1. Spirit Fanfics >
  2. Os 10 Segredos de Emma ( em revisão) >
  3. Paixão

História Os 10 Segredos de Emma ( em revisão) - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Prontos para descobrir o maior segredo de nossa personagem?

Capítulo 8 - Paixão


Fanfic / Fanfiction Os 10 Segredos de Emma ( em revisão) - Capítulo 8 - Paixão

" Tudo isso me leva a ele, afinal. Toda minha caminhada insanamente psicótica, minha fuga da prisão que eu mesma construí em minha mente. Fugindo constantemente dos meus erros e arrependimentos passados. Scott colocou fim a tudo sem nem mesmo saber. Eu deveria me sentir culpada por isso, afinal acabei de destruir uma união sagrada entre os X-men mais poderosos do mundo. Mas Scott está tranquilo. Bem, tranquilo na definição mais leve da palavra, tranquilo demais para o Scott. Ele entrou num estado de culpa em que precisa dizer a si mesmo que não amava Jean e assim consegue se sentir melhor. Acho que por essa parte sim me sinto culpada. O porquê, eu não faço a menor ideia. Era pra ser tudo parte de um plano, não?"

•••

A porta se abriu discretamente, chamando sua atenção. Scott se levantou encarando sério a mulher, que estivera desde aquela tarde sem dar notícias. Ele já estava farto daquela situação.

- Será que eu posso saber onde você estava?

- Não agora.

"Parece que agora sim, teremos uma briga." Emma apenas ignorou o comentário que se projetou em sua mente.

- Como... Emma, estou realmente ficando preocupado. Eu tento confiar em você, tento fazer dar certo, e você está o tempo todo escondendo coisas.

- Não se preocupe. - Pediu. - E não confie em mim. Nem eu mesma confio mais.

"Deixe de dizer idiotices, criança."

- O que quer dizer? - Ele se aproximou lentamente, segurando o rosto da mulher com as duas mãos para que ela o olhasse, porém como em um impulso totalmente involuntário, ela transformou-se rapidamente na estátua viva de diamante, reação a qual ele bem reconhecia. - Emma, me diga o que está havendo.

- Eu não posso. - Ele balbuciou algo, porém ela o interrompeu antes que pudesse dizer. - Escuta, eu amo você, Scott.

- É estranho dizer isso parecendo uma estátua de diamante.

- Eu sei. Estou tentando proteger você.

- Agora está me assustando.   - Eles permaneceram se encarando por alguns segundos.

- Esquece o que eu disse, vou ver as meninas.

A noite estava quente, apesar de ser véspera do equinócio, o clima parecia permanecer o mesmo logo começariam as férias de verão e aí sim teriam um pouco de paz. Claro, supondo que todas estavam aprovadas. Mindee apostava na ideia de irem para Paris com ou para a Rússia com a Illyana, porém as meninas ainda não haviam concordado.

- Isso supondo que passemos. - Phoebe estava demasiadamente pessimista. - De qualquer forma, eu voto por ficar. A Sta. Frost vai precisar da gente.

- Ai, mas o Quentin Quire vai ficar também, aquele garoto é nojento.

- Isso é uma verdade. - As meninas olharam para a porta, onde a mulher alta e loira as observava. - Digam, meninas, pretendem viajar nas férias?

- Ainda não sabemos. - Sophie tomou frente. Percebeu que Emma estava revestida em sua forma blindada, o que era estranho por sinal, a menos que não quisesse usar os poderes ou estivesse escondendo algo - Está tudo bem?

- Preciso que protejam suas mentes. Isso é algo pra ficar entre nós, garotas. Posso contar com vocês?

- Sim, mamãe. - Responderam em uníssono, aguardando então as instruções da X-men.

•••

"Então seguimos como se nada tivesse acontecido, isso até a Rachel retornar do espaço com os piratas siderais. Aí sim nossas vidas viraram um inferno. Pelo menos por algum tempo, quela pestinha me odeia, mas já percebi que o ódio é dobrado em relação ao Scott, ela o odeia por ter sido infiel, por ter assumido uma relação comigo dias depois da morte da Jean. No fundo, eu acho que também me odeio pelo que estou fazendo..."

•••

"É a hora, querida"

- Realmente não tenho escolha?

"Você sabe que não."

Emma respirou fundo, abrindo a gaveta da cômoda do quarto e pegando um pequeno objeto, que colocou atrás da orelha. Era um protetor e bloqueador psíquico. Me perdoa, Scott. Pediu em pensamento, enquanto caminhava de forma discreta ao hangar inferior, onde aguardavam Shaw, Selene e outra senhora mais velha.

- Estou orgulhoso que tenha chegado  até aqui, querida. - O líder do Clube do Inferno a puxou pelo braço, e depositou um selinho no rosto da mulher.

- Isso é nojento.

- Você não achava a sete anos atrás.

- A mulher que fui a sete anos atrás, eu a odeio. Odeio tudo isso, odeio você, Sebastian Shaw.

- Que fofa! Ela odeia todo mundo. - Caçoou Cassandra. - Poderia usar todo esse rancor que guarda nesse seu coraçãozinho de diamante para algo útil para mim, o que acha?

