História Only Danger - Justin Bieber - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Caitlin Beadles, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Barbara Palvin, Caitlin Beadles, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Ryan Butler
Tags Ação
Visualizações 1.196
Palavras 1.201
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 3 - Capítulo 3 - Totally Delivered


Fanfic / Fanfiction Only Danger - Justin Bieber - Capítulo 3 - Capítulo 3 - Totally Delivered

Eu estava sentada na beira de uma grande cama de casal,em um lindo e enorme quarto,luxuoso,não sei como estou impressionada,olha o tamanho dessa mansão. Suspirei enquanto passava as mãos em meu rosto,não tinha nada pra fazer naquele quarto,na verdade,eu não tinha nada para fazer aqui.

Ouvi o barulho da porta sendo aberta e olhei rapidamente em direção a mesma,engoli seco vendo Justin entrar,eu já tinha gravado o nome dele. Ele desviou seu olhar para mim assim que fechou aporta,sorriu,da mesma forma que havia sorrido antes de mandar o garoto me deixar nesse quarto.

 

- Sentiu minha falta,baby? – Ele se aproximou da cama,mantendo o mesmo sorriso,me levantei rapidamente e ele fez uma careta,negando com a cabeça. – Que feio,eu não mandei se levantar,mas tudo bem,acho que vai facilitar para você. – Ele sentou na beira da cama e encarou todo meu corpo.

- Facilitar oque? – Perguntei de forma baixa,o olhando.

- Tire a roupa,quero ver todo esse corpinho maravilhoso. – Ele mordeu o lábio,meu Deus,ele é um pecado,oque eu estou pensando?

- Não,não vou tirar... – Abracei meu próprio corpo,me afastando um pouco mais.

- Não vai começar com esse showzinho de novo? Anda,tire,ou eu mesmo rasgo.

 

Suspirei e fechei meus olhos,enquanto tirava minha blusa,jogo a mesma no chão e abro meus olhos,o encarando,ele continuava sorrindo,e dessa vez,olhando para os meus seios ainda cobertos pelo sutiã,abri os botões de meu short e desci o mesmo rapidamente,eu queria que isso acabasse logo. Fiquei parada por alguns segundos o olhando,ele arqueou uma das sobrancelhas,soltando um leve riso.

 

- Acha que era só pra tirar isso? Eu quero você nua,agora. – Ele falou de modo autoritário.

Fechei meus olhos novamente sentindo os mesmos arderem,eu não iria chorar na frente dele,suspirei pesado e abri o fecho do meu sutiã,logo deixei o mesmo escorregar por meus braços até cair no chão,abri meus olhos novamente e vi ele olhando fixamente para os meus seios,respirei fundo e coloquei as mãos na barra de minha calcinha,preparando para descer a mesma.

 

- Não,deixa isso comigo. – Ouvi a voz dele e em um movimento rápido,senti meu corpo se chocar contra o macio da cama.

- Por favor,eu não quero... – Supliquei,tentando me afastar dele,mas o mesmo segurava meu corpo com firmeza.

- Você acha que tem querer aqui? Eu que mando,você vai fazer oque eu quiser,quando eu quiser,entendeu? – Ele disse com a voz fria,enquanto me encarava. – Você tem seios maravilhosos.

 

Fechei meus olhos sentindo seu rosto mais próximo do meu,virei meu rosto rapidamente assim que senti seus lábios tocando levemente os meus.

 

- Pelo amor de Deus,para de recuar,porra. – Ele segurou firme em meu queixo e aproximou seus lábios dos meus,logo iniciando um beijo um tanto violento.

 

Relutei contra o beijo,logo senti ele dar uma leve mordida em meu lábio inferior,coloquei minhas mãos em seus ombros enquanto começava a retribuir o beijo,ele passeava as mãos por todo meu corpo,dando leves apertos em algumas regiões do mesmo,abri meus olhos rapidamente e o empurrei com toda força que me veio,vi o corpo dele cair no chão e o mesmo gemeu de dor,levantei da cama num pulo,colocando minhas mãos a frente de meus seios,Justin levantou do chão e me encarou com raiva,caminhou em passos rápidos em minha direção,tentei correr mas logo senti suas grandes mãos em minha cintura,me puxando contra seu corpo.

 

- VOCÊ ESTÀ FICANDO LOUCA SUA VADIA? EU VOU ACABAR COM VOCÊ! – Senti meu corpo se chocar contra a a cama de forma brutal,me encolhi na cama,fechando os olhos. – Não vou mais ser bonzinho com você.

