História OPOSTOS - Park Chanyeol - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Visualizações 111
Palavras 3.470
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bem esse cap ficou um pouquinho grande, mas espero que gostem, não se esqueçam de curtir e comentar, me digam se estão gostando e do que não estão gostando também. Obrigada por lerem!

Capítulo 9 - Primeiro Encontro


Fanfic / Fanfiction OPOSTOS - Park Chanyeol - Capítulo 9 - Primeiro Encontro

Acordei com sol no meu rosto e a cabeça pesada, abri lentamente os olhos e visão de um Chanyeol adormecido fez meu coração sentir algo que eu nunca havia sentido por ninguém, o sol pegava na metade do seu rosto e ele estava agarrado a mim assim como eu estava agarrado a ele, o luz fazia seu rosto ficar ainda mais bonito e deixava ainda mais claro os cabelos seus cabelos prateados, tirei uma das mãos de sua cintura e cobri o sol pra que não pegasse no seu rosto, de repente ele pegou minha mão e levou até os lábios e sorriu.

-Não tampe o sol, é bom saber que o dia amanheceu e eu ainda estou ao seu lado.- me puxou me abraçando mais apertado.

-Obrigada.- Eu disse realmente agradecida, não só por ele ter me ajudado quando estava bêbada, mas por ter cuidado de mim, por ter ficado ao meu lado e por não ter ido embora, eu só consegui dizer obrigada, mas meu peito transbordava de gratidão.

-Não precisa agradecer, eu que agradeço por ter me deixado cuidar de você. – me sentei na cama ainda olhando pra ele deitado sua blusa estava levemente levantada, mostrando sua barriga definida, e as lembranças da noite passada vieram na minha cabeça e senti meu rosto esquentar, ele se sentou e tocou em minhas bochechas, passando levemente o polegar sobre elas.

-Você se lembra de tudo? – perguntou com um tom divertido. Assenti com a cabeça sem coragem de dizer e senti meu rosto virar brasa.

-Você me viu...- não consegui terminar a pergunta.

-Vi, mas se quiser posso fingir que não vi.- Disse colocando uma mecha do meu cabelo atrás da minha orelha.

-Não, eu queria que visse- respondi com sinceridade- E eu também queria tudo aquilo que te pedi, mas fico grata por não ter aceitado.

-Você não faz ideia de como você faz eu me sentir não é? Se soubesse, talvez até fugiria de mim, eu acho que não posso ficar sem você.- disse me olhando nos olhos, eu sentia a mesma coisa, mas será que eu faria bem pra ele, como ele me faz? Tentei tirar aquela ideia da cabeça e sorri.

-Eu não vou fugir.

-Promete?

-Eu prometo Chanyeol.

Eu fui pro banho e Chanyeol saiu do quarto sorrateiramente tentando não ser visto por ninguém, concordamos em continuar juntos mas sem ninguém saber, seria melhor no início, depois decidiríamos o que fazer. Sai do banho e me vesti com uma jardineira preta e uma suéter rosa e um tênis branco. Passei um pouco de maquiagem arrumei minha bolsa e sai do quarto encontrando o Xiumin no corredor escorado na parede de braços cruzados.

-Que foi?- perguntei

-Vai ficar ai Parada igual um assombração ou vai ne contar? – falou sem paciência

-Contar o que?- ri de nervoso

-Ontem eu vim ver se você já tinha chegado, porque eu fui dormir tarde e vc ainda não tinha voltado pra casa, e eu vi o Chanyeol entrando no seu quarto de pijama, vocês dormiram juntos ne Young? – tampei sua boca desesperada

-Cala a boca Min.

-Haah, então você não nega.

-Tem como negar? Você viu.- disse olhando pra ele

-Vi mesmo, mas iai rolou?- perguntou mordendo o lábio

-Claro que não- disse fingindo estar ofendida- Ele não quis, eu estava muito bêbada. – disse ficando vermelha.

-Chanyeol deve ser um santo- disse olhando pra minha roupa- mas onde você está indo?

-Vou sair pra almoçar com ele.- disse dando um beijinho no seu rosto e caminhando em direção a sala com Xiumin atrás de mim.

-Já me sinto abandonado- disse conformado.

Chanyeol já estava na sala sentado me esperando, levantou rápido sorrindo, mas quando viu o Xiumin ficou sério.

-Ele te viu entrando no quarto, e eu tive que contar pra ele.- disse apontando pro Min que estava sentado na poltrona.

-Então-disse coçando a cabeça- o Chen também sabe.

-Ah ótimo, então, ele concordou em não falar nada?- perguntei

-Claro, ele não...- Chen entrou na sala e se sentou.