- Quanto mais cedo começarmos, mas cedo terminamos. - Selene estava impaciente. - Então, Emma nos levará até o cérebro, vai unir os poderes com a Cassandra e detonar os miolos de todo ser vivente ser o gene x. E depois?

Eles caminharam em silêncio até a sala, que reconheceu a biometria do olho esquerdo de Emma, abrindo para eles passagem. Selene, no entanto não parecia satisfeita com a resposta

- O que te incomoda, querida?

- Não estão jogando conosco, não é?

" A idéia parecia boa no começo. Não que não seja agora, eu adoro a idéia de estar com o Scott, de fazer parte de algo maior, algo em que realmente acredito. Mas isso não está dando certo. Meu mundo de contradições, meu castelo de diamantes sem fundação e sem estrutura, sinto que pode desabar a qualquer momento. Kitty não confia em mim e não posso culpa-la. Rachel me odeia tanto quanto odeia o próprio pai. Quem pode culpa-la? Deus, eu pareço uma idiota falando assim."

•••

"Foi uma ideia meio estúpida tentar entrar na minha mente, Celeste"

Rachel estava no quarto, colocando alguns deveres de casa em dia, ouvindo música dos anos 80, quando sentiu algo incomum no plano psíquico ao seu redor. Eram as gêmeas. O que aquelas pestinhas queriam? Ela as bloqueou quase que imediatamente.

"Precisamos de você. É a única que pode nos ajudar agora."

"Então porque estão camufladas? A propósito, pior disfarce que cinco telepatas podem criar"

- Gente, não dá tempo de discutir! - Mindee quebrou a barreira psíquica que impedia que a outra as visse chegando. Bem, não impedia com tanta eficiência. - Tem haver com a St. Frost.

- O que aquela louca fez? - Ela voltou a olhar os cadernos, enquanto as meninas explicavam o que estava havendo, e apesar de não acreditar em metade da história, a outra metade em que Emma estava tramando com o Clube do Inferno para destruir todas as pessoas sem o gene x. Ouviu, no entanto algo que pareciam ser pensamentos, porém estavam embaçados era uma proteção psíquica, uma parede de diamantes. - Temos que correr, eles estão indo para o cérebro. Precisamos dos X-men.

A mansão estava vazia no entanto. Rachel não conseguira captar u único pensamento que não fosse de Hank, as gêmeas, Scott, no escritório, Laura e Julian Keller. Bem precisariam lutar com as armas que tinham. Chegaram primeiro a cinco telepatas ao hangar, que à vista parecia vazio.

- Não estamos sozinhas. - Mindee avisou. - Protejam-se.

Como se esperasse aquelas palavras um disparo veio em direção a Rachel, porém foi interceptado por Phoebe, que tornou-se diamante e colocou-se na frente da ruiva evitando que fosse atingida.

- Valeu.

- Me agradeça depois.

- Isso se houver um depois. - Informou outra das gêmeas, apontando na direção da porta de Cerebro, que estava sendo guardada por outro grupo de mutantes. Ray franziu a testa. Não os havia sentido, estavam camuflados. Emma os estava camuflando, ou pelo menos poderia ser ela. Sebastian Shaw, Harry Leland, Donald Pierce todos os mesmos idiotas com os quais já estavam acostumados. Faltava um último membro, no entanto, Rachel se lembrava perfeitamente. Emma e Cassandra não, elas estavam no Cerebro, mas faltava alguém.

- Bela Observação criança. - Selene Gallio. Lembrou-se a Garota Marvel. - Mesmo que haja um depois, já teremos vencido.

A luta não podia ser ouvida do lado de dentro, tudo havia sido arquitetado cautelosamente para que nada tirasse sua atenção. Mas que tipo de cautelas poderiam deter seus pensamentos? Emma tentou fixar-se no que estava fazendo. Dizia a si mesma que era o que queria fazer, que talvez fosse a coisa certa, mas sua mente não obedecia. Ela pensava nele o tempo todo, aquele homem, horas um tremendo idiota, horas a pessoa mais importante de sua vida. Ela não podia pensar, não podia se desviar pra ele, por mais que quisesse, sabia que um pequeno pensamento descoberto por Cassandra, poderia colocá-lo em perigo.

"Emma? Consegue me ouvir?"

"A gente já tentou isso antes."

"O que você tá fazendo? Sabe que é errado."

"Desculpa, querido. Vou ter que desligar."

"Emma, não faz isso!"

"Só... Não demora pra me impedir, tá?"

"Não..." A voz do rapaz apenas desapareceu de sua mente, para a sorte de ambos, a outra telepata estava ocupada demais para notar comunicação, mas logo voltou-se para a loira com um brilho demoníaco no olhar.

- Eu acho bom que não tente me matar. - Alertou a velha. - Selene está lá fora com o Clube do Inferno, se eles sonharem que você pode me fazer algum mal, seu amado Scott Summers...

- Eu já sei...

- Está pronta, querida? - Emma assentiu a contragosto, colocando sobre a cabeça o capacete. - Vamos começar.

" Então este é o meu maior segredo. Sou apaixonada por ele. E a Cassandra sabe. Ela fez questão de me lembrar isso. Não tenho escolha ou escapatória. E não tenho a quem culpar. Fui eu quem me coloquei nessa situação, agora eu que lute para suportar as consequências."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...