1. Spirit Fanfics >
  2. Only i see your beauty >
  3. Brigas e bebidas

História Only i see your beauty - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


DOIS CAPÍTULOS EM MENOS DE UM DIA?!! ISSO É O CÉU???!!! Não kkkk isso aqui é o INFERNO MUAHAHAHAHA!!! Agora vcs vão ter que aturar meus capítulos chatos e repetitivos huehuehueheue >:)

Infelizmente, não achei nenhuma fanart Near x BB...
Injustiça brother ;-; Um shipp tão biuriful desses T_T então só botei uma fanart aleatória, só pra não ficar sem capa!

Enfim, fiquem com o capítulo aí meus parça :'3

Capítulo 4 - Brigas e bebidas


Fanfic / Fanfiction Only i see your beauty - Capítulo 4 - Brigas e bebidas

*Near onn*


Quando eu abracei BB, e ele retribuiu, sabe, comecei a sentir algo que realmente era muito bom, nunca pensei que iria gostar de abraçar alguém... Quero dizer, NUNCA PENSEI QUE IRIA ABRAÇAR ALGUÉM!!! Ele me faz ficar tão mais feliz... É como se tudo no mundo parasse, é algo tão bom... Acho que finalmente pude sentir algo, depois de tanto tempo me perguntando o que são sentimentos, finalmente pude sentir algo, e esse algo é realmente muito bom!


Depois de tudo que aconteceu, fiquei com muito sono e fui dormir. BB fez o mesmo, até porque estava bem tarde, e temos aula amanhã. 


////////////////////


Era mais de meia-noite, até que eu acordo com um pesadelo muito ruim, era sobre o assassinato da minha mãe, eu não lembrava disso, porque aconteceu quando eu tinha sete anos, mas eu tinha logo de lembrar dos momentos mais ruins de minha vida, e o pior, durante a madrugada, eu mereço... 


Acordei chorando desesperado, tristeza era o único sentimento que já senti, e é muito ruim isso... Não consegui dormir mais, fiquei chorando a madrugada inteira, até que...


- Ei, o que foi ovelhinha? - Uma voz familiar vinha de trás de mim


Me viro para trás, e vejo BB agachado me olhando chorar, é um hábito um pouco estranho ficar vendo pessoas sofrerem, não? Logo me sento na cama, e começo a chorar novamente, por que não consigo controlar isso? 


- T-Tive um pesadelo... C-Com minha mãe que foi assassinada... - Disse chorando, eu realmente não sei como e quando isso iria passar...


Beyond me deu um abraço, me senti muito melhor, senti esse sentimento ruim ir embora de mim aos poucos, era tão confortável os braços dele... Me sinto tão... Bem...


- Calma, vai ficar tudo bem, isso vai passar... - Disse BB ainda me abraçando, e me acalmando 


Fiquei tão bem em seus braços que comecei a adormecer ali mesmo, Beyond me deitou em minha cama e logo se levantou, não me lembro do que aconteceu depois, porque eu estava dormindo (Dããh). Mas como eu tô narrando essa parte bosta aqui, vou narrar o que aconteceu e eu não fiquei sabendo.


Quando Beyond se levantou, estava quase indo em direção à sua cama, mas deu meia volta, e olhou para mim, que dormia com lágrimas no rosto, todo encolhido. Ele logo chegou perto de mim, acariciou meu cabelo, e me deu um beijo na bochecha (Tá jorrando sangue pelo nariz), e depois deitou comigo me abraçando (vou morrer por falta de sangue).


///////////////


Acordei com o som do despertador, eu odeio despertadores, eles são muito barulhentos, e ficam invadindo nossos sonhos, nos impedindo de ver o final. Só eu ou vocês também já ficaram tão vibrados em um sonho ao ponto de quase escrever uma história sobre ele? (Tipo essa fic) Mas fodasse, quando acordei, vi BB comendo mais um pote de geleia, virado para a janela do quarto. Parece que ele já estava pronto pra ir à aula, e só estava fazendo um lanchinho, mas pelo tanto de potes espalhados pelo quarto, ele fez um lanche pra ficar um mês sem comer.


Me levantei, e Beyond se virou para mim, que estava indo em direção ao banheiro fazer minha higiene pessoal.


- Bom dia ovelha albina! - Disse BB com aquele olhar sádico, mas ao mesmo tempo de se admirar, e continuava a se empanturrar de geleia.


- Bom dia... - Disse sonolento, apenas meu corpo estava acordado, minha mente ainda tava dormindo.


