1. Spirit Fanfics >
  2. Only Hope. >
  3. T1. Surpresa dupla.

História Only Hope. - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - T1. Surpresa dupla.


Fanfic / Fanfiction Only Hope. - Capítulo 3 - T1. Surpresa dupla.

— Eu, — Stiles piscou atordoado e se escorou na porta sentindo uma leve tontura se apossar de sua cabeça, sentiu a mão pequena do menino sobre sua lhe puxando para algum canto e logo o barulho da porta fechando fez Stiles voltar a si. — Eu sou o que? 

— Meu pai, seria mais minha mãe, mas você prefere que a gente te chame de papai. — Henry responde simples como se tivesse falando sobre o tempo e Stiles vê ele colocar aquele livro passado sobre a mesa da varanda em frente a cadeira que estava sentado. 

— O que é isso? — Stiles questionou e Henry abriu o livro parando em uma página específica. 

— Preciso que leia. — Henry falou e Stiles piscou os olhos confuso. 

— Por que? — Questionou e Henry suspirou. 

— Papai, olha, só leia, tá bom? — Pediu e Stiles assentiu sentindo um leve calor se espelhar pelo peito ao ouvir o menino lhe chamar daquele jeito. 

Quando levou os olhos para o livro, viu uma imagem bonita de um homem de capa vermelha montado em um cavalo branco cavalgando em uma praia linda. Tinha um texto ao lado da imagem e dava sequência abaixo dela, na outra página mostrava o mesmo homem beijando um rapaz, não conseguia ver direito, sua cabeça estava doendo apenas por olhar para aquelas imagens. 

— É só para ler? — Questionou e Henry assentiu. 

— Apenas ler. — Afirmou. 

Você consegue Stiles, é só ler esse livro e levar essa criança de volta para casa, para os pais dela, ele se lembraria se tivesse um filho, certo? Se lembraria que tinha um filho de 11 anos. Ele parecia ter 11, ele tinha 11 anos, certo? 

— Espada, quantos anos você tem? — Stiles questionou. 

— Tenho 11. — Henry respondeu. — Pode ler? 

— Em voz alta? — Questionou o castanho mais velho. 

— Por favor. — Henry respondeu.  

— Era uma vez... — O mais velho começou a ler o livro de capa dura marrom com detalhes em dourado e o menino ficou atento a ele, mas não parecia que o mais velho estava lendo sobre si, parecia que ele estava lendo sobre uma princesa chamada Branca de Neve. — Cavalgando em seu cavalo se encontrava o príncipe encantado da Branca de Neve, ele galopava de modo apressado...  

— Você está lendo errado. — Murmurou o menino revirando os olhos ao interromper o mais velho.   

— Estou? — Indagou o mais velho confuso.   

— Está, não é da Branca de Neve essa história, é a sua história. — O menino responde inconformado.  

— Céus, como assim a minha história? — O castanho perguntou perdendo a paciência, ele nem estava lendo de verdade, certo, mas  como assim aquela era sua história? Ele ia surtar a qualquer momento com aquilo tudo.  — Você não lembra mesmo? — O garoto pergunta triste e o castanho nega.  

— O quê eu tenho que lembrar Henry? — O castanho perguntou e Henry suspirou parecendo um adulto ao fazer tal ato.  

— Você tem que se lembrar dos meus outros dois pais e da minha mãe Regina, minha irmã Emma virou a senhora das trevas e apagou a mente de todo mundo, você tem que me ajudar, pai. — Henry diz parecendo um filhotinho de cachorro que caiu da mudança olhando nos olhos de Stiles que suspira derrotado passando a mão no rosto desacreditado.  

— Okay, okay, você venceu. — Stiles diz suspirando frustrado ao se levantar da cadeira da mesa da varanda de sua casa e Henry o olha surpreso.  

— Sério? Você vai mesmo me ajudar? — Henry pergunta esperançoso e Stiles assentiu.  

— Vou, e para onde nós vamos? — Stiles pergunta e Henry sorri arrumando a mochila nas costas após arrumar o livro dentro da mochila e ajeitar a mesma nas costas.  

