1. Spirit Fanfics >
  2. Opostos, porém iguais! >
  3. Explicações, e reações.

História Opostos, porém iguais! - Capítulo 2


Escrita por: Apenas_uma_cadela

Notas do Autor


Como o nome, do cap, já diz, explicações, o react, só vai começar de verdade, no próximo cap, então, esperem.

Espero que gostem, pq eu fiz esse cap, na base do, se segure, se não, vc entrega tudo!

Bom, até mais (✿^‿^)

Capítulo 2 - Explicações, e reações.


Fanfic / Fanfiction Opostos, porém iguais! - Capítulo 2 - Explicações, e reações.

Estava cansado, muito cansado, passar o dia assinando, lendo, e revisando documentos, foi bem cansativo! Agora, si só quer chegar na sua casa, comer uma boa comida, tomar um bom banho, e tirar um belo de um cochilo, mas nem sempre querer, é poder, certo?

Certo, e isso só foi mais comprovado, quando percebeu que não estava mais no seu escritório de Hokage, e sim, em uma sala enorme, e escura, onde tinha conhecidos seu, ficou em alerta.

"Não sinto nenhum chakra, isso é estranho, tem várias pessoas aqui, como não consigo sentir o chakra delas?" - pensou o Uzumaki mais velho, estava preocupado, e com razão, estava no seu escritório, pronto pra ir pra casa, quando de repente, em um piscar de olhos, veio parar, nessa sala escura, com pessoas, conhecidas sua, que parecem, tão perdidos quanto si mesmo.

Gaki, também não consigo sentir nenhum chakra, é como se tivessem bloqueado, mas quem tem poder o bastante, pra bloquear tanto chakra junto? Quem tem tanto poder, pra trazer as pessoas mais fortes do mundo, e mantê-las presas, sem saber como sair? - falou a raposa, no subconsciente do Naruto, é claro, já desconfiado, do que poderia estar acontecendo.

Eu realmente não sei Kurama, mas, espero que essa pessoa não faça nada com a gente, pelo menos, até eu achar um jeito de sair da qui! - respondeu o loiro, tentando achar uma maneira de sair daquele lugar, estava desesperado, tinha percebido, que sua família estava ali, seus amigos, e os filhos deles também, queria ir lá, e ficar do lado deles, e falar que tudo vai ficar bem, mas um passo em falso, sua vida, e a deles poderá estar correndo perigo, aprendeu bem sedo, que não se pode abaixar a guarda em território desconhecido, ou o inimigo, quem quer, que seja, que fez tudo isso, pode fazer mal a eles, e como não estava conseguindo sentir nenhum chakra, e nem o seu próprio, deduziu, que não poderiam fazer nada, para evitar aquilo.

Estava tão absorto em seus pensamentos, e ideias, para sair daquele lugar, que nem percebeu um garoto, moreno, mascarado, falando na frente de todos, apenas percebeu, a aparição daquele ser, quando passou os olhos pela sala, tentando ver, se a alguma saída, porta, janela, ou até mesmo um buraco, pra poder escapar, juntos com os outros. 

E quando finalmente fez um mais um, notou que o provável garoto, não era da sua vila, pois conhece todos os moradores, e que ele estava com uma postura relaxada, quase a vontade, ou seja, ele pode ser possivelmente a pessoa que os trouxe aqui, e que está os prendendo, ou apenas o carcereiro, afinal, não é só, porque ele se parece com uma criança, que ele vai ser uma, e mesmo se ele fosse, poderia ser muito bem, poderoso, a vida o ensinou a nunca julgar um livro pela capa, e não é agora que vai fazer isso.

Quem é você? Como nos trouxe aqui? Como está nos prendendo aqui, e bloqueando nosso chakra? Por que você, ou o seu superior, está fazendo isso? - falou o jinchuuriki da raposa de nova caldas, afobadamente, queria saber o, que estava acontecendo, e o porque de tudo isso, o mais rápido possível, para arrumar um jeito de sair desse lugar, ou fazer uma negociação com o garoto, estava com medo do que poderia acontecer.

Calma, eu acabei de falar para vocês ficarem calmos, eu vou explicar o que está acontecendo, e esclarecer suas dúvidas, mas primeiro, sentem nós pufis, que estão atrás de vocês, o que eu vou falar pode ser bem impactante para alguns aqui, então, por favor, sentem, eu juro que não vou fazer nenhum mal a vocês! - disse o moreno, não queria que alguma confusão acontecesse, poderia dar muito trabalho, e tomaria muito o tempo, que seria útil, para explicar as coisas o quanto antes.

Como podemos confiar em você, sendo que nem sabemos quem é você? - disse Kawaki, estava muito apreensivo, agora que as coisas estavam indo bem, isso acontece, está com medo, que seja mais um plano da Karma.

E já, que seu chakra, e os dos outros ao seu redor, foram bloqueados, não sabe o que iria fazer, caso atacassem ele, e as pessoas da vila. Não conhece esse garoto, que está a sua frente, então não tem nem ideia, do quão forte, e inteligente ele pode ser, e também tinha essa sala, nunca tinha visto algo assim, e não consegue nem deduzir o que ela pode fazer, se tentar avançar no garoto.

Está sem alternativas, e está preocupado com esse fato!

Calma nii- quero dizer, calma Kawaki, eu vou me apresentar, mas primeiro, eu quero, que vocês se sentem. - falou o moreno, agora, nervoso, parecia que ele estava preocupado, por quase ter deixado escapar, sabe se lá o que, ao se referir ao menino mais velho - "Foi por muito pouco!"- pensou aliviado, custumes geralmente são difíceis de se conter, mas vai fazer um esforço, para, pelo menos não "estragar" tudo, mesmo que eles vão descobrir, de qualquer jeito, queria enrolar um pouco, para contar, ou mostrar, as coisas.

