1. Spirit Fanfics >
  2. Open 24 hours >
  3. O grupinho das falsianes falsas puritanas

História Open 24 hours - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


vou colocar ans pq eu não sei qual grupo colocar

espero q gostem♥

Capítulo 2 - O grupinho das falsianes falsas puritanas


As garotas agora haviam acabado de sair da enfermaria da escola.

 

Por causa do acidente no ônibus, Hyejoo acabou por ficar com um de seus olhos roxo, e Jungeun fraturado o nariz, que não parou de sangrar um segundo sequer durante o resto do caminho, enquanto Jiwoo só sabia rir.

 

- Não se metam mais em confusão, em garotas!

 

Taeyeon, que era a enfermeira daquele ponto, falou assim que estas se distanciaram. Ela era uma mulher legal, que sempre cuidou das três desde o fundamental, já que vira e mexe eram praticamente as únicas que iam parar na enfermaria pelo menos duas vezes na semana.

 

Seja por uma ralada de joelho na quadra, uma bolada na cara na queimada, uma mistura errada de fórmulas no laboratório, caindo de uma das árvores do pátio da escola, ou se cortando com a folha do caderno.

 

- Pode deixar, tia Taeyeon!

Elas responderam em uníssimo, acenando para a Kim.

Na maioria das vezes era isso, mas na minoria, apenas gostavam de fazer companhia para a mais velha, e claro, ela nunca reclamava de ter a companhia de suas garotas por perto.

 

����

 

A sala da qual as três estudavam ainda estava sendo preenchida pelos alunos, que aproveitavam o tempo livre para conversarem despojadamente e brincarem. Cada uma se sentou em seu devido lugar.

 

Jungeun e Jiwoo na parte de trás da fila colada a parede do lado da janela e Hyejoo na outra fila depois dessa, com sua cadeira na direção da cadeira de Jiwoo.

 

- Ai meu olho dói muito...

 

A Son já se sentou reclamando, seus olhinhos estavam um pequeno e outro grande, o que chegava a ser fofo se não fosse trágico.

 

- Se acha boa pra reclamar, né vagabunda? Tá me devendo um nariz novo agora.

 

Jungeun se sentou em sua cadeira de maneira ladina, encostando delicadamente os dedos em seu nariz, já com um curativo muito bem feito por TaeTae, não deixando de expressar uma careta pela dor ainda presente.

 

- Oh, parece que hoje teremos literatura. Adoro literatura, mesmo o professor sendo um pé no meu saco imaginário.

 

Jiwoo disse com um olhar sonhador enquanto abraçava o livro de literatura apaixonadamente, mal percebendo uma presença ali.

 

- Ora ora ora, se não são as três patetas.

 

As três viraram seus rostos em direção aquela voz muito bem conhecida, não só por elas, mas como pela escola inteira, que se tratava de Royeon, líder do grupinho das garotas mais populares do colégio, ou seja, das falsianes falsas puritanas.

 

Por um instinto mais que automático, Jungeun, Hyejoo e Jiwoo reviraram os olhos. Já estavam acostumadas com as provocações do grupinho de Royeon, já que em certas porcentagens de suas vidas, foram por causa delas que foram parar na enfermaria.

 

Jiwoo se aproximou do ouvido de Jungeun e sussurrou.

 

- Manda ela tomar no cu.

 

- Será que dá pra nos deixar em paz pelo menos por um dia, Royeon?

 

Hyejoo respondeu antes das outras, claramente não querendo prolongar aquela conversa.

 

- O que aconteceu com o seu olho Hyejoo? Bateu ele com o controle enquanto jogava aquele joguinho de boiola?

 

A voz de falsa preocupação de Bian fez com que as outras meninas do grupinho rissem.

 

- Eu não jogo joguinho de boiola..

 

Son sussurrou para si mesma, cruzando os braços e fazendo um biquinho após abaixar a cabeça.

 

- E você, Jungeun? Como conseguiu quebrar o nariz?

 

Dalyn comentou, chegando perto da Kim e tocando um pouco forte no seu nariz, relutando em uma reclamação da mesma assim que se afastou rindo.

 

- Acho que a plástica não deu muito certo.

 

Lina riu do próprio comentário assim como as outras, elas simplesmente adoravam ver a desgraça das três. Jiwoo, que até então observava calada, levantou.

 

Não deixaria que suas melhores amigas continuassem sendo rebaixadas pelo grupinho de Royeon, mesmo que, dentre as três, ela fosse a mais covarde.

 

- D- Deixe-as em paz, Royeon!

 

Talvez aquela não fosse uma boa ideia, vendo que a coreana lançou um olhar nada amigável para si, e Jiwoo já estava começando a tremer na base.

 

- O que disse?

 

A Kim de franjinha se afastou um pouco percebendo a aproximação da mais alta em sua direção, mas não iria arregar agora.

 

- Eu disse para deixá-las em paz!

 

A baixinha levantou minimante o tom de foz, soando mais firme dessa vez. O que não agradou nada a ruiva, esta que aproximou mais da de franja e agarrou firme a gravata de que uniforme.

 

- Escuta aqui sua idiota!

 

Nesse momento Jiwoo já dava adeus a sua alma que abandonava aos poucos o seu pequeno corpo trêmulo de medo.

 

Não tinha jeito.

 

Era o seu fim.

 

- Senhorita Jeon Hyun- Joo!

 

Uma voz máscula se estendeu em alto e bom som pela grande sala, era a voz de Lee Taeyong, o professor de Literatura. Royeon largou a a gravata da Kim a contra gosto, não deixando de lhe lançar um olhar ameaçador, após ela e seu grupinho irem para o outro lado da sala e se sentarem em seus devidos ligares do fundão.

 

- Caralho, Jiwoo. Nunca imaginei você enfrentando a Royeon assim, em.

 

Hyejoo comentou assim que a Kim mais nova se sentou um pouco abalada em sua cadeira, sorrindo galanteadora para a Son e passando a mão no cabelo, como se nada tivesse acontecido.

 

- Calculei mentalmente a movimentação dela. Estava pronta para me defender a qualquer ataque. Eu já estava preparada para isso.

 

- Ah, sim. Preparada pra levar um socão na cara, só se for.

 

Eun riu irônico, parando assim que seu nariz começou a doer novamente.

 

- Cala a boca Jungeun!


Notas Finais


:P


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...