História Only Danger - Justin Bieber - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Barbara Palvin, Caitlin Beadles, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Barbara Palvin, Caitlin Beadles, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Ryan Butler
Tags Ação
Visualizações 3.427
Palavras 837
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo 1 - Confusion


Fanfic / Fanfiction Only Danger - Justin Bieber - Capítulo 1 - Capítulo 1 - Confusion

Justin Pov’s

 

- Aquele filho da puta está me devendo horrores,vadias,drogas,não me pagou nada,ele vai ter que me pagar! – Bati em minha mesa,fazendo os garotos darem um pulo para trás.

- Cara,calma ai,ele vai pagar...Eu acho. – Ryan disse,dando de ombros logo em seguida,revirei meus olhos.

- Vocês vão na casa dele agora,e vão dizer a ele que ele tem exatos três dias para me pagar tudo! – Sente novamente em minha poltrona,vendo logo eles assentirem,os encaro sério. – È pra hoje!

 

Vi os garotos logo saírem apressados do meu escritório,bufei passando as mãos em meu rosto. Sei que não deveria ser ignorante assim com amigos meus,mas puta merda,Victor me devia horrores faz meses e nem se preocupa em pagar nada,apenas consumindo cada vez mais,ele vai ter que me arranjar esse dinheiro antes de prazo acabar,ou ele vai ter oque merece.

 

Melissa Pov’s           

 

Sentei-me na beira de minha cama,respirando fundo e olhando em volta do meu quarto,”de volta ao verdadeiro inferno” pensei. Fazia anos que eu não vinha aqui,e agora tive que vir para morar de uma vez,junto com esse imprestável. Me pergunto como minha mãe conseguiu ficar com esse cara durante anos,como ela pôde amar aquela coisa.

Deixa eu me apresentar,me chamo Melissa Wright,tenho 18 anos,vim morar com meu lindo e amoroso pai,porque minha avó não morreu a pouco tempo,e sozinha no mundo eu não podia ficar,então ele foi o único que pôde,eu mereço.

Levantei da cama e caminhei em direção ao banheiro,logo entrando no mesmo,faço uma leve careta,eu estava com preguiça até para tomar banho.

Sai do box alguns minutos depois após meu banho demorado,enrolei a toalha em volta do meu corpo e logo saio do banheiro,bufo indo até o closet que havia no quarto,caminho até uma parte que tinha calças e logo pego uma que era rasgada,dou alguns passos e pego uma blusa qualquer,jogo as roupas do sofá ali no meio e caminho até uma gaveta de lingeries,pego uma preta,visto a mesma de forma rápida.

 

[...]

 

Desci as escadas em passos lentos,vendo meu pai jogado no sofá com uma garrafa de cerveja na mão,reviro os olhos,ele sempre vive bebendo,parece que não tem outra vida além disso. Termino de descer as escadas e indo diretamente em direção a cozinha,não sei como uma pessoa consegue se afundar tanto assim.

Abri a geladeira e peguei logo a tigela de pudim que havia ali,colocando a mesma em cima da mesa,pego uma colher e um uma pequena taça,colocando alguns pedaços de pudim ali. Ouvi um barulho de porta sendo aberta e logo vozes alteradas,juntas a de meu pai,dou passos lentos em direção a saída da cozinha,logo vendo três garotos,sendo que um deles estava segurando na gola da camisa de meu pai,que implorava algo,juntei as sobrancelhas,oque estava acontecendo? Me afastei um pouco já na intenção de voltar para a cozinha,mas vi que logo um garoto acabou notando que eu estava ali,engoli seco.

 

- Está curtindo uma gatinha ao invés de pagar o Bieber,Victor? Que feio... – Ouvi um deles dizer e logo eles riram.  Espera,eles se refeririam a mim? Que nojo.

- Ela é minha filha,não uma prostituta. – Meu pai disse e os encarei séria,então tinham me comparado com uma vadia? È isso mesmo? Bando de filhos da puta.

- Vou fingir não ter ouvido esse comentário ridículo vindo de você,aliás... – Encarei o garoto,que me encarava. – Vadia é a sua mãe.

- Olha como você fala sua filha da puta! – Vi o garoto se aproximar de mim soltando fogo pelo nariz,fiquei parada no mesmo lugar,o olhando. Senti sua mão em meu pescoço e fiz uma leve careta pelo aperto,ele estava apertando muito forte.

- Deixe ela. Eu vou entregar o dinheiro dele,eu já tenho o dinheiro,vou mandar pra ele,não se preocupem! – Meu pai estava visivelmente nervoso,dinheiro? De onde ele ia tirar dinheiro pra pagar sei lá quem? Ele está todo fodido e vai fazer aparecer dinheiro com passe de mágica?

- Bom que mande mesmo,Bieber não está nada feliz com isso. – Um dos garotos disse,logo se aproximou da porta junto com o outro,senti a mão do garoto soltar meu pescoço e respiro fundo,o olhando com raiva,enquanto acariciava meu pescoço.

Os garotos saíram da casa e logo olhei para meu pai com cara de dúvida que queria resposta,ele se sentou no sofá e passou as mãos no rosto,visivelmente irritado.

 

- Vai me explicar ou tá difícil? – Cruzei meus braços e vi ele me olhar com raiva,mas logo vi sua expressão mudar,logo ele sorriu,isso me deixou com mais dúvida ainda.

- Nada,amanhã vamos a um lugar cedo,você vai me ajudar com uma coisa. – Ele se levantou do sofá ,caminhando em  direção a porta e logo saindo batendo a mesma. Nem tive a chance de perguntar algo.

 

Pra onde esse filho da puta iria me levar? Espero que não tenha nada a ver com esses garotos estranhos terem vindo aqui,não quero me meter em merdas que ele faz,e tomara que ele não me meta sem eu saber.

Ele não sorriu atoa,quando ele me olha é com nojo ou irritado,aquela porra nunca sorri,ele está aprontando,com certeza está aprontando.


Notas Finais


Gente,me desculpem pelo capítulo ser muito pequeno,mas ele já estava escrito e seria impossivel alterações.
Eu espero que vocês tenham gostado,comentem e favoritem para me incentivar! :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...