1. Spirit Fanfics >
  2. Operação Herói! (Imagine Taehyung - BTS) >
  3. O início da operação.

História Operação Herói! (Imagine Taehyung - BTS) - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Olha quem voltou???? EU MESMA KKK

Bora ler?

Capítulo 5 - O início da operação.


Fanfic / Fanfiction Operação Herói! (Imagine Taehyung - BTS) - Capítulo 5 - O início da operação.

Capítulo 4


Início da operação.



IMPORTANTE: Nessa fic, a liga inteira (tirando o Tae) vão ser chamados toda hora por seus nomes de super heróis. Ou seja, nada de Jimin, Jungkook e etc. Entendido?

Para quem ainda não decorou os nomes deles, aqui está para não ficarem perdidos: 

Batmonster - Kim Namjoon

Super Handsome - Kim Seokjin

Sleep Man - Min Yoongi

Hopeman - Jung Hoseok

Two Faces - Park Jimin

Super Fitness - Jeon Jungkook

Se quiserem entender mais sobre eles, é só voltar no primeiro capítulo que lá tem algumas pistas de como eles são :)

____________________________



Vozes foram ecoando abafadamente nos ouvidos de Taehyung enquanto acordava aos poucos. Após ter apagado, os dois super heróis o levaram para a base É SEGREDO — nome criado propositalmente para confundir e despistar os inimigos.

— E o outro? — Questionou Batmonster.

— A coisa levou ele. — Two Faces respondeu, passando os dedos nos fios loiros. — Não conseguimos identificar quem ele era, mas tudo indica que possa ser o super herói desaparecido. — Informou.

O moreno suspirou.

— Tenho certeza que tem dedo do Tristonho. — Handsome interveio na conversa. 

— Você fala do Sad Man? — Perguntou Two Faces. — Tem possibilidade.

— Não gosto disso. — Hopeman entrou na conversa. — Por que sequestrar uma pessoa indefesa? Qual a necessidade? 

— Ele cansa a minha beleza! — Resmungou Handsome.

— Porque ele não tem o que fazer! — O lado negro de Two Faces se manifestou. — Isso é falta de porrada na fuça! — Cerrou os punhos. — Eu juro que se eu pegar ele, eu-

— Ai meu Deus! — Exclamou Taehyung levantando-se, bem eufórico. — Vocês são, eu estou, gente? Meu Deus! — Levou as mãos até o cabelo. 

— O que ele está fazendo? — Indagou o loiro.

— Acho que é sequela. — Respondeu Hopeman.

Taehyung não parava de falar com o celular na mão.

— Eu não acredito! Vocês são mesmo reais! 

— É lógico que somos! De onde ele tirou que não somos reais? — Hopeman disse sorrindo.

Two Faces revirou os olhos.

— Garoto, está se sentindo bem? — Batmonster indagou.

— Eu acho que estou sonhando, tipo, vocês estão aqui! — Falava Taehyung.

— Está machucado em algum lugar? — Insistiu o líder da liga.

— Desiste, ele não vai responder. — Suspirou Two Faces.

Nesse momento Super Fitness entrou no salão sem camisa, tinha terminado seus exercícios do dia. Taehyung fitou o herói com os olhos arregalados.

— Ai. Meu. Deus! 

— Quem é esse? — Indagou o maknae da liga, sentando-se enquanto limpava a nuca com uma toalha.

— É o rapaz que salvamos hoje. — Explicou Hopeman.

— Gente! Alguém me belisca! — Tae aproximou-se do recém chegado. — Minha amiga é muito fã sua, sério! — Quase esfregou o celular na cara do rapaz.

— Yah! Desliga isso! — Ordenou Two Faces irritado, odiava ser gravado e sabia que Taehyung estava fazendo aquilo.

— E porque trouxeram ele para cá? Não é proibido trazer humanos para cá? — Indagou Super Fitness.

— Acontece que esse imbecil não é normal, essa porra tem poderes. — Explicou o loiro sem paciência.

— Two faces, controle-se. — Pediu Batmonster.

Two faces mudou a expressão irritada para uma feição calma.

— Desculpe chefe, estamos agitados por causa desse caso. — Informou acanhado.

— Como assim ele tem poderes? — Super Fitness voltou a indagar. — Sleep Man sentiria se tivesse algum novo mutante na cidade.

— Aparentemente ele não despertou os poderes. — Foi a vez do Super Handsome falar. — Ou ele ganhou os poderes ou roubou de alguém.

— O que?! Eu não roubei de ninguém, muito menos ganhei! — Tae intrometeu-se na conversa dos heróis. — Eu nem sei o que está acontecendo! — Mirou Batmonster. — Será que poderia me dar um autógrafo? 

— Pode nos contar o que aconteceu? — O moreno ignorou a última pergunta do coitado.

