História One week to fall in love (jikook) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Boyslove, Bts, Jikook, Mangá, Sevendays, Vhope, Yaoi
Visualizações 24
Palavras 2.218
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura :)

Capítulo 12 - Flashback


Sábado, sexto dia, 01h14min.

THIRD P.O.V.

A sala da casa de praia estava totalmente escura, o único som que podia ser ouvido eram as respirações que se misturavam ao silêncio. Havia apenas uma pessoa acordada naquela casa, sua cabeça dava voltas, após receber uma mensagem do irmão Jungkook não conseguia dormir, a mensagem era simples e dizia apenas “Irmãozinho estou com saudades, seu apartamento é tão perto de casa e mesmo assim você não vem me ver e nunca está em casa, terei que chamar a polícia?”. Aquela simples mensagem fazia seu peito doer, era inevitável não pensar no passado, não pensar em como tinha se distanciado propositalmente do irmão em apenas um mês.

Flashback dois anos atrás.

- Tu sabe que isso é errado ne?

- Ah fica quieto hyung.

- Você está espionando a vizinha.

- Eu não estou espionando ninguém.

- Ah não? E o que significa essa sua disposição em ficar na janela enquanto cai um temporal ai fora?

- Só estou pegando uma brisa.

- Faz apenas uma semana que a vizinha chegou mano, da um descanso que ela não vai embora tão cedo.

- Ah e como você sabe?

- Sabendo oras.

- Você falou com ela não foi?

- Talvez.

- Para de suspense hyung.

- Você é muito curioso Jeon Jungkook.

- E você é muito chato Jeon Junghyun.

Era inevitável não reparar nas pessoas que estavam se mudando para o bairro, uma linda japonesa chamada Saito Yuri junto com seus pais e um irmão mais novo. A família Saito havia recebido uma ótima proposta de emprego na Coréia e com o filho mais novo as despesas aumentaram, não era difícil saber o motivo da família ter saído do Japão. Yuri era uma garota inteligente, tinha estudado nas melhores escolas e era boa em tudo, ela era linda e para Jeon Jungkook ela era a mulher mais bonita de toda a Coréia e ele apostaria um rim dizendo que ela era a mulher mais bonita e encantadora do universo. Jeon Jungkook em seus belos 17 anos se viu apaixonado, Saito Yuri com seus 19 anos ficou encantada pelo Jeon, mas foi o Jeon mais velho que a encantou, Saito Yuri se apaixonou por Jeon Junghyun e o Junghyun queria apenas comer sua torta de limão e chocolate em paz.

Não demorou para que o bairro todo acolhesse a família Saito, mas o que ninguém sabia, era como a Yuri poderia ser ardilosa quando queria algo.

Flashback um ano e seis meses atrás.

- Ah hyung, sério, eu não aguento mais ficar em casa, vamos fazer alguma coisa? Qualquer coisa por favor, eu topo tudo.

- Você pode não ter percebido, mas eu já estou fazendo algo, se você não tem nada pra te tirar do tédio vá lavar o banheiro.

- Você não está fazendo nada, ‘ta só ai jogado no chão.

- Estou jogado no chão assistindo One Piece e você deveria estar fazendo o mesmo.

- Saiu episódio novo?

- Sim, vem Jungkook, eu volto pra você assistir.

- Você nem pra me avisar ne?

- Mas eu estou te avisando.

- Era pra ter avisado antes.

- Não sou aplicativo pra ficar te enviando notificações irmãozinho.

- Chato.

- Fica quieto que vou dar play no episódio.

Antes mesmo do Jeon mais novo falar algo o celular de Junghyun começou a tocar, o nome no visor mostrava que a pessoa quem atrapalhava a sessão de animes dos Jeons era Saito, aquilo fez o coração de Jungkook perder uma batida e sua respiração ficar presa na garganta. Ele sabia que seu irmão mantinha contato com a vizinha, só não sabia que eram tão íntimos a ponto de ligarem um para o outro.

- Licença irmãozinho, você pode esperar só cinco minutos? Tenho que atender essa ligação.

- Ah claro, só, er, só não demora.

- Pode deixar.

E em um pulo o Jeon mais velho desapareceu de seus olhos. Aquilo o incomodava, Jungkook infelizmente vinha alimentando sentimentos amorosos profundos em seu coração, sentimentos esses que eram direcionados a sua noona, sua vizinha japonesa que parecia pertencer a uma família real, já que a seus olhos a mesma era uma princesa.

