História Only Remember - Capítulo 3


Escrita por: e 159cm

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), BLANC7, EXO, Stray Kids
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags 2jung, Bottom!hoseok, Hopekook, Hoseok!bottom, Hoseok!uke, Jihope, Jimin, Jin, Jungkook, Min Yoongi, Namjoon, Taehyung, Vhope, Vhopekook, Yoonseok
Visualizações 87
Palavras 1.840
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


— gostaríamos de avisar que os dias e os horários de postagem serão realizados em terças e sextas-feiras, variando em horários de 11h e 23h

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Only Remember - Capítulo 3 - Capítulo 3

 

“A sua chamada está sendo encaminhada para a caixa postal e estará sujeita a cobrança após o final” do outro lado da linha a voz da mulher se fez presente novamente.

 

Depois de tantas doses, Yoongi já havia esquecido de sua ressaca da noite anterior e agora estava fazendo coisas que apenas um bêbado melancólico faria, como ligar e enviar mensagens para o seu “Ex-namorado”. Era a vigésima sétima vez que ligava para o número de Hoseok e o mesmo não atendia, só faltava a voz eletrônica dizer que Hoseok estava o ignorando e nunca mais iria falar consigo por causa da merda que havia feito. Não conseguia acreditar que havia traído o ruivo, sem contar que “Ex-namorado” soava de um jeito um tanto ruim.

 

O barman já sentia pena do loiro que era o único cliente presente no bar agora, já estava tarde e seu expediente estava acabando, não queria carregar um bêbado para fora do ambiente. Tinha uma  filha de 5 anos em casa e como um bom pai prometeu colocar a menininha para dormir, ocuparia muito do seu tempo convencer um homem bêbado com desilusões amorosas a ir embora. Tateou o bolso em busca do aparelho celular, ao pegar o eletrônico deu a volta no balcão e se pôs em frente ao loiro que tentava mais uma ligação.

 

— Ei jovem, tente com o meu — estendeu o celular para o loiro que finalizou a chamada, sem dizer uma palavra Yoongi tomou o celular alheio em mãos e discou rápido o número de seu amado. Em segundos, a chamada foi atendida.

 

— Alô? Hoseok? Hoseok me perdoa, e..eu não sabia o que estava fazendo, eu nem sei quem era ela — Yoongi soltou de uma vez. — Eu te amo muito, muito mesmo, por favor..

 

“ Alô..? Yoongi? Você quer parar com isso? Ele não vai te atender” Yoongi apertou o celular ao perceber que quem havia atendido não fora Hoseok, e sim Jimin.

 

— Me deixe falar com ele, você não é o dono dele para decidir o que ele pode e não pode fazer, seu...

 

“ Escuta aqui” Jimin o cortou. 

Hoseok está cansado dos jogos que você joga, ele não é nenhum joguinho que você pode se divertir e depois largar assim! Você é um carma abandonado” Jimin respirou fundo antes de prosseguir “Se você tentar ligar mais uma vez, eu vou te denunciar para a polícia.”

 

A chamada foi encerrada, o loiro jogou o celular do barman sobre o balcão junto a algumas notas de dinheiro e saiu furioso do estabelecimento. Jimin sempre foi um incômodo idiota para Yoongi, nunca largou do seu pé em relação a Hoseok e achava que era dono do seu namorado, o pior era quando bancava uma de amigo ciumento e possessivo e não deixava Hoseok sair consigo. Era um verdadeiro demônio que assombrava as transas do casal.

 

Agora caminhava pelas ruas de Seoul, mesmo que estivesse tarde as ruas ainda se mantinham movimentadas. Estava tão distraído planejando um jeito de matar Jimin que o corte em sua boca nem incomodava mais, só saiu de seus pensamentos homicidas quando o celular em seu bolso começou a tocar “Girls just want to have fun - Cyndi Lauper”. Se questionou o porquê de não ter mudado o seu toque, a resposta veio quando se lembrou que era preguiçoso demais para se incomodar com coisas desse tipo e também a ideia de colocar essa música havia sido de Hoseok. Sorriu e tratou de pegar o aparelho, tinha esperanças de que o mais novo estivesse ligando para si, se desapontou ao ver o nome “Amor” piscar na tela. Yoongi descobriu que a pessoa dona desse contato era a mesma com quem ele estava se pegando na festa, quando chegasse em casa trataria de bloquear e apagar o número para o resto de sua vida. Ele guardou no bolso e deixou tocar.