Mesmo desconfiado, ficando ainda mais, quando o tal garoto iria lhe chamar de outra coisa, e também, porque o chamou pelo nome, virou pra trás, e viu vários pufis, o mais estranho, é que cada pufi, tinha um nome, de cada pessoa presente naquela sala, menos o do garoto mascarado - "Então ele sabe os nossos nomes, isso quer dizer, que, ele pode ter nos vigiado, mas acho isso pouco provável, eu sentiria um chakra perto de mim, ainda mais  desconhecido, só se ele tivesse um enorme controle sobre seu chakra, mas um garoto, que parece ser mais novo que eu, não poderia ter um controle assim, poderia? Outra opção, é um infiltrado, mas também acho, pouco provável, a segurança da vila é reforçada, qualquer desconhecido que entra aqui, é revistado, e tem o seu histórico revisado, para ver se não é uma possível ameaça, e os que já moram, são vigiados de perto, por anbus altamente treinados e experiêntes, só se o traidor for muito bom mesmo, em encobrir os rastros, mas como eu pensei, é pouco provável, então como? E principalmente, por que?" - pensou o loiro amorenado, em uma fração de segundos, dava quase para ver as engrenagens da sua cabeça, funcionando rapidamente, para tentar desvendar, até agora então, esse mistério.

Quando não chegou a conclusão nenhuma, durante alguns segundos, passou os olhos pela sala, procurando o pufi, onde provavelmente, está escrito o seu nome, só depois de um tempinho, 15 segundos para ser mais exato, achou o "seu" pufi, que coincidentemente, ou não, estava do lado dos pufis da família Uzumaki, que já estavam sentados, provavelmente esperando as explicações do garoto, misterioso. Sem muito o que fazer, apenas foi andando até eles, chegando lá, apenas lançou um olhar para o sétimo Hokage, este, que retribuiu, lançando um olhar mais intenso, como se falasse, que não conseguiria fazer nada, não na quele momento, entendo o que o Uzumaki mais velho, tentou passar para si, apenas suspirou baixinho, e se sentou no seu pufi, que ficava ao lado da caçula Uzumaki, está que agora, lhe chamava.

Kawaki-san, Kawaki-san, você sabe a onde a gente tá, Kawaki-san? - perguntou a pequena Himawari, não estava com medo, como a maioria das pessoas presentes nessa sala, estava apenas curiosa. 

Antes de chegar naquela sala, estava fazendo um desenho, da sua família, que iria dar de presente para sua mãe, para ela colocar na porta da geladeira, para que todo mundo possa ver, o quão bem a morena mais nova desenha, quando estava guardado o desenho no seu caderno, para não amassar, viu que não estava mais no seu quarto, e sim em uma sala, iria começar a chorar, por estar com medo, mas quando viu sua mãe, seu onii-chan, Kawaki-san e seu pai, perdeu o medo, afinal, na cabeça da pequena criança, se sua família estava ali, quer dizer que está tudo bem, porque eles são os mais fortes do mundo, e nunca deixariam nada acontecer com ela, um pensamento muito bonito, e inocente, mas que futuramente, pode trazer problemas para a mesma.

Não Hima, eu não sei, mas o moço ali vai explicar pra gente, viu? Então não se preocupe! - Kawaki disse docemente, quem conhece o garoto, ficaria de queixo caído, geralmente ele é sempre tão, bruto, mau humorado, e fala sempre, rasgado, que é mais, que estranho ver, e ouvir ele falar tão gentil e calmamente, com alguém, mesmo sendo uma criança, essa cena continua sendo estranha.

Certo, Kawaki-san! - falou a menina, com um grande, e lindo sorriso amostra, este que não consegue omitir o parentesco, com o ninja, que um dia já fora o mais cabeça oca de Konoha, e agora, é o ninjan mais respeitado dentro e fora das cinco grandes nações, era incrível a semelhança que os dois tinham, realmente eram pai e filha!

Vendo aquela cena, Naruto sorriu orgulhoso, seus filhos, sim, filhos, já aceitou Kawaki na sua família, e o mesmo também. Se dando bem, sempre vai ser uma das maiores felicidades da sua vida, não importa, o que, sempre vai ficar feliz com essas interações.

Hinata também não fica pra trás, tem um grande apego com o menino, e saber que ele, e os seus filhos, se dão tão bem, enche o seu coração de alegria, realmente, gosta tanto disso, ter uma família é maravilhoso, e é melhor ainda, quando ela aumenta!

Boruto vendo isso, ficou com uma pontada de raiva, oras, quem Kawaki pensa que é, pra ficar tentando roubar o seu lugar, como irmão mais velho legal? Mas lá no fundo, no fundo mesmo, bem escondidinho, ficava feliz, sabia que ele não queria, e nem conseguiria roubar o seu lugar como irmão mais velho, mas mesmo assim, cuidava tão bem de Himawari, e era tão gentil com ela, ficava tranquilo em saber, que na sua ausência, alguém cuidaria bem dela, era reconfortante.

Bem agora, que todos se acomodaram, posso começar a explicar, mas antes - falou o garoto moreno, até então, desconhecido, mas por pouco tempo. Já que devagarinho, ele tirou o manto azul, que vestia, revelando um corpo até, que definido, coberto por uma blusa de manga longa, colada, da cor preta, com um colete, jeans, sem mangas, azul escuro, que vai até um pouco depois, dos seus joelhos, estes, que estão cobertos por uma calça, também jeans, preta, colada, e por fim, seus pés, que estão com um tênis, preto, comum.

