História Oneshot : Secret past - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Descendentes
Personagens Mal, Personagens Originais, Príncipe Ben, Uma
Tags Benjamin, Família, Mal, Revelaçoes
Visualizações 66
Palavras 2.187
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Magia, Mistério

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


E aí pessoal?!
Resolvi trazer para vocês as histórias que posto na comunidade Amino Descendentes.

Essa oneshot é sobre a filha dos Reis de Auradon (Mal Bertha e Benjamin Florian) e nas consequências que uma verdade não contada podem trazer.

Espero que gostem!!!
Boa leitura 😘💞!!!

Capítulo 1 - Capítulo único : A verdade que esconderam de mim...


Fanfic / Fanfiction Oneshot : Secret past - Capítulo 1 - Capítulo único : A verdade que esconderam de mim...

Bom,meu nome é Thay (Thayná Florian Bertha, pra ser mais precisa),e resolvi contar como o mundo desmoronou na minha cabeça a um ano atrás.

Pra quem não sabe,eu sou a filha do Rei Benjamin e da Rainha Mal Bertha(sim,a que veio da ilha com a intenção de destruir tudo o que é bom e belo,mais isso é desnecessário para essa história).

Você deve estar pensando que o pior que poderia acontecer era descobrir que sou neta da pior vilã de todas,ou que minha mãe enfeitiçou meu pai pra ele se apaixonar por ela,ou que meu pai quase foi morto pela tia Uma.Acredite,isso não é nem um porcento da verdade que caiu como uma bomba na minha vida.

Tudo começou quando eu resolvi fazer um trabalho em dupla com a Alexis,filha da Audrey com o Chad,porque a Fada madrinha disse que "Seria bom resolver as diferenças trabalhando em equipe".Ela não podia estar mais errada!

- Thay, querida.Que infeliz ideia foi a de fazer a descrição do livro da sua avó...isso é muito chato!

- Claro,porque ficar analisando o Espelho mágico seria bem menos pior pra você, não é?

Ela nem piscou,já que estava com o próprio espelho mágico dela - mágico porque era a única coisa que a mantinha calada em sala de aula.

Assim que tive permissão de pegar o livro - sob óbvia observação de um dos guardas do meu pai - consegui achar o que queria.

- Pronto."Como fazer alguém dizer a verdade"...

É isso, dá para fazer esse tipo de coisa sem magia...apenas alguns compostos químicos já podem causar esse efeito de verdade forçada!Sabia!Agora podemos ir!

- Ótimo....marquei de fazer as unhas com a mamãe!

Mas antes que eu pudesse sair,uma voz ecoou na minha cabeça...

- Muito bem...esperta como o avô...

Eu paralisei.Como assim...eu só podia estar maluca!Mas fiquei parada ,na espectativa de ouvir mais alguma coisa...e ouvi mesmo...

- Aff... dá para vir pro mundo real!Quero ir embora!!!

- Você ouviu?!

- Ouvi o quê, garota!Só se for o som do tédio de estar aqui com você.Já disse que marquei...

- Sim,vai fazer as garras...quer dizer,as unhas Com a sua mãe.Vamos logo.

Apesar de tentar esquecer,precisava falar com a mamãe.Porque será que eu nunca me perguntei sobre meu avô materno?

                              •••

Bom,assim que cheguei em casa fui procurar a minha mãe...só que num estalo de memória lembrei que ela estava no reino de Arendelle com o papai,o que fazia com que minha curiosidade fosse prolongada...e eu não sei lidar com isso!

Então achei uma boa idéia dar uma olhada nos álbuns de família que mamãe tinha,mas assim que comecei a ver,percebi que não tinham fotos dela pequena(detalhes sobre a ilha dos perdidos:os pais não fotografam seus filhos!), muito menos do meu avô secreto.

Precisava procurar em outro lugar!

Desci as escadas do quarto dos meus pais e assim que cheguei a sala,dei de cara com a tia Uma.Ela devia saber de algo!

