História One Shots Camren - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camren
Visualizações 1.336
Palavras 1.496
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ecchi, Famí­lia, FemmeSlash, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Mistério, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Minha primeira one shot então relevem. A imagem da capa não tem nada a ver com o capítulo, mais a foto está muito bonita.😍😍😍😍

Capítulo 1 - Minha professora de Biologia.


Fanfic / Fanfiction One Shots Camren - Capítulo 1 - Minha professora de Biologia.

POV Lauren

Me chamo Lauren Jauregui, tenho 25 anos e sou formada em biologia. Leciono em um dos colégios mais conceituados de Miami, e neste exato momento estou a caminho do meu trabalho.

Estaciono meu carro na vaga dos professores e entro na escola atraindo vários olhares, pois sou a professora mais rigorosa desse colégio. Recebo olhares de algumas putas que vivem se atirando pra cima de mim, outras já me olham com raiva, também de garotos com os hormônios a flor da pele, vejo também a minha aluna Camila uma das alunas que não vai muito com minha cara é só se dar mal na minha matéria, mas confesso que tenho vontade de abrir minhas pernas pra ela, ainda mais sabendo do que ela têm no meio das pernas, eu também amo irritar ela, isso sem ninguém saber, tenho que manter minha imagem de correta. Entro na sala dos professores e comprimento todos e fico conversando com Dinah, minha melhor, até o sinal tocar avisando o início das aulas.

POV Camila

Acordo com o barulho do despertador. Me chamo Karla Camila Cabello Estrabão, tenho 17 anos, sou interssexual e estou no último ano do ensino médio. 

Levanto e vou pro banheiro fazer minhas necessidades e higiene, visto uma cueca preta, uma calça skinny preta uma camiseta social, não gosto de usar short de compressão até porque todos daquela escola sabem o que tenho no meio das pernas que não é nada pequeno. Termino de me arrumar e desço as escadas encontrando meus pais tomando café da manhã.

- Bom dia, mãe e pai. - Digo sem ânimo algum.

- Bom dia filha! - Diz minha mãe na maior alegria me dando um beijo na bochecha. - Que desânimo é esse? - Pergunta, depois de me servir com panquecas de banana.

- Quero saber quem que vai acordar alegre em plena seis da manhã de uma segunda-feira pra ir á escola. - Digo, pois é a mais pura verdade, ter que ficar uma manhã inteira ouvindo professores chatos, ainda mais quando se tem uma professora sexy e rigorosa que vive pegando no meu por ser péssima em biologia. Mas confesso que sinto uma atração por ela, que é gostasa pra caralho, e também adoro irritar ela quando á respondo.

Depois de tomar café, pego a chave do carro, me despeço dos meus pais e vou pra escola. Estaciono meu carro e desço, vou em direção a minhas melhores amigas Demi e Normani.

- Bom dia Demi e Mani! - Digo na maior alegria indo abraçar elas que me retribuem.

- Bom dia Mila! - Dizem ela em uníssono. Entramos na escola e ficamos conversando, até a minha ''querida'' professora chegar atraindo vários olhares inclusive o meu mais disfarço. Ela vestia uma calça social colada preta, uma regata vermelha, um scarpin também na cor preta e uma maquiagem leve que realça seus traços. Resumindo muito gostosa.

- Você estudou pra prova dela que vai ter hoje? - Pergunta Mani me fazendo arregalar os olhos e olhar para ela.

- Que prova? E por quê vocês não me avisaram? Agora vou tirar nota baixa. - Fico desesperada.

- Não coloca a culpa na gente se você não presta atenção na aula, e outra achávamos que você sabia. - Diz Demi. Logo o sinal toca avisando o início das aulas, corro pro armário e pego os livros das aulas que teria hoje e vou pra primeira aula que é de literatura. Depois de três aulas finalmente chegou o intervalo, me encontrei com minhas amigas e depois ouvimos o sinal tocar avisando que eu estaria ferrada, pois agora era aula de biologia.

- Boa sorte Mila e segura a fúria da Jauregui. - entramos na sala e lá estava o motivo pelo meu desespero. Me sento em uma cadeira no fundo da sala, a professora espera todos os alunos entrar e se sentar em seus devidos lugares.

- Bom dia turma. - Todos responde em uníssono um bom dia, mas pra mim está sendo um péssimo dia. - Hoje teremos uma prova. Srt. Camila poderia se sentar aqui na frente por favor? - Começou a encher meu saco. Assinto e me sento onde ela pediu, que ficava bem próximo de sua mesa. - Espero que tenham estudado. Vou começar a distribuir as provas, quem eu ver colando ou olhando pros lados tomarei a prova, além de ficar sem nota e de detenção. - Diz ela começando a entregar as provas, e meu nervosismo só aumenta, passa por minha mesa deixando a prova, dou uma bela olhada me deixando pasma, eu não sabia de nada que estava naquele prova. Ela termina de entregar as provas e se senta na sua mesa observando todos, se eu já estava nervosa agora que eu morro, sendo que ela não para de me olhar. Tento me acalmar e responder a prova.

