História Orphanage - Interativa - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Fantasmas, Idesign, Interativa, Orfanato, Suspense, Terror, Tragedia
Visualizações 79
Palavras 972
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi!! Galerinha!!

Então, vamos direto ao ponto, certo?

Finalmente vai sair esses aceitos kkkk. Admito que foi um pouco difícil escolher eles, eu tentei achar algum geito de conseguir encaixar cada um deles no enredo, e bom, vocês vão ver quem se encaixou lá rsrs.

Mas antes, tem um pequeno capítulo esperando para ser lido rsrs. Fiz ele um pouco pequeno propositalmente, mas ele tem uma continuação que vou me esforçar para postar antes do final do mês, prometo!!

Fiquem agora com o capítulo rsrs.

Boa Leitura!! ^^

Capítulo 2 - Capítulo I: "Não Tenha Medo"


“Não tenha medo…”

 

Holly passeava pelo orfanato onde recém chegou com muita curiosidade, parecia querer descobrir alguma coisa, desvendar algum mistério que rondava sua pobre cabecinha.

 

Apesar de ser recém chegada ali, e não ter ido com a cara de muitas outras crianças, Holly e suas irmãs se acostumaram rapidamente ao ambiente que se encontravam.

 

O motivo de estarem naquele orfanato era simples, tinham sido abandonadas… oras.

 

Mas as garotas demoraram para entrar no orfanato por conta de sua irmã mais velha, Clarisse, não querer aquilo para elas. Mas acabou que, depois de terem sido descobertas por um homem desconhecido por qualquer uma delas, foram levadas para lá e é isso… simples.

 

─ Holly?? ─ por um sequer momento Holly acabou sendo pega de surpresa pelo garoto que acabará de a assustar. ─ Desculpa, não queria te assustar! ─ aquele era Enzo o garoto que ela praticamente odiava em todo o orfanato, esse sentimento sendo recíproco pelo garoto também.

 

─ Que que você quer? ─ o tom de frieza da garota não era nada amigável e muito menos agradável.

 

Enzo também não gostava da garota, justamente por ser fechada e, quando tenta se aproximar, a garota já vem logo com duas facas na mão.

 

Enzo é um garoto com um bom humor, sempre está com um de seus sorrisos sacanas, mas no fundo, o garoto já sofreu muito por ter sido deixado no orfanato desde que nasceu e nunca ter sequer visto o rosto de sua mãe biológica.

 

─ Não precisa vim com toda essa grosseria, só estava querendo saber se você não vai almoçar. ─ perguntou, parecendo preocupado? Talvez, e Holly o olhou desconfiada, fazendo o garoto sentir um rubor em suas bochechas. ─ A dona Shirley, quer saber! ─ respondeu rápido, não querendo parecer se importar com a garota, só estava ali por um favor… apenas por isso… apenas…

 

─ Não! Eu não vou querer comer… não agora, mas tarde. ─ respondeu rápido, talvez assim o garoto deixava ela em paz. Mas no mesmo momento que ela terminou sua fala um barulho de algo caindo ecoou no correndo, e vinha de uma porta que ia para o porão do orfanato. ─ O que foi isso?

 

Como não estavam muito longe, conseguiram ouvir perfeitamente o barulho, que deixou Holly e Enzo curiosos.

 

[...]

 

“Eu não estou aqui para te assustar…”

 

Clarisse e Alice estavam preocupadas com Holly, que já tinha sumido a algum tempo, dizendo que iria “conhecer o local”, mesmo que já tivesse dado umas mil voltas só no primeiro dia.

 

Apesar das irmãs não terem com o que se preocupar, já que Holly não teria coragem de sair do orfanato, elas não sabiam o que Holly poderia inventar ou aprontar. Isso preocupava as irmãs mais velhas.

 

─ Não a encontrei no quarto, falava Misaki, uma amiga já conhecida pelas três, mas que tinha mais intimidade com as duas mais novas das Kim's.

