1. Spirit Fanfics >
  2. OneShot KTH, KNJ e Sn - Irmãos Kim (Threesome) >
  3. Capítulo Único

História OneShot KTH, KNJ e Sn - Irmãos Kim (Threesome) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


B
O
A

L
E
I
T
U
R
A
💚💚

Capítulo 1 - Capítulo Único


   - Ah. - Solto o ar me jogando no sofá.

Depois de um dia inteiro de mudança eu finalmente posso descansar, acho que vou ver se tem alguma pizzaria aqui perto, estou morrendo de fome, pego minhas chaves e saio do apartamento trancando-o, quando saio do prédio eu vejo uma pizzaria não muito longe, quando entro no estabelecimento vejo dois rapazes que parecem ser familiares para mim.

- Licença, vocês são os irmãos Kim? - Pergunto olhando para os dois.

- Depende, quem quer saber?

- Larga de graça Taehyung. - O outro rapaz o repreende.

- É isso mesmo, Taehyung e Namjoon. - Digo animada.

- Desculpa, nos conhecemos? - Namjoon me pergunta confuso.

- Espera!! S/n?! Aí meu deus eu não acredito. - Taehyung se levanta e me abraça.

- Ainda não me lembro. - Namjoon nos encara.

- Você quebrou meu braço quando a gente era criança. - Tento fazê-lo lembrar.

As bochechas de Namjoon ficaram vermelhas na hora, quando eu tinha mais ou menos dez anos e e ele onze ele tentou me dar um selinho, mas eu cheguei para trás, tropecei e caí em cima do meu braço.

- Naquele dia sua mãe quase me matou. - Ele coça a nuca envergonhado.

- Yaah Não vai me dar um abraço. - Estico os braços.

Namjoon se levanta para me abraçar, mas sem querer bate a mão no meu peito, ele recua no mesmo instante e fica parecendo um tomate de tão vermelho.

- Você ainda é o mesmo desengonçado. - O abraço.

Namjoon desde pequeno sempre foi o "Deus da Destruição", o meu deus da Destruição, sempre gostamos um do outro, mas o problema é que eu sempre gostei dos dois.

- Você devia me odiar, eu acabei de bater no seu peito sem querer. - Ele me aperta no abraço.

- Eu nunca te odiaria. - Separo o abraço.

- Vem, senta com a gente. - Taehyung puxa uma cadeira para eu me sentar.

Eu me sento com eles e começamos a conversar.

- Então, o que você faz por aqui? - Namjoon me pergunta.

- Eu moro aqui perto, quer dizer, eu mudei hoje. - Respondo ainda não acreditando que reencontrei meus amigos de infância.

- Sério? Onde? - Tae pergunta parecendo animado.

- Naquele prédio ali, apartamento 55. - Respondo e vejo eles arregalarem os olhos.

- Somos vizinhos. - Nam diz calmo. - Tae mora no 56 e eu no 54.

- Nossa, vocês me cercaram. - Rio.

Alguns minutos depois a nossa pizza chega e nós vamos para o prédio, os meninos não deixaram eu comprar e nem ajudar a pagar a pizza, disseram que é para eu comer com eles e que não era para eu ajudar.

- Vocês vão comer no meu apartamento, vocês já pagaram a pizza, então eu oferecerei o local. - Sorrio já destrancando a porta. - Não aceito um "Não" como resposta.

- Tá bom então. - Tae ri.

Namjoon entra na minha casa e acaba tropeçando nos próprios pés quase derrubando a pizza.

- De quem foi a ideia de ele carregar a pizza?? - Tae pergunta.

- Eu não sei. - Falo rindo. - Me dá aqui. - Pego a pizza.

O apartamento não está bagunçado, o primeiro local que eu arrumei foi a sala, mas graças a Deus deu tempo de eu arrumar completamente o apartamento.

- Nossa, essa pizza é muito boa. - Comento.