A vestimenta dele era simples, muitos notaram isso, mas não menos bonita, na verdade, aquela roupa caia muito bem no, que presumem ser um adolescente ou um pré-adolescente, realmente, o garoto ficava bonito, na quelas roupas, algumas meninas, como Sarada, Sumere e Chouchou, admitiram mentalmente, aquele fato!

Desculpa, eu estou com calor, não sei como alguém aguenta ficar usando isso! - disse o garoto, quase como uma indireta pro Uchiha mais velho, presente. Este que nem ligou, já estava acostumado, e também, era friorento, era muito difícil de sentir calor, então apenas, rolou, imperceptívelmente, para algumas pessoas, os olhos, tão negros como o ébano. 

Mas para alguns, como um certo jinchuuriki, loiro, dos olhos azuis, aquele rolar de olhos, foi muito bem perceptível, e muito charmoso, como o dono do ato é, realmente, deveria parar de secar o amiguinho, pode ser considerado estranho, e até pode ser interpretado de maneira errada.

Bem, voltando, vou explicar pra vocês, o porque de tudo isso, começando primeiro, comigo! - disse, agora, tirando a máscara do rosto, alguns, mais curiosos que os outros, chegaram o corpo pra frente, quase caindo de cara no chão, para finalmente poder ver o rosto, do garoto misterioso, e quando puderam ver, quase bateram o queixo no chão, era realmente, surpreendente, a aparência do garoto, é muito, parecida com a dos dois ninjas mais fortes do mundo, né verdade, parece a mistura perfeita, entre um e o outro.

Sakura e Naruto, imediatamente, se preocuparam, e com razão, acharam que o garoto a sua frente, tinha morrido, o Uzumaki mais velho, tinha ficado extremamente triste, com isso, achou que ele realmente tinha morrido, mas não, e a prova disso, é o garoto, extremamente parecido com Naruto, mudando apenas os cabelos, que eram tão negros, quanto do Uchiha mais velho, na sua frente .

Menma? Como assim? Você não era de outra realidade? Você não tinha morrido? Como você ainda está vivo, e tão jovem? Como nos trouxe aqui? Como está conseguindo bloquear nosso chakra? O que você planeja? - perguntou, a rosada já começando a se preparar, para saber a história absurda, que aconteceu depois, da, agora falsa, morte de Menma - "Será, que será igual a história de Obito? Se for assim, uma guerra acontecerá, e se ele nos manter presos aqui, provavelmente, vai ser muito difícil vence-la, e se ele começar a guerra nessa sala? Meu Rikudo, minha filha, tão jovem, nem aproveitou direito a vida, e já vai participar de uma guerra, isso não poderá acontecer, irei fazer de tudo, para que isso não aconteça, não importa o que, irei proteger minha filha!" - pensou, agora mais calma, não importa, irá proteger sua filha e pronto.

Sasuke, que estava desconfiado ao extremo, ficou ainda mais, quando viu o rosto, do garoto, que era tão parecido com o seu, e ao mesmo tempo, parecido com o de Naruto, diria que era a mistura perfeita sua, e de seu amigo, os cabelos pretos, os olhos tão azuis, como o do loiro irritante, que tem como melhor amigo, as mesmas marquinhas, até o sorriso, realmente, ele era parecido com si, e Naruto, mais o garoto parece mais com Naruto, e não sabendo porque, se sentiu um pouco insatisfeito por isso. 

Então Sakura e Naruto fizeram uma cara de espanto, que chega a ser medonha, ficou em alerta, e ficou mais ainda, quando Sakura fez aquelas perguntas, revelando já conhecer o garoto, e como ela, e o loiro, fizeram praticamente a mesma cara, supôs que o de olhos azuis, também sabia quem o garoto era, se encomodou com esse pensamento, seus companheiros de time, e amigos, não contaram, e nem comentaram sobre, esse garoto, ou a história que está por trás dele, com ele, era como se tivessem excluído ele, mas logo tratou de esquecer esse último pensamento, se eles não falaram com sigo sobre, é porque, não tinha nada para falar, e também, não tinha motivo para estar encomodado, também fez coisas, e participou de histórias, que não contou e nem contará, para eles, não é porque, não confia neles, mas sim, porque algumas coisas, tem que manter só, pra si mesmo, e mais ninguém.

Naruto, estava petrificado, com os olhos e a boca, abertos, na verdade, escancarados, não conseguia acreditar, estava vivo, Menma estava vivo, e raptou a si, e as pessoas, que ama, deveria se preocupar mais ainda? O que iria fazer, lutar contra ele? Mata-lo? Se tentar machucar quem ama, não vai exitar em fazê-lo, mesmo que machuque!

Enquanto isso o resto, dos presentes na sala não entendia direito o que estava acontecendo, notaram, que obviamente Sakura e Naruto, já conhecem, ou conheciam o garoto, misterioso, mas parece, que ninguém está disposto a explicar, e ninguém, quer ficar no escuro, sobre essa história, tão interessante, e misteriosa, é como dizem,"a curiosidade matou o gato", mas pelo menos ele morreu sabendo, não?

Mas pelas reações, da ninja médica e do sétimo Hokage, resolveram deixar pra lá, aquilo não era da conta de ninguém ali, então, ninguém vai se intrometer no que não diz respeito a eles.

Acho que vocês se enganaram, o meu nome realmente é Menma, mas eu nunca morri, e também nunca vi vocês na minha vida, pelo menos não desse universo! -- Disse a última parte baixinho, sabia, que se falasse isso em voz alta, iria gerar uma grande baderna.

Sakura e Naruto, olharam pra ele, se perguntando "Será que ele está dizendo a verdade?"

Mas como podemos ter certeza, que você está falando a verdade, e não está mentindo, dizendo que não é essa tal de Menma, que eles falaram? -- falou Shikamaru, estava calado até agora, apenas observando, para ver se poderia desvendar o que era, aquela grande incógnita.