Entrei no banheiro, fiz tudo que tinha que fazer, e logo saí. Peguei minha mochila (branca também, pra manter a tradição), e fui em direção a porta do dormitório.


- Vamos BB, se não vamos nos atrasar! - Disse aquilo sem expressar nenhuma emoção, embora eu queira muito sentir aquilo que senti antes de novo...


- Ah, vamos então! - Ele disse já pegando sua mochila, e levando outro pote de geleia. Será que é permitido comida que não seja da cantina nos corredores? Bah, não importa, não lembro de nenhuma regra que impeça! 


Quando saímos do quarto, fomos em direção à nossas salas, que ficavam em lados opostos, já que o ensino fundamental é separado do ensino médio. Quando já estávamos nos separando, resolvi dar um adeus ao moreno comedor de geleia:


- Tchau B! - Me despedi dele, e sem que eu perceba, um sorriso se formou em meu rosto, são raras as vezes que eu sorrio, e é sempre muito incontrolável isso, fico feliz em conseguir sentir algo novamente...


Ele se virou para mim, com a boca um pouco suja de geleia, já que ele comia com as próprias mãos, mas logo deu um sorrisinho fofo e ascenou pra mim


- Tchau ovelhinha! Te vejo no recreio! - Acho que vou mudar meu nome pra ovelhinha, só pra finalmente alguém acertar meu nome!


Meu coração se acelerou, estava quase pulando pra fora, era bem estranho, porque nunca senti isso antes... Mas era bom ver que B é agora um amigo meu... 


Continuei andando pelo corredor, até que eu vi uma cena que já estou acostumado a ver: Mello caçando briga com alguém mais velho que ele. Não entendo esse cara, ele nunca arruma briga com alguém da idade dele, é sempre um cara do dobro de seu tamanho, que pode matar ele só o empurrando, típico do Mello...


Estava uma grande roda em volta do loiro e do brutamontes que ele estava brigando, ninguém pra separá-los, e depois falam que foi uma pena estar morto. Eu não podia ajudar ele, porque primeiro: eu não me importo com ele. Segundo: Eu sou uma tampinha perto daquele cara. Terceiro: eu tenho zelo da minha vida.


A briga nem estava tão feia, por enquanto era apenas troca de farpas sem nada físico. Até que alguém ficou afim de morrer...


- Aahhh gente, a garotinha aqui tá querendo brigar comigo! Dá pra acreditar? A Madonna tá putinhaa! - Esse aí já cavou a própria cova, ele deve ter uma vida muito merda pra cometer suicídio tão diretamente...


- O que você disse? - O Loiro já estava no pico da raiva, melhor preparar o sepultamento de alguém aqui!


- Ixii, além de estressada é surda! A menininha quer brigar! - Esse cara sabe que Mello é um garoto, provavelmente só tá fazendo isso pra irritar ele, mas o coitado nem sabe que isso é pior de que se jogar de um prédio...


Mello pulou encima do cara, e começou a dar socos no garoto, que tentava se defender, mas não conseguia. Quem mandou mexer com a "garotinha"?


*Near off*


*Mello onn*


Eu estava apenas socando ele, mas eu poderia fazer coisas bem piores, odeio que me chamem de mulher, e daí que eu uso roupas um pouco mais estilosas e tenho cabelos compridos? Isso significa nada! O cara conseguiu se levantar, mas eu continuei dando murros e chutes nele, acho que foi uma péssima ideia brigar com ele... Logo ele me deu um soco tão forte no meu rosto, que ele conseguiu me derrubar, e ainda me deixar com um olho roxo, quando tentei me levantar, ele me deu um chute no estômago, e caí de novo, eu já não tinha muitas forças, aquilo tava doendo para um caralho... Onde está o Light nessas horas? Ele sempre vem separar as brigas quando eu estou ganhando, mas quando estou perdendo, ninguém me ajuda! Mais um motivo por eu odiar ele...


Eu não tentei me levantar novamente, estava muito fraco e atordoado, mas quando abro os olhos, vejo algum anjo vindo nós separar, esse anjo era o Matt. É nessas horas que eu quero soca-lo por não aparecer antes, e depois abraçá-lo por aparecer agora! 


- PARE COM ISSO! NÃO TÁ VENDO O QUE VOCÊ FEZ COM ELE?! - Disse o ruivo entrando na minha frente, eu chamaria isso de suicídio se o cara não estivesse com pena de bater nele, já que ele era mais magro que eu.


