1. Spirit Fanfics >
  2. Operação (Des)apaixonar - Kim Namjoon >
  3. Autorização

História Operação (Des)apaixonar - Kim Namjoon - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


⇢ Escute: Alive - Sia

Capítulo 24 - Autorização


Fanfic / Fanfiction Operação (Des)apaixonar - Kim Namjoon - Capítulo 24 - Autorização

Kim Namjoon's Perspective 



— Vocês dois realmente me trocaram por esse inútil do Kim Namjoon? — uma voz acaba me tirando dos meus pensamentos relacionados a aqueles hematomas, olho para o lado e reviro os meus olhos ao perceber o idiota do Jungsuk ao nosso lado. — Vamos, darei uma última chance para vocês dois escolherem o melhor lado, nós todos já sabemos qual é... — pisca para todos ali rindo.



Desvio a minha atenção para Aisha mais uma vez, vejo ela tentar, a todo custo, cobrir o seu corpo com as suas mãos e braços, aparentava estar com medo de alguém ou algo, ambos os seus olhos estavam cheios de pavor e lágrimas, isso acabava a entregando. Levo meu olhar até Taehyung vendo que ele também me olhava, vejo o Tae me entregar aquela pergunta, deveria escolher por ele, dependendo de mim, Tae iria ficar ou ele iria partir.



Ele solta um longo e caminha na direção de Jungsuk, a minha mão segura a sua mão com força assim que Tae passa do meu lado pensando em ir até o idiota, mesmo que eu não estivesse olhando para ele, sabia que tinha um sorriso no rosto, um sorriso quadrado e agradecido.



— O que vocês pensam que estão fazendo? — Suk os olha cerrando os seus pulsos, sua atenção se volta em direção a Aisha. — Aisha, venha para cá agora! — Suk diz em um tom firme a obrigando, ela nega sem pensar e dá um passo para trás tentando ficar mais longe dele aparentemente. — AISHA, VEM AQUI AGORA! — Suk tenta encostar nela, mas minha garota logo segura seu pulso com uma certa força o lançando um olhar mortal.



— NÃO USE ESSE TOM COM ELA, A AISHA NUNCA FOI E NÃO É O SEU BICHINHO DE ESTIMAÇÃO, EU TENHO CERTEZA QUE VOCÊ NÃO DIREITO ALGUM DE DAR ORDENS A ELA E ENCOSTAR NELA SEM A MESMA DEIXAR, SEM O SEU CONSENTIMENTO! — os seus olhos queimavam de raiva, ela estava entre os dois e os seus pulsos cerrados, assim como a sua face completamente vermelha, mostravam toda sua fúria. — Eu nunca mais vou deixar você se aproximar dela, nem dirigir uma palavra a ela.… — diz séria e Suk gargalha.



— E o que você vai fazer comigo? — pergunta dando o seu sorriso cínico e completamente irritante, após Jung dar um passo em direção a minha namorada, eu acabo dando um passo para perto deles sem me intrometer, a minha garota tinha tudo sobre controle e minha pessoa só estava ali caso as coisas perdessem o controle e eu precisasse intervir. — Honestamente, eu acho que uma gatinha como você não seria capaz de fazer nada! — a mão dele desliza pelos ombros dela e ela logo bate em sua mão fortemente fazendo ele soltar um gritinho e rir.



— Está tentando saber mais sobre mim do que eu? Do que eu mesma? — lança um olhar incrédula na direção de Suk, que ainda continua com aquele maldito sorriso entre os seus lábios. — Perdão, eu acabei esquecendo que você é o dono da razão e o sabichão, sabe da vida dos outros mais do que eles mesmos.. ! Mas sabe… — se aproxima dele dando um sorrisinho cínico. — Sendo tudo isso, você deveria saber o significado de "não", de "consentimento" e que nós, mulheres, não fomos feitas para e por homem nenhum, nós não somos brinquedos com quais vocês fazem o que quiser com, somos seres humanos e merecemos respeito, merecemos ter a voz e merecemos ser ouvidas! — diz elevando a sua voz e logo dá uma joelhada forte entre as pernas de Jungsuk fazendo o mesmo cair de joelhos no chão e gemendo.



