História Only Mozart - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Girls' Generation, Neo Culture Technology (NCT), Red Velvet
Personagens Baekhyun, Chen, D.O, Jaehyun, Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Sehun, Seulgi, Suho, Taeyong, Xiumin, Yoona
Tags Black Pink, Bts, Exo, Girls' Generation, Kpop, Musica, Nct, Red Velvet, Snsd
Visualizações 19
Palavras 1.086
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Silence


Fanfic / Fanfiction Only Mozart - Capítulo 4 - Silence

-Em ?

Perguntei novamente recebendo a atenção de Yoongi, que me olhou um pouco pasmo.

-E..isso pode parecer estranho mas.

-Mas, nada fala logo.

Praguejei irritada, não com ele mas com o mal estar que me atingiu, parecia que a qualquer momento eu iria apagar.

-Calma aí quem você acha que é pra mandar em mim?

-Que merda, o que está acontecendo? Eu só quero voltar pra minha vida.

Gritei em meio a lágrimas e ouvi os aparelhos hospitalares começarem a apitar.

-Você está ficando muito nervosa, se você ficar irritada seu corpo vai entrar em choque, olha.

Disse apontando para a frágil figura entubada entrando em colapso, uma equipe entrou rapidamente no quarto, e vi eles realizarem diferentes procedimentos.

-Olha pra mim, respira fundo, se não vai ficar pior, respira fundo, pensa em algum momento feliz da sua vida, alguém que você ama, seus pais por exemplo.

Minha mente vagou até minha infância e isso não ajudou muito, uma das enfermeiras gritou que a paciente estava perdendo o pulso.

-Ou para de chorar, você não que voltar a viver?

O pálido perguntou parecendo desesperado.

-Você não está ajudando.

Gritei tentando parar de soluçar.

-Tenta lembrar do que você mais ama na sua vida.

Com isso limpei as lágrimas, respirei fundo e tentei lembrar do que foi o momento mais intenso e feliz na minha vida, e as únicas coisas que lembrava envolviam o ballet, as apresentações, os testes, os ensaios e competições, receber o primeiro lugar na maioria das vezes, sempre ser a personagem principal isso era parte dos momentos mais memoráveis, mas o que mais me marcou foi a coreografia que eu mais tive dificuldades em aprender, a principal coreografia de O lago dos cisnes, era realmente difícil, envolvendo muita técnica, por isso foi tão complexo, porém tive a performance premiada por ter a feito com todo esplendor, e realmente esse foi o momento mais feliz da minha vida.

Apresentar como cisne negro, a coreografia mais complexa de toda minha carreira, e ainda ser aplaudida de pé por todo o teatro, esse era o momento, um sorriso se abriu em meu rosto e ainda com os olhos fechados senti como se ainda estivesse em meu corpo, por um momento senti como se estivesse vestida com as sapatilhas, como se estivesse de meia calça, eu sentia o frio do palco, as salvas de palmas, tudo estava tateavel em minha memória.

-Ela estabilizou.

Disse um dos médicos me tirando de meus devaneios.

-Mas o que foi isso? Ela estava até um momento atrás, estável e entrou em colapso, assim do nada?

-Talvez ela esteja desistindo.

Observei a conversa entre o médico alto de cabelos bem alinhados ditar para um dos residentes que parecia não dormir a dias e aparentava ter ingerido três litros de cafeína, enquanto uma enfermeira e outro residente saíam do quarto.

-Não me venha com essa conversinha de novo Namjoon.

-Oi?

Perguntou o médico fazendo uma expressão séria.

-Doutor Namjoon, mas fala sério sunbenim isso é estranho, não só o fato dela entrar em colapso, mas o de você ser um médico e ficar com esses papinhos estranhos.

-Primeiro Baekhyun o corpo humano e muito volátil, segundo eu posso ser formado mas não deixo de pensar que a recuperação de um paciente depende mais dele do que do tratamento em si, não que o tratamento seja dispensável, mas se ela não quiser viver, nenhum remédio ou tratamento vai ajudar.

Comentou sincero, e ele parecia o tipo de pessoa que se deve ouvir os conselhos, alguém centrado, já o outro era do tipo que lembrava uma criança depois de tomar café.

-Os dois aí parem de papiar temos que fazer a checagem dos outros pacientes.

Disse uma médica um pouco mais velha que o residente e talvez que o doutor.

-Okay.

Disseram em uníssono, se apoiando um no ombro do outro, como amigos.

-Aliás o paciente do 4009 teve algum tipo de melhora?

Namjoon questionou se desapoiando do ombro do residente e se virando para a cama.

-Não, e o cara famoso?

-O tal de Yoongi? o rapper?

Perguntou Namjoon, e Baekhyun assentiu.

-Não continua em coma.

-Alguém visitou ele?

-Só na primeira semana, uma mulher, depois a mãe dele vem de vês em quando.

Eles conversavam enquanto arrumavam o tubo de respiração e revisavam os aparelhos, sendo a todo momento observados pela médica que estáva escorada na porta do quarto.

-Que triste, tanta fama e dinheiro e ninguém disposto a estar em um hospital por ele, e essa aí?

-Baek você fala dos pacientes de forma estranha e um pouco fria.

-A para, eu só tento não me apegar a eles, mas fala ae, fiquei sabendo que ela também é famosa, me disseram que ela é britânica.

-E sim, ela é bailarina, uma das melhores, e a mais jovem a conseguir um lugar na companhia de ballet de New York, a mais renomada do mundo, ela realmente é incrível, eu assisti a apresentação dela semana passada.

-Você tem gostos peculiares, ontem mesmo tava cantando twice pelos corredores, semana passada foi a uma apresentação de ballet clássico, e hoje tava ouvindo Ac/DC, você me dá calafrios, mudando de assunto foi boa a apresentação? Ela tem amigos? Recebeu visitas? O que aconteceu?

-Que tanto de perguntas.

-Não foi no meu plantão.

-A apresentação foi ótima, a melhor que já vi na vida, sim aparentemente ela tem, ela recebeu visitas ontem quando chegou e um deles ficou com ela até agora a pouco quando a polícia o chamou pra prestar depoimento, ela foi atropelada por um bêbado.

Disse e derramei algumas lágrimas, acabei vendo que se não me acalmasse e parasse de chorar entraria em outro colapso.

-Vocês dois fofocam mais que mulher.

-Para Yoona, você também fazia o mesmo na época que era residente.

Comentou Namjoon rindo.

-Fazia mesmo, mas você Namjoon já passou dessa idade, e aliás como você sabe tanto sobre ela?

O médico deu uma risada soprada e a olhou como se dissesse "tá vendo?"

-Você continua curiosa, e eu sei muito sobre ela por que eu pesquisei sobre, quando eu fui assistir o ballet achei interessante.

-Tá bom, tá bom vamos logo, eu preferia fazer plantão com o Kyung e o Suho eles pelo menos ficavam calados.

-E claro o pinguim assusta qualquer um.

Disse Baekhyun rindo e fazendo todos o acompanhar.

Por um momento senti vontade de continuar ouvindo a conversa, porém me lembrei que ainda tinha assuntos a tratar com Yoongi, que estava ouvindo e observando tudo no canto do quarto.

Ele desse jeito pareceu uma assombração, o que eu tô pensando nos somos assombrações.

Dei um tapa em minha testa, eu estava sendo estúpida.

-Não pense que eu esqueci ainda quero saber o que te levou a por a mão no ombro de uma desconhecida.

- Que besteira, aliás você sabe  meu nome é eu não sei o seu, como se chama?

❄️




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...