assim que seus pais saíram da região Alice mandou mensagem para os amigos avisando que eles já poderiam vir e logo assim tirou seu roupão ficando com a roupa que estava para festa. Lucca colocou todas as garrafas de cerveja e vodka na geladeira e ligou uma música no volume máximo, todos os convidados chegaram indo em direção a cozinha pegando um pouco de bebida naqueles copos plásticos vermelho, Lucca estava sentado com seus amigos enquanto as meninas estavam na pista de dança mexendo seus glúteos. Lucca só conseguia imaginar a Alice naquela lingerie e o quanto ela era sexy! Meu Deus eu não posso estar querendo minha irmã, crescemos juntos como irmãos de sangue, disse para o mesmo em sua mente pervertida que não lhe dava sossego.

- O Lucca é um gato.- Uma de suas amigas comentou.

- Meu irmão é lindo mesmo.- Alice respondeu ainda dançando.

- Como você consegue ficar em casa com ele e não foder?.- Disse a outra dando um gole na bebida e soltando beijinho para o namorado que estava no sofá bebendo.

- Ele é meu irmão, não sejam ridículas.- Alice revirou os olhos.

- Pois se eu tivesse um irmão e ele fosse adotado porém gostoso, eu dava pra ele.- Pronunciou-se a garota sorrindo maliciosa.

- No caso eu sou a adotada e sabe quando eu vou foder com meu irmão? Nunca!.- Alice exclamou com as sobrancelhas arqueadas.

- Você é muito boba, nunca diga que dessa água não beberás Alice.- Sorriu voltando a dançar. Os meninos foram para pista de dança, dançar com as meninas e Alice sentou ao lado de Lucca que já estava meio alcoolizado e ela também e provavelmente cansada daquele assunto de transar com o próprio irmão.

- Nossa! eu amo quando o papai e a mamãe viaja.- Alice comentou com típico sorriso dando um gole na bebida. Ela estava com um shortinho jeans mostrando a poupa da bunda e uma regata branca sem sutiã.

- Eu também.- Lucca respondeu se jogando com ela no sofá e abraçando seu corpo, respirando seu hálito de cerveja com mistura de vodka. Eles se entreolharam de uma forma diferente, como se estivessem se desejando, talvez realmente estavam.

- Que merda já deu 00h00.- disse cortando o clima para fugir daquela situação.- acho bom mandar a galera ir pra casa antes que quebrem alguma coisa.- Alice disse levantando do sofá.

- Eu também acho.- Lucca levantou em seguida com a ajuda dela.- gente tá na hora de vazar.- disse e os amigos fizeram cara feia. - uma hora teríamos que acabar, vazando!

Depois de mandarem seus amigos irem embora, Alice e Lucca subiram tropeçando as escadas e também pelos corredores do andar de cima, Lucca caiu no chão e Alice gargalhava tanto que acabou caindo ao lado dele, mas ainda assim continuou gargalhando alto.

- Shhh.- Lucca colocou o dedo indicador na boca dela e por instantes aproximou seus lábios do dela pedindo espaço para aprofundar o beijo, ela demorou alguns segundos para corresponder mas logo suas mãos rodearam em volta do pescoço dele puxando seu corpo para cima do dela. Ele estava dentro das pernas dela sentindo seu pênis endurecer conforme o beijo ia ficando mais intenso e o quanto era bom sentir seu pênis no meio das pernas dela sarrando em sua buceta. Ela queria muito aquela noite e ele também, por mais que em suas mentes diziam que era errado pois eles eram irmãos, foram criados juntos desde crianças. O beijo foi ficando cada vez mais quente e mais profundo ela queria ele aquela noite mesmo que pudesse ser a primeira e a última. Mas ele não a desejava só aquela noite, ele cresceu tentando negar para si mesmo que esses sentimentos que ele sentia por ela eram errado! O beijo se quebrou quando o ar foi nescessário, Lucca pegou Alice no colo e levou para o quarto dela deitando-a em sua cama, ele tirou sua blusa dela e voltou a deitar em cima dela beijando seus seios por fazendo ela sussurrar ofegante, voltou a colar seus lábios no dela e logo tirou beijando o pescoço dela que se arrepiou por inteira.

Lucca tira o short de Alice e beija ela por cima da calcinha, aquilo era uma tortura totalmente gostosa, ele arrancou a calcinha dela com apenas uma puxada e voltou a beijar sua buceta enfiando fundo a língua fazendo ela rebolar contra sua boca, o gosto dela era maravilhoso e o jeito que ela segurava nos cabelos dele em forma de desespero e passando uma mensagem sexualmente que queria a noite toda, Lucca continou chupando olhando nos olhos dela, ela se contorcia em sua boca falando que iria gozar, ele aprofundou mais ainda sua língua fazendo movimentos circulares no clitóris dela até que ela soltou um ápice delicioso em sua língua, ele subiu beijando sua barriga e depois passando a ponta da língua fazendo círculos no bico de seus seios, ela puxou ele agressivamente para sua boca sentindo seu gosto. Ela trocou de posição ficando por cima dele, enfiou a suas mãos macias dentro da cueca dele e tirou seu pênis de lá masturbando levemente com maestria, ela levou sua cabeça até lá e deu algumas linguadas na cabecinha depois passeou com sua língua fazendo círculos e puxando apenas ali aquela região deixando ele louco, ele gemia segurando em sua cabeça para que ela fosse mais forte e fundo fazendo seu pênis atingir fortemente a sua garganta. Após deixar seu pênis todo babado Alice volta a beijar Lucca levando seu pênis na entrada da sua buceta e encaixando delicadamente e sentando sentindo ele arrombar ela. Ela rebolava em círculos gemendo com sua cabeça tombada para trás enquanto ele masturbava o clitóris dela olhando em seus olhos pervertidos, ela continuou sentando devagar fazendo sua buceta apertar o pênis dele dentro de si, ela arfou voltou a ficar apoiada no peitoral dele rasgando sua blusa e rebolando com mais força agora, Lucca pegou ela no colo levando para o canto da parede prendendo ela entre seu corpo ela fechou as pernas em volta da cintura dele enquanto ele metia com mais força fazendo barulho da sucção e o cheiro de sexo estava empreguinado no quarto. O saco dele atingia forte a bunda dela fazendo a morena gritar pedindo mais, ele acertou um tapa na bunda dela lhe chamando de puta e ela sorriu e continou pulando em seu pênis deixando ele sem controle fazendo jogar ela novamente na cama e mordendo seu pescoço deslizando seu pênis por fora da sua buceta, ele deitou ela de bruços e enfiou fundo seu pênis fazendo ela soltar um palavrão daqueles, ele não ligou e continuou indo fundo fazendo ela empinar a bunda e pedir cada vez mais. Ele levou as duas mãos até o pescoço dela e apertou impedindo abafando seus gemidos, ela gozava muito no pênis dele deixando ainda mais lubrificado ela ficou manhosa por estar sensível, mas Lucca não ligou e continuou socando até a morena ficar mole, ele estocou algumas vezes até tirar seu pênis e gozar na bunda dela.

Errado era, mas ele tinha que admitir que foder todas as noites com sua meio irmã era o erro que ele mais queria cometer.


Notas Finais


Beijos até o próximo capítulo ❤️😘
Comentem!!! ❤️❤️🔥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...