— Caramba, Kim Namjoon, controle a sua vadia! — ele urra com raiva rolando no chão, aquela dor parecia não ir embora, parecia piorar há cada segundo. Meu sorriso divertido, que eu tinha entre os meus lábios, some e eu reviro meus os olhos me aproximando de Jungsuk com a minha cara de cu bem estampada pela a minha face.



— Vamos deixar bem claro uma coisa, Jungsuk, por eu ser o namorado dela e futuro marido, não significa que eu mande nela, na vida nela, no que ela faz ou fala, eu sou o parceiro amoroso dela e não o dono dela, eu não irei interferir no que ela faz, só se ela me pedir, e se ela for me pedir alguma opinião, eu diria para ela continuar a bater em você e humilhar você! — dou um sorrisinho debochado para ele e caminho até ______, que estava abraçada a Aisha. — Minha garota é foda! — beijo sua bochecha e ela abre um sorriso me roubando um selar.



— Que mentira você contou a eles, sua vadia? — vejo o olhar de Suk queimar sobre Aisha, a mesma encolhe cada vez mais contra ______. — O QUE VOCÊ DISSE A ELES, SUA PUTA? — ele se levanta indo até elas, e é impedido por mim. Eu entro em sua frente e o seguro pelo colarinho de sua camiseta. — O que foi, Kim, pela primeira vez irá ser um homem e bater de frente contra mim? — ele me desafia e me empurra para longe de si dando um sorriso debochado. Eu paraliso após escutar o que ele disse, a voz de meu pai dizendo " você é um bebezão ou um homem?" invade toda a minha mente.



— Você diz isso, mas você por acaso sabe o que é ser um homem? — a voz de Jin acaba me tirando de todos os meus pensamentos, Seok apoia sua mão em meu e aperta o local mostrando estar do meu lado. — Eu nem acho, eu tenho certeza que você não sabe, já que você não é um você, você é apenas um moleque! — Seokjin cospe a verdade na cara de Suk, que o olha surpreso.



— Você está do lado dele mesmo depois de tudo que o idiota fez com você?? — dessa vez até eu encaro o Jin esperando a sua resposta. Meu melhor amigo me solta um suspiro desviando seu olhar de Jungsuk para mim.



— Durante todo esse tempo, esses anos, Nam sempre esteve lá para mim, não importava de que tamanho era o problema, e eu sempre virei as costas para ele, fazia isso sem perceber, pensava que ele queria isso, mas a ______ me fez perceber que eu estava errado por todo esse tempo. Todas as vezes que ele tentava se afastar de mim, mostrava o quanto ele precisava de mim… eu me sinto um idiota por ver isso só agora! — Jin diz me olhando com os olhos cheios de lágrimas. — Joon não me fez nada, na verdade Nam abriu os meus olhos, e é claro que eu estou do lado dele, como sempre estive e como sempre vou estar...! — sorrimos um para o outro.



— Você realmente é um idiota, todos vocês são idiotas! — ele urra com raiva nos observando, o seu olhar para sobre Aisha e ele respira fundo. — Você ainda não me respondeu, sua puta, qual foi a mentira que você disse a esses tolos e eles acreditaram? — encara ela sério.



— O único idiota aqui é você, quem você pensa que é? — Park se aproxima de nós sério cerrando seus pulsos com raiva. — Quem você está achando que é para sair tratando as pessoas dessa forma…? Principalmente as mulheres. Quem te deu a luz foi uma mulher, quem pôs você nesse mundo foi uma mulher guerreira que sofreu por meses para poder ter você, não consigo imaginar o desgosto e tristeza que ela deve estar sentindo por ter colocado um monstro como você no mundo! — o Jung vira o soco com tudo no rosto de Jimin, percebo que o loiro cambaleia para trás e se não fosse por Aisha, ele teria caído com tudo no chão, todos olhamos para Suk.



O mesmo batia palma e gargalhava olhando na direção de Aisha, que checava o machucado no rosto de Jimin, o seu olhar sobre ela era de puro desgosto. Vejo minha namorada caminhar lentamente até a Aisha, que ainda tinha a expressão assustada no seu rosto e parecia ter ficado bem pior naquele momento.. por causa de Jung.



