1. Spirit Fanfics >
  2. Only Told The Moon >
  3. 22

História Only Told The Moon - Capítulo 22


Escrita por:


Notas do Autor


{pretendo postar o próximo amanhã}

Capítulo 22 - 22


 

PRINCESA LAUREN

 

Final de semana, era manhã, estava trancada no meu quarto lendo um livro juntamente com Camila quando Selena entrou para limpar, e acabamos entrando numa conversa. 

 

- O que você vai fazer quando estivermos no aniversário da Sabrina? Porque pelo o que eu soube acho que todos daqui vão, menos a Princesa Hailee e a Princesa Sofia -Camila disse

- Com certeza as coisas vão ser melhores, vai ser tudo mais calmo, mas não vamos deixar de ter tanto trabalho como temos, as coisas só vão deixar de serem tão agitadas, acredito que vamos poder fazer tudo com calma -Selena respondeu

 

Faltavam poucos dias para sairmos para o aniversário da Sabrina onde ficaríamos poucos dias fora. 

 

- Eu estava mesmo precisando te contar algo mas sempre me esqueço -disse assim que me lembrei 

- O que é? -Selena perguntou

- É sobre o Principe Justin... -comecei 

 

Me sentei na cama de um jeito melhor, olhando-a. 

 

- Ele me contou que nunca tinha reparado em você, a primeira vez foi quando você foi com a Camila e eu assistir ao jogo de basquete que os príncipes fizeram, naquele dia ele já me falou sobre você, perguntou quem era você, e esses dias me confessou que nunca tinha reparado você antes, mas depois que te viu com a gente naquele dia ele só sabe reparar em você quando está por perto -contei 

- Essa brincadeira não tem graça Lauren -Selena me encarou

- Como assim? Não é mentira, eu não estou brincando, estou falando sério, ele me disse isso -afirmei 

 

Selena me olhava como se não tivesse acreditado no que eu disse. 

 

- Então era isso que ele tanto conversava com você em voz baixa no dia que fomos assistir o jogo? -ouvi Camila perguntar, assenti como resposta 

- O Justin é um cara legal, ele não gosta de nada disso, ele não quer ser um rei, e quer até renunciar a vida de príncipe, se fosse fácil aposto que ele já teria feito -falei 

- Porque alguém faria isso? Sério, vocês literalmente vivem um conto de fadas, tem tudo o que querem, tem pessoas te bajulando o tempo todo, pessoas para fazerem o que desejam na hora que desejam, não precisam trabalhar nem nunca vão precisar, então por qual motivo alguém renunciaria essa vida? -Selena questionou 

- Não é bem assim, a maioria das coisas que você disse são reais, seria hipocrisia minha dizer que é uma vida ruim, como disse nós temos tudo, mas é sufocante é assustador também -Camila respondeu 

- Como seria sufocante e assustador? -Selena perguntou 

- Nós não estávamos falando sobre o Principe Justin ter uma queda por você? -retomei o assunto anterior encerando aquele 

- Eu acho que você está exagerando, não acredito nisso -retrucou negando com a cabeça- E agora eu preciso ir, tenho algumas coisas pra fazer -se levantou

- Não precisa fugir assim -ri- Se você não acredita eu posso incentivar ele a ir até você... 

- Não faça isso, por favor -Selena quase implorou

- Tá bom, mas é só você olhar pra ele que vai pegar ele te olhando também, principalmente na hora das refeições quando você está por perto -alertei 

- Eu vejo vocês depois -se despediu já deixando o quarto

 

Me virei para Camila, assim que nossos olhares se encontraram nós duas rimos juntas. 

 

- A Selena parece eu fugindo dos assuntos quando estou com vergonha -Camila brincou

- Parece mesmo -concordei

- Ei, não era pra você concordar -ela me empurrou- E você também fica assim quando tá com vergonha -acusou

- Acho que nós duas não estamos mais com tanta vergonha, mas eu acho você fofíssima com um sorrisinho envergonhado -confessei

- Você também fica fofa porque você é muito branca e quando está com vergonha as suas bochechas ficam super vermelhas -ela sorriu 

 

Me espreguicei demoradamente já que estavam a horas no quarto naquela cama, pisei no chão gelado me pondo de pé. 