-Não vou falar nada, mas quero comida, quando voltarem por favor, tragam comida, obrigado.

-Pra mim também.- Xiumin disse saindo da sala. Olhei pra Chanyeol que olhava pro Chen de boca aberta e disse.

-Uau, estou me sentindo chantageada.

-Eu também- Chanyeol falou- Vamos logo, antes que eles peçam mais alguma coisa.

Descemos até a portaria e chamamos um táxi, entramos no carro e fomos até uma restaurante no centro da cidade, o restaurante era muito bonito, nada muito chique, mas era aconchegante e romântico, sentamos na mesa que a recepcionista nos levou e abrimos os cardápios enquanto o garçom não chegava.

-O que você quer comer?- perguntou olhando pra mim enquanto guardava o cardápio.

-Vou pedir um Galbi, e você? -olhei pra ele e ele estava me encarando enquanto sorria. -O que foi?- perguntei sorrindo.

-Nada, também vou pedir o mesmo.- o garçom chegou e nos fizemos o pedido.

-Posso perguntar uma coisa?-

-Depende, se for sobre ontem, não pode.- disse meio séria.

-Hmm... Você vai me contar algum quando se sentir confortável?- perguntou segurando minha mão.

-Sim, mas não vai ser hoje, tudo bem?-

-Sim, por mim tudo bem.-

Nossos pratos chegaram e estava tudo muito gostoso, decidimos sair pra dar uma volta já que ainda eram 3 da tarde, caminhamos sem dar as mãos, as vezes algumas garotas olhavam pro Chanyeol reconhecendo ele e algumas até pediam fotos. Depois de ter passado uns 20 minutos tendo que parar pra tirar fotos entramos num fliperama e fomos jogar, eu era péssima nesses jogos mas ele era brilhante em tudo, e graças a ele conseguimos várias fichas pra trocar por um prêmio. Chanyeol me puxou pelo braço me levando até o balcão onde a atendente estava.

-Vou te dar um presente- entregou as fichas pra mulher que apontou a prateleira amarela.

-Pode escolher qualquer um daquela prateleira.- Chanyeol olhou pra prateleira e apontou pra um coelhinho de pelúcia rosa que era quase metade do meu tamanho e me entregou.

-Aaah! Eu amei, vou dormir abraçada com ele-

-Ah, droga! Que coelhinho sortudo.- disse me fazendo rir. Peguei meu celular pra tirar uma foto minha e do coelhinho quando ele me beijou na bochecha bem na hora.

-Oh ficou fofa- disse mostrando a foto- vou colocar na minha tela- saímos caminhando e já começava a escurecer, nos sentamos num banco de uma praça tomando café de uma barraquinha e olhando o por do sol, ele me abraçou e nós ficamos abraçados por um tempo, até que ele deu uma leve fungada no meu pescoço me fazendo arrepiar.

-Seu cheiro é tão bom- disse enquanto espalhava vários beijinhos no meu pescoço fazendo meus pelos arrepiarem, soltei uma risadinha, segurei seu rosto de frente pro meu olhando dentro de seus olhos.

-Você quer me beijar?- perguntei mordendo os lábios.

-Quero muito.- disse se aproximando e colando seus lábios no meu, o beijo dele era quente e seus lábios macios, ele me beijava lentamente, se movimentando gentilmente enquanto eu segurava seu rosto, passou um dos braços pela minha cintura apertando meu corpo no dele e aprofundou o beijo invadindo minha boca com sua língua enquanto eu o puxava mais pra mim segurando sua nuca, paramos por um momento sem ar e com os rostos vermelhos, olhei pra baixo com vergonha e me deparei com o volume em suas calças, virei o rosto pro outro lado com vergonha, mas ele reparou e puxou o casaco pra baixo tentando esconder.

-Desculpe, é difícil me controlar com você.-

-Ontem você se controlou bem- olhei pra ele provocando e ele sorriu.

-Não espere que eu me controle sempre srt Park, até porque você me deixa maluco- disse me dando um celinho rápido.

-Gosto de saber que eu te deixo assim, vamos, temos que voltar e ainda temos que comprar comida pros chantagistas.

-Vamos- pegou minha mão e saímos caminhando, paramos num restaurante pra comprar comida.

-O que vamos pedir?- ele perguntou

-Não sei, mas vou mandar uma mensagem pro Xiumin.

# O que você comer?

Chantagista X

Macarrão, ou Kimbap e trás alguma coisa pra beber, com álcool.

Chanyeol se aproximou olhando a mensagem dele e sorriu.