- Por favor... – Sussurrei,logo senti seus lábios em contato com meu pescoço,passando a língua pelo mesmo e dando leves chupões,apertei meus olhos,tentando o tirar de cima de mim,suas mãos seguraram as minhas firmemente para cima.

- Acho bom ficar quieta,eu vou ser rápido. – Ele sorriu diabolicamente e desceu seus lábios até meus seios,logo passando a língua pelo bico de um dos mesmos,mordi meu lábio involuntariamente e vi o mesmo sorri.

 

Justin agarrou um de meus seios e apertou o mesmo com força,fiz uma leve careta,aquilo havia doído,senti ele afastar o rosto de meu corpo e segurar em meu outro seio com a mão livre,logo começando a apertar e massagear meus seios ao mesmo tempo. Ele soltou meus seios e segurou na barra de minha calcinha,logo rasgando a mesma rapidamente. Ele desceu seus lábios por minha barriga,até chegar próximo a minha intimidade,minha respiração estava ofegante,oque ele iria fazer?

 

- Vamos ver se você é virgem mesmo. – Ele disse e logo mordeu o lábio .

 

Justin levou uma de suas mãos até minha intimidade,logo começou a estimular meu clitóris,abri minha boca,deixando escapar um gemido baixinho,ele me olhou rapidamente e sorriu satisfeito,isso estava sendo bom,por incrível que pareça,eu estava deixando um completo desconhecido me tocar,mas estava sendo bom. Ele continuava a estimular meu clitóris de forma lenta,logo foi descendo um de seus dedos até minha entrada,curvei um pouco o corpo,o olhando rapidamente,ele me olhou e cerrou os olhos,penetrando seu dedo rapidamente em mim,soltei um gemido de dor um tanto alto,puta merda,porque ele fez isso,de forma tão rápida? Segurei o lençol e logo senti seu dedo sair de dentro de mim.

 

- Parece que falou a verdade. – Ele soltou uma leve risada e tirou sua camisa,ele abriu os botões de sua calça,a a tirando e jogando longe.

- Porque está tirando a roupa...? – Falei baixo,ele sorriu e negou com a cabeça.

- Não está meio óbvio que eu vou te foder? – Ele disse,senti meu corpo todo estremecer,me encolhi na cama. – Ah baby,não fique assustada,até poucos minutos você estava gemendo,eu ouvi.

 

Ele tirou a boxer e logo vi seu membro saltar para fora,engoli seco desviando meu olhar para qualquer outra coisa. Ouvi sua risadinha baixa e senti minha pernas serem mais afastadas,logo o mesmo ficou entre as mesmas,Justin segurou em seu membro e aproximou o mesmo de minha intimidade,deslizando o mesmo por meu clitóris até chegar em minha entrada,ele encaixou seu membro lentamente em mim,soltei um gemido alto de dor ao sentir o mesmo já completamente dentro,segurei em seu ombro por impulso,apertando os olhos,senti as lágrimas descerem em meu rosto,aquilo estava doendo,eu não estava sentindo prazer,apenas dor.

 

- Isso passa. – Ele falou e começou a movimentar seu membro lentamente dentro de mim,ouvi seu gemido baixo.

 

Apertei o ombro dele,sentindo a dor aumentar,nessa altura meu rosto já estava molhado de lágrimas,Justin começou a beijar meu pescoço,enquanto ainda estocava de forma lenta,fechei meus olhos e suspirei,a dor estava indo embora,estava se transformando em prazer.

Mordi meu lábio levemente,abrindo meus olhos,vendo Justin me encarando fixamente,ele começou a aumentar a velocidade das estocadas,soltei um gemido um pouco alto e vi o mesmo sorrir,logo mordendo o lábio em seguida. Levei uma de minhas mãos até os cabelos dele e puxei os mesmos,tombei minha cabeça para trás,gemendo alto,levei minha mão livre até as costas dele e arranhei as mesmas sem dó. Eu estaria mentindo se dissesse que fiz isso apenas pelo prazer.

 

(...)

 

Me sentei na cama assim que Justin saiu do quarto,assim que ele saiu de mim,ele levantou,vestiu a roupa e saiu do quarto. Me levantei da cama e caminhei até o banheiro que tinha no quarto,entrei e logo fechei a porta,me encostando na mesma,senti as lágrimas começarem a rolar em meu rosto,eu tinha me entregado totalmente a ele.

Porque eu fiz isso? 


Notas Finais


E ai? Oque estão achando de Only Danger?
Agradeço muito aos favoritos que estão chegando!
Favoritem e comentem muito,isso incentiva.
xoxo Kaah


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...