Sua esposa, que estava do seu lado esquerdo, e seu filho, que estava do seu lado direito, o olharam, estavam começando a achar estranho, que o Nara mais velho, até agora não perguntou, ou fez nenhuma suposição, sobre os acontecimentos, mas agora, que ele fez, estavam um pouco menos preocupados.

Seu time, Ino e Chouji, que não estavam tão longe assim, na verdade, estavam de cada lado dele, Ino e sua família no lado direito, e Chouji, e a sua família, no lado esquerdo, também o olharam, também estavam estranhando o preguiçoso, não ter falado, ou suposto nada, mas depois das perguntas, também ficaram um pouco menos preocupados.

Ora, como vocês podem ter certeza? Palavra de Uzumaki é sempre sincera! - por fim, pelo menos, deu uma "explicação", de quem era, até agora, realmente estava se segurando, achava que, como uma das vilas mais avançadas, e consequentemente, inteligente do mundo, achou que eles já suspeitavam, ou pelo menos, criaram uma teoria, para tudo isso, mas se esperasse um pouco mais, para eles pelo menos, adivinharem, iria ficar ansioso demais, então resolveu jogar a bomba de uma vez, para já poupar tempo.

Espera, Uzumaki? O Menma tinha Namikaze no nome, então - as palavras se perderam no ar, quando o loiro pensou em uma coisa, muito estranha, mas que poderia ser possível "Será que ele é um parente, desaparecido ?" -- as chances eram pequenas, menos de 15%, diria, mas ainda era possível.

Também tenho Namikaze no meu nome, mas não sou esse Menma, que vocês acham que eu sou! - agora, estava ficando com raiva, eles estavam duvidando da sua palavra, e isso ele não tolera, claro, tinha raptado eles, de repente, como se tivesse hora pra ser raptado, né? E até agora, não deu a explicação que prometeu dar a eles, entende eles, estão desconfiados, mas mesmo assim, odeia quando duvidam da sua palavra! 

Quando o moreno disse isso, Naruto ficou mais confuso ainda, se o garoto tinha Namikaze no nome também, quer dizer que ele não é um parente seu, por parte do clã da sua mãe, e sabe que não tem nenhum irmão, então para ele ter Uzumaki, e Namikaze no nome, ele teria que ser, não, não, não, na, na, ni, na não! Não tinha como isso ser verdade, não teve outros filhos com Hinata, e sabe que não engravidou nenhuma outra mulher, então, como é possível?

Gaki, já parou pra pensar, que isso pode ser que nem o caso do seu outro eu, versão emo? -- falou, se referindo a versão, morena, de seu "carcereiro", que agora, tem certeza, que está morta.

Como assim Kurama? -- perguntou o loiro, realmente, não sabendo do que a raposa falava.

Gaki baka, você não vê, que ele pode ser de um universo alternativo, ou outra dimensão, como sua versão emo? -- finalmente expôs o que pensava, não totalmente, pois seria um grande impacto para o loiro cabeça oca, mas uma boa parte, agora é com ele, para perceber como matar a charada.

Verdade, ele pode ser de um universo alternativo, onde é meu irmão, ou algum outro parente, mas será? -- questionou o de olhos azuis, realmente estava curioso, séria legal saber que em outro universo, tinha uma família, bem, uma família maior e mais completa, talvez, seus pais podem até estar vivos, ficaria feliz em saber, que pelo menos em algum lugar, viveu uma vida feliz, com seus pais, e possivelmente, seu ou seus irmãos.

Só vamos saber se você perguntar, gaki! -- afirmou a raposa, queria saber, se aquela teoria poderia ser real, e também queria saber, se a outra, que está mantendo apenas para si mesmo, também poderia ser real, agora isso só depende do seu "carcereiro".

É, vou perguntar então, tomara que ele me responda, mas ele disse que iria responder as nossas perguntas, então provavelmente, irá, né? -- disse por fim, encerrando aquela pequena conversa, estava decidido, e quando decide uma coisa, nada pode faze-lo mudar de ideia, sua persistência era, e é, a sua maior arma.

Garoto? - perguntou/chamou o menino moreno, e quando teve os olhos, completamente azuis, dele, sobre si, finalmente perguntou - Você é de outro universo, não é? - agora sua recente dúvida, será sanada.

Finalmente, já estava demorando, credo, eu achando que vocês descobririam assim que eu tirasse a máscara, mas minha mãe estava certa, por mais inteligentes que vocês pareçam, são bem lerdos quando não é conveniente! - expôs o seu alívio, já estava começando a ficar aguniado, 'tava demorando tanto, que achou que teria de gritar na cara deles, para finalmente, perceberem.

Ei, não precisa ofender, mas me fala uma coisa, você acha, que alguém, nesse mundo, iria pensar em uma possibilidade dessas? Que existe um universo alternativo, ao seu? Nem em mil anos, alguém pensaria assim! - disse, o jinchuuriki loiro, tendo certeza de suas palavras, era praticamente impossível uma coisa dessas.

Mas você pensou, não pensou? E até perguntou, então, esse seu "nem em mil anos", na verdade é "nem em alguns minutos", não estou certo? - questionou o menino, é um pouco improvável mesmo, uma coisa dessas acontecer, mas mesmo assim, é uma opção bem válida.

Bem, eu já passei por coisa parecida, então é normal eu pensar em uma alternativa dessa, mas, pessoas que não passaram nunca pensariam em algo assim! - afirmou o de olhos azuis, ele já passou por uma situação parecida, então, é normal que pense nessa possibilidade absurda, mas verdadeira.