-Chantagista X?- Gargalhou jogando a cabeça pra trás

-Aham e Vou trocar o do Chen pra chantagista C também.- disse – me dê 5 porções de Kimbap e 5 de macarrão por favor e seis garrafas de soju, pra viagem por favor, disse entregando meu cartão.

-Não eu pago- Chanyeol disse segurando meu cartão e entregando o dinheiro pro garoto no caixa. Tomei o cartão da mão dele peguei de volta o dinheiro dele e entreguei pra ele.

-Você já pagou o almoço, não seja machista, eu vou pagar.- o caixa passou o cartão e aguardamos até o pedido ficar pronto e saímos, chegamos em casa e fomos pra cozinha, deixamos a comida na mesa e fui no quarto do Min pra chamá-lo ora comer enquanto Chanyeol ia chamar Chen.

Bati na porta do quarto e alguém gritou um “entra”. Abri a porta e Xiumin e Sehun estavam deitados cada um em sua cama.

-trouxe a comida que você pediu Xiumin- disse- Oi Sehun.

-Young, você tá bonita- disse levantando.- você trouxe comida só pro Xiumin? – perguntou.

-Não, o Chen e o Chanyeol estão comendo vc quer também?- perguntei

- Quero sim, levantou passou a mão pelos meus ombros e foi me levando até a cozinha com Xiumin atrás de nós.

Quando chegamos na cozinha Chen já estava se servindo, e Chanyeol passou um olhar carrancudo pra Sehun, tirei seu braço do meu ombro me sentando ao lado de Chen e do Chanyeol, começamos a comer e os meninos começaram a beber, quando foram servir meu copo, Chanyeol puxou meu copo.

-Ela não vai beber-

-Virou pai dela Chanyeol? Porque não?- Sehun perguntou

-Você tomou remédio de dor de cabeça agora, não pode beber álcool- Chanyeol inventou e eu concordei.

-Ah, verdade, tinha me esquecido disso.- depois disso passamos a noite tranquila, Sehun e Xiumin foram pro quarto cambaleando e Chen percebendo que estava de vela saiu logo atrás. Arrumamos tudo na cozinha e então fomos pro meu quarto, eu queria pedir pra ele dormir comigo, mas não sabia como ele iria entender aquela pergunta e o que bia achar disso, fiquei sem graça sentada na cama e ele em pé também sem graça olhando pra mim, até que ele perguntou.

-Aishh... Posso dormir aqui de novo?

Acordei com sol no meu rosto e a cabeça pesada, abri lentamente os olhos e visão de um Chanyeol adormecido fez meu coração sentir algo que eu nunca havia sentido por ninguém, o sol pegava na metade do seu rosto e ele estava agarrado a mim assim como eu estava agarrado a ele, o luz fazia seu rosto ficar ainda mais bonito e deixava ainda mais claro os cabelos seus cabelos prateados, tirei uma das mãos de sua cintura e cobri o sol pra que não pegasse no seu rosto, de repente ele pegou minha mão e levou até os lábios e sorriu.

-Não tampe o sol, é bom saber que o dia amanheceu e eu ainda estou ao seu lado.- me puxou me abraçando mais apertado.

-Obrigada.- Eu disse realmente agradecida, não só por ele ter me ajudado quando estava bêbada, mas por ter cuidado de mim, por ter ficado ao meu lado e por não ter ido embora, eu só consegui dizer obrigada, mas meu peito transbordava de gratidão.

-Não precisa agradecer, eu que agradeço por ter me deixado cuidar de você. – me sentei na cama ainda olhando pra ele deitado sua blusa estava levemente levantada, mostrando sua barriga definida, e as lembranças da noite passada vieram na minha cabeça e senti meu rosto esquentar, ele se sentou e tocou em minhas bochechas, passando levemente o polegar sobre elas.

-Você se lembra de tudo? – perguntou com um tom divertido. Assenti com a cabeça sem coragem de dizer e senti meu rosto virar brasa.

-Você me viu...- não consegui terminar a pergunta.

-Vi, mas se quiser posso fingir que não vi.- Disse colocando uma mecha do meu cabelo atrás da minha orelha.

-Não, eu queria que visse- respondi com sinceridade- E eu também queria tudo aquilo que te pedi, mas fico grata por não ter aceitado.

-Você não faz ideia de como você faz eu me sentir não é? Se soubesse, talvez até fugiria de mim, eu acho que não posso ficar sem você.- disse me olhando nos olhos, eu sentia a mesma coisa, mas será que eu faria bem pra ele, como ele me faz? Tentei tirar aquela ideia da cabeça e sorri.

