História Oneshots - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Oneshots, Um Capitulo, Zayn Malik
Visualizações 38
Palavras 1.580
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem, comentem o que acharam...
bjsss.

Capítulo 9 - Threesome


Fanfic / Fanfiction Oneshots - Capítulo 9 - Threesome

Meu celular vibrou indicando que chegara uma mensagem. Senti um frio na barriga ao ler, a mensagem de meu vizinho dizia que estaria sozinho em casa e que queria que fosse para lá comer uma pizza de assistir um filme. Ou seja, transar. E dessa vez em paz, já que seus pais e nem seu irmão sem noção nos interromperiam.

Após sair de um banho longo, vesti-me com um lingerie preto de rendas e antes que colocasse um vestido confortável por cima, espalhei meu creme de coco pelo meu corpo, finalmente era verão em Londres, queria que meu cheiro remetesse a tal estação. Enchi uma pequena bolsa com mais algumas peças de roupa, estava pronta e me sentindo extremamente sexy.

Antes que eu deixasse minha casa pela porta da frente, gritei para minha mão que estava saindo, ela respondeu-me com “tome cuidado e use camisinha”, deixando-me totalmente sem graça na frente do meu pai. Praguejei-a no meu pensamento.  

Respirei fundo e toquei a campainha da casa ao lado. A porta foi aberta prontamente e um Zayn sorridente me recebeu. Essa era a emoção de termos uma noite apenas para nós. Quando terminamos de adentrar seu quarto, ouvi o barulho da chave sendo passada na fechadura, sabia o que queria dizer. Sem demora, avancei nos lábios do garoto. E acabamos na cama sem roupa.

Algumas horas depois, vestindo apenas meu lingerie, sai do quarto do moreno me direcionando até o banheiro do outro lado do corredor. Olhei meu reflexo no espelhando, sentindo-me muito gostosa. Estar com Zayn era realmente muito bom, éramos vizinhos desde a adolescência, mas apenas quando eu completei 24 e ele 26 anos, ele teve coragem de dizer que se sentia atraído por mim. Ele era extremamente tímido e nunca tivemos muitas chances de conversar. Ao contrário de seu meio-irmão Harry que era extremamente sem noção e soltava comentários totalmente desnecessários.

Ao sair me deparei com uma silhueta no início do corredor, parei por um instante imaginando que fosse Zayn, mas quando finalmente o local se tornou claro por uma lâmpada acesa, pude enxergar Harry. Seus olhos me encararam por inteira ao passo que um sorriso malicioso tomou seus lábios finos. Odiei-o mais uma vez. Sem dizer nada, entrei no quarto de Zayn o mais rápido possível, tentando esconder meu entorpecimento. Não era para ele estar aqui.

[...]

Meu estômago roncava. Zayn tomava seu banho e pedira para que eu buscasse a pizza quando o entregador chegasse. Odiei sua ideia, não queria esbarrar com Harry mais uma vez. Desci as escadas silenciosamente quando ouvi a campainha ser tocada, devidamente vestida com uma calça de pijama e uma blusa enorme de Zayn, abri a porta dando de cara com o Will, o entregador. Cumprimentei-o cordialmente, conhecia-o por ele sempre fazer entregas em minha casa. Peguei a pizza e lhe dei o dinheiro com uma gorjeta considerável. Fechei a porta, trancando-a.

Girei em meus calcanhares, dando de cara com Harry. Xinguei-o pelo susto.

— Uau, vocês leram meus pensamentos. — ele disse se referindo a pizza, ignorando minhas palavras de baixo calão.

Olhei-o com deboche e segui até a cozinha, colocando a caixa sobre a pequena mesa de refeições.

— Qual é, Rachel? — Harry perguntou entrando na minha frente. — Você não vai falar comigo só porque eu vi você usando roupas de baixo? — continuou como se o tal acontecimento fosse algo banal. — Como se eu já não tivesse visto você sem elas através da minha janela.

Paralisei. Meus olhos se arregalaram e minha boca secou. Senti-me totalmente idiota, mas eu não podia imaginar que meu vizinho estava me espionando.

— Como você é pervertido, Harry! — esbravejei.

O garoto sorriu.

— Nunca te espionei, Rachel, ao contrário de Zayn, que tem belas fotos suas...

Meu coração acelerou da raiva que sentia. Como Zayn pôde?

— Relaxa, ele nunca quis nem me mostrar, guarda a sete chaves. — suas palavras soavam como se pudessem me acalmar, mas não podiam. — E eu juro que nunca fiz por querer, me esforço para não olhar mais para o seu quarto.

Passei a mão pelo cabelo. Estava nervosa. Encostei as costas no balcão, tentando me recompor. Harry se aproximou, quase me encurralando. Meus olhos subiram até os seus. Ele era realmente muito bonito, seus olhos verdes eram chamativos e seus cabelos castanho bagunçados em um topete malfeito lhe davam um charme a mais. Mas aquela beleza parecia não fazer diferença quando ele abria a boca para falar asneiras.

— Harry, não venha com o seu joguinho, tenho respeito por Zayn. — disse de forma firme, enquanto saia de perto dele. Tive certeza que ele só disse tais coisas para que eu desistisse do meio-irmão dele.