Junghyun voltou bufando e impaciente, Jungkook fingiu não perceber, mas sua curiosidade sempre foi um problema.

- Tudo certo hyung?

- Sabe a vizinha? A que você tem uma queda e fica dando uma de stalker todo dia?

- O que? Eu não faço isso, nem sei de quem você está falando.

- Quem você está tentando enganar Jungkook? Você sabe que somos irmãos ne?

- Aish hyung, fala logo.

- Ok, veja, ela quer sair comigo, mas eu sei que você é todo apaixonadinho por ela e sinceramente, eu não tenho interesse algum nela.

- Hmm, mas se ela quer sair com você, por que não aproveita a oportunidade?

- Oportunidade pra quem? Eu realmente não tenho interesse algum nela e como eu já disse, eu sei que você gosta dela e mesmo que eu não veja nada de interessante nela eu respeito isso.

- A quem nós queremos enganar? Ela nunca vai sequer olhar pra mim!

- E por que não olharia? Você é meu irmão, só por isso já é 50% gostoso.

- Mas eu não sou tão inteligente como você.

- Ah cala a boca, você é tão inteligente quanto eu, só é preguiçoso.

- Como se você não fosse preguiçoso hyung.

- Eu sou mas você é mais.

- ‘Ta, mas eu sou mais novo que ela, ela não quer alguém mais novo, quer alguém mais velho como você.

- Dois anos apenas, e dai? Qual vai ser a grande diferença quando os dois passarem dos 90 anos?

- Então eu devo esperar até os 90 anos?

- Não, você deve parar de ser idiota e ir atrás do que quer e alias, como você sabe que ela procura alguém mais velho? Pode ser que ela queira alguém mais novo, nunca se sabe.

- Em que momento da sua vida você viu uma garota com um garoto mais novo?

- Sei lá ue, eu não fico reparando na vida dos outros.

- Você é um chato hyung.

A verdade era que Junghyun não via nada de interessante em Saito Yuri, mesmo que todo o bairro tivesse se desmanchado por seus encantos, o que ele via era apenas mais uma garota, uma colega que tinha um papo legal para trocar algumas ideias. E ver o interesse de seu irmão mais novo só o deixava ainda menos interessado nela.

Flashback um ano atrás.

- Jungkook, se você não quiser que eu vá eu não vou.

- Como assim? E vai deixar ela esperando?

- Sim, quer dizer, eu mando uma mensagem avisando.

- Não hyung, ela não merece isso e eu já expliquei mais de mil vezes, eu não sinto mais nada pela Yuri. Ela é doida por você desde quando ela chegou aqui, por favor saia com ela.

- Eu realmente não me sinto a vontade com isso e também não sei o motivo de você ter arranjado esse encontro pra mim.

- Não faça ela sofrer assim, ela te espera há um ano.

Jungkook tinha em seu peito uma dor enorme, seu coração doía e lágrimas teimavam em querer sair, mas ele não demonstraria nada disso para seu hyung. Com o passar dos meses Jungkook realmente se aproximou de Yuri e ela o tinha como uma arma para se aproximar do Jeon mais velho, Jungkook sabia disso mas não podia evitar de querer se aproximar, algo naquela japonesa chamava sua atenção e fazia seu coração apertar. Ficar perto dela doía mas ficar longe dela doía ainda mais.

Flashback seis meses atrás.

- HYUNG.

- O que foi?

- Sua namorada está aqui.

- Ela não é minha namorada.

- Como não? Vocês saem juntos, viajam juntos, dormem juntos.

- E dai? Você vive fazendo isso com várias garotas, elas são suas namoradas também? Todas elas?

- Não muda de assunto, você sabe que eu apenas me divirto, nunca é nada sério com ninguém. Você e a Yuri são diferentes, se isso não for namoro o que é então?

- Bom, sempre que eu vou sair ela gruda na porta e me acompanha a força, de algum jeito ela sempre sabe que vou viajar e compra as passagens para o mesmo voo e mesmo que eu tente fazer com que ela volte pra casa ela insiste em querer ficar no meu quarto. Me diga irmãozinho, o que eu posso fazer quando já tentei de tudo pra me afastar dela? E sabe de quem é a culpa? Ela é totalmente sua, você que arrumou essa confusão toda meses atrás.

- Ela é feliz com você hyung.

- Mas você já se perguntou se eu sou feliz com ela? Não digo que ela seja má pessoa, mas eu estava bem antes dela, estava curtindo muito bem minha vida livremente.

- Você não sente nada por ela?

