História Ones Shots - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Courtney DiLaurentis, Emily Fields, Hanna Marin, Jessica DiLaurentis, Pam Fields, Spencer Hastings, Wayne Fields
Tags Emison
Visualizações 238
Palavras 1.496
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - The homeless


Fanfic / Fanfiction Ones Shots - Capítulo 10 - The homeless

Sasha DiLaurentis. 

Oi,  meu nome é Sasha Pieterse  DiLaurentis,  tenho 22 anos e sou atriz mundialmente famosa.  Atualmente eu faço a um papel em uma série para Adolescente chamada “Pretty Little Liars".  Faço uma personagem muito esnobe e odiada por muita gente da cidade em que ela morava Rosewood.  Mas na realidade eu sou o oposto do que eu interpreto. 

Acabei de sair do set de gravação,  meu motorista esta passando por uma rua escura mais com a iluminação fraca dos postes. Então eu vejo aparentemente uma garota deitada no banco do ponto de ônibus,  com jornais para TENTAR se proteger do friu,  e uma blusa de friu velha como travesseiro. Mando o motorista parar e saiu do carro em direção a garota. 

Mds ela está toda machucada!!!

-Ei... Ei garota,  acorde.  Tento acorda-me e consigo,  ela se encolhe e me olha assustada. 

-Quem é você? , o que você quer?,  por favor não me machuca!  Ela disse chorando.

-Ei calma...  Eu não vou te machucar  meu nome é Sasha e eu só quero te ajudar. 

-Por que quer me ajudar? 

-Por que ninguém merece viver dessa maneira...  Ninguém merece viver na rua. 

-O...Obrigada. Ela diz sorrindo de leve. 

-De nada,  vem...  Vamos para o meu carro. 

-Ok. 

1 mês depois. 


Foi assim que eu conheci Emily Mitchell...  Ela disse para mim que fugiu de casa e não teve lugar para morar,  então resolveu morar na rua.  Vou confessar pra vocês que....  Eu me apaixonei por ela,  não sei se ela gosta de mim como eu gosto dela...  Mais tenho certeza que eu a amo. 

Emily Mitchell

Oi,  meu nome é Emily Mitchell,  tenho 21 anos e ERA uma moradora de rua...  Eu sei que pela minha idade eu deveria ter consciência e arrumar um emprego,  pra comprar uma casa e tals...  Eu fiz isso mas ninguém quis dar um serviço para uma moradora de rua.  Até que uma noite bastante fria uma mulher veio até mim e me ajudou me levou para o seu apartamento e estou aqui até hoje.  

Como eu virei moradora der rua? 

Eu digo a vocês. 

Flashback on: 


-Mãe,  pai...  Eu sou lésbica. 

(Silêncio) 

-Não vão dizer nada? 

-Sim Emily eu vou te dizer isso.  Um tapa no meu rosto. 

-Emily...  Você sempre foi uma vergonha para essa família...  Vá embora dessa casa AGORA.  Minha “Mãe" Gritou.  Eu ia para o quarto quando meu pai diz: 

-Aonde você pensa que vai? 

-Buscar minhas coisas. 

-Não,  aquilo tudo foi comprado com o dinheiro meu e da sua mãe...  Então é nosso,  vai embora agora.

-O QUE AINDA ESTA FAZENDO AQUI GAROTA VAI EMBORA LOGO!!!. Minha “Mãe" Gritou. 

Sai pela porta e fui embora,  passei por um beco e alguém agarra meu braço. 

-Eai gatinha vamis ali brincar um pouco. 

-Me solta. 

-Qual é morena vai fazer essa desfeita,  eu sei que você quer me beijar. 

-Louco.  Piso no pé dele e ele grita. 

-AII...  SUA VAGABUNDA VOCÊ VAI SE ARREPENDER.  Ele começa a me dar vários tapas pelo meu corpo deixando marcas roxas.  Um carro de polícia passa assustando o cara fazendo ele fugir.  Eu até tentaria chamar a polícia mas eu estava mais pra dentro do beco e não deu para eles me verem e nem tempo deu me reerguer e pedir socorro. 

Fico lá no beco até recuperar minhas forças e levantar.  Fui para o ponto de ônibus mais próximo,  me deitei,  peguei jornais velhos para servir de coberta e uma blusa vermelha que já estava comigo para usar como travesseiro.  

Logo eu acordo com uma bela voz me chamando. 

A PARTIR DAQUI VOCÊS JÁ SABEM. 

Flashback off. 

Confesso a Vocês que eu estou completamente apaixonada pela mulher que me ajudou,  o nome dela é Sasha DiLaurentis...  Ela me disse que também é lésbica assumida para a família e que eles aceitaram numa boa (Confesso também que fiquei um pouco triste por não ter recebido o apoio dos meus pais),  eu reconheci ela pois ela é atriz e protagoniza minha série favorita Pretty Little Liars,  fazendo o papel de uma adolescente esnobe...  Mas na vida real ela é totalmente o oposto de sua personagem.  Ela é Carismática, Educada, Atenciosa,  Cuidadora, Linda, Romântica...  E várias outras características.  Ela sabe QUASE tudo sobre mim...  Eu digo quase por que ela não sabe da minha condição...  Eu sou intersexual. 

Sasha DiLaurentis. 

Estou decidida,  hoje mesmo eu vou dizer a Emily que eu estou apaixonada por ela. 


Bom,  agora estamos na mesa jantando,  na verdade ela está jantando eu só estou brincando com a comida. 

