História Une fois - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Visualizações 157
Palavras 2.202
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Cap 1



Narradora

A pequena perolada sorria animada,iria reencontrar o amigo que havia feito no ano inteiror,às vezes ficava triste por se lembrar de não o ver o ano inteiro 

Já que ela morava na capital com os pais,já seu amigo,o uchiha mais novo,morava no inteiror,uma cidade chamada konoha,com os pais e o irmão 

Se conheceram no verão passado...

Flashback onn 

Hinata e seu primo Neji brincavam em um parque próximo a praia,a casa de seus avós a qual Neji também morava era ao outro lado dá rua 

Mas isso não impossibilitou de Hinata se perder,afinal a pequena ainda tinha quatro anos,apesar de ser esperta,ela estava com medo,o parque era grande 

Mas ela logo notou que não estava mais nele,e sim na praia,foi entoa que seu desespero aumentou,não achou ninguém no meio do percurso,talvez por já estar escurecendo 

Mais a longe viu dois meninos correndo perto da beira da praia,ela não os conhecia mas talvez eles pudessem a ajudar,ela já estava cansada mas correu até eles antes que os mesmo fossem embora 

-oi 

Falou baixo mas atraindo atencao dos dois meninos que até então pareciam brincar,o mais novo assim que viu a menina se escondeu atrás do seu irmão mais velho 

-oi?

Ele parecia ter dez anos pelo tamanho,Hinata se sentia intimidada com seu olhar analítico 

-e-e-eu estou perdida,m-e-eus avós moram na frente do p-a-arq-ue

Disse vermelha,nunca gostou de falar com estranhos 

Flashback off

No mesmo dia fez dois novos amigos,Itachi o mais velho a ajudou a chegar em casa para o alívio dos pais e avós,Sasuke o mais novo não conversou consigo durante o caminho 

Mas no restante de tempo que passou na casa dos avós,começou a desenvolver uma amizade com Sasuke,após o ver chorar em uma pedra próxima a praia,ela não lê perguntou o motivo pelo simples fato de odiar que perguntassem isso a ela,mas para a sua felicidade ele havia aceitado ser seu amigo 

Pena que isso só ocorreu uma semana antes de sua volta para a capital,então mal tiveram tempo de se conhecerem,mas Hinata foi embora jurando que voltaria assim como fazíamos todos os anos 

E aqui estava ela,seus pais a deixaram aqui junto com sua irmã caçula,hanabi,e voltaram para Tokio,iriam voltar somente no final de semana

-vamos dar uma volta Neji 

Falou pela quinta vez enquanto tentava convencer o primo,seus avós não deixariam ela ir sozinha outra vez

-ja disse que não,eu acho que vai chover

O mais velho falou olhando para a janela,o tempo lá fora estáva limpo e caloroso na opinião de Hinata 

-eu quase nunca te vejo,e quando u venho te visitar você não quer passear comigo?

Falou fazendo cara de choro,ela so queria ir a praia para talvez poder rever o amigo,o mais velhos desistindo suspirou e foi indo em direção a porta,Hinata abriu um largo sorriso e foi atrás.do primo 

-vamos logo antes que escureça 

Ouviu o dizer antes de fechar o portão,em menos de dez minutos haviam chegado na praia,para sua decepção o amigo não estava lá,talvez estivesse em casa mas ela não sabia aonde o mesmo morava 

Ela e o primo não ficaram ali por muito tempo já que não se tinha o que fazer,além de estar escurecendo como Neji alertará antes de saírem de casa,então acabaram voltando antes do previsto 

Depois do jantar Hinata ficou no quarto que estava dividindo com a pequena irmã de dois anos,ela se sentia entediada até que sua avó entrou no quarto 

-não vai assisti televisão com seu primo,querida?

-não vovó,estou cansada

Falou saindo da janela e indo em direção a cama,sua avó a conhecia bem e sabia o motivo de tal desânimo da neta 

-sabe aquele seu amigo?

Assim que perguntou logo viu os brilhos nos olhos da menor

-sasuke?

Perguntou animada vendo a avó assentir 

-a mãe dele vem aqui pegar algumas encomendas amanhã,talvez ele venha para brincar com você 

Falou como última tentativa de alegrar a neta,o que aconteceu de fato já que Hinata abriu um enorme sorriso e foi dormir 

-sasu!

Falou assim que o viu na sala ao lado de uma mulher de cabelos pretos,mikoto uchiha,correu para abraça ló,Sasuke apenas sorrio a abraçou a amiga que já não via a quase um ano 

-oi Hina 

-vamos brincar lá fora?

Sasuke não respondeu,não antes de olhar para a mãe como uma pergunta muda,ela apenas assentiu o fazendo sorrir e se levantar indo atrás da menor 

-vamos brincar do que?