 

- Vamos na piscina? Faz tanto tempo que eu não vou e hoje o clima está bom -sugeri

- Eu estou com saudades de ficar na piscina mas não me sinto tão a vontade só com as garotas, e você nunca vai então eu também acabo não indo -respondeu 

- Então eu vou tomar um banho pra despertar e melhorar essa minha cara de sono -avisei 

- Tá, eu vou no meu quarto vestir o meu biquíni -falou animada 

 

Camila saiu, eu escolhi um shorts e umas peças íntimas, entrei no banheiro tomando o meu banho, ao sair vesti as peças íntimas e o shorts jeans, me olhei no espelho do quarto ajeitando o meu cabelo, me aproximei analisando meu rosto que estava com algumas espinhas. 

 

- Lauren? -ouvi Camila me chamar do lado de fora 

 

Peguei a minha toalha saindo do quarto, andamos até o lado de fora do colégio chegando na área da piscina, parei próxima mas antes de entrar peguei o protetor passando em meus braços e pernas. 

 

- Você não vai passar protetor? -perguntei para Camila 

- Se você demorar muito não, quero entrar logo -respondeu ela

- Deixa de ser ansiosa Camila -falei rindo

 

Passei no meu rosto entregando para Camila. 

 

- Você não espalhou direito -avisou 

 

Antes que eu perguntasse onde Camila tocou meu rosto espalhando o protetor. 

 

- Meu Deus que milagre você por aqui Lauren -ouvi a voz de Perrie do meu lado

 

Camila terminou afastando sua mão do meu rosto assim pude me virar e notar que faltava uma daquele trio inseparável. 

 

- Cadê a Sabrina? -perguntei

- Trancada no quarto resolvendo algumas coisas pra festa de aniversário, ela tá surtando -Ariana contou

- Terminei, vamos entrar? -Camila me chamou

- Nós ficamos a manhã toda na piscina, chega por hoje -Perrie negou 

 

Dei risada já que ela nem estava sendo convidada para ficar com a gente. 

 

- Vocês não vão almoçar não? -Ariana questionou

- Eu comi muito no café da manhã então ainda não estou com fome -Camila respondeu e eu concordei com ela 

- Então ate depois -Ariana sorriu pra gente

 

Ela e Perrie caminharam até entrarem no colégio, olhava até que fui empurrado pra dentro da piscina. Após submergir subi tirando meus cabelos molhados do meu rosto. 

 

- Camila! -briguei com ela 

 

Camila deu risada de mim pulando na piscina, olhava para ela séria, ou pelo menos estava tentando parecer séria. 

 

- O que foi? Não viemos aqui para nadar? -Camila falou

- Eu não gosto quando me jogam na piscina -respondi 

- Mil perdões vossa majestade, não faço mais -disse

 

Acabei não aguentando manter a cara de séria por muito tempo e então sorri. 

 

- Você fica lindinha com cara de brava -Camila disse sorrindo

- Eu não consigo ficar brava com você -falei 

- Também, como alguém ficaria brava com uma coisa linda dessas? -falou de si mesma 

- Que bom que além de muito linda é humilde também -ironizei 

- Vamos apostar uma corrida? -sugeriu de repente 

- Valendo o que? -quis saber

- Se eu vencer eu escolho e se você vencer você escolhe -respondeu ela 

- Você é quase um peixe, quase mora na piscina, óbvio que vai ganhar -retruquei 

- Não acredito que um garota como você tão destemida está com medo -me desafiou  

- Não é medo -me defendi com pressa

- Então vamos, dessa ponta até a outra -Camila insistiu e eu aceitei

 

Nadamos até onde começaríamos a disputa, contamos até três dando início, como já imaginava acabei perdendo para Camila. Ainda com a respiração cansada, apoiei os meus braços na borda da piscina tomando fôlego. 

