História One-Shots Camren - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila Cabello, Camila G!p, Camren, Camren G!p, Lauren G!p, Lauren Jauregui
Visualizações 5.610
Palavras 1.304
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigada ^^

Capítulo 2 - Minha Professora (Camila G!p) Parte 1


     Pov Lauren

Camila Cabello.

Esse é o nome da jovem que tornas as minhas manhãs mais estressantes.

-Senhorita Cabello se não for te incomodar eu gostaria de dar a minha aula sem as suas piadinhas sem graça - Falo tentando manter a calma com a cubana sentada da última carteira da primeira fileira a esquerda.

-Estou atrapalhando fessora? - Pergunta com aquele maldito sorriso sarcástico no rosto.

-O correto é professora senhorita, e sim, você está atrapalhando - Afirmo a fuzilando com os olhos - Ou você começa a prestar atenção na aula ou serei obrigada a manda-la ao diretor.

-Desculpa professora - Pede se ajeitando na carteira e sorrindo falsamente - Você não vai escutar mais um A da minha boca nesta aula.

...

Maldita cubana sem palavra.

-Você fica Cabello - Ordeno ao que o sinal bate e os alunos começam a sair pro intervalo.

-Algum problema Lauren? - Hipócrita.

-Do mesmo jeito que te trato com formalidade eu espero receber o mesmo tratamento senhorita Cabello - Digo me aproximando e ficando frente a frente com ela - Me chame de professora.

-Tudo bem professora - Concorda me olhando nos olhos e mantendo aquele maldito sorriso no rosto - Mas enfim, fiz algo de errado?

-Eu só tenho 24 anos e semana passada encontrei um fio de cabelo branco na minha cabeça senhorita Cabello - Falo suspirando - E algo me diz que você foi a responsável por ele estar ali.

-Eu? - Pergunta rindo e se aproximando um pouco mais - Por que eu?

-Porque só você consegue me levar ao limite Camila - Falo aumentando o tom de voz e despejando tudo que estava entalado na minha garganta desdo início do ano - Só você consegue me enlouquecer todas as manhãs, você é a única pessoa que não sai da minha cabeça não importa o que aconteça e eu não suporto mais isso.

-Quer dizer que só eu consigo te levar ao limite Lauren? - Pergunta sorrindo maliciosa - E acho que podemos deixar a formalidade de lado por alguns minutos.

-O-O q-que? - Pergunto processando minhas próprias palavras e me batendo mentalmente por ter falado aquilo pra uma jovem com os hormônios a flor da pele - Aonde vai?

-Precisamos de um pouco mais de  privacidade Lauren - Diz e meu cérebro grita que não precisamos de  mais privacidade, porém tudo que consigo fazer é arfar e me escorar na mesa tentando manter o equilíbrio.

-A-Acho q-que já terminamos essa c-conversa C-Camila - Sussurro vendo a mais nova trancando a porta e caminhando até mim.

-Tem certeza professora? Já terminou de falar sobre como só eu te faço perder o controle? - Pergunta parando a poucos centímetros de distância - Temos 30 minutos ainda.

-P-Por f-favor Camila, saia - O QUE TÁ ACONTECENDO COMIGO?

Por que sinto meu corpo queimando a medida que ela se aproxima mais?

Por qual razão a vontade incontrolável de puxar aqueles fios castanhos enquanto a beijo esta dominando o meu corpo?

Por que a idéia de ter essa maldita cubana me fodendo forte em cima da minha mesa não me sai da cabeça?

-Você não quer que eu saia Lauren - Afirma e em um movimento inesperado circula minha cintura com os braços e me puxa grudando nossos corpos com certa brutalidade.

-P-Por f-favor - Peço com a respiração acelerada - S-Se afaste.

-Eu esperei tempo demais pra ter um momento a sós com você Lauren, não irei me afastar agora - Sussurra no meu ouvido.

O QUE?

-C-Como a-assim? - Pergunto arfando e sentindo suas mãos próximas demais da minha bunda.

-Eu só queria chamar a sua atenção baby - Confessa começando a depositar beijos na minha nuca - Desde o primeiro dia de aula eu só queria ter você para mim.

-N-Não p-podemos - Digo mordendo o lábio inferior e tentando controlar a vontade quase incontrolável de responder suas carícias.