Quem é sua mãe? Você falou, que ela te "avisou", que quando menos convém, nos somos lerdos, então quer dizer que ela conhece a gente? E se sim, como?  Se você supostamente é de outro universo.- Shikadai interrompeu a conversa do garoto moreno, que descobriu, ou melhor, ele mesmo contou, que se chama Menma, com o sétimo Hokage. Estava curioso sobre isso, desde quando ele mencionou que sua mãe, conhecia, parcialmente eles, não conseguia tirar isso da cabeça.

Como eu já "falei", eu sou de outro universo, certo? - perguntou Menma, e viu o restante das pessoas acenarem, menos Himawari, essa que estava muito concentrada em fazer trancinhas, no cabelo de Sarada, está, que está sentada no chão, para a pequena estar em seu pufi, para poder dar altura nós cabelos da Uchiha mais nova, enquanto a míope, que tem sharingan, prestava atenção em cada palavra, de Menma. - E o meu universo, é muito parecido com o de vocês, é quase como se fosse uma cópia, então como a minha mãe conhece vocês, no meu universo, esse conhecimento dela, também é válido aqui! - afirmou, estava falando a verdade, era engraçado a maneira de como esses dois universos são tão parecidos, mas ao mesmo tempo, tão diferentes.

Você falou quase, então quer dizer, que não é totalmente igual, não é? - dessa vez, quem perguntou foi Sarada, agora com o cabelo trançado, desajeitadamente, mas não menos bonito, transmitindo uma gentil e doce inocência, coisa, que para "crianças" da quela idade, era difícil de se ter, deixando-a com um visual mais leve, descontraído, menos sério. 

Estava realmente intrigada com tudo aquilo, mas a ficha ainda não tinha caído, quer dizer, ela acabou de descobrir que a teoria do "multiverso" é real, e que existe um universo, um mundo, e possivelmente uma vida parecida, se não igual, com a sua, é muito para digerir, muito mesmo.

Sim, o meu universo é parecido com o de vocês, até demais, mas algumas coisas, detalhes, mudam, de um para o outro. - falou, a conversa estava chegando ao ponto que queria, o motivo para tudo isso - E é por isso, que eu trouxe vocês aqui! - disse por fim, agora é só esperar um pouco, é tudo vai estar explicado.

Como? Você nos trouxe aqui, porque o seu universo é diferente do nosso? É isso? - indagou Chouchou, com um saco de batatinhas na mão, ainda não tinha entendido, o porque disso, até que uma luz se acendeu em cima da sua cabeça, dava até pra ver aquelas lâmpadas de desenho animado, em cima de sua cabeça, então, perguntou o que estava passando em sua mente, no momento - Você vai nos fazer reagir, as diferenças do seu universo, como nas fics? - estava animada, se fosse verdade, teria seu sonho realizado, participar de uma fanfic ou coisa parecida, seria demais, as amigas, do seu grupo de fanfic, ficariam cheias de inveja, e iriam paparicar ela, para contar tudo que aconteceu, um sonho.

Exatamente! Na verdade, eu tive essa ideia, por causa das fics, sério, eu pensei que isso era impossível, e que nunca aconteceria, mas agora, eu estou aqui com vocês não estou? - disse Menma animado, alguém com os mesmos bons gostos que o seu, estava naquela sala, poderia discutir sobre fics, ships, com ela, que emoção, que estava sentindo.

Espera aí, você está dizendo, que nos raptou, deixando algumas pessoas, que estavan com alguns de nos, desesperados para nós encontrar, nos tirando dos nossos afazeres importantes, causando medo em algumas pessoas, para gastar nosso precioso tempo, reagindo às coisas diferentes que a no seu universo? E você está fazendo tudo isso, só por causa de uma ficção, que uma pessoa aleatória, da internet, escreveu? - finalmente se pronunciou, o Uchiha mais velho até entedia, que reagir a um universo diferente do seu, seria legal, mas fazer isso, só porque um adolescente, tem uma imaginação muito fértil, e quer viver uma "fantasia", aí não, aí já era demais pra ele.

A minha mãe teve a mesma reação, quando falei para ela, tava mais para pedir, na verdade! - falou a última parte baixinho, não iria contar isso agora, queria que eles perguntassem primeiro. 

E o Sasuke, as vezes é um chato mesmo, parece mesmo uma mãe mandona, mas não liga não, só me responde uma coisa, o que é essa tal de fic? - disse, e questionou o jinchuuriki loiro, com sua inocente, curiosidade estampada em seus olhos, se esquecendo completamente da situação, em que estava, ignorando o olhar indignado que Sasuke lhe lançou, e as risadinhas de Sakura e Sarada, diante seu comentário, estava realmente curioso, com esse termo, que os dois adolescentes falaram, e parecia que o Teme também sabia, odiava não saber das coisas.

Fic, ou na verdade, fanfic, vem do termo Fanfiction, que significa, ficção de fã, ou melhor explicando, é quando um fã, de uma série, ou um filme, livro, essas coisas, decide escrever uma história, sobre essas coisas, com os personagens, o tema da história, em outros casos, as pessoas apenas pegam os personagens, e fazem uma história, completamente original, entendeu? - perguntou Menma a Naruto, este que apenas acenou com a cabeça, indicando, que sim, tinha entendido.

Bem voltando, eu sei que parece um absurdo, mas não é só por causa das fanfics, mas também, porque eu queria que vocês vissem a diferença do meu universo, do de vocês, momentos do meu universo, que não aconteceram, e provavelmente, quem sabe? Não vão acontecer, no universo de vocês, eu só quero que vocês vejam, que mesmo diferente, o meu universo também é maravilhoso! - afirmou o garoto, com tanta convicção, que até convenceu as pessoas, que não queria fazer aquilo, e isso lembrou muito, um certo jinchuuriki loiro, dos olhos azuis, e isso não passou despercebido pela raposa, que estava apenas observando e ouvindo tudo, e um moreno, Uchiha, que se chama Sasuke, outros também perceberam, como Shikamaru, Gaara, que estavam calados, apenas observando.

