1. Spirit Fanfics >
  2. Os 7 mares >
  3. Capítulo II

História Os 7 mares - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 2 - Capítulo II


toc toc toc

Já irrirado, Sasuke franziu o cenho, antes de se levantar e ir até a janela para logo abrir a cortina fazendo a claridade do sol das nove da manhã entrar pelo quarto. Sasuke fez uma careta com a claridade, e olhou para a porta que já estava sendo aberta.

_ Não me recordo de te-lhe dado permissão para entrar _ Itachi riu vendo a cara feia de seu irmão.

_ Sei... o que estavas fazendo ? _ Questionou entrando, e pulando na cama de Sasuke.

_ Nada demais _ Itachi levantou uma sobrancelha com um sorriso malicioso enquanto se aconchegava.

_ Estavas pensando na empregadinha de novo ? _ Itachi pôs os pés calçados por sapatos de couro de primeira mão em cima da cama enquanto fazia movimentos eróticos com a mão fazendo Sasuke revirar os olhos.

_ Não, Itachi _ Bufou se aproximando da cama, e empurrando os pés do mais velho arrancando risadas do mesmo que logo se levantava.

_ Então estavas pensando na priminha dos Uzumaki ? _ Sorriu malicioso fazendo Sasuke bufar indo até a porta, e abrindo mais a mesma, insinuando a saída de Itachi do quarto.

_ Vieres aqui apenas para atormentar-me ? _ Itachi riu negando com a cabeça. Foi até a porta para logo se encostar na parede olhando para Sasuke.

_ Não, na verdade, é justamente sobre os Uzumaki que eu quero falar... _ Sasuke levantou uma sobrancelha _ O mais velho deles _ O menor suspirou.

_ Naruto ? _ Itachi assentiu _ Ele não vem aqui desde os cinco anos de idade. O que houve ? Ele arranjou briga com os Hyūga novamente ?

_ Não, piratas _ Sasuke vidrou sua atenção em Itachi _ Nós o chamamos para negociar com eles.

_ Pensei que ele abominasse eles _ Itachi sorriu convencido.

_ Nada que um punhado de ouro não mude... como eu disse, ele virá falar com os piratas que estão vivendo em uma ilha ao norte daqui _ Sasuke estalou a língua.

_ E o que isso tudo tem á ver comigo ? _ Itachi se desencostou da parede pegando na maçaneta.

_ É para se arrumar por volta de meia hora para meio-dia, ele virá almoçar conosco, e, aparentemente, você vai com ele para ficar de olho... sabes bem, eu gosto dos Uzumaki, e do seu namorado, Menma _ Sasuke revirou os olhos com o deboche do mais velho _ Mas o irmão dele é um bárbaro que ignora o certo e o errado _ O menor franziu o cenho

_ Mas a família Uzumaki é tão rígida quanto a nossa... por que eles deixam um bárbaro como ele sendo um diplomata que representa o reino deles  por aí ?

_ Porque ele sabe ser temido. Os Uzumaki se tornaram mais fortes depois que Naruto passou á ser o diplomata deles. Os modos bárbaros dele fizeram com que ele se tornasse temido, os próprios caçadores de recompensa não se atrevem á tentar o preço daquela cabeça ardilosa.

_ O que ele fez de tão ruim para se tornar tão temido ? _ Sasuke questionou intrigado.

_ Matou Uzumaki Nagato _ Toda a atenção de Sasuke foi, mais uma vez, para o mais velho que suspirou pesadamente _ Ele o cortou em nove pedaços e anunciou o mesmo destino para todos os cacadores que viessem atrás dele.

Sasuke parecia não saber o que dizer, então Itachi continuou.

_ É claro que as lendas sobre o navio dele, Kurama, ser amaldiçoado também ajudaram á aumentar essa fama _ O menor levantou uma sobrancelha.

_ "Amaldiçoado" ? _ O maior assentiu.

_ Um demônio inalcançável, é o que dizem... são poucos os que aguentam ser parte da tripulação dele... dizem que é muito rigoroso como capitão _ Sasuke assentiu antes de perceber que Itachi já estava á tempo demais ali, portanto, o empurrou para fora arrancando risadas do mesmo.

_ O tempo de visita acabou _ Disse antes de fechar a porta na cara de Itachi que apenas riu.

Itachi olhou para a esquerda vendo Sakura, uma das empregadas do castelo.

_ Hoje ele está de mau humor _ Sakura sorriu.

