História Ordinary Boy - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Monsta X
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Joo Heon, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys, Bts, Jhope, Jooheon, Kimnmajoon, Kimseokjin, Kimtaehyung, Lemon, Lgbt, Longfic, Minyoongi&junghoseok, Monstax, Parkjimin, Sope, Suga, Yaoi, Yoonseok
Visualizações 32
Palavras 1.870
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha eu aqui de novo o/
Como estão? Espero que bem ^^

E gente ... desculpa, eu disse que esse seria o capítulo narrado pelo Hoseok mas ....


Brincadeira kkkkk, esse é o capítulo narrado pelo Hoseok, sejam bem vindos!
Eu realmente espero que vocês não tenham colocado muitas expctativas nesse capítulo porque ele é bem simplesiniho, é só pra apresentar um pouquinho da vida do Hobi mesmo.

Enfim, chega de falar e vamos logo ao capítulo ❤️
Tenham uma ótima leitura!

Capítulo 8 - Seul


Fanfic / Fanfiction Ordinary Boy - Capítulo 8 - Seul

Hoseok POV

 

- Anda logo Hoseok, a gente vai perder o trem. – Dawon abriu a porta violentamente aos gritos, rompendo completamente o meu precioso sono.

Ao voltar a realidade, abri os olhos e logo em seguida pulei da cama, desacreditado que tinha conseguido dormir e pior, quase perder o horário.

Corri para sala, onde minha irmã estava olhando alguma coisa no celular sentada no mini sofá.

- Por que não me acordou antes??? – falei sonolento, ainda não estava com os olhos completamente abertos por causa da claridade que exalava no cômodo.

- Era 4 da manhã quando eu ainda ouvia passos vindos do seu quarto, imaginei que nem estava dormindo, te acordei quando me toquei que estava tudo quieto demais, foi mal. – disse ela dando uma risadinha debochada sem tirar a atenção do celular. Dawon era um pouquinho voada – Misericódia, olha sua situação – tirou a atenção do aparelho e me analisou dos pés a cabeça, o estado era realmente deplorável, visto que passei quase a madrugada inteira treinando. – Anda, vai dá um jeito nessa cara pra gente sair decentemente.

Toda essa pressa era culpa da tão esperada ida à Seul com Jimin e Dawon. Fazia muito tempo que estávamos juntando dinheiro para irmos até a capital, Jimin e eu éramos parceiros de dança e queríamos procurar novas oportunidades por lá. Já Dawon, bom, ela só estava me acompanhando, pois digamos que meus pais eram muito protetores e mesmo com 18 anos na cara, e morando longe de casa á 5, ainda não confiavam em me deixar viajar sozinho, então eu tinha que levar minha irmã mais velha que estava longe de ser responsável o suficiente, mas na visão deles, era mais seguro se eu estivesse com ela.

Escovei os dentes, lavei o rosto às pressas e passei os dedos sobre os fios desordenados do cabelo, na tentativa falha de tentar arrumá-lo, então apenas peguei uma touca preta cobrindo aquele ninho em cima da minha cabeça. Não restou tempo de tomar café e ainda bem que sou um tanto ansioso demais então as coisas já estavam todas prontas.

Na noite passada, acolhi dentro de uma mala todas as coisas que achei que fossem precisas na cidade e depois que tudo estava pronto, tentei descansar, o que não deu certo, então fiquei horas repassando coreografias e misturando passos. Eu realmente amava dançar, tanto é que perdi a hora, e apenas parei por que meu corpo estava exaurido o suficiente. O que uma euforia não faz, não é?

Desci as escadas do em total desespero, carregando a mala pesada e tropeçando pelos degraus. Dawon veio logo atrás rindo da minha animação.

- Calma Seokie, Seul não vai fugir de você – disse ela assim que chegou no térreo do pequeno prédio.

- Mas o trem vai, e além do mais eu tô indo tentar realizar meu sonho, mana, você tem noção disso? Aaah eu to muito animado, vou ver onde o Jimin tá.

Liguei para o mais novo que atendeu o telefone na mesma euforia que eu.

