História Ontem era Eu - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Tags Drama, Hinata, Itachi, Naruko, Naruto, Romance, Sakura, Sasuke
Visualizações 18
Palavras 1.109
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Olá Irmãozinho


Fanfic / Fanfiction Ontem era Eu - Capítulo 4 - Olá Irmãozinho

Muitos anos já haviam se passado, o massacre do clão Uchiha e o Ataque de Kurama deixou muitas feridas em Konoha, mas a vila estava em paz novamente. Tsunade se tornou uma excelente líder, e se pôs a proteger seu povo acima de tudo. Para ela toda aquela burocracia era um saco, e a mesma sempre estava impaciente, ninguém jamais ousava irritar a loira, entretanto para tudo existe um louco.

POOF

- NARUTO! JÁ AVISEI PARA NÃO ENTRAR ASSIM EM MINHA SALA! – A Hokage segura o jovem pela camisa.

- Gomen Obaasan. – Ela o joga no chão, e o olha como se dissesse “O que quer?”. – Mas quero que me deixe ir à missão com Sakura e os outros.

- Não me chame assim – Ela o olha. - Deve saber que o que a Akatsuki quer é você. Então não me peça algo estupido assim.

- As pessoas daquela aldeia estão em perigo por minha causa, e não vou ficar aqui sem fazer nada. – O loiro serra os punhos.

- Eu entendo, e sei bem que você não quer ir apenas por isso. – Ela abaixa a cabeça. – Sua irmã é uma Nukenin, e uma das mais procuradas, mesmo que tenhamos vestígios de que ela esteve lá, não quer dizer que ainda esteja. E se você a encontrar, acha mesmo que ela não vai tentar matar você como fez com o Gaara? Não seja tolo, ela não ira lhe responder nada do que quer saber.

- Eu apenas quero saber o porquê. – Ele levanta a cabeça para olha-la. – Por que me abandonou e esta fazendo tudo isso.

- Naruto eu.

- O deixe ir, se ele quer mesmo ir, deixe. Se tentarmos impedir, tenho certeza que ele vai por contra própria, e será bem mais problemático.

- Kakashi? Tem certeza? – Ela o fita na janela.

- Hai, além do mais eu vou estar lá.

- Tudo bem então, se cuide Naruto.

- Obrigado Baasan! – Ele abraça a loira.

- Agora vá antes que eu mude de ideia. – Ela o vê pular a janela e sumir junto de Kakashi.

“Eu espero que você consiga tirar algo dela”

 

 (...)

 

Algumas horas já haviam se passado desde que os times 07 e 10 saíram da vila.

Sua principal missão era banir os invasores do pequeno vilarejo e reportar tudo o que descobrissem sobre a Akatsuki para a vila da folha. Os jovens já estavam esperançosos em ajudar o amigo a encontrar a irmã que tanto o assombrava em pesadelos.

As únicas coisas que o menino sabia da irmã é que ela havia sumido durante o treinamento com Jiraya, abandonou a aldeia e o Uzumaki mais jovem, que a mesma tinha acobertado o ataque de Itachi ao clã Uchiha e agora trabalhava com o mesmo em uma organização chamada Akatsuki.

O que ele não entendia era o porquê de ela ter feito isso, as perguntas apenas emparelhava-lhe os pensamentos, o mesmo a cada historia contada sobre os atos cruéis da mais velha ficava ainda mais assustado e confuso. Não soubera quem foram seus pais, apenas que morreram quando ele ainda era um bebe.

 

“E se foi ela quem os matou?”

 

               “Eu não entendo, minha cabeça palpita apenas de pensar o quão cruel ela pode ser, a ponto de ter feito algo assim.”

 

                                             “Tenho pesadelos constantes com a ideia de que ela pode ter matado nossos pais.”

 

                                                                          “Dormir para mim tem sido um ato de crueldade”

 

Já fazia dias que o loiro não dormia bem, sua cabeça martelava cada ato de sua irmã, seus olhos ardiam e pediam para descansar com a total falta de sono do garoto.

(...)

 

A equipe já havia chegado à pequena vila, que estava um caos, os gritos de socorro eram ouvidos a km de distancia, as casas estavam ao chão e corpos de alguns mortos podiam ser vistos entre os destroços.

- Mas o que aconteceu aqui? – Pergunta Naruto

- E-Eles. - Indaga um homem caído. – Foram eles. – Aponta para o alto de um prédio.

- Então são mesmo eles. – Diz Kakashi ao ver pessoas com casacos tão pretos quanto à noite. – Naruko? – Então ele olha para aquele pequeno corpo sentado em uma cadeira, seus cabelos loiros tão longos e vivos quanto nunca, seu rosto sereno e um olhar irreconhecível.

- É ela? É mesmo ela? – Diz Naruto apressando os passos.

- Naruto espere, devemos nos... – Tarde mais, o loiro já havia saltado o primeiro prédio em direção suas respostas.

 

(..)

 

- Deidara que demora é essa? Cuide logo com isso, esta me deixando irritada.

- Hai Naruko-Senpai, mas uma explosão não é tão simples, isso é uma arte. – Justifica a demora.

- Se você não andar logo com isso, a única arte que vai ter aqui são seus miolos espalhados pelo chão, me entendeu? - Ela tira sua atenção do explosivo ambulante e passa a observar rastros de chakra por perto. – itachi?

- È a folha. – O mesmo desativa seu sharingan e senta no local de onde a loira acaba de sair. – Não irei me meter. – Observa a pequena ir a beira do prédio.

- Então é você Kakashi? Achei que a folha fosse mandar ninjas de verdade para nos enfrentar. – Debocha do Homem que no momento tentava conter Naruto.

- Não me entenda mal Naruko, mas você não faz mais parte dessa família, e não hesitarei.

- Como se isso me importasse. – Ela aparece atrás de Sakura e a mesma se ajoelha com um toque da loira. – Então, o que temos aqui?

- O que esta acontecendo comigo? Não consigo me mover! – Ajoelhada, Sakura se desespera.

- Acalme-se, isso não vai lhe fazer nenhum mal, até porque já houve muitos mortos hoje. – Ela abaixa ao lado da menina e sussurra em seu ouvido. - Se não saírem, você será mais uma.

- Você... – Naruto estava paralisado, seus punhos serrados demonstravam o quão frustrado o mesmo estava. – A deixe.

Naruto ataca a irmã que segura seus chutes com facilidade, como se aquilo fosse uma brincadeira de criança. Ele tenta de todas as formas acerta-la golpes, que são falhos em comparação as habilidades da mesma.

A loira já irritada segura pela perna do mais novo e lhe golpeia o arremessando para longe.

- Mas quem diabos é você? – Naruto levanta com dificuldades e limpa sua boca já sangrando, dando a ela uma melhor visão de seu rosto. – Não me diga que você? – Ela arregala os olhos. – Kakashi? – Volta seu olhar para ele. – Você esta querendo matar meu querido irmãozinho? Trazendo ele ate aqui.

- Não fale como se eu não estivesse aqui, sua traidora. – A garota aparece instantaneamente em suas costas e sussurra em seu ouvido.

- Olá Irmãozinho.


Notas Finais


Desculpem a demora.
Espero que gostem, estarei continuando a fic.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...