 

Já havia andado 4 quilômetros e a pessoa não parava de ligar, Yoongi até cogitou em desligar o celular mas e se Hoseok tentasse ligar? Ele não iria poder atender de imediato e o outro acharia que estava sendo ignorado. Sem contar que havia começado a chover, não poderia atender agora, senão seu celular ficaria ensopado — se era para seu celular ficar ensopado, que fosse por Hoseok, não uma pessoa qualquer —, não queria parar em um lugar coberto pois estava todo molhado e tremendo de frio, tinha que chegar rápido em casa, ainda mais porque a bateria do celular se encontrava em 7%. Ao chegar em um cruzamento, num ato de raiva tomou o celular em mãos e atendeu, não aguentava mais ouvir aquela música tocar repetidas vezes. 

— Quer parar de me ligar, porra! Vai fazer algo melhor da sua vida em vez de ficar ligando para um cara desconhecido que você mal beijou — O loiro nem prestava mais atenção à sua volta, só queria encerrar logo a chamada.

 

“Você sabe muito bem que fizemos mais coisas além de nos beijarmos, não é?” Uma voz feminina — que Yoongi achou muito enojada — soou no outro lado da linha.

 

— Vá à merda sua vagabunda — Desligou enfurecido.

 

     

Só prestou atenção em um barulho de buzina quando os faróis já estavam perto demais. De repente, tudo ficou escuro.

 

                               ✿  

                                

Após a horrível conversa com Yoongi, Jimin caminhava até o quarto onde Jeon e Taehyung se encontravam, a cena de quando o mesmo entrou não era tão boa, os dois se beijavam desesperadamente enquanto Hoseok se banhava.

 

O clima no quarto estava ótimo após Jimin praticamente berrar com os dois para pararem de se pegar na cama de seu pequeno Hyung, tinha certeza que as pelúcias de Hoseok o agradeciam por ter as salvo da cena que era seus Dongsaengs se beijando com tanto gosto. A única coisa que poderia estragar o clima era o humor de Jimin, que agora estava em frente à porta espelhada do closet do quarto de Hoseok. 

 

Ao sentir pequenas mãos rodearam sua cintura, Jimin sorri e olha o menor por cima de seus ombros, sentindo uma fisgada na glande de seu membro ao ver que seu Hyung usava apenas uma cueca de patinhos — tão fofo — e uma blusa branca de seda, inclusive, grande demais para o seu tamanho. Jimin volta o olhar para o casal que se encontrava na cama e percebe os olhares pervertidos dos mais novos sobre seu Hyung, lança um olhar fuzilante aos mesmos que como resposta sorriem e desviam o olhar. Aproveita e acaricia as costas de Hoseok, deixando suas mãos escaparem até o bumbum empinadinho do menor que ri e o repreende com o olhar.

 

— poderíamos assistir um filme, uh? — sugere Taehyung meio incomodado com a situação, ele e seu namorado não poderiam negar que Hoseok era uma tentação muito atraente.

 

— uh, lógico! Qual filme? — Jimin diz baixo ainda com as mãos no corpo do menor.

 

— A culpa é das estrelas! — Hoseok opina rapidamente para não perder a chance de ver seu filme preferido; sorri após ouvir um 'sim' dos 3 que estavam no quarto.

 

Jimin deposita um beijo na bochecha cheinha do ruivo que fica envergonhado com o ato do mais novo. O loiro sai do quarto sorrindo vitorioso, ao chegar na sala observa cautelosamente uma notícia na televisão "Jovem de aparentemente 25 anos é atropelado pelas ruas de Seoul, o mesmo estava em ligação no momento do atropelamento, ele caminhava na facha, porém o sinal estava aberto, quem dirigia o carro não está no local, fugiu antes de alguém encontrar o corpo da vítima“; aquelas palavras bastaram pra que o mesmo colocasse rapidamente no filme desejado pelo seu Hyung. 