Todos já haviam terminado a prova, só restava eu, a professora e o meu nervosismo na sala. Eu tinha respondido apenas uma questão sem nem saber se estava certa. Ela se levanta e vem em minha direção.

- Camila estou percebendo que você não estudou nada pra prova, só respondeu uma única questão em duas aulas. - Ela diz olhando minha prova e depois me fitando com suas esmeraldas verdes. Abaixo a cabeça e assinto, concordando com o que disse. - Eu tenho uma proposta pra te fazer. Se você concordar isso irá ser nosso segredinho. - Sussurrou bem próximo do meu ouvido, com uma voz sexy, fazendo meu pênis ficar semi-ereto.

- E qual seria essa proposta? - Entro no jogo dela, eu sabia o que ela queria e lhe daria da melhor forma possível.

- Você me fode, de todas as formas possíveis e se fizer um bom trabalho te darei dez, mas se você não fizer serei obrigada a te dar um zero. - Diz sensualmente, sentando no meu colo.

- Eu vou te foder como ninguém nunca te fodeu antes professora Jauregui. - Nem espero ela responder e lhe dou um beijo cheio de segundas intenções. Me levanto com ela no meu colo, com a pernas envolta da minha cintura, coloco ela sentada na mesa, me separando do beijo. - Diz, o que você quer Lauren? - Pergunto e começo a chupar e morder seu pescoço, ouvindo ela arfar.

- Que você enfie esse pinto gostoso na minha boceta. - Ela leva a mão até minha calça desabotoando e puxando meu pênis pra fora, iniciando um vai e vem lento. 

Tiro a blusa dela e o sutiã, olho aqueles seios durinhos com os mamilos rosados, não espero mas nem um segundo e começo a chupar e dar mordidas de leve pra não machucar, os gemidos dela agora já eram altos, faço isso nos dois seis até deixar eles vermelhos e sensíveis. Ela me empurra me fazendo bater na parede gélida atrás de mim, els me deixa nua encara meu pinto não tardando em abocanha-lo.

- Isso gostosa, chupa gostoso. - Digo e ela começou a fazer garganta profunda. - Hmmmm is...isso - Digo com dificuldade, toda vez que ela subia chupava a cabeça do meu pau, fazendo barulho de sucção. Levanto ela começando a tirar sua roupa, deixando ela completamente nua pra mim, ela tem um corpo perfeito. Sento ela na mesa de novo lhe dando um selinho, abro as pernas dela é começo a chupar aquela boceta escorrendo pra mim.

- Iss...isso chu..paAnhhh Hmmmm. - Mais geme do que fala. Mordisco o seu clitóris devagar, chupando em seguida fazendo barulho de sucção, penetro minha língua nela fazendo ela soltar um gemido alto, fazendo ela gozar em minha boca, engulo todo o seu líquido. Me levanto lhe dando um beijo bem quente, me posiciono entre suas pernas pegando meu pênis e direcionando para sua boceta. Coloquei devagar, pois não queria machucar ela. Entrei por completo e é a melhor sensação, suas paredes vaginais me envolveram.

- Hmmmm Lauren você é tão apertada. Tão gostosa. - Ela gemia feito uma louca, ainda bem que todos da escola já haviam ido embora, caso contrário a escola inteira saberia o que está acontecendo aqui dentro. Começo a estocar quando ela rebola, começo lento mais vou aumentando a velocidade.

- Is...so v..ai maissss rAnhh rápido Ohhh...ohhhh.- Geme, aumeto a velocidade passando a estocar o mais rápido possível ouvindo o choque dos nossos corpos. Coloco ela debruçada na mesa, voltando a estocar com toda a força, levo minha mão até seu clitóris massageando. Depois de mais umas três estocadas gozei soltando oito jatos de esperma dentro dela, em seguida ela tem orgasmo múltiplos.

Saio de dentro dela lentamente, Lauren se vira me dando um selinho.

- E aí professora qual foi a minha nota? - Pergunto, vendo ela se vestindo e eu fazendo o mesmo , quando terminamos de nós vestir ela se aproxima de mim.

- Você tirou nota máxima Srt.Cabello. - Diz com sorrisinho sapeca nos lábios me dando um beijo e me fazendo sorrir, saímos da escola e fomos embora. Do pior passou a ser o melhor dia da minha vida. E claro, passamos a repetir isso todos os dias.








Notas Finais


Bom foi meu primeiro hot, comentem e dêem idéias que eu irei fazer o tema que vocês me pedirem. Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...