Perguntou assim que chegaram no quintal da casa,Hinata sorrio e pegou os cavalinhos de pau que sempre brincava com Neji 

-eu sou a bandida

Falou montando em um cavalinho e começando a correr,Sasuke sorrio e entrou na brincadeira

Aquelas férias concerteza ficaram marcada na vida deles


Suspirei assim que botei meus pés para fora do carro,a viagem era de apenas uma hora mas eu sempre me sentia enjoada 

Olhei envolta percebendo que algumas coisas haviam mudado,faz anos que não venho visitar minha avó,desde que ela e meu pai brigaram pouco tempo da morte do meu avô,ele nunca mais nos trouxe aqui 

Eu ainda era pequena e não entendia as coisas,quando minha mãe estava viva minha avó ainda ia nos visitar,raramente,mas ia 

Mas desde que a mamãe morreu parece que ela e o papai se distanciaram ainda mais,eu só queria que eles tivessem uma relação normal,afinal são dá mesma família 

Minha mãe morreu a seis meses atrás, câncer de pulmão,ela fumava mas nunca na nossa frente,hanabi minha irmã caçula ficou arrasada,e se culpa pela morte dela 

Alguns meses depois ela entrou em depressão,nossa família estava em um marítimo,quase nunca víamos nossa avó,meu primo eu nem lembrava mais o rosto já que minha avó sempre  vinha nos visitar sozinha,meu avô morreu quando eu tinha dez anos

Meu pai nunca foi presente na nossa criação,o que ajudou ele a tomar essa decisão,acho que foi uma válvula de escape para ele,uma forma de se ver livre de nós

Segundo ele morsriamos com nossa avó apenas para hanabi passar mais tempo com a família,nossa família também era ele,mas como sempre não disse nada,afinal não tinha o que se dizer em uma situação como está 

-venha visitar vocês no feriado

Meu pai falou,não fez nem questão de sair do carro para nós ajudar com a mala 

-nao vai entrar?

Perguntei esperançosa,talvez todo esse tempo tenha feito ele mudar de opinião,mas não 

-estou atrasado 

Falou ligando o carro 

-como sempre 

Resmunguei e olhei para a casa,hanabi já me esperava impaciente e de braços cruzados,como se não soubesse tocar uma mísera campanhia 

Eu sempre pedia para minha mãe me trazer aqui nas férias,mas meu pai sempre a proibiu de me trazer,seu orgulho sempre falou mais baixo,nunca em um briga ele seria o primeiro a recuar 

Tantas lembranças das férias em que pude passar aqui me vieram a cabeça,e então Sasuke?será que ele ainda mora na cidade?Como ele estaria?

Logo ouvi a  porta ser aberta,minha avó parecia mais abatida desde que a nota morreu,ela sempre foi muito apegada a minha mãe 

-oi querida,cadê o pai de vocês?

-ja foi

Hanabi entrou logo subindo as escadas,ela não é assim,só está se escondendo e tentando ser alguém que não é

-oi vó,estava com saudades

Falei a abraçando,não nos víamos desde o enterro da minha mãe,eu sabia que com o tempo minha avó se tornaria meu refúgio

-eu também,vá lá encima preparei um quarto para você,hanabi vai ficar com o antigo de hóspedes

Assenti e subi as escadas,eu não sei ao certo o porquê da minha avó ter aceitado nos ter aqui na sua casa,talvez ela só queira passar mais tempo com as únicas netas que ela tem,afinal Neji sempre esteve aqui com ela

Desde que seus pais sofreram um acidente,ele ainda era um bebê,eu nem havia nascido na época mas acabei descobrindo anos depois 

Como estou no último ano do colegial talvez tenha que fazer faculdade aqui mesmo, ouvi dizer que há faculdades muito boas em konoha 

Olhei pela janela vendo a rua com alguma dfolhas no chão,estávamos no outono e na rua haviam várias árvores,na cidade inteira para falar a verdade

Três dias depois 

Estava ansiosa minhas aulas iriam começar,eu não conhecia ninguém então estava com medo,nunca fui uma pessoa sociável 

Assim que entro no pátio da enorme escola recebi olhares em minha direção,hanabi já havia sumido da minha vista a muito tempo 

Abaixei meu olhar e andei o mais rápido possível,um dia depois da mudança vim aqui com a minha avó,precisava conhecer a escola 

Entrei na sala e suspirei aliviada por não ver ninguém,ri de mim mesma mais logo notei outra pessoa me observando,levei um susto ao ver aquele garoto pálido sentado no fundo da sala,ele me parecia familiar,será?

-sasuke?