Você me lembrou muito o Naruto, agora, será por que? - a rosada, agora Uchiha, disse e perguntou, realmente, o garoto avia lhe  lembrado de Naruto, é não foi pouco.

Talvez, seja porque sou o filho dele? - questionou Menma, queria agilizar as coisas, estava demorando, mais do que achou, que demoraria, si é muito impaciente.

É, talvez sej- espera, como assim filho do Naruto? - perguntou Sakura a Menma, ficou tão aliviada, quando Menma explicou o porque de tudo aquilo, que quase não prestou atenção, nas palavras do garoto, só quase.

É isso, que você ouviu, no meu universo, eu sou filho de Namikaze Uzumaki Naruto! - afirmou, por fim, confirmado as suspeitas de uma raposa, um emo, e um bicho preguiça, vocês já devem saber quem são, não é?

Que? Eu tenho outro filho? Nossa, isso é muito para digerir, mas do mesmo jeito, é muito bom saber! - disse o jinchuuriki dos olhos azuis, realmente era muito para digerir, mas si sempre quis uma família, e saber que em outro universo, ela é maior enche de alegria o seu coração.

Com a confirmação, de uma suspeita, Kawaki, apenas mormurou um "Imaginei", inaudível, e continuou com a sua expressão impassível de sempre, como se não estivesse surpreso, e de fato não estava, aquele garoto lhe lembrava muito o loiro, que lhe acolheu, e cuidou de si, então já esperava que uma coisa dessas, tivesse uma possibilidade de ser real.

Então quer dizer, que você é meu irmão? - questionou Boruto, ao moreno, que agora, é "seu" irmão, estava surpreso, não sabia como lidar direito com tudo isso, mas estava tentando pelo menos entender.

Sim, na verdade, no meu universo, você é meu irmão gêmeo! - falou Menma, com um grande sorriso no rosto, estava feliz, mas também, com pena, só quer ver a reação de todos eles, quando descobrirem a verdade.

Wow! Isso é muito doido, mas é legal saber que existe alguém, tão bonito como eu, assim as pessoas podem ver a beleza, duas vezes mais! - afirmou, Boruto brincando, mas estava feliz, em saber, que em outro universo tem um irmão, ainda mais gêmeo, fazia se sentir, bem, muito bem mesmo. 

Eu penso o mesmo, maninho! - falou Menma, agora não precisaria se preocupar tanto em se segurar, metade já foi contado, agora só resta, explicar a outra metade da situação.

Então quer dizer que, eu tenho outro onii-chan? Que demais! - disse Himawari, muito animada, ela amava o seu onii-chan Boruto, e o seu Kawaki onii-chan, agora tinha mais um onii-chan, para brincar de festa do chá, caça a dragões malvados, e salvar príncipes, porque de acordo com ela, quem tem que salvar o príncipe, e levá-lo para casa em segurança, são as princesas, porque são mais corajosas e valentes, e eu em particular, concordo com ela.

Sim, na verdade, no meu outro universo, você é a minha irmã mais nova, e tem vários onii-chans! - falou Menma animado, se esquecendo, que certas coisas, deveria ocultar.

 E quando foi perceber o que fez, Naruto e Hinata já lhe olhavam abismados, Kawaki olhava para si pensativo, Boruto lhe olhava como se fosse um ET, Himawari lhe olhava, com um brilho nos olhos azuis, Sakura, que estava com a cabeça abaixada, tentava segurar o riso, Sasuke, tinha um sorrisinho de canto, Sarada lhe olhava curiosa, como se quisesse saber mais sobre isso, e de fato queria, Kakashi, que até agora, se manteve calado, tinha um sorriso, digno de comercial "Colgate", por baixo da máscara, e olhava com orgulho, para seu ex aluno, Kiba engasgava, tentando segurar o riso, e Shino, bem, Shino estava sendo ele mesmo, Kurenai sorria feliz, descobrir que tinha mais "netinhos", lhe deixava com o coração quentinho, e sua filha, Mirai, já com seus 15 anos, também não ficava 'pra trás, sorria por saber, que tem mais "sobrinhos", afinal, filha de peixe, peixinho é.

Como assim, vários onii-chans? - questionou Naruto, foi uma grande bomba, deixada no seu colo, gostava de ter uma família, e gostava de saber, que em outro universo, ela é maior ainda, mas não esperava tantos, quer dizer, não sabe quantos filhos amais tem, mas sabe muito bem, que Menma falou "onii-chans", no plural, não no singular, no plural, e está com medo de descobrir quantos filhos, no plural, tem a mais.

Não escutou Naruto? Sua versão 2.0 falou que sua filha tem vários onii-chans, quer dizer que no outro universo você e a Hinata tem mais fogo! - entre risadas, Kiba disse, estava amando as reações, exageradas, na sua opinião, de Naruto, a cada nova informação, tem medo que os olhos do jinchuuriki loiro, pulem pra fora, mas se bem que, séria muito engraçado.

Não fale uma coisa dessas, e desrespeitoso! - disse Shino, repreendendo ele, dando uma cotovelada na costela de Kiba, este, que agora, fazia um biquinho, por causa da dor.

Eu não falei isso, eu disse que a Hima tem vários onii-chans, mas não disse que eles são filhos da Hinata-san, e muito menos que os meus pais tem mais "fogo"! - falou com convicção, acabando com a alegria de Kurenai, e Mirai, estavam tão animadas com as novidades, que até se esqueceram, que essas supostas crianças, eram de outro universo.