Sai de Gwangju com 13 anos, Dawon havia passado para uma faculdade em Busan, então resolvi acompanha-la. Não foi fácil deixar toda a família para trás, ainda mais quando se tem apenas 13 anos de idade. Mas eu sou assim, sempre pronto para novas aventuras, e onde surge uma oportunidade de crescimento eu vou atrás. Conheci Jimin no penúltimo ano do ensino fundamental, assim que me mudei. Ele era um garotinho bochechudo e tímido, mas com o tempo descobri que compartilhávamos a mesma paixão pela dança e foi esse o pretexto que nos uniu.

Desde então, fizemos aulas, aprimoramos nossas habilidades, crescemos, e estávamos indo em busca de um sonho juntos.

 Não iriamos ficar lá pelo resto da vida, era só uma viagem de no máximo 2 meses (se nada desse certo), mas também não seria fácil, pois dessa vez estávamos deixando para trás todos os antigos amigos da escola e da academia de dança, e não eram poucos, visto que éramos um dos melhores dançarinos e fizemos sucesso na época da escola devido a, sem querer me gabar, nossa boa aparência e talento.

- Onde você tá? -  A voz de Jimin estava um tanto eufórica do outro lado da linha.

- Eu vou pegar o táxi agora, aigoo eu não to acreditando cara, você já falou com o Jungkook?

- Ele vai só daqui a duas semanas, mas ainda assim to feliz, uhuuuu!

Durante esse tempo treinando na academia, conhecemos Jungkook que, por sinal, dançava tão bem quanto nós, não demorou muito para formarmos um trio. Era ruim ter que segurar vela de vez em quando depois que eles resolveram que seriam um casal, mas eu superei.

Jungkook também iria para Seul conosco, mas como ainda estava no segundo ano, teria que esperar o final das aulas e também não poderia ficar por muito tempo lá, o que deixava Jimin um pouco desanimado.

- Maravilha! Então te espero lá na estação, bye Chim. – finalizei a chamada e entrei no carro que logo encostou no ponto de espera.

Dentro do veículo, fui checando as redes sociais. Combinei com Jimin que não iriamos postar quase nada sobre a viagem, eu era um pouco supersticioso e acreditava no olho gordo das pessoas, então, para que tudo desse certo, preferia que só aqueles que eram próximos soubessem.

Parece besta, eu sei.

Por isso, apenas dei uma olhadinha rápida no instagram e fui checar o meu grupinho no chat online. Era um passatempo ficar trocando ideias com aquele bando de pessoas diferentes, mas que tinham alguns gostos em comum. Tinha criado o grupo a algum tempo e já era amigo da maioria dos participantes, era realmente legal adicionar alguém novo e conhecer essa pessoa.  Muitos também tiravam proveito para paquerar, o que era permitido, e até eu fazia as vezes, porém, não era do meu agrado, era só para parecer um pouco mais legal mesmo.

Algo no meu subconsciente dizia que isso era totalmente fútil, mas eu apenas ignorava, talvez a pressão de todos ao meu redor me forçasse a isso. Como todos sabem, quando se é um garoto adolescente, tem toda essa besteira de viver rodeado de meninas e blá blá blá chatice.

 Tinha todo tipo de amigos, a maioria deles héteros, por esse motivo eu também me considerava um, e não achava que estava errado, até porque já namorei com garotas e não era tão ruim. No entanto, também não acharia estranho se algum dia me interessasse por algum garoto. É o século 21, certo? Pra que viver restrito a apenas uma coisa? Esse era o meu pensamento.

Chegando na estação, tirei as malas do carro com toda a pressa, o que arrancou mais risadas de Dawon que estava completamente calma.

- Eu nem sei pra que tudo isso, você nem sabe se vai dá certo – disse ela se referindo ao meu grande sonho de ser reconhecido por algum caça talentos na capital e ser chamado para treinar em alguma empresa.

- Não tente acabar com as minhas expectativas – bufei enquanto tentava ajeitar a mala para ser carregada – Vamos logo, Jimin já deve estar me esperando.

Entramos na estação e de fato Jimin já estava lá, com o maior sorriso na cara.

- E ai, tá pronto para ser o novo ícone da dança? – disse ele intusiasmado, arqueando as sobrancelhas e se levantando para irmos à plataforma esperar o trem que sairia em poucos minutos.

Antes que eu dissesse qualquer outra coisa que nos faria surtar mais, Dawon balançou a cabeça nos puxando pelo braço. – Chega de ilusão, vamos logo se não vocês vão ficar bem aqui.