- Sim, sempre compramos lá, é a melhor pizza da região. - Namjoon diz.

Depois de comermos ficamos um tempo conversando.

- Okay, mas nós temos que falar sobre o dia que eu quebrei o braço, eu não te vi mais depois daquilo. - Dou um soquinho no braço do Nam.

- Eu tinha quebrado seu braço, como eu iria simplesmente aparecer na sua casa?

- Tá, mas e você, qual a sua desculpa? - Aponto para Taehyung.

- Ele me fez prometer que não iria lá sem ele. - Tae responde meio receoso.

- Mas... Por que? - Pergunto para Namjoon.

- Eu tinha medo de você me trocar, sabe, por alguém que não te quebraria. - Nam responde fazendo a gente rir.

- Yah eu amava vocês. - Falo e cubro minha boca em seguida.

- Sério?! - Os dois falam juntos.

- S-sim. - Respondo e começo a brincar com meus dedos.

- Por que você não aceitou o beijo aquele dia? - Namjoon pergunta se aproximando.

- E por que você sempre falava de garotos para mim? - Tae faz a mesma coisa.

Cada centímetro que os dois chegam mais próximo de mim eu me "afundo" mais no sofá.

- Eu gostava dos dois, não podia ficar só com um. - Falo sem pensar.

- Que gulosa você, hein? - Namjoon coloca a mão na minha coxa.

- Eu, eu - Namjoon me interrompe com um beijo.

O beijo de Namjoon e incrível, calmo e rápido, apaixonado e quente, é simplesmente maravilhoso.

Taehyung coloca a mão dentro da minha blusa subindo para o meu peito, apertando-o levemente.

- Ah. - Arfo entre o beijo.

A mão de Namjoon que estava na minha perna vai subindo vagarosamente para minha intimidade, ele parece tímido, sei que agorinha ele se solta.

- Ah porra, - Namjoon fala parando o beijo. - já sonhei com isso algumas vezes, mas sonhos não chegam nem próximo a realidade. - Ele lambe os lábios.

- Minha vez. - Taehyung me puxa e me beija.

O Beijo de Taehyung é diferente, mas igualmente incrível, é fogoso e apressado, mas ao mesmo tempo é leve.

Sinto Namjoon desabotoar meu short e alguns segundos depois eu sinto seus dedos adrentarem minha calcinha enquanto Taehyung ainda estimula meu mamilo.

- Vamos fazer isso no sofá? - Pergunto sorrindo para Taehyung.

- Nos guie até seu quarto. - Namjoon fala raspando os dentes em meu pescoço, me fazendo arfar.

Me levanto e vou em direção ao meu quarto, abro a porta, meu quarto é grande e ainda bem que minha cama é de casal.

Taehyung me pega no colo e me coloca na cama, logo eu tiro minha blusa e ele tira a dele, Namjoon se senta na beirada da Cama observando nós dois. Taehyung desabotoa meu sutiã e chupa meu mamilo direito com força me fazendo gemer. Namjoon se levanta e se ajoelha no chão de frente para minhas pernas, ele tira meu short e minha calcinha com calma e abre minhas pernas mais do que já estavam abertas, sinto ele passar o dedo indicador por toda minha intimidade.

- Já está molhada, hein. - Ele leva o próprio dedo para a boca.

Namjoon dá um tapa leve na minha coxa me fazendo soltar um gritinho pela surpresa. Taehyung está beijando meu pescoço, dando chupões, amanhã eu provavelmente estarei marcada, Tae continua alternado entre meus seios e meu pescoço, me deixando louca, Namjoon penetra um dedo em mim e começa a chupar meu clitóris.

- AWN. - Gemo alto ao sentir Namjoon penetrar outro dedo.

Namjoon me estoca fundo com os dedos enquanto chupa meu clitóris.

- Você tem um gostinho tão bom. - Namjoon fala.