E também fazendo com, que Kiba ficasse tenso, Naruto não casou com sua ex colega de time, Hinata, que desde pequena, tinha uma paixão pelo loiro cabeça oca, nesse outro universo, e se a Hinata daquele universo também for apaixonada pelo jinchuuriki loiro, quer dizer, que ela deve ter, ou deve estar sofrendo, e só de pensar nisso, seu coração se quebra, tem um carinho enorme pela ex companheira de time, ela é como se fosse, sua irmã mais nova, então, não tolera que a façam mal, e se fizessem, daria uma surra no indivíduo que a fez sofrer, mas nesse caso não poderia fazer isso, por simples três motivos, o primeiro, é, que não é culpa do loiro de olhos azuis, por não corresponder os sentimentos da azulada, segundo, se tentasse dar uma surra em Naruto, morreria ou sairia fatalmente ferido, e isso está fora de cogitação, e o terceiro é, eles são de outro universo, então não poderia fazer nada.

Shino também ficou tenso, estava sentindo dó, da sua amiga, ela sempre foi tão boa, não merecia uma coisa dessas, na verdade, ninguém merece uma coisa dessas!

Hinata estava chocada, e também, muito triste, o amor da sua vida, não tinha casado consigo em outro universo, isso lhe abalou muito, mas não deixou transparecer, e do mesmo jeito, não importa, esta com Naruto, que ama incondicionalmente, e sabe que por parte dele, o sentimento é recíproco, está casada com ele nesse universo, divide uma vida, e uma família, com ele, é isso o que importa, sim, e isso o que importa!

Naruto não tinha reação, ainda não tinha processado a informação, então estava com uma expressão neutra em seu rosto, olhando para o nada, como se tentasse entender o que o, agora descobriu, ser seu filho, tinha falado.

Boruto estava com uma expressão triste no rosto, descobrir que seus pais, as pessoas que mais se amam no mundo, em sua concepção, não estavam juntos em outra realidade o chocou muito, mas entendeu, era outro universo, que mesmo parecido com o seu, ainda era diferente, então não tinha com o que se preocupar, nada parecido, iria acontecer no seu universo, é o que espera.

Himawari, tinha entendido o que seu irmão, de outra dimensão, tinha falado, mas ao contrário do que muitos pensam, ou pensaram, ela levou 'numa boa a notícia, era inteligente o bastante para saber, que se os seus pais não estão juntos nesse outro universo, é porque, estão com outras pessoas, ou sozinhos, e estão felizes assim, e tem tanta certeza disso, porque sabe, que seus pais, não fariam algo, que os deixassem infelizes.

Kawaki estava surpreso, mas logo raciocínio, que por ser de outro universo, as coisas foram diferentes, ou seja, os relacionamentos também são diferentes, e outra, a decisão é deles de ficarem juntos, ou não, e se escolheram não ficar, foi porque era, e é, o melhor para os dois, então não tinha que se "intrometer" em uma coisa, que não é do seu conhecimento, e nem da sua conta, o relacionamento é deles, não seu.

Sasuke e Sakura também ficaram surpresos, mas foi apenas por um momento, logo compreenderam a situação, aquilo era em outro universo, e por mais que seja parecido, provavelmente foi, e é diferente, e trajetórias diferentes, fazem "finais" diferentes, então logo voltaram com sua expressões habituais, não tinha porque implicar com isso, se aconteceu, aconteceu,  pronto! Não tem mais nada, que se possa fazer, apenas esperavam que os amigos estivessem felizes com isso.

Kakashi ficou tenso por um momento, mas logo retornou a sua postura habitual, não tinha porque ficar triste, chocado, ou surpreso por isso, era até, que normal, para aquela situação, tanto, que é por isso que se chama "Universo alternativo", contanto que seu ex aluno, e as pessoas ao redor deste estivessem bem, e felizes com isso, nada mais importava.

Sarada, que estava perto do companheiro de time loiro, lançou um olhar para ele, como se dissesse, que está tudo bem, e que vai ficar tudo bem, e Mitsuki, que estava um pouco longe, junto de seu pai/mãe, não fez muito diferente, deu um olhar tão calmo e sereno a Boruto, que o mesmo, até se acalmou.

Menma, agora estava com uma expressão meio irritada, e não era pra menos, não mencionou a ex Hyuga, agora Uzumaki, em momento nenhum, na conversa, também não falou uma coisa tão "depravada" sobre os seus pais, seria muito desrespeitoso, bem, seria desrespeitoso, se eles não estivessem presente, para se defender, que no caso, é um desses momentos, apenas disse, que no seu universo, sua irmãzinha mais nova, tem vários irmãos mais velhos.

Oi? Como assim? Se você é meu filho, quem é a sua mãe, se não a Hinata? - questionou, o Uzumaki mais velho, agora, um pouco mais calmo, desesperado, se não é Hinata a mãe de seus filhos, nesse outro universo, quem poderia ser? Sakura? Não, ela já deve ser casada com o teme. Shion? Não, ela é muito . . . muito . . . ela não é seu tipo! Então quem poderia ser? A maioria da mulheres que conhece, já são casadas no seu universo, então provavelmente são casadas no universo de Menma, que complicado.

Pensa gaki, faça como sempre fez, e pense fora da caixa, assim você pode pelo menos ter uma ideia, de quem possa ser! - falou a raposa, no seu subconsciente, já tinha pelo menos um palpite, de quem poderia ser a mãe dos filhos do Naruto, nesse outro universo, não tinha certeza, mas a aparência, de Menma, já lhe dava uma "resposta", só espera que Naruto, pense nessa possibilidade, porque, provavelmente, se ele não se preparar, antecipadamente, pode ter um treco, e a última coisa de que precisa, é um ninja cabeça oca, atrapalhando seu sono, porque está está perto da "luz no fim do túnel".

