História Orgasm (Namjin) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, V
Tags Crossover, Ecchi, Novela, Romance, Shoujo, Yaoi
Visualizações 455
Palavras 755
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Lemon, Musical (Songfic), Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Feridas do passado


Fanfic / Fanfiction Orgasm (Namjin) - Capítulo 3 - Feridas do passado

Seokjin on

Estaciono na garagem do prédio. Subo o elevador, já pensando em encontrar aqueles olhos brilhantes em minha direção, contando com emoção cada detalhe do seu dia. 

Mi-cha kyung-soon. 

Ela trás a alegria do meu dia a dia. Entro na porta e escuto risadas...

_Appa!! - Senti braços rodear em minhas pernas, olhei para baixo, e aquele olhar, tão inocente, tão linda, estava ali... Como eu imaginei. 

 _o que minha filha tão linda está fazendo com a boca toda suja de chocolate, lelly? - Pergunto a mulher que mora na minha casa, cuida dela e da minha mi-cha, como se fosse sua filha. 

_ tentei pegar de suas mãos, Jin, mas não adiantou. - Sorri da menina. E prossegue - Vamos tomar um banho, e ler uma história para dormir? 

_meu appa pode contar pra mim? - Seus olhinhos estavam focados em meu rosto, seus cabelos colados no chocolate, dando uma expressão mais ingênua impossível. 

 Jn: Sim, eu posso. - Me abaixo - mas tome seu banho, filha. - beijo sua testa. 

... Depois de tomar o meu banho, chego no quarto da Mi, encontrando-a deitada.

 _appa! - Se anima em um bolo de lençóis que a rodeava

Jn: o que você quer hoje? - Vasculho umas histórias na bancada. 

_Você pode cantar para mim, appa? - Paro de repente, ficando calado. 

Jn: eu não sei cantar filha - falo com a voz embargada.

 _ Eu vi o senhor cozinhando ontem, e estava cantando...

 Jn: Você virou uma criança curiosa. - Dou-lhe um cascudo.

 _ não sou criança, appa, tenho seis anos, assim ó - faz com os dedos 

Jn: Eu canto, tá bom? - Desisto da discussão. Iria perder mesmo.

_pode cantar uma música do Taeyang?

 Jn: sim, eu posso... 

... Mianhae mianhae hajima 

Naega chorahaejijanha 

Ppalgan yeppeun ipsullo

 Eoseo nareul jugigo ga

 Naneun gwaenchanha Majimageuro nareul barabwajwo 

Amureochi anheun deut useojwo

 Nega bogo sipeul ttae Gieokhal su itge

 Naui meorissoge ne eolgul geuril su itge 

Neol bonael su eomneun naui yoksimi 

Jipchagi doeeo neol gadwotgo 

Hoksi ireon na ttaeme himdeureonni 

Amu daedap eomneun neo Babocheoreom wae Neoreul jiuji motae 

Neon tteonabeoryeonneunde 

Neoui nun ko ip Nal manjideon ne songil

 Jageun sontopkkaji da 

Yeojeonhi neol neukkil su itjiman 

Kkeojin bulkkoccheoreom Tadeureogabeorin

 Uri sarang modu da 

Neomu apeujiman ijen neol chueogira bureulge

 ~~~ 

Não se desculpe Isso faz com que eu fique mais deplorável Com seus lindos lábios vermelhos 

Por favor se apresse, me mate e vá 

Eu estou bem Olhe para mim uma última vez 

Sorria como se nada estivesse errado 

Então quando eu sentir sua falta

 Eu conseguirei lembrar 

Então eu poderei desenhar seu rosto na minha mente 

 Meu egoísmo que não conseguia te deixar ir Se tornou uma obsessão que aprisionou você

 Você ficou machucada por minha culpa? 

Você se sentou silenciosamente Por que eu sou um bobo? Por que eu não pude te esquecer? 

Você já se foi 

 Seus olhos, nariz e lábios 

Seu toque que costumava me tocar Até a ponta dos seus dedos 

Eu ainda consigo te sentir,  Mas como uma chama queimando 

Queimou e destruiu, Todo o nosso amor Isso dói tanto, mas agora eu te terei como uma lembrança

 ...

 _ela dormiu, Jin... - Olho para trás, com a visão embassada pelas lágrimas.

 Jn: Eu sei... 

_É difícil, Jin. Eu te entendo. Mas já faz quase sete anos... 

Jn: Não tem um dia, que eu não pense que a Mi não tem uma mãe. Como pude ser tão burro em deixa-lá.

 _Olha para mim Seokjin! Ela era minha filha, e não te culpo por isso, por que você vai??

 Jn: Eu poderia ter ficado ao lado dela...

 _mas você não a amava, e descobriu a gravidez depois... Você é gay, e foi muito homem em assumir que não podia ficar com ela. Sua amizade e apoio, foi bem mais que qualquer amor. Ela ter morrido no parto NAO FOI SUA CULPA.

 A Mi se mexe na cama, chamando nossa atenção. 

 Saímos de seu quarto, e eu vou para o meu. Quatro anos atrás, precisei de alguém que ficasse com ela, então chamei a Lelly. Que é um amor, compreensível, legal. Já que ela só tinha a filha, que... Morreu, e seu marido, que... É, sua vida não é uma das melhores, sua única família agora somos nós. 

 Jogo-me na cama, me aconchegando nela.

 _Seokjin, eu quero que você fique bem, porque não se cutuca feridas passadas. - Beija minha testa. - Até amanhã de manhã... 

 Jn: Até... 

...

Meus olhos acabaram pesando por conta do choro, e foi assim que adormeci.


Notas Finais


Não me matem.
Desculpa qualquer erro.
Bjos, xuxus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...