 

─ Não devemos nos preocupar, Clari! Sabe como a Holly é, logo, logo ela deve estar de volta, acredite… ─ falou Alice, que começou a conversar com Misaki sobre coisas paralelas.

 

Mas Clarisse não poderia se sentir bem não sabendo onde sua irmã está, isso a preocupava demais. Mas de uma coisa Alice estava certa, Holly sempre foi de sumir do nada e aparecer logo depois.

 

Teria que ser uma irmã menos protetora…

 

[...]

 

“Estou aqui para te destruir…”

 

Depois da curiosidade ter batido forte no espírito aventureiro de Enzo e Holly, os dois resolveram descobrir o que tinha feito aquele barulho todo lá embaixo, no porão.

 

Os dois já estavam lá embaixo, só faltava descobrir onde aconteceu o barulho e o causador daquilo.

 

─ O que você acha que causou aquele barulho tão estrondoso? ─ perguntou Enzo, que foi ignorado pela mais nova, mas não por ela querer, na verdade, ela não tinha ouvido. ─ Aish!! Dá para você me responder?

 

─ O que foi, caralho?

 

─ Nada!! Deixa ‘pra lá!

 

O porão do orfanato era bem empoeirado, e isso incomodava um pouco o nariz de Holly. Ele também não estava em seu melhor estado, com caixas de papelão por todos os lados, uma bagunça só. Parecia até que nenhuma das empregadas de lá vinha ali um bom tempo, o que era completamente mentira. Holly já tinha visto algumas empregadas entrarem no local, só que pareciam não querer serem descobertas, já que olhavam desconfiadas para todos os lados.

 

Holly estava tão distraída pensando em várias coisas, que nem percebeu Enzo lhe chamando.

 

─ Ei!! ─ estalou o dedo na frente da garota e ela finalmente acordou do “transe” em que estava, transferindo sua atenção para o garoto. ─ Acho que achei o que fez aquele barulho. ─ disse, apontando para uns pratos de vidros quebrados no chão. ─ Agora… quem será que os quebrou, nunca vi ninguém entrando aqui.

 

Holly olhava para os cacos de vidro no chão como se tentasse ver alguma pista. Mas um barulho de caixas se mexendo tirou sua atenção, se virando para onde vinha o barulho.

 

─ Que que foi isso? ─ Enzo perguntou um pouco assustado. ─ Tem alguém aqui? ─ perguntou para quem que tivesse feito o barulho atrás das caixas, porém, ficou sem respostas.

 

Se aproximavam lentamente da caixa e, quando já estavam próximos suficientes, se assustaram ao… ouvir a dona Carly os chamarem, meio que já brigando com eles por estarem ali embaixo.

 

─ Enzo e Holly, para cima, agora! ─ rapidamente os dois se olharam e olharam para a caixa, quem estaria ali? Bom, agora não seria a hora de descobrir.

 

Os dois subiram correndo e quando chegaram lá em cima levaram uma bronca de Carly, que disse que os dois ficariam”de castigo” caso acontecesse de novo.

 

Quem estava atrás da caixa, respirou aliviado. Por pouco não foi descoberto…



 

“Cuidado… esse orfanato não é normal”

 

Continua….


Notas Finais


Gostaram? Teve a aparição de dois aceitos aí rsrs.

Agora fiquem com os personagens aceitos e, no final, terá os novos personagens feitos por mim. Mas como acabei fazendo eles na presa, não conseguir fazer as personalidades deles, mas isso será revelado ao decorrer da história, pode deixar ^^
https://docs.google.com/document/d/1jWX-WvQ_U4C1eeeKhgGhWIVlv8gZt53_uhBpXdodpew/edit?usp=drivesdk

Ah! Nos comentários terá um comentário destacado perguntando para aqueles que não reservaram um personagem meu, ou não fizeram um par, para vocês me darem idéias de par para os seus personagens, okay??

Até a próxima!!

Beijos!! 💋💋💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...