História Opposites - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Kentin, Leigh, Letícia, Lysandre, Nathaniel, Priya, Rosalya
Visualizações 10
Palavras 1.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, você deve estar querendo começar logo não é mesmo?, mas antes vocês precisam saber que em cada capítulo terá um nome no título e será a pessoa que irá narrar o capítulo todo.

Se houver erros de gramática me avisem que irei melhorar.

Agora podem ler, aproveitem e espero que gostem.

Capítulo 1 - One-Elizabeth


Fanfic / Fanfiction Opposites - Capítulo 1 - One-Elizabeth

Chapter One: I Hate

Elizabeth Pov's On.

Eu realmente ODEIO meus pais tipo eles vivem fora por culpa do maldito emprego deles e quando finalmente voltam para casa "Elizabeth vamos nos mudar".

Meu voou não demorou para chegar quando chegamos meus pais disseram que iríamos ficar na casa de um dos amigos dele, quando chegamos na "casa" que tava mais para mansão nos fomos recebidos por um garoto loiro de olhos âmbar.

???-Olá eu sou Nathaniel,meu pai não está no momento mas minha mãe e minha irmã estão vem vamos entrar.

O garoto sorriu e meu pai sorriu para ele assim como minha mãe e eu revirei os olhos.

Pai-Sou George, essa é minha esposa Meredith  e minha filha...

Eu-Eu tenho boca posso me apresentar.

Meu pai suspirou tentando manter a calma enquanto minha mãe sorria nervosa.

Mãe-Então apresente-se.

Eu-Eu disse que posso não que vou.

O garoto sorriu envergonhado e deu espaço para que entrássemos , assim que entramos eu pude ver como tudo era bem luxuoso e então uma garota com uma roupa muito vulgar e uma maquiagem que parece ter sido feita num circo apareceu no ultimo degrau da escada.

???-Oi meu nome é Amber.

Ela disse toda sorridente e falsa e isso me causou ânsia de vomito.

Mãe-Olá querida,eu sou Meredith mas pode me chamar de tia Meri.

Pai-E pode me chamar de tio George.

Os dois sorriram para a garota e eu revirei os olhos.

Amber-E você tenho que saber o nome da minha nova melhor amiga.

Eu-Não valeu não sou amiga de gente falsa,mas tem várias vadias na esquina acho que você irá se enturmar numa boa.

A Amber me olhou irritada e eu reparei que o Nathaniel me olhava sorrindo,e então a Amber subiu irritada e meus pais me encararam sérios.

Eu-Oque eu apenas fui sincera.

E então uma mulher com cara de bunda entrou e nos olhou e quando me viu sorriu falsamente.

???-Bem vindos, meu nome é Adelaide é um prazer ter vocês aqui infelizmente meu marido não está no momento mas logo ira chegar.

Pai-O prazer e nosso Adelaide,eu sou George e essa é minha esposa Meredith.

Adelaide-E essa bela garotinha.

Eu-Você é cega ou oque?, eu não sou uma garotinha sua velha falsa.

A velha arregalou os olhos e eu ouvi meus pais bufarem.

Pai-Sinto muito Adelaide, Elizabeth está passando por uma fase complicada.

Adelaide-Tudo bem o Nathaniel já passou por essa fase.

A mulher sorriu e encarou o Nathaniel que abaixou a cabeça.

Adelaide-Elizabeth você deve estar cansada, Nathaniel pegue as malas da Lizzy e a leve para o quarto dela.

Eu-É Elizabeth para você e o seu filho não é mordomo para carregar minhas malas eu tenho mãos posso fazer isso.

Eu vi o garoto sorrir levemente,e então eu peguei minhas malas e o Nathaniel me guiou até o "meu quarto", assim que chegarmos no "meu quarto" eu vi que eu ia precisar redecorar ele.

Ele era todo rosinha e princesinha,e então o Nathaniel me olhou

Nathaniel-Esse quarto é ridículo  me desculpe, meu pai mostrou uma foto sua para nos e a Amber insistiu em decorar ele.