 

Não queria estragar o clima ameno que se fazia ali, Hoseok até poderia parecer bem por fora, mas Jimin e os outros sabiam como ele estava um caos por dentro, por isso tentavam respeitar ao máximo o espaço de Hoseok. Seu Hyung era muito bobinho, acabava por cuidar mais dos outros do que a si mesmo, por isso sempre saia machucado. — consequências de ter um coração tão puro e bondoso. Sem contar que não queria que ele chorasse mais ou se preocupasse, Yoongi poderia até ter traído ele, mas sabia que o ruivo ainda continuaria se importando com o namorado e isso, definitivamente irritava muito Jimin.

 

Os casal vinha pra sala vagarosamente, Hoseok vinha na frente o que causava olhares dos mais novos direcionados ao seu bumbum coberto pela cueca apertadinha. Jimin percebe a ação do casal e logo os repreende com o olhar; se deita no sofá e direciona o olhar televisão assim como os outros dois que agora se deitavam no sofá colados como uma concha. Hoseok para na frente do sofá e observa que os três haviam roubado todo o espaço por estarem deitados, faz bico e caminha até Jimin que se surpreende ao ver o menor se deitando de costas pra ele.

 

— Ninguém fez pipoquinha? — o menor fala manhoso, Jeon murmura 'vou fazer, pequeno' e se levanta indo até a cozinha.

 

Jung sorri e se remexe logo virando e ficando de frente para Jimin, o encara sorrindo e deposita um pequeno selar no queixo de seu saeng, se vira novamente agora prestando atenção na televisão a sua frente. 

 

Envergonhado agora estava Jimin que aproveita e esconde o rosto na curvatura do ombro alheio inalando o cheirinho gostoso de baunilha que pertencia ao seu hyung. 

   

         

Após tantas lágrimas de Hoseok e muitas besteiras ingeridas, o filme finalmente acaba. O ruivo já estava em seu terceiro sono quando Jungkook o levou para o seu quarto e deitou ele em sua cama repleta de pelúcias fofas. Apreciou cada detalhe dele e logo se pôs fora do quarto indo em direção à varanda onde encontrou Jimin conversando com seu namorado enquanto o mesmo fumava. 

 

— Na minha opinião, ele não chorou por causa do filme — após uma longa tragada no cigarro, Taehyung comentou. 

 

— Claro que não — Jimin respondeu sério enquanto observava as ruas molhadas e iluminadas onde só alguns carros transitavam — Acho que ele tirou proveito do filme para chorar. Eu não culpo ele, mas me deixa mal pelo fato dele fingir estar bem. Claramente ele não aguentou na hora do filme.

 

— Você viu como ele reagiu quando eu perguntei se ele queria pipoca? — Agora foi a vez de Jungkook se pronunciar  — Ele disse que Yoongi Hyung também gostava de pipoca.

 

O silêncio predominou.

 

— Ele gostava de pipoca? — Jimin tirou um pirulito de seu bolso tratando de se livrar da embalagem e logo colocando em sua boca.

—Você deveria saber, era obcecado por ele! — O mais novo riu após levar um soco  de Jimin em seu braço.

 

— Passado, assim como esse momento ruim para Hoseok que ira passar logo — O loiro finalizou a conversa.

 

Taehyung tragava seu cigarro apenas ouvindo a conversa dos dois ao seu lado. Esperava que Jimin estivesse certo sobre esse momento.

 

Afinal, ninguém gostava de ver seu Hyung sofrer.

 

 


Notas Finais


Eu só queria esclarecer que quando o Hoseok liga para Yoongi o toque é diferente, por isso ele sabe quando é o Hoseok que liga. Mas ali no caso, ele tem esperanças falsas que o Hoseok poderia ligar para ele, então não percebe que era o toque normal pois ele estava bêbado e meio fora das ideias (mesmo sendo forte pra bebida).

Boa noite <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...