Taehyung morde meu maxilar de leve e me beija enquanto com uma mão ele aperta meu seio e a outra ele usa para se apoiar.

- Ah maninho eu também quero sentir o gosto dela. - Taehyung fala e vai em direção ao local onde Namjoon está.

Namjoon para de me chupar e dá o lugar para Taehyung que não perde tempo e passa sua língua pela minha intimidade parando na minha entrada, ele enfia e tira a língua dali me fazendo gemer alto, ele dá um tapa na minha coxa e sobe a mão até meu clitóris onde ele começa a estimular.

Olho para o lado e vejo Namjoon nu, me olhando enquanto bate um punheta devagar, chamo ele com o dedo e coloco a minha mão no lugar da dele, fazendo movimentos e vai e vem.

Taehyung para o que estava fazendo e se levanta tirando as roupas sem tirar seus olhos dos meus.

- Eu não aguento mais. - Ele diz e passa o seu membro em meu clitóris.

- Awn Tae... - Gemo baixinho.

Taehyung me penetra devagar, indo fundo me fazendo gemer, Namjoon tira seu pau da minha mão e começa a chupar meus seios, entre um e outro.

- Awn. - Coloco Minha mão nos cabelos de Namjoon os puxando devagar.

Taehyung aumenta a velocidade das estocadas, metendo forte em mim.

- AWN PORRA. - Gemo alto.

Continuamos assim até eu e Taehyung gozar.

- S/n... - Namjoon me chama e eu murmuro um "Hum?". - Já fez penetração, dupla?

Claramente Namjoon está tentando ser suave, mas não tem como ser suave dizendo isso.

- Não, quer tentar? - Pergunto.

Eu sempre fui muito mente aberta para novas coisas, incluindo na cama, mas é a primeira vez que eu transo com dois homens.

- Se você quiser. - Tae responde.

Deito Taehyung na cama e deito em cima dele colando minhas costas no seu peitoral.

- Tem certeza? Não quero te machucar. - Ele sussurra no meu ouvido.

- Eu confio em você.

Ele passa a cabecinha do seu membro na minha entrada e logo me penetra devagar, no início parece que alguém está me rasgando, mas alguns segundinhos com Taehyung parado dentro de mim eu me acostumo.

- Nam, pode vim. - Chamo Namjoon.

Namjoon chega perto de mim e eu coloco minhas pernas em seus ombros, é melhor eu estar bem aberta para receber os dois, Namjoon penetra minha boceta devagar. Isso é muito bom, sentir os dois dentro de mim é simplesmente maravilhoso.

- Podemos? - Namjoon me pergunta.

- Aham. - Falo praticamente gemendo.

Os dois começam a se movimentar sem nem um pingo de sincronização, mas é bom, Namjoon indo rápido e fundo, Tae metendo com uma velocidade cuidadosa, mas ainda assim metendo fundo.

- AWN PORRA. - Coloco minhas mãos em cima das de Taehyung que estão na minha cintura.

Namjoon aperta minhas coxas com força aumentando a velocidade, Tae aperta minha cintura e sincroniza os movimentos com o de Namjoon.

- AWNN EU.. EU.. EU VOU GOZAR PORRA. - Gemo alto e coloco a mão no lençol o apertando com força.

- Eu também. - Os dois gemem.

Nós três gozamos juntos e Namjoon cai deitado ao meu lado e de Taehyung, Tae sem me soltar se vira de lado ficando de conchinha comigo, ele tira seu membro de dentro de mim e eu Gemo baixinho, está ardendo, mas é bem pouco.

- Olha... eu sei que é estranho, mas a gente podia namorar né. - Tae sugere.

- Nós três? - Pergunto.

- É verdade. Claro que a gente não pode sair por aí dizendo que nós três namoramos. - Nam concorda.

- Hum.... Namorar os únicos homens que eu amei minha vida toda? Claro. - Falo rindo.

  Namjoon me abraça e nós dormimos assim, os três abraçados.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...