História OneShot - Undertale - Charisk - A garota das flores amarelas - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Personagens Chara, Frisk
Tags Bad End, Charisk, Drama, Oneshot, Undertale
Visualizações 41
Palavras 1.110
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Lindas flores amarelas

Eu gostava delas...

Eram belas...

Elas que trouxeram meu fim...

 

.....

 

Você quer ver a minha história? Quer saber por que estou assim?

......

 

Interessante...

 

Bem...

 

 

Tudo começa em um belo dia...

Pássaros cantando, lindas flores amarelas desabrochando...

E eu as colhendo...

Depois que eu sai do subsolo, comecei a cultivar flores já que muitas apareciam em volta do monte Ebott...

Eram apenas hobbys normais... E o melhor de tudo, sempre que eu ia colher flores, eu via uma garota deitada em cima das flores... Ela era quieta, seus cabelos curtos, olhos escarlates, sempre olhando para o céu...

Eu comecei a falar com ela...

-Oie, tudo bem com você? Sempre a vejo por aqui... - Ainda lembro bem, ela se levantando e olhando para mim...

-Por quê seus olhos estão sempre fechados? -  Ela ignora minha fala e faz para mim uma pergunta que ninguém havia feito antes...

-Eu também não sei... - Eu não tinha oque dizer a ela, então ela pegou uma flor e colocou na boca...

-Ei, essa flor é venenosa. - Eu tentei avisa-la mas ela me ignorou, se bem que a flor não estava fazendo efeito nela...

-C-Como? - Eu se aproximei dela, eu não entendia oque estava acontecendo, eu achava que aquela flor era venenosa, mas ela era

Eu só não entendia o porquê que não funcionava nela... Mas eu fiquei aliviada de ver ela bem...

- I-D-I-O-T-A - Ela soletra para deixar bem claro, eu não compreendia o motivo dela me chamar de idiota.

- P-Por quê? - Eu realmente estava confusa.

- Eu sou só um "espirito", eu não tenho fome, sono, nem vontade de continuar sendo um espirito... - Ela disse com uma voz desanimada...

Eu a conheci assim... Ela falava dessas coisas de espirito sem Alma.

Eu comecei a visitar ela todo dia, a gente conversava sobre a vida...

E toda vez ela falava que estava perdida, que era o destino dela ficar ali,

Deitada nas flores amarelas

Então eu, depois de um tempo, comecei a chama-la de a Garota das flores amarelas...

Foi a primeira vez que a vi sorrir.

Hahahah! Que nome horrível! Você não tem um pingo de criatividade!! - Ela dava risada da minha cara...

Eu só podia ficar corada com a beleza do sorriso dela...

 

Logo semanas se passaram e aquela visita virou rotina...

 

Mas em um certo dia, ela estava diferente, o tempo estava nublado, ela estava olhando para o céu, sentada...

- Tudo bem? - Eu perguntei se sentando do lado dela...

- Hoje foi o dia em que morri. - Ela falou de um jeito calmo, mas sério... - Ei, você me promete uma coisa?

Ela perguntou se deitando nas flores como sempre...

C-Claro. - Eu, ingênua, concordei em prometer algo a ela.

- Odeie todos os humanos. - Ela falou com um olhar de ódio, mas eu não podia odiar os humanos...

Mas eu concordei com ela...

Qual seu nome? - Ela me pergunta colocando uma flor entre meus cabelos.

- Frisk! - Respondi altamente alegre, pois era a primeira que ela encostou em mim.

- Belo nome... - Como sempre ela se deitou...

 

Aquele dia foi um passo para mim, mas todo voltou ao normal, nossas conversas, a única coisa que mudava 

é que ela me chamava pelo nome.

Mesês depois...

Um dia como todos os outros ela  falou que ninguém se importava com ela...

- Sabe... Enquanto eu não tiver uma Alma, eu não vou ser lembrada e nem vou ter sentimentos... Mas no fim, ninguém vai se importar mesmo... - Eu fui ajuda-la

Então eu entreguei a minha Alma para ela... Eu queria demonstrar que eu se importava com ela...

Mas na hora que ela pegou minha Alma um sorriso malicioso subiu em seu rosto.

Frisk, Frisk, por que você faz tudo isso comigo? - Ela colocando a Alma em seu corpo sem hesitar vem para cima de mim..

Eu não tinha oque fazer, ela estava em cima de mim, nossos rostos bem próximos.

Eu acho que te amo Frisk... - Ela continuou falando, naquela hora, meu corpo disparou, meus sentimentos vieram a loucura...

Sem hesitar eu a beijei, ela logo cedeu a passagem da língua, enquanto a gente se beijava... 

Ela só me distraiu e apertou o botão que eu mais temia...

 

Ela resetou tudo que eu havia feito

 

Quando eu senti nossas línguas se separarem e vi que tinha volta em um pilha de flores, olhei para cima....

Eu não conseguia acreditar...

Eu segui em frente e vi Flowey, a flor falante...

Olá, eu sou Flowey a flor... Você é nova aqui no sub.... - Antes da flor terminar de falar, eu a cortei com uma faca...

Que nem eu sabia de onde havia tirado, eu só senti meu corpo ser controlado e me rendi a aquela sensação....

Aquela sensação de sentir o contato com alguém que ama...

Frisk bobinha, agora você vai me ajudar a matar todos aqui e do mundo lá fora - Eu reconhecia essa voz, era a garota das flores amarelas...

Eu nunca havia perguntado o nome dela... Mas eu a beijei...

Ela só estava me manipulando...

Eu era a marionete dela.

E o Pior de tudo é que eu gostava da sensação de ser controlada por ela.

 

Após matar todos das ruinas, chorando de dor, continuei a fazer aquele pecado...

 

Depois de tudo eu consegui matar todos...

 

Eu havia perdido tudo e todos, só estava a garota das flores amarelas, em um lugar escuro...

A gente conseguiu Frisk, por causa disso direi meu nome! - Meus olhos estavam sem vida, mas eu sorria para ela...

Mesmo depois de tudo que ela me fez, eu sorria para ela, eu queria saber seu nome.

- Meu nome é Chara. - Ela falou, fazendo sumir a escuridão, estávamos no topo do monte Ebott...

Era uma vista bonita.

- Você me disse que odiaria os humanos, agora que a gente já tem força, vamos mata-los - Ela voltou me controlar e me levou até uma vila próxima dali...

Ela matava sem piedade, as pessoas corriam, ela dava risada..

Eu só conseguia ficar feliz com ela..

Mas ver pessoas morrer era uma coisa horrível...

Mas assim foi indo, ela ficou matando humano por humano.

Criança por criança, homem por homem, mulher por mulher...

Ela só dava risada e eu sendo manipulada...

 

Essa é a história de como perdi a vontade de viver...

Meu único motivo era satisfazer ela...

Essa é minha história, de como fui manipulado pelo amor e pelo ódio...

Tudo isso aconteceu

Porque me apaixonei pela garota das flores 

Amarelas...

 


Notas Finais


Eae galera, espero que vocês tenham gostado, mas esse OneShot não tem nada relacionado com a fic Amar ou Odiar!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...