- Aish, deixa a gente sonhar em paz. – falei em tom de implicância.

Eu também não estava tão iludido a ponto de achar que assim que pisássemos os pés na cidade iriamos ser reconhecidos e chamados para alguma empresa. Eu só tinha muita esperança e confiança, e tinha noção dos nossos potenciais, só basta isso para correr atrás de um sonho.   

Esperamos pouco tempo até o trem encostar na plataforma.

Dawon dormiu as duas horas inteiras de viagem, enquanto Jimin e eu fomos ouvindo música e assistindo vídeos, na tentativa de amenizar a ansiedade.

O que não deu muito certo.

.

As horas, que pareciam passar lentamente, e o caminho, que parecia estar mais longo que o normal, finalmente chegaram ao fim.

Estávamos em Seul e eu estava pronto para recomeçar.

Levou um tempo até conseguirmos nos localizar corretamente, pedir um taxi e seguir para o hotel. Mas chegando lá, a minha única vontade era sair pelas ruas dançando.

- Seokie, você tem que comer antes pra ter força pra sair se remexendo por ai. – Jimin, que apesar de estar empolgado, também tinha noção das nossas necessidades.

- Isso é pura verdade – Concordei apenas porque senti meu estômago clamar por alguma coisa.

Pedimos um almoço simples, do menu do hotel mesmo, e logo depois fomos para as ruas, caminhar pela cidade e aproveitar o dia. Passamos por diversos pontos turísticos, e eu agia como se fosse um verdadeiro turista estrangeiro, e Jimin não parava de rir da minha empolgação.

Visitamos também a famosa Hongdae que, por sinal, era realmente muito movimentada, e eu vi ali a chance perfeita para mostrar o meu ritmo.

Quando voltamos para casa já ao anoitecer, corri para o quarto para começar a praticar com meu amigo alguma dança que atrairia o público. E lá se foi mais uma madrugada gasta dançando.

No outro dia, a exaustão era imensa. O cansaço da euforia e das noites mal dormidas me espancaram. O que me fez ficar o domingo inteiro de barriga pra cima, apenas olhando para a tevê do pequeno quarto e pro celular, já que Jimin passou praticamente o dia inteiro morto em cima da cama.

Comecei a gastar meu tempo falando no chat em grupo. Eu estava fazendo piadas e conversando bobagens, tentando atrair Dahyun (a minha antiga paixonite da escola), quando mais gente foi adicionada. Os poucos que entraram interagiram, mas teve um que apenas falou seu nome e, em menos de dois minutos, estava fora.

Eu não me importava muito com quem saia, mas aquela pessoa não tinha ficado nem um pouquinho, o que me deixou um pouco chateado.

Ao abrir o seu perfil, a foto me chamou atenção. Era um garoto com cabelo verde menta, e não sei porque, mas na minha cabeça, ele parecia ser alguém muito legal e sua aparência não era ruim, por isso não perdi tempo e o chamei para conversar. Eu queria o conhecer melhor e por isso achei que seria uma boa ideia adicioná-lo no grupo novamente. Como desculpa para puxar assunto, quis saber os motivos dele sair do grupo.

E bem ... ele não era tão legal quanto imaginei, o tom de ironia nas mensagens era muito perceptível, mas pelo menos aceitou entrar no grupo de novo.

Depois de um tempo, percebi que ele conversou bastante com as outras pessoas. E é, ele parecia ser legal mesmo, apesar de seus gostos serem um pouco diferentes dos meus, e ser um pouco rude, eu achei divertida a forma que ele lidava com as pessoas.

Pensei, então, que não devia ser má ideia tentar fazer amizade com ele.


Notas Finais


Eu espero mesmo que vocês não tenham achado uma bosta, eu realmente queria que tivesse sido melhor, mas foi o que eu consegui, então me perdoem qualquer coisa hihi

E sim, vai ter jikook com certeza porque isso é invitável pra mim kkk

Eu tive muitas ideias pra fic e não vejo a hora de expor todas elas pra vocês 💕

As atualizações estão sendo a cada 3/4 dias, talvez eu aumente porque os capítulos prontos estão acabando :( não quero atrasar nada aqui.

Enfim, até a próxima att bebês o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...