- Uau.Você não assassinou a Alexis?Um viva por sua paciência!!

- Oi tia Uma.É sempre bom te ver!

- Hum...essa carinha de quem vai aprontar...quer me contar algo,ou vou ter que esperar algo dar errado?

Ela era esperta.Minha mãe sempre me disse isso.Talvez ela decida me ajudar... não custava nada tentar.Contei pra ela sobre o que eu buscava,e como eu esperava,ela disse não saber de nada,e que eu deveria " focar nos estudos e esperar minha mãe voltar".

Sei que no fundo ela sabe que isso não vai acontecer.

                              •••

Assim que pude,fui para o escritório do meu pai.Sabia que ele e a tia Evie tinham enorme controle sobre os filhos dos vilões da ilha que vinham para cá,então poderia ter alí algo sobre o meu avô.

-Você está no caminho certo,minha querida!Eles mentiram para você esse tempo todo...

-Mas que droga é essa?!

Essa "voz" teimava em ficar na minha cabeça,e eu realmente não sabia se eu estava,de fato, enlouquecendo ou se aquilo tinha algo haver com os minhas intuições.

Eu estava sozinha ali, e por não haver ninguém ao meu redor, era a minha chance de não perder a viajem.

Fui primeiro até a mesa de meu pai,e como não fazia ideia da senha de seu computador, optei pelo que estava ao meu alcance: gavetas e documentos que estavam colocados de forma metódica em cima da mesa.

Quanto mais eu mexia, mais papéis apareciam! Estava ficando cada vez mais perdida, e demorou um tempinho para me dar conta de que eu mesma teria que arrumar aquilo depois.

Como se eu já não tivesse problemas demais sendo filha dos reis e com a "voz" na minha cabeça,eu tinha que me preocupar em não deixar tudo aquilo em completo caos.

Tive a sensação de que se passou uma eternidade enquanto eu estava ali, mas me virei para o relógio e vi que foram apenas algumas horas. Pelo menos encontrei o que eu acredito poder me ajudar. Um documento sobre a minha mãe,algum tempo antes de eu nascer.Agora eu tinha certeza, se minha mãe tinha algo para esconder, meu pai a ajudou!

Assim que achei o que queria,arrumei tudo da melhor forma que pude e sai sem levantar suspeitas.Mas alguém suspeitou...

                            •••

Logo estava em meu quarto,e por mais que eu quisesse, não conseguia pensar em outra coisa a não ser no porquê dessa voz está cada vez mais forte em minha mente.

Eu tinha um documento importante em mãos,mas não podia arriscar que meu pai sentisse falta dele.Dessa forma eu o reescrevi e guardei o original em uma pasta...daria um jeito de colocá-lo no lugar depois.

"Eu, Rei Benjamin Florian - juntamente com a Rainha Mal Bertha, decidi em conselho realocar o Deus do submundo ,conhecido como Hades.Retiraremos ele da Ilha dos Perdidos para uma prisão de localização secreta , feita com materiais mágicos vindos do Grande Olímpio.Essa é a punição pelo desastre causado ao Reino de Auradon e para que os Estados Unidos de Auradon vivam de novo em paz,a prisão será vigiada 24 horas por dia."

Assim que guardei a pasta,fui tomar um bom banho...precisava falar com Hugo,mas só poderia fazer isso a noite.

                           •••

Sabe quando você precisa fazer algo,mas tem que esperar a hora certa?!

Isso é um saco!

As horas não passavam por nada,e a cada minuto eu tinha a sensação de eu tinha que agir logo...mas o meu sono não me deu ouvidos,e qua do dei por mim, estava deitada em minha cama.

                           °°°

Querida... você quer saber de toda a verdade?!

Venha até mim!

Esqueça isso de encontrar com o filho de Hércules...venha até seu querido avô...

Direi toda a verdade que foi escondida de você,e assim saberá quem são os verdadeiros vilões desse reino.

Venha até a floresta,ao anoitecer.

Tudo será revelado!

                           °°°

- Mas que porcaria foi essa!