— Você é mesmo uma vadia dramática, Aisha, fez todo aquele draminha naquele dia e no dia seguinte já abriu as pernas para esse barman idiota, não é? — Jungsuk diz dando uma risada cínica enquanto ainda batia suas mãos uma na outra, se divertindo com a situação. — E vocês ainda acreditaram nela, eu disse que era apenas drama, que ela estava fingindo e estava tudo bem! — o mesmo diz olhando com um olhar cínico para a Aisha.



— Vamos ver se toda essa confiança e nariz empinado irá te ajudar, vamos ver o que a justiça dirá e fará após ver todas as provas que claramente mostram tudo que aconteceu de verdade naquele dia! — Jimin diz sério o olhando, olho para Taehyung, Jin e Hoseok, que comia o seu sanduíche observando tudo, eu estava confuso e eles também, ninguém entendia o que havia ocorrido.



— SUA VADIA… — Suk tenta ir até ela, mas a ______ entra na frente virando um soco no rosto do mesmo, os meninos olham para a cena surpreso enquanto no meu rosto tinha um sorriso orgulhoso, ela fez o que todos ali queriam ter feito há muito tempo com aquele babaca.



— AISHA PODE TRANSAR COM QUEM ELA QUISER E QUANDO ELA QUISER, O CORPO É DELA, SÓ DA AISHA, SABE O QUE ISSO SIGNIFICA, IDIOTA? QUE ELA MANDA NELE E MAIS NINGUÉM, SÓ TOCARÃO NAQUELA OBRA PRIMA SE ELA DEIXAR, DER UMA AUTORIZAÇÃO PARA TOCÁ-LA. — ______ grita com raiva quase chorando. — Naquela noite ela não queria e você a forçou, você tocou no corpo dela sem ter uma autorização dela, sem ela deixar, você estuprou ela! — soluça por conta do choro preso, mas se recompõe. — UM NÃO É UM NÃO IDIOTA, QUANDO UMA GAROTA DIZ UM NÃO OU UM PARA, NÃO É POR ELA ESTAR SE FAZENDO DE DIFÍCIL, E SIM PORQUE ELA NÃO ESTÁ GOSTANDO, NÃO ESTÁ DE DIVERTINDO! — chuta a canela dela com força. — Você sai transando e pegando todo mundo, se acha o fodão, mas chama ela de puta por ela fazer o mesmo, a julga por ela ser uma mulher, acha que só homens têm esse direito… você é um babaca completo, o corpo é dela, a vida é dela, não é você ou a sociedade que tem que tomar decisões por ela! — o encara com nojo. — Ela não queria ter aquilo com você, não queria ter transado com você e eu farei de tudo e muito mais para você pagar por tudo que fez a ela e ao meu namorado! — Suk dá um soco forte na cara dela, eu não conseguia mais me controlar, eu vou até ele e logo o derrubo no chão o socando com força.



— Ele ia fazer o mesmo com ______ naquele dia, Suk iria estuprar ela no dia que "Taehyung supostamente a deu uma bebida 92% de álcool". Não foi Taehyung que mandou entregar aquela bebida a ______ com o seu nome, Nam, foi o Suk! — Jimin diz olhando sério para nós dois, eu e Suk, que lutávamos ali no chão. — Ele ameaçou Taehyung com alguma coisa, eu vi o quão frustrado ele ficou depois de uma conversa com o Suk, antes dele começar a "se aproveitar de ______", eu o vi indo para os fundos chorar depois que vocês saíram também! — consigo inverto as posições e logo dou três socos fortes na cara de Suk antes de apertar o seu pescoço com força, eu estava morrendo de ódio naquele momento, eu apenas queria matar ele por ter feito mal as pessoas que eu amo.



— Namjoon… — Jin tenta me afastar ao ver que Suk estava quase morrendo embaixo de mim



— Amor! — ______ apoia a sua mão em meu ombro e eu o solto abraçando a minha namorada com força, eu relaxo ao perceber que ela não estava com medo de mim.




— Seus pais vão amar saber com que tipo de gente você está se envolvendo, ______! — olhamos para trás e vimos Miley apontando um celular em nossa direção com um sorriso debochado no rosto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...