- Ela é minha amiga, é apenas desse jeito que eu a vejo e mesmo que sejamos íntimos um com o outro não creio que nosso relacionamento vá pra frente.

- E por que você não deixa isso claro pra ela? Sei lá, tenta terminar com ela.

- E você não acha que eu já tentei isso? Eu sempre converso com ela, tento faze-la entender que existem pessoas por ai que morrem de amor por ela, que fariam de tudo apenas para ter uma noite com ela, mas ela insiste em dizer que meu amor a satisfaz e que a deixo feliz, eu não entendo.

Os dois irmãos conversavam sem perceber que mais alguém escutava sua conversa e esse alguém era nada mais nada menos que Saito Yuri, “namorada” de Jeon Junghyun.

Flashback um mês atrás.

Depois de escutar a conversa dos irmãos da família Jeon, Yuri estava decidida a fazer com que Junghyun caísse aos seus pés. Desde que colocara seus olhos sobre o Jeon mais velho quis faze-lo seu, afinal de contas quem não desejaria um homem lindo, charmoso, com um corpo maravilhoso, inteligente, bem humorado e de coração enorme? Todos adoravam Jeon Junghyun e Saito Yuri desejava exibi-lo como um troféu, ela havia sido a primeira pessoa a namorar sério com Junghyun, ou pelo menos, ela achava que estavam namorando. Então quando escutou o namorado falando aquelas coisas, seu coração se encheu de ressentimento e seu propósito era faze-lo sofrer, assim como ela sofreu ao escutar aquelas palavras.

Jungkook e Yuri estavam em uma lanchonete, havia se tornado habito a mais velha o chamar para conversar e mesmo ele querendo se afastar não podia negar sempre, afinal de contas era sua cunhada.

- Como está o meu cunhado favorito?

- Eu sou seu único cunhado Yuri.

- Eu sei bobo, mas não deixa de ser minha pessoa favorita.

- Enfim, por que me chamou aqui?

- Por que não chamaria? Somo amigos não somos?

- Sim, somos, eu só pensei que fosse algo importante.

- Não é nada, é só que seu irmão anda muito ocupado e eu queria matar a saudade de algum Jeon, você era o único disponível.

- Ah que besteira, meu irmão não está tão ocupado ultimamente.

- Vamos mudar de assunto, com quem você está saindo essa semana?

- Estamos tão sem assunto assim pra falarmos da minha vida sexual?

- Eu só acho engraçado o modo como você consegue ficar com tantas garotas sem se apaixonar por nenhuma delas.

- Talvez eu esteja apaixonado por alguém.

- Sério? Devo ter ciúmes?

- Por que? Você deve ter ciúmes do meu irmão.

- Ah você é meu irmãozinho, tenho que cuidar de você.

Após algum tempo de conversa os dois saíram e caminhavam devagar sem ter algum rumo certo, apenas caminhavam enquanto conversavam coisas aleatórias até sentarem em um banco numa praça. Durante todo o momento Yuri insinuava que queria estar mais perto de Jungkook, vez ou outra encostava suas mãos e em alguns momentos até havia passado sua mão pela coxa do garoto.

Jungkook estava desconcertado, sabia que o irmão não amava a namorada, mas ainda assim Yuri era a namorada dele e ela tinha um compromisso com ele. O que ele poderia fazer quando aquela linda mulher se aproximava sedutoramente de si? O que ele poderia fazer quando ela o abraçou e deixou um beijo em seu pescoço? O que ele poderia fazer quando ela sussurrou seu nome de um jeito tão sensual em seu ouvido que todos seus pelos se arrepiaram. Ele estava em outro mundo e foi assim que finalmente sentiu aqueles lábios finos contra os seus.

Pela primeira e única vez Jungkook beijou Yuri e pela primeira e única vez traiu seu irmão, depois da euforia todo o peso do arrependimento caiu em seu corpo, aquilo não era certo. Era a namorada do seu irmão, seu melhor amigo, seu confidente, a pessoa em que mais confiava e amava. Então, depois daquele dia, havia jurado que tiraria Yuri de seu coração e não cairia em seus encantos mais uma vez, nem que sua vida dependesse disso. Após esse evento Jungkook alugou um apartamento e foi morar sozinho, não aguentava olhar o irmão e lembrar do acontecido, era doloroso ter que se afastar mas para ele era o necessário.


Notas Finais


Não esqueçam de votar para o MAMA esse ano, depois daquela injustiça com os nossos votos precisamos dar a volta por cima, vamos armys, pra cima deles!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...