Taehyung guardou o celular, logo após ficou ereto.

— Eu estava na minha casa, eu desconfiava do cara que a gente colocou em casa, até xinguei ele e-

— Pula para o que interessa! — Exclamou Two Faces.

Tae limpou a garganta.

— Eu senti uma dor de cabeça e no peito também, aí corri para fora de casa, e foi na plantação de trigo que a coisa a apareceu e correu até mim. — Continuou. — Ai o Super Man quis me ajudar, mas ele é o Super Man do mundo invertido, porque vai ser burro assim na China. — Riu, mas logo se recompôs.

— Esse tal de Super Man, como você o conheceu? 

— Na frente da minha casa. Ele pediu ajuda e eu o ajudei.

— Sem o conhecer? — Super Handsome fez uma careta.

— Mas porque desconfiado dele? — Batmonster prosseguiu com as perguntas.

— Porque depois que ele apareceu, coisas estranhas começaram a acontecer. 

— Que tipos de coisas? 

— Tremores na terra e tal, e a minha tia sumiu também! 

— E sobre o humanóide, tinha conhecimento dele? Digo, você o sentiu antes dele tentar lhe atacar? 

Taehyung negou com a cabeça.

— A dor que alega ter sentido, quais eram os sintomas? 

— Dores de cabeça e no peito.

O moreno coçou o queixo pensativo, devagar levantou-se avaliando o garoto a sua frente.

— Ele não tem poderes. — Concluiu.

— Que?

— Mas eu vi ele jogar para longe o humanóide chefe! — Alegou Hopeman.

— Eu sei. Acho que o Super Man passou para ele alguns fragmentos de seus poderes para esse garoto, como uma forma de protegê-lo. — Explicou. — E o fato dele ter conseguido essa força, não o torna especial. 

— Gente, eu sei que estão falando de mim e tal, mas é impossível não se arrepiar. — Apontou para o braço todo arrepiado. — Tem noção?

— Que idiota. — Murmurou Two Faces, enquanto Super Fitness ria baixinho com a situação.

Ele adorou Taehyung.

— Levem ele para casa. Vamos ficar de olho nele por enquanto. — Ordenou o líder antes de sair do salão.

— E o meu autógrafo? Não? Ok.

No final da contas, quem levou Taehyung para casa foi Super Fitness. O garoto esperava uma nave, ou algum outro automóvel inédito que só os heróis tinham nos quadrinhos. 

Mas, não foi igual com aquele herói. Taehyung foi levado de carro mesmo para casa.

— Chegamos. — Anunciou.

— Esse é o momento que apaga minha memória? — Indagou animado. Estava muito curioso.

Super Fitness sorriu.

— Não vou apagar sua memória. — Informou.

— Então eu vou poder lembrar de tudo? — Bateu palminhas. — Obrigado!

— Mas com uma condição. — Rapidamente o rapaz ficou ereto no banco, para ouvir o outro com atenção. — Terá que manter segredo.

— Pode confiar, não contarei nem para Creuza, minha galinha. — Empinou o nariz.

— Ficaremos de olho em você. — Sorriu.

— Sobre essa questão… — Ajeitou-se no banco. — Vocês vão ficar de olho em mim o tempo todo? Até quando eu for tomar banho? 

O herói franziu o cenho e logo pôs a rir.

— Relaxa, não vamos invadir sua privacidade. — Assegurou rindo.

— Ah, bom! — Sorriu aliviado.

— Pode ir.

Acenando o garoto saiu do carro.

— Ah, Super Fitness?

— Sim? 

— Podemos tirar uma foto de lembrança? Minha amiga vai surtar!

— Não podemos, esqueceu? 

Taehyung franziu o cenho confuso.

— Por que?

— O segredo?

Rapidamente estalou os dedos.

— Ah o segredo de não contar para ninguém! — Concordou rindo. — Pode deixar, não contarei.

— Acho que é uma péssima idéia… — Murmurou o herói.

— O que disse?

— Nada. — Sorriu. — Tenha uma boa tarde. — Deu a partida.

Pela noite


— Você o que?!

Taehyung tinha acabado de contar para você o que aconteceu mais cedo, esquecendo-se totalmente da promessa que fez ao Super Fitness.

— Duvido! — Cruzou o braços.

— Eu tô falando sério!

— Mas não é possível, sua tia está lá em baixo de boa, sem contar que seu quintal tá normal, não tem vestígios de luta ou coisa do tipo por lá. — Sentou-se na cama novamente.

Vocês estavam no quarto dele. Creuza adorava você, não saiu do seu colo, quase colocou um ovo ali mesmo.