_ Já me acostumei com isso, senhor _ Itachi revirou os olhos.

_ Pela terceira vez hoje, sem o senhor, por favor _ Ele sorriu para a rosada que corou levemente antes de assentir e ir até a porta de Sasuke para mostrar as roupas que o rei e a rainha planejaram pra ele.

...

_ Vamos logo, Sasuke! _ O Uchiha mais velho resmungava batendo na porta do quarto do mais novo.

_ Culpe papai e mamãe por terem comprado calças tão apertadas para mim! _ Itachi resmungou, mas logo riu.

_ Acho melhor agradecer, só apertando para conseguir ver o que tu tens entre as pernas _ Itachi gargalhou ao ouvir Sasuke resmungando algo de dentro do quarto, mas não demorou muito para abrir a porta revelando Sasuke com um traje real preto com detalhes floridos dourados. A calça preta realmente estava apertando as coxas do mais novo, mas ele parecia tentar ignorar _ Finalmente! Vamos.

Sasuke revirou os olhos antes de sair de lá andando pelos corredores lado a lado de seu irmão que tinhas as vestes parecidas, mas em um cinza escuro com detalhes florais brancos reluzentes, e sem as coxas apertadas.

Passaram pelos diversos corredores luxuosos e extravagantes repleto de lustres, quadros e artefatos de ouro.

Ao chegarem no salão principal, Uchiha Fugaku, o patriarca Uchiha e rei das terras de Susano'o, estava rindo em uma poltrona de costas para a lareira, ouvindo histórias do dono de uma curta cabeleira loira que parecia estar sentado de costas para a entrada aonde os irmãos estavam.

O salão principal era tão luxuoso quanto os corredores, se não mais, já que, no telhado, haviam pinturas extravagantes, sempre relacionadas aos Uchihas, como uma de Fugaku ao lado de Mikoto erguendo uma espada, ou Sasuke lutando contra três homens, ou até mesmo Itachi nagevando um grande galeão negreiro.

_ Boa tarde, pai _ Fugaku olhou ainda rindo para os mais novos.

_ Finalmente acordaram! _ Se levantou parando em frente á poltrona em que o loiro estava. Esse que logo se levantou com um sorriso singelo no rosto _ Estava conversando com Naruto sobre os piratas que libertaram nossos escravos, e também estava contando sobre o exagero de Sasuke quando pequeno que queria bater na pobre Mabui só porque derrubou alguns ovos _ O loiro riu, e curvou levemente a cabeça em forma de cumprimento.

_ Apesar de me lembrar vagamente de ambos, sei ao menos seus nomes, Itachi e Sasuke _ Sorriu estendendo a mão para Itachi que retribuíu o sorriso, e a apertou _ Passaram rápidos esses treze anos, não ? _ Disse estendendo a mão para Sasuke que apertou.

_ Rápido até demais _ Naruto assentiu bagunçando os curtos cabelos mais ainda, o que davam á ele um toque animalesco junto com suas seis marcas de nascença, sendo elas três riscos horizontais em cada bochecha, mas que estavam um pouco disfarçados pela barba rala e loira dele.

Sasuke estranhou tanto as roupas dele, que eram pretas com detalhes vermelhos, e se assemelhavam ás vestimentas de um corsário, quanto a formalidade dele... quer dizer, um bárbaro como ele não se vestiria assim, se vestiria ?

_ Bem, agora que estão aqui, creio que podemos comer a comida deliciosa que o nosso chefe deve estar preparando, não ? _ Os três assentiram.

Andaram para a sala á frente mostrando ser a sala de jantar que era tão luxuosa quanto as paredes, corredores e o teto do salão principal.

Ao chegarem, Mikoto Uchiha, a matriarca Uchiha e "rainha" de Susano'o, os recepcionou com um sorriso gentil em seus lábios.

_ Olá Fugaku _ Ele apenas assentiu com a cabeça _ Olá meus filhos _ Cumprimentou ambos que logo beijaram a bochecha da matriarca. Naruto logo se aproximou, Mikoto estendeu a mão, e Naruto a beijou _ Olá, Naruto, há muito não o vejo, treze anos se bem me recordo.

O loiro assentiu com um leve sorriso cordial no rosto.

_ De algum modo, me lembro da senhora como uma bela e jovem mulher, e eu não poderia estar mais certo _ Disse olhando a Uchiha da cabeça aos pés. Essa, por sua vez, riu com as bochechas coradas graças ás cavalheirisses do loiro, mas estranhando, já que as histórias, até agora, não conduziam com a personalidade do Uzumaki, talvez não passassem de exageros, afinal, quando amedrontados, marujos inventam mil e uma histórias.