-Eu não vou fugir.

-Promete?

-Eu prometo Chanyeol.

Eu fui pro banho e Chanyeol saiu do quarto sorrateiramente tentando não ser visto por ninguém, concordamos em continuar juntos mas sem ninguém saber, seria melhor no início, depois decidiríamos o que fazer. Sai do banho e me vesti com uma jardineira preta e uma suéter rosa e um tênis branco. Passei um pouco de maquiagem arrumei minha bolsa e sai do quarto encontrando o Xiumin no corredor escorado na parede de braços cruzados.

-Que foi?- perguntei

-Vai ficar ai Parada igual um assombração ou vai ne contar? – falou sem paciência

-Contar o que?- ri de nervoso

-Ontem eu vim ver se você já tinha chegado, porque eu fui dormir tarde e vc ainda não tinha voltado pra casa, e eu vi o Chanyeol entrando no seu quarto de pijama, vocês dormiram juntos ne Young? – tampei sua boca desesperada

-Cala a boca Min.

-Haah, então você não nega.

-Tem como negar? Você viu.- disse olhando pra ele

-Vi mesmo, mas iai rolou?- perguntou mordendo o lábio

-Claro que não- disse fingindo estar ofendida- Ele não quis, eu estava muito bêbada. – disse ficando vermelha.

-Chanyeol deve ser um santo- disse olhando pra minha roupa- mas onde você está indo?

-Vou sair pra almoçar com ele.- disse dando um beijinho no seu rosto e caminhando em direção a sala com Xiumin atrás de mim.

-Já me sinto abandonado- disse conformado.

Chanyeol já estava na sala sentado me esperando, levantou rápido sorrindo, mas quando viu o Xiumin ficou sério.

-Ele te viu entrando no quarto, e eu tive que contar pra ele.- disse apontando pro Min que estava sentado na poltrona.

-Então-disse coçando a cabeça- o Chen também sabe.

-Ah ótimo, então, ele concordou em não falar nada?- perguntei

-Claro, ele não...- Chen entrou na sala e se sentou.

-Não vou falar nada, mas quero comida, quando voltarem por favor, tragam comida, obrigado.

-Pra mim também.- Xiumin disse saindo da sala. Olhei pra Chanyeol que olhava pro Chen de boca aberta e disse.

-Uau, estou me sentindo chantageada.

-Eu também- Chanyeol falou- Vamos logo, antes que eles peçam mais alguma coisa.

Descemos até a portaria e chamamos um táxi, entramos no carro e fomos até uma restaurante no centro da cidade, o restaurante era muito bonito, nada muito chique, mas era aconchegante e romântico, sentamos na mesa que a recepcionista nos levou e abrimos os cardápios enquanto o garçom não chegava.

-O que você quer comer?- perguntou olhando pra mim enquanto guardava o cardápio.

-Vou pedir um Galbi, e você? -olhei pra ele e ele estava me encarando enquanto sorria. -O que foi?- perguntei sorrindo.

-Nada, também vou pedir o mesmo.- o garçom chegou e nos fizemos o pedido.

-Posso perguntar uma coisa?-

-Depende, se for sobre ontem, não pode.- disse meio séria.

-Hmm... Você vai me contar algum quando se sentir confortável?- perguntou segurando minha mão.

-Sim, mas não vai ser hoje, tudo bem?-

-Sim, por mim tudo bem.-

Nossos pratos chegaram e estava tudo muito gostoso, decidimos sair pra dar uma volta já que ainda eram 3 da tarde, caminhamos sem dar as mãos, as vezes algumas garotas olhavam pro Chanyeol reconhecendo ele e algumas até pediam fotos. Depois de ter passado uns 20 minutos tendo que parar pra tirar fotos entramos num fliperama e fomos jogar, eu era péssima nesses jogos mas ele era brilhante em tudo, e graças a ele conseguimos várias fichas pra trocar por um prêmio. Chanyeol me puxou pelo braço me levando até o balcão onde a atendente estava.

-Vou te dar um presente- entregou as fichas pra mulher que apontou a prateleira amarela.

-Pode escolher qualquer um daquela prateleira.- Chanyeol olhou pra prateleira e apontou pra um coelhinho de pelúcia rosa que era quase metade do meu tamanho e me entregou.

-Aaah! Eu amei, vou dormir abraçada com ele-

-Ah, droga! Que coelhinho sortudo.- disse me fazendo rir. Peguei meu celular pra tirar uma foto minha e do coelhinho quando ele me beijou na bochecha bem na hora.