 

- O que você vai querer? -perguntei curiosa 

- Eu vou pensar e te aviso, agora eu vou comemorar a minha vitória -se gabou 

 

Ri revirando os olhos, Camila passou a nadar enquanto eu fiquei ali onde estava mesmo, aproveitando a água que após minutos ficou em uma temperatura agradável e o calor do sol que não estava tão forte assim. Ali parada comecei a pensar na minha vida, relembrei de como eram os meus dias no castelo, desde que conheci Camila e nos aproximamos, cada dia mais fui me esquecendo de como era a minha rotina antes de vir para o colégio, mas me arrependi de ter tido tais pensamentos já que os meus dias eram horríveis comparados aos meus dias no colégio com a Camila, acima de tudo ela era a minha melhor amiga, a pessoa mais próxima que eu já tive na vida, em tão pouco tempo de amizade já tínhamos uma conexão enorme, contávamos as coisas uma para a outra naturalmente, e as coisas fluíam como se nos conhecêssemos a anos, já não me imaginava mais sem ter ela comigo pra termos as nossas longas conversas sobre qualquer assunto que aparecia. 

Ouvi a voz de Camila que me fez despertar e notar ela nadando atrás de mim. 

 

- Como será que os peixes enxergam debaixo d'água? Será que eles piscam? Eles fecham os olhos pra dormir? -Camila fazia varias perguntas

- Eu não sei, mas eles vivem debaixo d'água, já nascem assim, o corpo deles é totalmente feito pra isso, e não acho que eles picam ou fechados os olhos -respondi rindo daquilo 

 

Camila parou do meu lado apoiando os braços na beirada da piscina também, iniciamos uma longa conversa. 

 

Saímos da piscina só quando sentimos fome, mesmo já tendo passado do horário do almoço, tomamos banho vestindo nossas roupas e fomos para a cozinha do refeitório. 

 

- Selena graças a Deus te encontramos -Camila disse quando paramos na porta da cozinha 

 

Selena parou o que estava fazendo virando-se para nós duas. 

 

- Nós ficamos na piscina, perdemos o almoço e estamos morrendo de fome -expliquei antes que ela perguntasse o que queríamos 

- Tudo bem, vou ver o que sobrou -ela avisou

- Obrigado por nos salvar, você é um anjo -Camila respondeu animada 

 

Almoçamos o que todos tinham almoçado mais cedo, após matar a minha fome voltei a me sentir bem. 

Naquele dia de final de semana Camila e eu ficamos não ficamos distantes quase dia todo já que ao cair da noite e depois de jantar nos separamos apenas quando fui até o meu quarto vestir meu pijama, mas em poucos minutos após colocá-lo caminhei até o quarto de Camila. 

 

- Eu estou com sono acredita? Acho que foi por ficarmos horas na piscina, o meu corpo está cansado -reclamei 

- Eu também -ela respondeu de dentro do banheiro 

 

Me encostei na parede esperando-a a sair, sem muita demora vi a luz do banheiro ser desligada e Camila sair dele. 

 

- Mas foi bom ter ficado na piscina, o único lado ruim foi não poder beijar você -falei pegando sua mão quando ela passou por mim

- Vai acostumando porque nossa vida será assim se formos ficarmos juntas quando esse colégio acabar... -respondeu soltando sua mão da minha- Vamos estar a muitos quilômetros de distância uma da outra, e se por um acaso ocorrer de nos encontrarmos vamos ter que viver escondidas quando estivermos juntas, ficar trancadas em algum lugar sempre fugindo de sermos vistas -concluiu indo até seu guarda-roupas 

 

Fiquei sem reação tentando buscar o que fazer ou falar já que Camila nunca havia sido tão ríspida antes, enquanto ela mexia em algo dentro do seu guarda-roupas de costas pra mim, pensei e pensei no que falar, até enfim abrir a boca e dizer:

 

- Eu acho melhor eu ir pro meu quarto.  