— Vamos para StoryBrooke. — Henry responde simples e Stiles assentiu um pouco confuso.  

— E onde fica isso? — Stiles perguntou pegando na mão do castanho mais novo e o levando para o jeep.  

— No Maine. — Henry responde simples e Stiles para de andar de olhos arregalados.  

— É o que? E tu veio do Maine até a Califórnia sozinho, garoto? — Stiles questionou nervoso o agarrando pela mochila o fazendo parar no lugar.  

— Sim, eu vim do Maine sozinho. — Henry responde simples e Stiles estremece com os pensamentos do que poderia ter acontecido com seu suposto filho no caminho do Maine até ali.  

— Nunca mais faça isso, me escutou? Nunca, isso é perigoso Henry. — Stiles diz apontando para o garoto com o semblante sério e Henry suspirou parecendo envergonhado.  

— Tá bom. Desculpe. — Henry diz e Stiles suspirou.  

— Promete não fazer isso nunca mais? — Indagou erguendo o dedo mindinho e Henry agarrou o dedo do mais velho selando a promessa. Como se fosse um costume dos dois...   

Stiles balançou a cabeça para afastar aquele pensamento e suspirou passando a mão livre por entre os cabelos compridos e bagunçados de um jeito único.  

— Prometo. — Respondeu Henry sorrindo brilhante e Stiles o olhou por um tempo antes de sorrir abaixando as mãos e as colocando na cintura.  

— A gente só tem que encontrar com uns amigos meus e a gente segue viagem ainda hoje. Certo? — Questionou apontando para o jeep e Henry assentiu.— Tudo bem. — Deu de ombros e seguiu o mais velho para dentro do jeep.

(...) 

— Onde estamos? — Henry questionou ao que Stiles estacionou o carro em frente à um prédio enorme, Stiles respirou fundo desligando o carro e o olhou. 

— Bom, como você é criança e ainda acredita nesse negócio de conto de fadas, eu vou ser sincero sobre uma coisa. — Stiles diz capturando a atenção do menino que o olha com atenção. — Eu não sei porque, mas acredito em você, porém, quero te contar uma coisa também.

— Pode contar. — Henry incentiva. 

— Essas pessoas que você vai conhecer agora, são seres sobrenaturais. 

— Como assim? Pensei que aqui nesse mundo não existia magia. — Henry diz deixando Stiles confuso. 

— Como assim nesse mundo? 

— Você não é daqui. — Henry responde direto e Stiles o olha arqueando uma sobrancelha. 

— Sou do mundo dos contos de fadas, é isso? — Stiles questiona em dúvida. 

— Não diria bem contos de fadas, diria mais contos literários para pessoas necessitadas. — Henry diz fazendo Stiles rir. 

— Certo, baixinho, vamos entrar logo. — Stiles diz tirando o cinto de segurança e ambos descem do jeep, Stiles espera o menino descer para subirem e assim que Henry fica ao seu lado ambos sobem de mãos dadas para o nono andar daquele imenso prédio. 

— Aqui não tem elevador não? — Henry questiona fazendo Stiles parar de andar no último degrau antes de abrirem a porta e virarem no último corredor respirando fundo. 

— Não, o Derek gosta de torturar as pessoas. — Stiles responde e Henry ri. 

— Você dizia sempre isso sobre o pai Killian. — Henry diz e Stiles o olha quando voltam a caminhar. 

— Você disse que tem mais dois pais e uma mãe, como assim, me explica isso? — Stiles pediu e Henry o olhou. 

— Bom, se está querendo saber se um de vocês engravidou a minha mãe Regina, sinto muito mais não foi isso. — Henry diz e Stiles para de andar assim que chegam no portão do loft. 

— Como assim? Então quem teve você e a sua irmã? — Stiles questionou e Henry sorriu ao dizer. 

— Você. 

— Surpresa! — Todos gritaram dentro do loft ao que Peter abriu o portãoe Stiles desmaiou. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...