— A mesma coisa aconteceu com a coisa brilhante lá! Eu sei o que eu vi, e no dia seguinte estava tudo normal. Eu acho que foi a Liga Bangtan que encobriu. — Aproximou-se.

— Tae… Eu não sei. — Suspirou.

— Eu tenho a prova! — Estufou o peito pegando o celular, um Samsung J2. — Aqui! — Estendeu o aparelho para ela ver.

A gravação estava bem tremida, mal dava para ver nada e só se ouvia os gritos de Taehyung. Porém, na hora que Tae colocou o celular quase na cara do Super Fitness, deu para ver um pouco do herói.

— Não creio! — Você disse arregalando os olhos. — É o gostosão do Super Fitness??! — O fitou.

Tae afirmou com a cabeça.

— E foi ele que me trouxe para casa! — Soltou convencido.

Você surtou dando tapinhas nele.

— Okay — Respirou fundo. — Eu acredito em você!

— Tem mais, eles estavam falando uma coisas estranhas, disseram que eu tinha poderes, aí o líder deles disse que eu não tinha. — Estalou a língua pensativo.

— Como assim?

— Quando a coisa veio para cima de mim, eu o empurrei para bem longe. — Sentou-se ao lado da amiga. — Tipo, para o outro lado da plantação! Eu sei que fui eu, eu lembro de ter tocado nele. — Fitou as próprias mãos.

Você afagou o queixo avaliando.

— Será que sua teta ter piscado naquele dia, foi algum sintoma? 

— As dores também. Ah! — Estalou os dedos, lembrando de algo. — Eu não sei se te disse mas aquela coisa brilhante me tocou naquela noite.

Você fez uma careta.

— Eca!

— Foi só no pé. — Revirou os olhos. — Enfim, depois daquele dia, essas coisas esquisitas comigo começaram a acontecer.

— Será mesmo que você tem super poderes?

— Eu não sei.

Você bateu uma palma assustando ele.

— Tenta alguma coisa. 

— Agora? 

Você assentiu.

— Mas como, eu não sei o que fazer, nem sei os poderes que tenho.

Olhando ao redor de quarto, você pegou o copo vidro que estava por ali e entregou ao amigo. 

— Seu poder é a super força, então quebra isso.

Taehyung fitou o copo, depois você, depois o copo, depois Creuza, esta que foi para o canto da cama.

— Ok… — Respirou fundo, e fechou os olhos. — Aconteceu algo? — Questionou após um tempo apertando o copo ainda de olhos fechados.

— Não.

Taehyung fez uma careta de tanta força.

— E agora?

— Nada.

Suspirando ele desistiu.

— Acho que o Batmonster estava certo. — Você concluiu.

Taehyung bufou.

— Eu sei que fiz algo! Eu acredito que tenho poderes sim! — Exclamou nervoso.

— Mas não aconteceu nada Tae.

— Filha, eu não estou louco! Eu sei o que vi e senti! 

Nesse momento você arregalou os olhos ao ver o que realmente estava acontecendo, até Creuza se aproximou.

— Tae.

— Eu estou cansado de ninguém acreditar em mim poxa! — Continuou ele.

— Você tá flutuando. — Apontou para os pés dele.

— Foda-se eu só… Espera, flutuando? — Soltou um gemido quando bateu a cabeça no teto. 

— Sim, você tá flutuando.

— Eu tô flutuando… — Murmurou sem acreditar.

— Você pode voar!

— EU POSSO VOAR! AAAAAAAAAH! — Surtou.

E você surtou junto. Mas não demorou para Tae cair desmaiado no chão.

— Aigoo, você tem que parar com isso. — Disse após ver o moreno levantar-se do curto desmaio que teve.

— Você sabe que minha pressão baixa quando tenho reações extremas. — Sentou-se na cama.

— Cara, além de força, você pode voar. É tipo o Super Man da vida real! 

Taehyung sorriu ao imaginar-se como um super herói.

— Eu sou um herói…

— Espera, muita calma. — Cortou a onda dele. — Ainda tem que comer muito feijão. 

— E o que eu faço? 

— Primeiro tem que treinar como nos quadrinhos, salvar alguém e no fim esfregar para o Batmonster que você é sim um mutante! — Bateu de leve no ombro dele. 

— É! — Exclamou animado. — Mas como vou fazer isso?

Você bateu no próprio peito.

— Eu vou ser sua treinadora! — Sorriu largo. — Mas com uma condição.

— Qual?

— Eu quero conhecer o Super Fitness.

— Fechado! 

Ambos bateram as mãos no ar.

— Então, amanhã começaremos a Operação Herói!

— Isso! — Bateu palminhas animado.

— Só não desmaia.

— Vou tentar. 



Notas Finais


Será que isso vai dar certo?

Quem chegou até aqui comenta: #OperaçãoBegins

Beijos mores, love vocês ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...