-Sasha não vai comer? 

-Estou sem fome. 

-Entendi...  Por que fica me observando eu fico sem graça. 

-Você fica fofa quando está com vergonha. 

 AGORA ELA ESTA UM PIMENTÃO. 

-Para Sash...  Eu estou com vergonha. 

-Em,  eu preciso te dizer uma coisa. 

-O que? 

- Em... -pego em sua mão- Desde que eu te ajudei eu venho sentido uma coisa por você,  eu estranhei no começo mais agora sei o que é e se você não partilhar essa mesma coisa comigo eu vou entender perfeitamente,  o que eu quero dizer é que...  Eu estou apaixonada por você. 

-Há...  Sash... 

-Não precisa dizer nada eu só queria que... 

Ela me interrompe com um beijo,  demoro para corresponder pois fui pega de surpresa,  ela pede passagem de língua e eu concedo...  Agora o beijo fica mais intenso, eu dou a volta pela mesa e sento em cima de seu colo. 

-Sash... 

-O que foi...  Não gostou do beijo?  sáiba que foi você que me beijou. 

-Não!  Não é isso... 

-O que foi...  Que seje uma boa desculpa por que eu estava amando o beijo. 

-Eu também,  mais eu também tenho uma coisa a dizer.

-O que é Baby? 

-Eu...  Eu sou...  Eu sou intersexual. 

-Eu sei. 

-Como? 

-Depois eu conto,  agora posso voltar ao que VOCÊ estava fazendo. 

-Pode. 

Volto a beija-la,  levo minha mão para sua nuca e ela leva a sua mão para minha cintura aproximando nossos  corpos aprofundando mais o beijo. 

- Em...  Vamos para o meu quarto. 

Levanto de seu colo e pego na mão dela e subimos para meu quarto como eu Moro sozinha e sempre ligam pelo interfone antes de me visitarem eu já entro jogando ela na cama de costas para ela ter minha visão.  Já fui tirando minha roupa,  tirei meu vestido,  meu sutiã e minha calcinha ficando nua em sua frente. 

-Gosta do que ver? 

-Só vou poder responder se você chegar mais perto de mim.  Ela diz eu sorrio e escalo seu corpo beijando seus lábios delicadamente...  Logo mudo para seu pescoço deixando mordidas e chupões nem um pouco leves. 

-Aii isso dói. 

-Para todos saberem que você tem dona. 

Ela me tira de cima dela e começa a tirar sua roupa ficando apenas de cueca box e sutiã. 

-Vem tirar aqui Sash...  Eu tenho um pouco de dificuldade de tirar o fecho do sutiã. 

Essa piranha esta me provocando. 

-MEU DEUS. Ela ri de mim e logo eu a jogo na cama novamente e começo a apalpar seus seios,  logo começo a chupa-los,  levo uma das minhas mãos para o seu pau e começo a bater uma. 

-Ahh.  Ela geme,  então eu paro de chupar seus seios e em um movimento rápido eu vou para baixo ficando em frente ao seu pau e começo a chupa-lo enquanto bato uma. 

- Meu Deus Sash...  Ahhh. 

-Esta gostando Baby? 

-Estou amando...  Ahh. 

Paro de chupa-lá e volto a  ainda batendo uma.  Rapidamente ela inverte nossas posições ficando em cima de mim me pegando de surpresa. 

-Nossa. 

-Pensou que eu ia ficar aguentando suas provocações?  Hahaha você está muito enganada. 

-Então me surpreenda. 

Emily Mitchell. 

Minha vez de brincar. 

Começo beijando seus lábios e a masturbando por que eu sou afrontosa, ela geme entre o beijo e logo ou desço para a sua virilha chupando imediatamente,  movimentos de cima a baixo ainda estimulando seu clitóris.

-Ahhh Meu Deus Emily AHHH. 

Então logo paro de chupa-lá e passo a encará-la.  Pego uma camisinha no criado mudo e coloco no meu membro e volto a beijá-la. 

-Você quer? 

-Quero. 

Sorri com sua resposta e  logo a penetro. 

-Ahhhh Ah Ah...  PARA PARA. 

-Parei...  Ta doendo muito? 

-Sim...  É muito grand,  quantos centímetros tem? 

- 19, 9

-Taporra...   Agora vai.  

Penetro por completo nela e ela grita mais eu continuo dentro...  Em seguida começo a me movimentar não tão rápido. 

-Mais...  Mais rápido Em. 

-Tem certeza? 

-Sim...  Vai...  Mais rápido. 

Acelero meus movimentos e ela geme muito alto. 

-Ahhhh,  Em...  Que delicia,  uhhhh...  Meu Deus ahhhh. 

-Deus Sasha...  Você é uma delícia. 

-Em... Eu...  Eu vou... 

-Eu também...  Goza comigo minha linda. 

Logo gozamos juntas,  eu caiu em cima da Sasha com a respiração ofegante,  ambas suadas. 

-Meu Deus Em...  Você me destruiu. 

-Mas você gostou que eu sei. 

-Sim...  Amei,  Em eu tenho certeza de uma coisa. 

-Que coisa? 

QUE EU TE AMO, CONTRA A PROMESSA, CONTRA A PAZ,  ESPERANÇA,  CONTRA A FELICIDADE,  CONTRA TODAS AS OPOSIÇÕES QUE PODEM HAVER NESSE AMOR. 







Notas Finais


Ta ai o capítulo de hoje... Espero que tenham gostado❤🅰


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...