História Optimus Fortuna - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo, Chanbaek, Exokids!, Hunhan, Kaisoo, Sulay, Taoris, Xiuchen
Visualizações 195
Palavras 1.027
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Primus


-APPAAAAAAA.

Eram assim todas as manhãs do apartamento 401 em Seul. Pequenos passinhos apressados de uma criança de cinco anos, um pouco mimada e chorona. Zitao é um ômega muito impaciente quando se trata de acordar seu appa.

-Uh? Por quê está acordado essa hora? -Luhan é um alfa viúvo que à anos se dedica especialmente a cuidar de seu pequeno príncipe ou princesa, como Zitao gostava de ser chamado. Depois do falecimento de seu marido, seu coração endureceu para romances e apenas vive sua vida pelo emprego e o filho. Zitao é uma cópia de seu ex companheiro até mesmo nos bicos e resmungos que costuma dar mas que Luhan conseguia dobrar sempre com um eu te amo. Se existe algo que Zitao gosta mais do que tudo é romantismo e vive sonhando com um príncipe encantado que Luhan diz que só aceitará depois que o filho tiver 30 anos.

-Hoje é meu primeiro dia na escolinha.

-Ah não. Você não quer ir daqui à alguns anos? -Quem visse de fora pensaria que Tao é o alfa e Luhan um ômega, mas o fato é que o pai, por criar um filho sozinho e ainda mais sendo ômega, tem medo de diversas situações que podem ocorrer.

-Não appa... Eu quero ter amiguinhos. -Luhan suspirou sabendo que jamais conseguiria mudar o pensamento do filho e então decidiu se levantar.

-Seu tio Yixing vai te deixar na escola hoje. Eu tenho uma reunião. É importante que seu appa vá em sua primeira aulinha?

-Será uma vergonha appa, eu já sou um mocinho. -Luhan arregalou os olhos indignado. Era facilmente descartado depois de Zitao tomar conhecimento de que supostamente já é um pequeno adulto. Isso tudo só pode ser influência de seu amigo Baekhyun e do jeito livre de Tian XiaoBai.

-LuTianTao. -Luhan murmurou sabendo como o filho detestava quando o appa juntava os sobrenomes com seu apelido. Desde cedo era chamado de Lu Tian Tao e isso o irritava um pouco deixando seu rosto vermelho. -Vamos tomar café e lembre-se que se algum alfa chegar perto de você, deve afastar.

-Umin gege vai ficar feliz em ver o bebê dele indo para a primeira aula. -Minseok fora seu primeiro amigo quando chegou na Coréia, sem conseguir se localizar sozinho e com dificuldades no coreano encontrou o atual amigo ajudando os perdidos na faculdade. Rapidamente se tornaram próximos e Luhan até mesmo ajudou Minseok com seu marido Jongdae. Os momentos ruins que passou teve muito apoio dos amigos e agradecia imensamente por isso.

Depois do café devidamente tomado ambos se dirigiram para o 3° andar onde Yixing morava com Junmyeon. Bateu na porta e esperou um tempo até seu amigo abrir a porta e sorrir.

-Está animado para o primeiro dia Taozi?

-SIIIIIIM. -O pequeno dava pulinhos alegres no corredor. A roupa que usava se deduzia como "fashion" por ele mas para Luhan ele estava igual todos os dias, não via diferença alguma naquilo, é um grande mal da maioria dos alfas.

-Você vai trabalhar?

-Sim. Alguém precisa não é? -Luhan amava tudo o que fazia. Estudou muito para ter sua própria academia de artes onde Yixing dava aulas de dança e Baekhyun de canto enquanto ele se dedicava a motivar os alunos de teatro. Luhan apesar de alfa, se tornou um apaixonado pelo mundo artístico quando seu namorado o apresentou.

Conheceu Tian XiaoBai assim que chegou na Coréia. Luhan tinha começado o curso de direito na faculdade mas trombou com XiaoBai no corredor. Ficaram encantados mas o ômega era alguém muito difícil e não cedia facilmente para alfas. Até hoje Luhan não entende o que um homem lindo daqueles viu nele. XiaoBai era o chinês mais disputado do curso de artes e também de outros cursos por ser extremamente bonito, talentoso, inteligente e gentil. Todas as características juntas formaram o que ele era. Um dançarino de balé e jazz muito diferente no palco. Dominava aquele lugar como a palma de sua mão e acabou fazendo Luhan se apaixonar tanto que abandonou seu curso para ficar ali onde começou a história de amor.

Foi a situação mais dolorosa do mundo descobrir que seu marido corria risco de vida, mesmo assim ele foi forte, respeitou os direitos e os desejos dele mesmo que fossem doer em si. Lembra-se do sorriso do amado lhe dizendo o último pedido. Deveria ser forte e cuidar daquele fruto do amor. Zitao era o bem mais precioso para XiaoBai também, seu orgulho. O bebê que tanto ansiou veio ao mundo e embora não pudesse estar presente para cuidar dele, sabia que seu amado o faria. Luhan nunca negou amor e afeto ao filho mesmo que muitas vezes se sentisse incapaz de cuidar sozinho dele. Descobriu um novo lado de si mesmo que desconhecia completamente. Um lado paternal.

Luhan deixou aqueles pensamentos de lado e saiu da porta dos amigos depois de se despedir do filho de maneira exagerada, cheio de beijos e abraços que fizeram o pequeno resmungar, porém, sorrir.

-Eu te amo appa.

-Eu também amo muito você meu amor. Não se esqueça disso. Te amo do tamanho do universo. -Para a sociedade pode ser um tanto estranho encontrar um alfa tão doce, mas o que o amor não faz com as pessoas?

Luhan saiu andando até o carro e saiu em direção ao trabalho. As ruas não estavam muito cheias, era início de outono e daqui à algum tempo as folhas começariam a cair das árvores fazendo a "magia" acontecer. Luhan não prestava muita atenção em coisas assim até Zitao o fazer ter conhecimento do quanto ele estava perdendo as coisas boas de serem apreciadas como um bom chocolate quente em um dia frio ou passeios pelas ruas em um dia de outono. Seu filho já demonstrava amor pela arte, mesmo com seu jeitinho diferente de vê-la.

Chegou na frente da empresa e respirou fundo antes de mais um dia. Entrou sorridente ao ver as pessoas circulando por ali.

-Luge hyung, chegou cedo hoje. -Chen comentou sorrindo.

-Sim. Zitao estava muito ansioso para seu primeiro dia na escola. Uma total besteira no meu ponto de vista. -Chen gargalhou alto da minha desgraça.

-Deixa o menino ser feliz. Estou sentindo que esse ano vai ser muito diferente.

-É... Eu também.


Notas Finais


Olá. Espero que gostem dessa shortfic Hunhan.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...