Eu estava definitivamente confusa.Avô?!Como assim?!Malévola nunca disse a minha mãe que era o pai dela...

- Meus pais mentiram pra mim sobre isso?!?!

                            🎼

Um milhão de pensamento

Na minha cabeça

Será que devo escutar

O que diz meu coração?!

Pois até agora eu estava

Andando na linha.

Nada foi perdido,

Mas falta algo...

                                🎼

Eu não podia ficar parada.Precisava ir até a floresta...

Assim que me virei,percebi que ainda eram 15:44,mas eu precisava me equipar para ir em busca da verdade.Se tem algo que aprendi com a minha mãe foi a sempre desconfiar de soluções fáceis...

                            •••

Alguns poucos ingredientes fazem a diferença na vida de alguém que saiba lidar com feitiços!

E apesar de eu não ter os poderes da minha mãe,eu aprendi a lidar com outras formas de magia.

Assim que deixei o documento do papai no lugar de onde tirei,fui pegar o que faltava.

- Espero que a tia Evie não me mate por eu ter pego suas coisas...

Assim que terminei de ver tudo,olhei para o relógio: 16:56.

- Só falta pegar a moto e ir...Espero que isso dê certo!

- O quê você espera que dê certo?!

Eu gelei.Como eles estavam aqui?!

- Acredito que seu pai tenha feito uma pergunta,Querida.

- Como chegaram tão rápido à Auradon?!

- Algumas coisas aconteceram,e nós precisamos que seja sincera conosco.- Respondeu mamãe com uma voz preocupada.Será que ela sabe de algo?!

-Ok.Eu ia para a floresta encontrar o Hugo. - Menti.

- Mude seus planos.Precisamos que fique protegida no castelo.

- Por que?!

Meus pais se entreolharam,como se estivesse decidindo algo.

- Porquê precisamos te contar algo. - Disse meu pai, terminando com o diálogo entre eu e minha mãe.

                              •••

Logo chegamos ao quarto deles.

Não era comum ter uma conversa séria sobre o reino em um lugar diferente do escritório do papai,mas acho que era mais do que isso... Mamãe e papai estavam nitidamente nervosos.

- Vocês estão me deixando nervosa...

- Não fique,minha princesa.Tudo dará certo.Mas precisa confiar em mim e em sua mãe.

-Eu confio em vocês!Mas me falem logo,por favor!Não me aguento de nervosismo!

E assim que eu terminei de falar,a porta do quarto se abriu.

- Tia Uma?!?!

- E aí,gatinha..parece que você não esperou pelos seus pais, né?!

Daí eu me dei conta:eles sabiam sobre a minha "espionagem".Estou ferrada!

- Filha,sei que eu nunca te contei sobre o meu passado...sobre parte do meu passado.Mas eu vou te explicar tudo,e quero que preste muita atenção em tudo o que vamos te falar,tudo bem?!

- Sim, mamãe.

E então minha mãe começou a me contar a sua história.

- Quando eu estava prestes a me casar com o seu pai,eu comecei a ter certas visões em meus sonhos.Elas eram muito misteriosas e tinham relação com o meu pai.Eu tentei descobrir o que aquilo tudo era sozinha,mas não foi a melhor ideia que eu tive.

Sua avó nunca tinha me falado sobre quem era o meu pai.E eu cresci com o desejo de saber ,ao menos,por quem eu fui abandonada.Então,em uma dessas visões,eu recebia um recado,me pedindo para ir à floresta ao anoitecer,sozinha,e que lá teria a resposta para as minhas perguntas.

Mas tudo não passava de uma armadilha.Assim que cheguei lá,me deparei com um homem.Ele tinha uma feição bondosa,parecia mesmo alguém confiável,e logo começou ame contar uma história de que minha mãe o afastou de mim porque queria roubar meus poderes.

Mas ,aos poucos,ele foi mudando o rumo da conversa,dizendo que precisava da minha ajuda para não ser morto por ela e que ela o estava perseguindo.Mas a sua avó estava em Auradon, recomeçando a vida depois de aprender a amar.Mas poucos sabiam disso.