- Não! -exclamou se virando para mim

 

Parei no mesmo lugar interrompendo os passos que tinha iniciado com destino a porta. 

 

- Me desculpa por ter falado assim, eu só me interpretei mal, mas fica, por favor -ela pediu 

 

Devagar eu assenti com a cabeça, continuei parada onde estava e Camila se sentou na sua cama. 

 

- É que isso fica na minha cabeça e me sufoca, eu só consigo pensar nisso, o tempo todo, todos os momentos que estamos juntas eu estou feliz até pensar que esses momentos vão acabar em breve, então eu sinto vontade de chorar, fico sufocada, cheia de medo, o meu coração dói como se estivesse sendo apertado cada vez mais e ele nunca doeu tanto antes, e eu não sei como faço pra reagir a isso -desabafou de uma só vez 

 

Camila tinha lágrimas em seus olhos mas respirava com calma e erguia a cabeça, parecia lutar consigo mesma para não chorar. 

 

- Eu não sei o que dizer... -confessei

 

Me movi do lugar, em passos bem lentos e brincando com as minhas próprias mãos fui me aproximando da cama. 

 

- Eu só posso te dizer que nós estamos aqui agora, não estamos a muitos quilômetros de distância, ainda estamos próximas, então devemos aproveitar isso e deixar pra pensar no amanhã só quando ele chegar -disse 

 

Me abaixei na frente de Camila que estava sentada na cama, peguei suas mãos que estavam sobre suas coxas. 

 

- Eu estou aqui, agora -voltei a enfatizar 

- Não queria pensar nisso, de verdade -respondeu 

- Eu estou aqui pra te ajudar com o que for preciso, posso te ajudar a se distrair, ocupar seus pensamentos com outras coisas... -respondi 

 

Me levantei um pouco até ficar com meu rosto na altura do seu, a beijei segurando seu rosto, Camila me beijou de volta, desconfortável com a posição que estava apoiei meu joelho na cama ao lado da suas pernas, dei um leve impulso subindo na cama e aí percebi estava sentada em seu colo. Nós beijávamos quando as mãos dela andaram por minha cintura até as minhas costas e em um abraço apertado manteve meu corpo junto ao seu. Entre nossos beijos não dizíamos nada. Abracei seu pescoço intensificando ainda mais o beijo, senti sua mão gelada entrar na minha blusa e tocar as minhas costas e cintura, mordi seu lábio como ela já tinha feito comigo antes. 

 

- Aprendi com você... -sussurrei abrindo os olhos e sorrindo 

 

Camila sorriu também, suspirei olhando em seus olhos. 

 

- Eu nunca gostei tanto de alguém em toda a minha vida -suspirei outra vez

- Eu também não, por isso eu tenho tanto medo perder isso que nós temos, medo que isso acabe -Camila respondeu

 

Devagar toquei seu rosto colocando uma mexa do seu cabelo atrás da orelha.

 

- É a primeira vez que eu sento no colo de alguém -falei envergonhada ao cair a fixa de como estávamos 

- E é a primeira vez que alguém se senta assim no meu colo -respondeu também envergonhada  

- Acho que voltamos a timidez -ri

- Pelo amor de Deus não, eu não quero voltar a aquela fase que eu mal conseguia olhar pra você sem me tremer toda e morria de vergonha por qualquer coisa -Camila dramatizou me fazendo rir ainda mais 

- Não, não vamos voltar a toda aquela timidez de antes, chega de vergonha -brinquei 

 

Fui parando de rir e olhei para Camila que também me olhava com um sorriso lindo. Perguntava para mim mesma como podia estar tão apaixonada assim por alguém.


Notas Finais


deixe seu comentário porque me incentiva muito.

até o próximo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...