- HAHAHA!!! Agora a garotinha conseguiu um namorado? Que ridículo! - O cara disse olhando pra Matt, que estava muito encorajado, quando falo isso falo encorajado para morrer.


- Não somos namorados, e se fossemos, e daí? Isso não muda nada! - É incrível como fizemos uma conversa de eu ser uma garota passar para uma conversa sobre sexualidade, vamos só ignorar tudo e continuar a história.


- Ah, pelo visto temos um viadinho aqui - O cara disse rindo - Pode deixar que eu dou um jeito em você!


Ele derrubou Matt com um soco, e ele caiu encima de mim, EU JÁ TAVA TODO MACHUCADO, AÍ ELE RESOLVE CAIR ENCIMA DE MIM!!! AGORA ONDE ESTÁ O DIRETOR?! ONDE ESTÁ O SINAL PRA AULA?! CADÊ A PORRA DO YAGAMI?!!!??!?


*Mello off*


*Light onn*


Eu estava na sala do diretor, conversando sobre a festa e sobre os preparativos, L estava junto comigo já que ele disse que iria ajudar eu e o diretor.


- Terei que cancelar as primeiras três aulas hoje, por conta de uma reunião de professores - Disse o diretor. Por que ele não fez essa reunião ontem? Decidi que não iria perguntar nada. - Light, L, enquanto eu estou na reunião, os dois podem ir ao lugar XXX( onde vai acontecer a festa) para já começar a enfeitar o lugar?


- Claro senhor! Quando mais cedo começarmos, melhor a festa vai ficar! - Eu disse isso com a mais pura verdade. A última festa foi organizada às pressas, e ela ficou uma bosta, então acho bom já começar hoje a arrumar as coisas.


Depois do diretor falar mais umas coisas, ele foi para a reunião e nos deu a localização da festa, para enfeitarmos lá.


Quando eu e L saímos da diretoria, fomos aos corredores do internato para ver estava tudo certo, se ninguém estava brigando, se tudo estava em ordem.


Óbvio que tava tudo errado. Mello já conseguiu ficar atordoado junto com Matt, meu Deus, quando esse loiro vai aprender que isso é um internato, não um lugar de pancadaria?


*Light off*


*L onn*


- HEY, PAREM JÁ DE BRIGAR! - Light gritou para os três encrenqueiros, ah Matt, quantas vezes eu te disse pra não brigar com ninguém daqui? Vontade de espancar esse menino...


- O QUE?! FOI ESSE LOIRO QUE COMEÇOU!! - Um cara grande e bem forte disse parecendo uma criança, só faltava ele começar a gritar a mãe dele...


- Não importa quem começou ou quem bateu em quem! O diretor está em reunião agora, então eu terei que aplicar uma punição em vocês! - Light disse com firmeza, ele é representante do internato, então ele pode dar advertências em quem quiser e quando quiser, mas que tipo de punição ele vai aplicar? - Você! - Ele disse pro cara alto que estava sem nenhum tipo de ferimento - Espere na diretoria, quando o diretor chegar ele vê o que fazer com você. Os outros dois garotos, vamos na enfermaria cuidar dos ferimentos, e depois vocês vão nos ajudar em algo!


Ajudar em algo? Não é isso que estou pensando, né? Agh, não acredito que vou ter que ficar com esses pirralhos para arrumar a porra duma festa, pensei que seria apenas eu e Light, mas não! Vou ter que aturar essas pestes também!


\////////////////\


Levamos eles à enfermaria, não eram ferimentos muito graves, então saímos de lá bem rápido. Mas Mello ficou com um tapa olho, já que estava com um olho muito inchado, e precisava proteje-lo para não ficar pior.


É, eles iriam nos ajudar a organizar a festa, sério que essa é a pior punição que Light pensou? Depois do moreno explicar tudo da festa, e o que eles iriam fazer, chega alguém atrás de mim. Quem será? QUEM SERÁ??? 


- Eai maninho! Fazendo o que de bom? - Chegou o assassino atrás de mim. O que eu fiz pra merecer isso, meu Deus?


- Ah, nada! Só vou ajudar Light a organizar uma festa de começo de ano junto com as crianças aqui.


- Festa? Quero ir também! - Por mais que ele seja psicopata, perturbado e etc, ele também é bem festeiro! Se eu recusar a ajuda dele, posso acabar morrendo...


- Claro, pode nos ajudar se quiser! - Ligh deve estar contra mim nesse momento... 