-Eu termino o ensino médio este ano e já tenho 18 Lauren, se você quiser nós podemos sim - Diz e não consigo segurar um gemido sofrego ao que ela aperta minha cintura em sinal de possessão e da um leve chupão no meu pescoço.

Após perceber que de certa forma eu estava gostando das carícias, ela resolveu intensificar um pouco mais as coisas e desceu as mãos até minha bunda e as minhas coxas.

-E-Eu sou s-sua professora - Sussurro me dando por vencida e deitando a cabeça no vão do seu pescoço - N-Não p-posso.

-Você quer Lauren? - Pergunta apertando minhas coxas - Humm? Você quer? 

-C-Camz - Peço sôfrega - P-Por f-favor.

-Você me quer amor? Quer me sentir dentro de você? Quer me ter te proporcionando prazer? - Pergunta e eu assinto circulando seu pescoço com os braços e aproveitando pra marcar aquela área também.

-Q-Quero - Confesso e aquela foi a deixa para que a mais nova grudasse nossos lábios em um beijo voraz e me pegasse pelas coxas, andasse até a minha cadeira se sentasse comigo em seu colo.

-Eu esperei tanto por esse dia baby - Sussurra suspendendo a minha saia e acariciando minha bunda - Pra ter você todinha só pra mim.

-Humm Camz - Gemo manhosa e começo a rebolar em seu colo, mais precisamente em cima do seu membro sentindo o seu órgão duro feito pedra em baixo da minha intimidade encharcada.

-E-Esta sentindo a minha necessidade de te fuder meu amor? - Pergunta ofegante - Ele quer tanto te sentir sentando gostoso em mim.

-Oh! - O ar-condicionado parecia estar desligado pelo calor que fazia na sala, eu sentia os locais pelos quais suas mãos passavam ardendo em desejo e sem contar que depois que esse momento...íntimo acabasse eu teria jogar minha calcinha no lixo.

-E-Eu posso baby? - Pergunta me dando selinhos - Posso te fuder até você não conseguir mais andar.

Eu ainda tenho que dar aulas hoje Camila, facilita...

-P-Pode - Confirmo e quase que na velocidade da luz a cubana nos levantou, nos despiu e em seguida voltou a se sentar comigo novamente no seu colo.

CACETE.

-Não precisa se preocupar amor, prometo ir com carinho - Diz como se tivesse lido meus pensamentos - E você está tão molhadinha pra mim que eu duvido que você vá sentir alguma dor.

-Camz - Resmungo lhe dando um tapa no braço e deitando a cabeça no vão do seu pescoço - P-Por f-favor.

-Já estou indo baby - Sussurra e eu fecho os olhos ansiosa para tê-la em mim.

-Oh C-Camz - Tento controlar os gemidos ao que sinto seu membro me preenchendo - Humm.

A cada centímetro que entrava era uma mordida que eu lhe dava no ombro na tentativa de conter os gemidos.

-Humm amor, v-você é t-tão apertadimha - Diz em meio aos gemidos - T-Tão b-boa pra mim.

-Humm - Arfo aliviada quando seu membro finalmente se encontra completamente no meu interior.

-T-Tão bom - Afirma e depois de alguns minutos sinto ela me impulsionando para que eu desse início aos movimentos.

-Oh! Humm Camz - Gemo baixinho começando a cavalgar no seu colo. A medida que eu aumentava a velocidade sentia os apertos nas minhas coxas e na minha bunda aumentando deixando o momento ainda mais excitante.

-G-Gostosa - Grunhi baixo e para minha surpresa sinto ela levantar e segundos depois meu corpo colidir contra a parede me proporcionando uma dorzinha gostosa - Você é minha Lauren, nunca se esqueça disso.

-Oh Camz! - Gemo relativamente alto ao que a cubana se retira quase toda do meu interior e em seguida me preenche com uma estocada só.

-Minha - Afirma e eu me limito apenas a concordar enquanto sinto minhas pernas tremerem e o meu prazer vir melando todo seu membro - Humm baby!

Depois disso Camila só precisou dar mais duas estocadas para que seu prazer me preenchesse por dentro.

-Camz - Arfo sôfrega ao que ela se retira do meu interior e me leva no colo até a cadeira onde se senta comigo junto a si.

-Minha - Sussurra me abraçando com possessão.

-Sua - Concordo deitando a cabeça no seu ombro e beijando o seu o pescoço - Só sua.


Notas Finais


O que acharam? Continuo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...