História Only mine - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Alpha, Beta, Nalu, Ômega, Romance, Stingue
Visualizações 106
Palavras 906
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fluffy, Lemon, Luta, Magia, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Inspiração bateu, aqui está mais um. ^-^

Capítulo 2 - How I met you


Capítulo 2 – How I met you

 

5 meses antes...

 

- Choto!! O que foi aquele golpe?! – Gritava o narrador Chapati, empolgado. – O Dragão Branco está encurralado! A batalha está cada vez mais tensa, Sting o Dragão Branco está sendo pressionado pelo Dragão de Ferro Gajeel Redfox que neste momento reveste seu corpo inteiro com ferro como proteção! Aí está meus amigos, a armadura do dragão de ferro!! – o público vibrou.

“Proteção uma ova. Golpes físicos podem não funcionar muito bem, mas...”, em seus pensamentos o Dragão Branco planejava seu próximo ataque.

-Mōmoku no ryū! – (Dragão de olhos cegantes!) Os olhos de Sting se iluminaram como um flash cegando o oponente. “Certo, essa era a chance que eu estava procurando.” – Metsuryuu ougi: Holy Nova! – com o punho revestido de luz Sting desferiu o soco mais poderoso que tinha. O cenário de iluminou cegando até mesmo quem os assistia. Quando tudo normalizou e se tornou nítido podia-se ver Sting e Gajeel caídos no chão, ambos esgotados.

Tudo estava em silêncio, até o narrador se pronunciar.

-O-o que aconteceu? Parece que o Dragão Branco e o Dragão de ferro não podem mais lutar... I-isso quer dizer, um empate... SIM, HOUVE UM EMPATEEE!!! – gritou fazendo com que o público vibrasse novamente, alguns chocados e outros revoltados pela perca de apostas.

 

Atualmente...

 

“Aquele dia eu estava esgotado, por isso eu não ganhei a luta. Depois que eu acordei na enfermaria do coliseu, meus amigos que esperavam por mim me chamaram para dar uma saidinha.

-E então Sting, para onde vamos dessa vez? – perguntou Orga todo animado.

-Talvez aquele restaurante meia boca que tem no subúrbio da cidade, é feio mas a comida é gostosa.

-Se refere ao restaurante Dragon Jaw? – disse Minerva. – Hmmn... não sei, não acha melhor um lugar mais descente e chique? – como sempre, a senhorita querendo esbanjar.

-Naah, eu me sinto mais a vontade em lugares baratos e que podemos bagunçar sem ter problemas com os caras da lei.

Com isso, fizemos nosso caminho até Dragon Jaw. Minha cabeça ainda doía um pouco devido a luta com Gajeel, mas não impediu minha fome mortal. Entramos no restaurante e sentamos na mesa de sempre, tocamos o sino e esperamos a garçonete chegar, estava ansioso para pegar no pé de Yukino, ela me odiava... haha.

Eu esperava que a albina viesse mas em seu lugar estava um cara, olhos vermelhos, pele pálida, cabelos negros como o céu da noite... quem era ele? Inconscientemente farejei o ar e senti o cheiro de um ômega. Aquilo não podia ser real. Um ômega homem? Sorri de relance e guardei essa informação dentro do meu coração, esse cara seria zoado por mim pela eternidade.

Depois disso comecei a comparecer ao restaurante pelo menos uma vez na semana para me encontrar com o ômega e fazê-lo me servir. Eu adorava quando ele perguntava “O que vai querer senhor?”, mesmo eu estando no auge da minha juventude isso não me ofendia nenhum pouco, ser chamado de senhor. Isso me fez imaginar coisas surreais, comecei a imaginá-lo na minha casa, no meu quarto e na minha cama fazendo coisas indecentes comigo, comecei a deseja-lo e quando notei, estava terrivelmente apaixonado por este ômega... mas eu jamais admitiria isso para ninguém.”

 

xXx

 

-Você não achou que pudesse escapar de mim, não é? Meu ômega... meu Rogue. – O moreno despertou rapidamente, olhou para o lado e viu Sting deitado em sua cama junto com ele.

-Você! O que pensa que está fazendo?! Como entrou aqui?! – perguntou Rogue alarmado tentando sair da cama, mas foi impedido pelas mãos fortes do loiro.

-Isso não importa. O que importa é que eu estou aqui para fazê-lo meu. – disse o Sting com voz sedutora e se aproximando do pescoço do moreno, que tremia um pouco nervoso. – Por favor, sem resistência dessa vez. Farei o que tenho que fazer com você e depois, se você quiser irei embora.

Paralisado, Rogue deixou que Sting o tocasse mesmo contra sua vontade. O loiro começou pelo pescoço e depois partiu para os lábios do moreno.

-Macios. – continuou o beijo, depois desceu para o pescoço novamente e depois para o peitoral.

-S-Sting... – Rogue tentou manter o controle.

-Você tem um corpo bem definido para um garçom, por favor deixe-me prova-lo. – sorriu maliciosamente, o moreno o encarou por alguns instantes enquanto Sting voltou a beijá-lo, só que desta vez no abdome.

-S-só um pouco, tá? Não ultrapasse dos l-limites. – falava entre suspiros.

Sting sorriu e, sem nenhum aviso, desceu as calças do moreno revelando seu pênis já duro.

-STING! PARE Aí MESMO! – gritou o moreno tentando se soltar.

 -Oh, você parece muito necessitado, deixe-me aliviá-lo. – o loiro abocanhou e começou a chupá-lo.

-S-Sting, p-pare... p-are.

 

-PARE! – levantei rapidamente procurando o loiro pervertido, deparando-me com o nada apenas comigo mesmo e Frosch que dormia calmamente em sua cama de gato. – Espera um segundo... um sonho? – falei comigo mesmo, assustado. – Eu sonhei com Sting Eucliffe? – olhei para baixo e vi meu amigo acordado. – Oh Kami, isso não é possível... tinha um narrador no meu sonho também. – colocou as mãos na cabeça. – Isso não pode estar acontecendo. Deve ser o cio, sim, cio. Eu não estou apaixonado por esse cara, não mesmo!

Parei de falar comigo quando percebi estar incomodando Frosch, levantei da cama e fui ao banheiro. Precisava me aliviar, mas enquanto me aliviava a imagem daquele loiro pervertido invadiu minha mente. Mas que droga Sting! O que você fez comigo?


Notas Finais


Espero que tenham gostado, enfim, os capítulo serão pequenos mesmo, mas creio que serão o suficiente para vcs.
Até mais pessoinhas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...