— Rachel, Rachel, você não conhece Zayn, ele adoraria que eu te pegasse, na frente dele, óbvio.

Minha expressão foi de descrença. Onde, exatamente, ele queria chegar?

— Você está insinuando que Zayn gostaria de fazer um ménage? — perguntei duvidando das minhas próprias palavras, aquilo só podia ser brincadeira.

— Você é rápida, Rachel. — ele respondeu-me sorrindo mais ainda.

Ao ouvir os passos de Zayn, o garoto pegou seus pedaços de pizza e deixou eu e meus pensamentos no recinto.

[...]

Meus lábios se prendiam com firmeza contra os de Zayn, suas mãos viajavam por todo meu corpo nu, ao passo que sentia minha intimidade pulsar. Por mais que meus pensamentos estivessem em transar com ele, as palavras de Harry ainda tinham uma forte influência. Sempre tive uma leve curiosidade de como seria ter dois homens tocando meu corpo ao mesmo tempo.

Sai de cima do tronco de Zayn, rapidamente, quando ouvi a porta rangendo, num ato inesperado. Após cobrir-me com o edredom pude ver a expressão fingida e culpada de Harry. Ele é um idiota.

— E aí, Rachel, pensou no que eu disse? — indagou o garoto que estava encostado no batente da porta.

Fiquei pasma com o seu cinismo. Olhei para o moreno ao meu lado, que encarava-nos tentando entender a situação.

— Sobre o que está falando, Harry? — Zayn perguntou.

Respondi antes que Harry, deixando claro minha indignação.

— Ele acha que existem chances de fazermos um ménage!

— E não existe? — o moreno voltou a perguntar um pouco envergonhado.

— Zayn! — repreendi-o.

Eles estavam loucos e estavam muito perto de me arrastar para as loucuras deles. Senti minha ética me repreender veemente por pensar naquela possibilidade.

— Garanto que você não vai se arrepender, doce Rachel. — Harry proferiu com uma voz sensual.

Suas simples palavras causam algo novo em meu corpo. Talvez estivesse embriagada pelo tesão, mas eu cedi a curiosidade. Que mal teria? Os dois eram extremamente gostosos e excitantes.

Meu coração batia acelerado dentro do meu peito, enquanto meus pés encontravam o chão, um de cada vez, até Harry, que dera um passo para trás, achando que eu fecharia a porta em sua cara. Mas ao contrário, fechei nossos lábios em um beijo tímido, sua língua se misturou a minha, aumentando a intensidade. Em poucos segundos, senti-me segura do que estava fazendo. Suas mãos viajaram até minha coxa, me puxando para cima. Envolvi sua cintura com as minhas pernas, mas rapidamente senti o colchão macio nas minhas costas.

Zayn nos olhava atentamente, gostando da situação. Os olhos de Harry encontraram os meus antes que sua cabeça se encaixasse no meio das minhas pernas, senti sua língua entrar em contato com a minha intimidade, o que fez-me soltar um gemido. Continuou chupando-me com fervor e o moreno se aproximou, direcionando sua boca até meus seios, claramente ajudando seu meio-irmão a me enlouquecer.

Meus gemidos se tornaram mais altos quando os longos dedos de Harry começaram a se movimentar com rapidez dentro de mim, mas aumentou mais ainda quando atingi meu primeiro orgasmo. Nunca tinha atingido meu ponto tão rápido.

O mais novo se livrou das suas vestes, ficando nu assim como eu e Zayn. Ajoelhei-me no assoalho e ambos pararam na minha frente. Eles eram enormes, peguei o membro de cada um com as mãos e alternei-os dentro da minha boca, assistindo-os delirar de prazer.

O moreno colocou-me de quatro na cama e me penetrou, enquanto Harry parou a minha frente, sorri maliciosamente quando percebi que seu membro ficava à altura da minha boca e sem delongas abocanhei-o por inteiro. A medida que Zayn depositava tapas picantes, eu aumentava a velocidade que chupava o garoto a minha frente, ouvindo gemidos escaparem pelos seus lábios.

Contraia minha vagina no entorno do membro de Zayn e sentia-o apertar com mais força minha cintura, mas quando percebeu que gozaria, saiu de dentro de mim, deixando uma sensação de vazio.

Harry deitou na cama e me puxou para seu colo, me deixando virada para suas pernas. Seu membro deslizou com facilidade em minha intimidade lubrificada e eu gemi ao senti-lo por inteiro, ele era de fato grande. Suas mãos na minha cintura incentivaram meus movimentos. Zayn ficou em pé na cama e enfiou seus dedos nos meus cabelos, segurando-os em formato de rabo. Levou minha cabeça até seu pênis, me guiando.

O mais novo levou seus longos dedos até meu clitóris, massageando-o. Gemi contra o membro de Zayn, sentindo um gosto adocicado. Ele tinha gozado. E não demorou para que eu atingisse meu segundo orgasmo e Harry o primeiro dele. O garoto me tirou cuidadosamente de cima dele e suspirou.

Meu coração estava acelerado e leves gotículas de suor desciam minha testa. Olhei os garotos a minha frente que estavam cansado também. O que eu tinha feito? Levaria um tempo para assimilar, mas a nova sensação que esse ato trouxe para o meu corpo era ótima.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...