História Oppa? - Imagine Mark Tuan - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Ação, Festas, Fluffy, Got7, Hentai, Incesto, Mark Tuan, Oppa
Visualizações 727
Palavras 912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores! Turu bom? Espero que sim ♡

Obrigada pelos comentários de apoio que me deram, amo muita todos vocês ♡♡♡
Eu ja melhorei um pouco :)

Boa leitura (ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧  

Capítulo 3 - Chapter 3


Chapter 3

\\ Ano atual \\


Cheguei em casa, era sexta feira finalmente, corri para meu quarto, me livrei do uniforme e tomei um banho, vesti uma roupa confortável, me joguei na cama e fiquei mexendo em meu ceular 

[...]

Estava quase passando de uma fase difícil em um joguinho quando minha mãe grita

S/M- S/N!!!!- grita

Eu me assusto e quase jogo o celular no chão, por sorte ele caiu na cama. Me levantei e desci para ver se ela tava morrendo né? Vai que..nunca se sabe

S/N- Que foi Mãe?- perguntei 

Vi ao lado dela uma moça e do lado da moça, o Mark

S/M- Filha, essa aqui é a namorada do seu irmão, a Somin.- ela sorriu

Somin- Prazer S/N.- ela acenou pra mim

S/N- Oi.- respondi fria

Mark- Mãe, vamos jantar?- ele sorriu tenso

Jantamos, a garota até que é legalzinha, mamãe não foi muito com a cara dela, eu estava pouco me fodendo de forma ou outra ela ia me ver como a irmã bêbada do querido namorado daqui a pouco. Terminei de jantar e ja ia me levantar 

Mark- Mãe, a Somin vai dormir aqui ta?- ele sorriu

S/M- Ah...claro.- ela sorriu 

S/N- Mãe eu vou sair tá?- sorri

S/M- S/N...- ela repreendeu-me

S/N- Eu prometo que não vou chegar doida, por favor!- implorei 

S/M- Ok.- ela sorriu

Sai saltitante pela casa, entrei em meu quarto e tirei a roupa, tomei um banho rápido e vesti um vestido preto coladinho, um tênis branco, fiz uma maquiagem simples, fiz um rabo de cavalo, peguei minha bolsa coloquei tudo que precisava e sai do quarto, Mark estava subindo, sozinho, provavelmente a menina estava no quarto dele 

Mark- Vai sair?- perguntou sério 

S/N- Claro.- eu ri- Tava intrertido com os peitos da sua namorada e não ouviu foi?- eu ri e desci as escadas

Mark estava vindo atrás de mim, eu tinha certeza, corri até a porta e sai de casa, ele veio atrás 

Mark- Eu vou te levar!- ele me segurou pelo braço 

S/N- Não, não vai. Fica ai com a sua namorada!- me soltei dele

Ele fez uma cara de raiva 

Mark- Vamos, S/N!- ele me puxou novamente 

Entramos no carro e ele deu partida

S/N- Pq quer me levar?- falei emburrada 

Mark- Pq eu não suporto aquela garota!- ele disse e saiu com o carro

S/N- COMO!?- gritei 

COMO ASSIM ELE NÃO GOSTA DA PRÓPRIA NAMORADA!?

Mark- Foi o meu pai, ele me obrigou a namorar ela por negócios.- ele disse desanimado

S/N- Então você não gosta dela... tipo, nem um pouquinho?- perguntei 

Mark- Não, eu gosto de outra menina.- ele sorriu pra mim, eu bati no ombro dele

S/N- Não parece que você gosta de mim.- falei baixo

Ele virou na rua contrária a da balada que eu sempre vou, entramos em uma rua deserta, ele parou o carro

Mark- Pq não parece?- ele perguntou

S/N- Mark, você é meu irmão.- falei triste

Mark- Meio irmão.- ele sorriu

S/N- Mesmo assim!- cruzei os braços fazendo bico 

Ele fez carinho em meu rosto, Mark foi se aproximando de mim e nos beijamos, um beijo calmo, nos separamos por falta de ar

Mark- Melhor?- ele sorriu, eu afirmei com a cabeça, Mark me abraçou

Me senti bem em seus braços, logo nos distanciamos, Mark colocou a cadeira mais pra trás e olhou pra mim

S/N- Ah OPPA DEIXA EU DIRIGIR POR FAVOR!- implorei

Ele riu e assentiu, eu sai do carro e fechei a porta, entrei no lado do motorista e sentei no meio das suas pernas, Mark me abraçou pela cintura, eu dei partida no carro e sai indo pra qualquer lugar

Estava tudo bem, eu dirigindo bem, dando um tour pelas ruas, até que Mark começou a distribuir beijos pelo meu pescoço 

S/N- Você quer que eu bata o carro?- eu ri

Mark- Eu? Não.- ele riu e deu um chupão em meu pescoço, eu gemi baixinho

S/N- Mark Tuan...- falei parando no sinal

Mark- Que foi Baby?- ele disse com a voz rouca em meu ouvido me causando arrepios

S/N- Ai Jesus...- falei e acelerei com o carro

Entrei na primeira rua deserta que encontrei, parei o carro e desliguei o mesmo, Mark sorriu e beijou meu pescoço 

S/N- Você é um filho de uma mãe...- falei ofegante

Mark- Você está gostando...- ele desceu a alça do meu vestido, beijando meu ombro 

Ele foi tirando meu vestido, quando estava na cintura ele parou, Mark começou a massagear meus seios, eu sorri fraco arfando

S/N- Mark...- gemi baixo

Derrepente ele parou

Mark- Você quer?- ele perguntou 

S/N- ...eu quero...- falei baixo 

Acontece que eu sou virgem, Mark seria meu primeiro

Mark- Então...vamos pra casa.- ele sorriu

Eu vesti meu vestido, dei partida de novo e fomos pra casa

\\ Em casa \\

Eu me sentei em meu banco antes de saimos, Mark saiu primeiro e eu sai depois, entramos em casa. Estava tudo escuro, provavelmente todos estariam dormindo

Fechamos a porta e fomos pro meu quarto, estavamos quase la quando a piranha humana da "namorada" dele aparece 

Somin- Mark? Aonde estava?- ela disse preocupada 

Mark- Eu fui impedir ela de sair, sabe...é melhor ela não sair...- ele sorriu 

Somin- Ok, meu pai me ligou, vou ter que ir pra casa, você me leva?- ela o olhou desconfiada 

Ele olhou pra mim, eu assenti 

S/N- Eu vou ficar bem...obrigada...- entrei dentro do quarto

Eu apenas ouvi eles descerem as escadas. Eu fui tomar um banho quente, estava tensa, precisava relaxar, depois do banho eu fiquei de roupão mesmo, sentei na cama e fiquei olhando pro nada 

[...]

Mark abriu a porta do quarto com um sorriso nos lábios 

Mark- Agora não tem ninguém pra nos atrapalhar.- ele trancou a porta e veio até mim


Continua?




Notas Finais


Espero que tenham gostado...bjos na bunda ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...