-Oh ficou fofa- disse mostrando a foto- vou colocar na minha tela- saímos caminhando e já começava a escurecer, nos sentamos num banco de uma praça tomando café de uma barraquinha e olhando o por do sol, ele me abraçou e nós ficamos abraçados por um tempo, até que ele deu uma leve fungada no meu pescoço me fazendo arrepiar.

-Seu cheiro é tão bom- disse enquanto espalhava vários beijinhos no meu pescoço fazendo meus pelos arrepiarem, soltei uma risadinha, segurei seu rosto de frente pro meu olhando dentro de seus olhos.

-Você quer me beijar?- perguntei mordendo os lábios.

-Quero muito.- disse se aproximando e colando seus lábios no meu, o beijo dele era quente e seus lábios macios, ele me beijava lentamente, se movimentando gentilmente enquanto eu segurava seu rosto, passou um dos braços pela minha cintura apertando meu corpo no dele e aprofundou o beijo invadindo minha boca com sua língua enquanto eu o puxava mais pra mim segurando sua nuca, paramos por um momento sem ar e com os rostos vermelhos, olhei pra baixo com vergonha e me deparei com o volume em suas calças, virei o rosto pro outro lado com vergonha, mas ele reparou e puxou o casaco pra baixo tentando esconder.

-Desculpe, é difícil me controlar com você.-

-Ontem você se controlou bem- olhei pra ele provocando e ele sorriu.

-Não espere que eu me controle sempre srt Park, até porque você me deixa maluco- disse me dando um celinho rápido.

-Gosto de saber que eu te deixo assim, vamos, temos que voltar e ainda temos que comprar comida pros chantagistas.

-Vamos- pegou minha mão e saímos caminhando, paramos num restaurante pra comprar comida.

-O que vamos pedir?- ele perguntou

-Não sei, mas vou mandar uma mensagem pro Xiumin.

# O que você comer?

Chantagista X

Macarrão, ou Kimbap e trás alguma coisa pra beber, com álcool.

Chanyeol se aproximou olhando a mensagem dele e sorriu.

-Chantagista X?- Gargalhou jogando a cabeça pra trás

-Aham e Vou trocar o do Chen pra chantagista C também.- disse – me dê 5 porções de Kimbap e 5 de macarrão por favor e seis garrafas de soju, pra viagem por favor, disse entregando meu cartão.

-Não eu pago- Chanyeol disse segurando meu cartão e entregando o dinheiro pro garoto no caixa. Tomei o cartão da mão dele peguei de volta o dinheiro dele e entreguei pra ele.

-Você já pagou o almoço, não seja machista, eu vou pagar.- o caixa passou o cartão e aguardamos até o pedido ficar pronto e saímos, chegamos em casa e fomos pra cozinha, deixamos a comida na mesa e fui no quarto do Min pra chamá-lo ora comer enquanto Chanyeol ia chamar Chen.

Bati na porta do quarto e alguém gritou um “entra”. Abri a porta e Xiumin e Sehun estavam deitados cada um em sua cama.

-trouxe a comida que você pediu Xiumin- disse- Oi Sehun.

-Young, você tá bonita- disse levantando.- você trouxe comida só pro Xiumin? – perguntou.

-Não, o Chen e o Chanyeol estão comendo vc quer também?- perguntei

- Quero sim, levantou passou a mão pelos meus ombros e foi me levando até a cozinha com Xiumin atrás de nós.

Quando chegamos na cozinha Chen já estava se servindo, e Chanyeol passou um olhar carrancudo pra Sehun, tirei seu braço do meu ombro me sentando ao lado de Chen e do Chanyeol, começamos a comer e os meninos começaram a beber, quando foram servir meu copo, Chanyeol puxou meu copo.

-Ela não vai beber-

-Virou pai dela Chanyeol? Porque não?- Sehun perguntou

-Você tomou remédio de dor de cabeça agora, não pode beber álcool- Chanyeol inventou e eu concordei.

-Ah, verdade, tinha me esquecido disso.- depois disso passamos a noite tranquila, Sehun e Xiumin foram pro quarto cambaleando e Chen percebendo que estava de vela saiu logo atrás. Arrumamos tudo na cozinha e então fomos pro meu quarto, eu queria pedir pra ele dormir comigo, mas não sabia como ele iria entender aquela pergunta e o que bia achar disso, fiquei sem graça sentada na cama e ele em pé também sem graça olhando pra mim, até que ele perguntou.

-Aishh... Posso dormir aqui de novo?


Notas Finais


Não esqueçam de comentar falando do que acharam do cap. Pra quem quiser saber como ela estava entra no link

http://pinterest.com/pin/325596248046937690/?source_app=android


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...