Perguntei quase que instantaneamente,ele me olhou como me tentasse lembrar de mim,me arrependi talvez ele nem mesmo se lembrasse,tínhamos dez anos quando nós vimos pela última vez,qualquer um poderia se esquecer 

-hinata 

Falei antes dele poder dizer algo,sorri e fui em sua direção me sentando a seu lado na outra fileira de mesas 

-quanto tempo né

Falei arrumando minha mochila,ele estava lindo não que ja nao fosse,fiquei frustada ao perceber que ele não me responder

Depois do tremendo silêncio algumas pessoas começaram a entrar na sala,seus olhares iam diretamente a mim e aquilo estava me incomodando,outra coisa que me incomodava era o modo de como Sasuke tinha me tratado,sequer falou comigo,tudo bem,ele pode não me conhecer mas falaria isso como uma pessoa normal 

Depois da minha apresentação no início da aula fiquei pensando nele,eu queria que ele se lembrasse de mim,queria contar tudo o que aconteceu nos últimos sete anos,queria perguntar se suas crises estavam melhor,se ele estava finalmente se tratando 

Eu sei que Sasuke nunca teve uma boa relação com o pai,quando eu ia em sua casa ainda era pequena mas aquilo era perceptível,fugaku agia como se Sasuke não existisse e eu sei que ele ficava triste por isso,espero que tenham mudado

-ei,está me ouvindo?

Ergo meu olhar assustada vendo uma menina loira sorridente,acho que eu a vi no pátio da escola mais cedo,sorri e tentei responder o mais gentil possível

-desculpe,qual é o seu nome?

-yamanaka Ino,e o seu?

-hyuuga Hinata,aconteceu alguma coisa?

Afinal ele nem me conhecia,talvez só quisesse ser minha amiga mesmo 

-ah sim,iria perguntar se você quer lanchar com a gente?

A olhei confusa,não tinha mais ninguém na sala fora nós duas,ela percebendo minha confusão sorrio e logo tratou de responder

-meus amigos já estão no refeitório

Sorri sem graça e me levantei,seria melhor do que passar o intervalo inteiro sozinha 

-tudo bem

Até o refeitório fomos conversando,Ino era um pouco energética demais pro meu gosto,descobri que ela morava algumas quadras depois da minha, agora ,casa

Seus pais são divorciados e ela mora com a mãe,o pai dela trabalha em suna então ela quase nunca o vê

-eles estão ali 

Ela disse assim que entramos no refeitório,segui seu olhar e encontrei uma mesa que deveria ter no mínimo umas seis pessoas,ótimo terei que falar mais sobre mim para outras pessoas 

Assim que sentamos Ino me apresentou aos demais 

-Hina,essa aqui é a temari, Shikamaru,Kiba,Shino e Sasuke 

Olhei para Sasuke que me encarava,bufei irritada,não iria conversar com ele agora,o restante da aula passou rápido,Neji veio me buscar,ele ja está no segundo semestre de direito 

Almoçamos e então eu decidi dar uma volta pela praia que era ali perto,Neji queria ir comigo mas eu disse que preferia ficar sozinha,precisava espairecer um pouco 

A praia está deserta,talvez seja pelo tempo,está nublado certamente irá chover a noite,além disso a temporada só irá começar daqui a seis meses,até lá os únicos visitantes da praia são os moradores,ou,os turistas que vem nos feriados 

Me sento em uma pedra e começo a olhar o mar,tanta coisa tinha acontecido nesse último ano,eu sei que não é fácil mais eu preciso ser forte,por Hanabi 

Olho mais a baixo mas outras pedra e vejo Sasuke,acho que aqui deveria ser seu lugar de paz,percebi que ele estava ofegante e logo me levantei em alerta,ele deveria estar tendo mais uma crise,desde pequeno ele desenvolveu crises de pânico e ansiedade,sua mãe sempre teve medo de deixá-lo sozinho por isso sempre estava com ela ou com o irmão mais velho 

Corri até ele que finalmente notou minha presença,mas não conseguia me mandar embora,era como se o ar tivesse acabando,segurei seu rosto nas minhas mãos e o fiz me encarar 

-calma Sasuke,respira pelo nariz,solta pela boca 

Falei demostrando aos poucos ele foi fazendo o mesmo e acabou se acalmando,então deixei minha curiosidade falar mais alto e resolvi perguntar 

-o que aconteceu?

-nada 

Falou desviando o olhar,bufei e me sentei ao seu lado,mau tinha voltado e já estava cansada da sua indiferença

-eu acho melhor você ir pra casa,sua mãe deve estar preucupada com você 

Falei após um tempo em silêncio mas não ouve resposta,que surpresa 

-ela não está 

-ela foi viajar?

Me lembrava que a senhora uchiha nunca deixava Sasuke sozinho,talvez ela tenha o dado mais liberdade já que ele agora está de tornado um adulto,precisa ter responsabilidade

-ela morreu 

-eu não sabia,me desculpe 

-nao peça desculpas como se a culpa fosse sua 

Falou ácido,enquanto eu me perguntava,desde quando ele é assim?

-a minha mãe morreu,não faz nem um ano ainda,câncer de pulmão,foi uma grande surpresa descobrir que ela fumava 

Disse tentando evitar contato visual,era difícil falar isso para outras pessoas,por isso a maioria das vezes mantinha isso apenas para mim 

-por isso não vinha mais passar as férias aqui?

Perguntou me olhando e me viu negar,havia tantas coisas para contar mais talvez agora não fosse hora

-eu tenho que ir,fique bem 

Falei me levantando e indo embora,do jeito que Neji é capaz de já estar me preucurando  





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...