Por mais, que eu pense, não consigo lembrar de ninguém, porque eu não consigo? Talvez seja porque, eu não conheci ela no meu universo, ou porque ela só existe no universo do Menma, pode ser isso. - falou o loiro, de olhos azuis, para a raposa, que agora, tentava voltar a dormir, só tentava, porque sua curiosidade, para saber a onde aquilo vai dar, é maior que o sono, muito maior.

Menma? Se no seu universo a Hinata não é sua mãe, quem é? - perguntou o loiro, estava quase queimando o cérebro, para tentar descobrir, chega até sentir o cheiro de queimado, saindo da sua cabeça.

Bem, eu não vou contar! - disse, para totalmente desânimo, de Naruto, e vendo isso, resolveu que iria ser solidário, com seu pai - Mas posso dar uma dica, você quer? - questionou, e recebeu em troca, um acenar de cabeça - No seu universo, você conhece essa pessoa, e essa pessoa conhece você, até demais! - disse por fim, queria falar a verdade, a vontade de fazer isso era imensa, mas a vontade de ver a cara deles quando descobrirem, ou melhor, quando verem, era maior, muito maior!

Está bem, você não vai falar quem é sua mãe, eu entendi isso, então mudando de assunto, será que você pode responder algumas perguntas minhas? - questionou o Kazekage de Sunagakure, essas perguntas, rondavam a sua cabeça, faz tempo, e só agora, tomará coragem, para perguntar, um pouco irônico, já que, não teve esse receio nem na guerra. Ganhou apenas um acenar de cabeça, do Uzumaki - Que lugar é esse? Como você sabe da existência dele? Como você nos trouxe aqui? Como está bloqueando nosso chakra? E o que está acontecendo no nosso universo? - perguntou tudo de uma vez, quer muito saber a resposta.

Bem, esse lugar, é tipo um limbo, na verdade, é uma dimensão, que está no meio do meu universo, e do seu, separando eles, para não se mesclarem, entendeu, entenderam? - perguntou, não poderia ir falando tudo de uma vez, iria ficar confuso, muito confuso. Recebeu um sim como resposta, do Kazekage, e um acenar do resto das pessoas, então continuou - Eu sei da existência desse lugar, graças a minha mãe, e antes que perguntem, eu não vou responder como, mas depois, talvez eu possa contar - disse, para o desânimo de todos, graças a isso ficaram mais curiosos ainda -  Não fui eu que os trouxe aqui, foram os meu irmãos, na verdade, eles me ajudaram, e de novo, eu não vou contar como - disse mais uma vez, pra quem disse que iria explicar tudo, está sendo muito mistérioso, pensou a maioria dos presentes naquela sala - Quem está bloqueando o chakra de vocês, é o meu pai, o Naruto da minha dimensão, antes que perguntem, ele está fazendo isso com o chakra da raposa, ele meio que aumentou gradativamente o próprio chakra e o da raposa, até o chakra de vocês, ficar nulo, então, ele usou um jutsu "temporal", que meio que congelou o tempo, deixando seus chakras anulados, e não, ele não fez isso sozinho, antes que perguntem, teve a ajuda da minha mãe, para isso - quando explicou isso, muitos ficaram surpresos, e mais curiosos ainda, a esposa do Naruto, daquele universo, é bem poderosa, para poder "achar" uma dimensão, e anular uma grande quantidade de chakra, congelando o tempo, tinha que ser mesmo - O que está acontecendo no universo de vocês? Nada, simplesmente nada, meu pai, e minha mãe, junto dos meu irmãos, e alguns amigos, fizeram as mesmas coisas, que fizeram com o chakra de vocês, mas a diferença, é, que além do chakra, eles congelaram totalmente, o tempo, no seu universo, fazendo com que ele fique, exatamente como estava, antes de vocês, desaparecerem, para quando voltarem, estar tudo normal, bem é isso! - quando terminou, viu vários olhares maravilhados, surpresos, e orgulhosos, caírem sobre si, todos estavam surpresos, com o que falou, mas não tira a razão deles, ele mesmo ficaria assim, se alguém contasse uma coisa parecida, para si.

Agora que eu expliquei, vamos começar a reagir, s- foi interrompido, por um barulho de uma música, contagiante, e bem animada, está, que parecia ser um toque de celular, e realmente era, todos olharam, para o único Uzumaki moreno, daquela sala, e quando este percebeu, que todos os olhares recaiam sobre si, tratou de enfiar as mãos nos bolsos de trás, da sua calça, e de lá, tirou um celular, que pelo o que puderam ver, é de última geração, porque claramente, o celular estava dobrado ao meio, esse tipo de tecnologia é caríssimo, o celular, não bastando ser extremamente caro, e luxuoso, tinha uma capinha, em formato de uma raposa negra, fofo, bem fofo, deixando de olhar para o celular, direcionaram os olhos, para o rosto de Menma, este que parecia estar em uma mistura de alegria, e desespero, não entendiam o porque, mas achavam que tinha a ver com, quem está ligando para ele, mas os pensamentos foram cortados, assim que o garoto atendeu a chamada - Alô? Mãe? 

 

Continu . . .


Notas Finais


Caraca, que cap grande, demorei 2 dias pra terminar, 2 dias e meio, demorei esse tempão, pra ter escrito apenas umas 800 palavras, quer ver? Do jeito que eu sou, é bem capaz mesmo!

Bem, tomara que vocês gostem, porque deu trabalho viu? Se tiverem perguntas sobre, a fic, e só escrever, que eu respondo, e explico o que não entendeu.

Vai demorar, até vocês verem todos os personagens de Boruto, mas é porque eu não sei fazer interação entre personagens, e nem sei onde encaixar cada fala, sou iniciante, não entendo muito dessas coisas.

Bem até o próximo cap, bye, bye 😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...