Nesse momento eu percebi que ele estava mentindo e quando ele viu que eu não estava mais acreditando nele,eu recebi uma bela pancada na cabeça e desmaiei.

- Desculpa por isso...denovo. - Disse a tia Uma, nitidamente sem graça.

- Isso ficou no passado,Uma.A Mal sabe disso.Todos sabemos que você mudou.- Falou meu pai,me deixando cada vez mais confusa.

- O homem - disse Tia Uma,dando continuidade a história -era meu aliado,pelo menos eu achava isso.

Eu queria destruir Auradon,ainda mais depois do baile onde sua mãe se tornou oficialmente a Lady da Corte.Eu tinha sido humilhada pela segunda vez,e não pretendia ser uma terceira.

O plano era o seguinte:Capturar a filha dele,retirar a magia que existe nela e transferir para ele próprio.Dessa forma ele teria magia o suficiente para quebrar a barreira mágica e subjulgar todos ao seu comando.

- Mas isso não aconteceu, não é?!

-Não,filha.Mas isso foi sorte.Sua tia se deu conta de que tudo aquilo era loucura e se voltou para o nosso lado.Assim que viu que tudo iria ser destruído e que muitas vidas seriam perdidas em uma enorme guerra,Uma veio até mim e me contou o plano dele.Mas ele quase escapou e quase perdi a sua mãe.

- Mas isso é passado,meu amor.Você apareceu a tempo de me salvar e tudo deu certo.

Eu estava confusa.Era muita informação para a minha cabeça.E o pior é que eu não conseguia entender como esse fato do passado tem relação com o meu presente.

Mas não podia negar:estava de queixo caído com toda aquela revelação.

- Isso é ...bizarro.Porquê nunca me contaram isso?!?Ou melhor, porquê só me contaram isso agora?!?!

- Filha,sabemos que andou procurando coisas sobre o seu avô materno,e nós achamos que tem maturidade o suficiente para saber quem ele é...ainda mais porque ele está tentando te encontrar.

Minha mãe não parecia nada feliz com a sua afirmação...tia Uma e meu pai também não estavam sorridente com aquilo tudo.

- Seu avô é o rei do submundo,minha princesa...

- Eu sou neta do Hades?!?!

- Sim... infelizmente...

Eu estava chocada com tudo aquilo,e tudo o que consegui dizer foi...

- Por que vocês me esconderam isso?!Sabiam que ele está se comunicando comigo?!Eu estava planejando encontrar ele na porcaria da floresta!Minha vida corre perigo desde sempre e vocês preferiam guardar isso pra vocês?!?!

- Querida,isso não é jeito de falar...

- Que se dane se é jeito ou não!Vocês não podiam fazer isso comigo!

E dessa forma,me levantei e sai de lá com lágrimas por todo meu rosto em direção ao meu quarto.

                              •••

Sei que não tive a melhor postura nessa situação,e nem mesmo a maturidade de entender o que meus pais fizeram por mim,mas um ano depois disso tudo ( e com Hades preso em um lugar onde não poderá sair),tudo se resolveu.

Nem sempre entendemos as ações de nossos pais,mas acreditem,eles sempre (ou na maioria das vezes) só querem nos proteger de todo mal que existe a nossa volta.Hoje eu sei que eles acharam que era a melhor solução,e eu os perdoei por tudo.

Sim,meu mundo desmoronou a um ano atrás,mas eu também amadureci muito,e agora que estou me preparando para assumir o trono de Auradon precisarei tomar decisões difíceis.

Espero ser tão boa rainha quanto meus pais.Ainda mais com o apoio e o carinho de todos que eu amo.

                Me desejem sorte!


Notas Finais


E aí,o que acharam dessa história?!

Deixem suas opiniões!

Falem.
Perguntem.
Ou simplesmente se divirtam lendo!!!
E se gostarem mesmo,postarei mais histórias aqui!!!

Até a próxima 😘💞!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...