Eu-Eu posso redecorar ele?.

Nathaniel-Não vejo porque não,mas acho que irá ser melhor você esperar meu pai chegar.

Eu-Desculpa, não espero ninguém.

Eu sabia que isso poderia acontecer então forcei meu pai a comprar tintas e coisas para decorar o meu quarto.

Eu-Pode me dar licença, tenho que arrumar meu quarto.

Após umas duas a três horas eu terminei de arrumar meu quarto,e no mesmo instante bateram na porta e quando pedi para entrar eu vi um homem de terno e quando ele viu o meu quarto ficou confuso.

???-Oque houve com esse quarto?,um delinquente esteve aqui?.

Eu-Não,eu apenas limpei a bagunça que a sua filha fez aqui.

???-Oque a de errado com a decoração que minha filha fez.

Eu-Nada,se você é uma mimada que se diz princesa.

O homem me encarou sério e mas deixou de lado e saiu sem me responder.

E então eu revirei os olhos e me joguei na cama,eu peguei meu celular e comecei a mexer e eu fiquei lá até que chegou a hora do jantar e eu fui forçada a descer.

Assim que cheguei  na sala de jantar eu me sentei ao lado do Nathaniel e quando a comida eu vi que era uma lagosta e eu ODEIO frutos do mar.

Adelaide-Espero que goste de lagosta Elizabeth.

Eu-E tudo que mais odeio,tem alguma lanchonete aqui perto?,to afim de comer um x-burg com batatas fritas.

Amber-Eca isso é muito gorduroso.

Eu-Cala boca e come sua lagosta e deixa as minhas gorduras em paz.

A Amber me olhou irritada e o pai dela também então eu me levantei e deixei a mesa, como eu iria jantar eu subi e fui para o meu quarto.

Eu me deitei na cama e não demorou muito e eu acabei dormindo.

Na manhã seguinte...

Eu acordei de manhã com alguém batendo na minha porta e quando abri vi o Nathaniel.

Nathaniel-Bom dia Elizabeth,eu vim te acordar para irmos para a escola.

Eu-Escola?... Fala sério, valeu Nathaniel vou me arrumar.

Eu fechei a porta e fui até o meu guarda roupa e abri pegando uma meia calça arrastão,um short jeans escuro e uma blusa preta com dedo do meio estampado e escrito "Fuck You" por cima e um tênis cano alto preto com alguns espinhos pretos.

Eu me troquei, amarrei meu cabelo em um rabo de cavalo  e desci e fui para a sala de jantar, quando cheguei todos me encararam e meus pais suspiram.

Mãe-Você não poderia colocar uma roupa que mostre menos pele,filha?

Eu-Você não poderia cuidar da sua vida mãe?.

Minha mãe não me respondeu e eu me sentei ao lado do Nathaniel quando o café da manhã acabou o pai deles levou a "princesa" de carro e eu e o Nathaniel tivemos que vir a pé.

Mas foi até bom pois conheci um pouco o Nathaniel e eu pude ver que ele não era entojado como a família dele e também descobri que ele era  representante de turma na escola onde estudamos. 

Quando chegamos na escola o Nathaniel me levou até o grêmio e me fez assinar um papel, depois me deu uma chave para o meu armário.

Assim que saí eu trombei em alguém e quando fui cair a pessoa rodeou seus braços em minha cintura e quando eu olhei para a pessoa eu vi que era um garoto,seus olhos eram heterocromáticos e seu cabelo branco nas últimas pontas do cabelo eram pretas.

E então minha consciência voltou e eu empurrei o garoto.

Eu-Não rele em mim.

???-Me desculpa senhorita eu apenas não queria que você caísse.

Ele disse calmo e me olhando como se quisesse me decifrar.

Eu-Teria sido melhor cair.

Eu dei uma última olhada no garoto e dei as costas para ele e fui me perder em algum canto  da escola.


Notas Finais


O quarto da Elizabeth--›https://pin.it/ItSAlVT


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...