Estava indo tudo, "bem", até que chega outro alguém... Se chegar outro depois desse, eu mato!


- O que deu na briga? - Era um menino baixinho, branco pra kcete, que também só usava branco, acho que eu vi ele na roda da briga...


- Deu nada não, Near! Agora sai! - Disse Mello estressado, como sempre, acho que ele não gosta muito do menino, assim, só acho mesmo.


- Cala a boca caralho! - Beyond sussurrou pra Mello, por quê? Eu não sei! - Ah, oi Near! A briga deu muita merda, Light, tem problema do Near vir com a gente?


- Tem problema nenhum! Quanto mais gente, melhor! - PORRA LIGHT, CÊ QUER ME  MATAR DO CORAÇÃO?!?!!! PRA QUE MAIS GENTE???!!!


- Ir para onde? - Pergunta o albino.


- Estamos organizando uma festa de começo de ano, se você quiser vir com a gente, seria muito bom! - Disse B corado, dava pra ver que ele estava corado, por conta da sua pele branquela. 


- Ah, posso ajudar! - Disse Near também um pouco corado, POR QUE TÁ TODO MUNDO CORANDO NESSA PORRA?!?


Então, fomos todos ao lugar da festa.


*L off*


*Matt onn*              (Esse capítulo não vai acabar tão cedo huehue)


Chegamos no local indicado pelo diretor, era bem grande e vazio, dava pra fazer muita coisa. Mas antes de entrarmos lá...


- Ei, esperem um pouco! Já volto - Disse Beyond entrando numa distribuidora de bebidas, o que esse cara tá fazendo?


Quando ele voltou, estava com duas caixas de cerveja, acho que ele esqueceu que tem três garotos menores de idade com ele.


- Vamos nos divertir enquanto isso! - Esse cara já tá chapado ou tem problema mental?


- Beyond... Não acha que... Ah, esquece! - Light disse, mas logo se interrompeu. Acho que ele não queria ser o chatão do grupo falando o que é certo e o que é errado, mas é nessas horas que você deve dizer o que é certo e o que é errado, Yagami!


Entramos no lugar, era realmente muito grande, e dava um eco da porra! Eu e Mello parecíamos duas crianças brincando com o eco do local, fazer o que? Realmente somos duas crianças haha... 


Começamos a decorar umas partes do local, L e Light não desgrudavam um segundo, eles realmente formam um lindo casal! Beyond também ficou com Near o tempo todo, era bonitinho ver um assassino sangue frio com uma criança que parece mais um robô, também shippo muito! Embora seja um pouco estranho shippar um cara de dezoito anos com um garoto de treze... Isso é considerado pedofilia?


É agora que a merda começa, Beyond que já tava um pouco bêbado, (mesmo que ele tenha bebido só três latinha) resolver oferecer pra TODO MUNDO QUE TAVA LÁ!!! L e Light aceitaram, não posso julgar, quero dizer, eles já são maior de idade! Admito que estranhei ver Light bebendo, pensei que ele fosse todo certinho! Eles começaram a beber.


Beyond bebeu mais umas, e ficou um pouco mais faiado das ideia, e ofereceu pra mim e pra Mello, ESSE CARA TEM BOSTA NA CABEÇA??!!


- Toma umas aí, vai fazer mal não! - Essa é a evolução do "vai ser só a cabecinha" (quem manjou, tá manjando!) 


- Não, é que somos menor de ida - Fui interrompido.


- Que isso Matt? Vai recusar uma oportunidade dessas? Claro que aceito! Passa uma aí! - Disse Mello, não fiquei surpreso, ele não bate bem da cabeça mesmo... Mas se alguém aqui ficar bebaço, eu não vou aturar não!


Eu e Near fomos os únicos que não aceitaram, acho que somos os únicos que temos cabeça aqui...










Notas Finais


UUUUUUUHHHHH, OQ SERÁ QUE VAI ACONTECER???? kkkkk :'D

Desculpa o capítulo um pouco fraco, é bem difícil escrever quando se tem déficit de atenção, pq você sempre acaba mudando muito o foco do que está escrevendo, e eu sempre tenho que apagar umas partes da fic, pq se não vai ficar um pouco sem nexo kkkk
Espero que tenham gostado, fiz esse capítulo com muito amor, acho que no próximo do próximo já acontece essa maldita festa, pelo menos é o que eu espero kkkk

Deixem dicas aí do que eu posso melhorar, isso vai me ajudar muito!

Tchau meu povoooo 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...