_ Sentem-se, a comida logo será servida _ Atendendo ao pedido de Fugau, eles se sentaram na enorme mesa que apontava para a porta. Fugaku estava na ponta, Mikoto ao seu lado direito, Naruto á sua esquerda, sendo ele o convidado de honra, e Sasuke e Itachi ao lado de Mikoto.

_ Então ? _ Fugaku franziu o cenho _ Os piratas.

_ Ah, sim... Bem, eles estão em cerca de cinco navios, uma fragata, dois patachos, ou brigues, se preferir, e duas escunas... Eles já roubaram sete cargas minhas, e não duvido que, logo, esse número crescerá _ Naruto assentiu.

_ Estão aportados em algum lugar ? _ O Uchiha acena positivamente _ Ótimo, aonde estão ?

_ Ao fim da refeição, passarei as coordenadas, e a descrição do local _ Naruto assentiu vendo a serva deles servindo vinho em sua taça.

_ Obrigado _ Bebeu a taça em uma só virada fazendo alguns olharem para o loiro que logo esticou a taça fazendo a serva servir novamente o mesmo tanto de vinho, mas Naruto a encarou _ Mais _ Ela encheu até a boca, e Naruto bebeu em poucos goles, olhou para os outros sem graça _ Perdoem-me, a dor de cabeça passa ou com a bebida, ou com... vocês sabem _ Riu brincalhão olhando maliciosamente para Mikoto, mas logo olhou para Fugaku.

_ Entendo, mas ficas bem mesmo após a bebida ? _ Naruto sorriu.

_ Apesar desse calor de meio-dia, garanto que ficarei bem _ Sorriu pedindo por mais vinho que logo foi servido, e desceu goela á baixo.

O almoço foi servido, e Naruto parou com o vinho, pois eles partiriam em breve.

De volta ao salão principal, lá estavam Naruto, Fukaku e Mikoto bebendo chicaras de chá. Os irmãos saíram para fazerem suas atividades diárias.

_ E então ? Quem são os infortunados que atormentam seus navios ? _ Sentado na poltrona, de pernas cruzadas de modo elegante, ele bebeu mais um pouco da xícara de chá.

_ Como eu disse, é um comboio. Aquela região possui uma neblina densa, e isso da vantagem á eles. Eles se disfarçam com nossas bandeiras, e atacam quando se aproximam. Roubando tudo o que é nosso _ Fugaku suspirou irritado.

_ Preciso de nomes _

_ A família Senju, Tobirama, Tsunade, e Hashirama, juntos á outros piratas, sendo eles, Orochimaru, Yakushi Kabuto um garoto que entrou recentemente, e Momochi Zabuza _ Naruto sorriu satisfeito.

_ Aonde eles estão aportados ? _ O Uchiha se ajeitou na poltrona em que estava antes de beber o resto de seu chá, e responder.

_ Á vinte graus ao norte, e setenta ao leste, temos um forte lá, mas está abandonado. É uma ilha que era usada para escravos refugiados, mas depois que houve a abolição, eles passaram á viver lá tranquilamente. Então, os piratas chegaram e começaram á viver na ilha, dizendo serem os donos dela, mas deixando a população em paz. Eles batizaram a ilha de Konoha _ Naruto não perdeu tempo, e se levantou para partir. Nunca imaginou que o nome Senju o animaria tanto quanto agora.

Ele já conseguia imaginar o trabalho que dariam, afinal, os Senju eram uma família composta por piratas. Eram tão famosos quanto os caçadores de recompensas que queriam a cabeça de cada um deles. Os Akatsuki.

...

Quando Itachi disse que o navio de Naruto era um "demônio inalcançável", Sasuke achou graça da expressão, mas as velas esfarrapadas daquela veloz fragata eram muito melhores do que aparentavam.

Um dia de viagem foi mais do que o suficiente para o veloz Kurama encontrar a ilha dos piratas.

_ E então ? _ Ouviu Naruto atrás de si, se encostado na "mureta" de madeira que servia como uma cerca, ou como eles costumavam chamar, a borda falsa.

Naruto se encostou na borda falsa olhando para Sasuke em um tom zombeteiro e interrogativo fazendo o Uchiha se lembrar de seus deboches em cima das velas esfarrapadas e, aparentemente, velhas e inúteis do famigerado "Kurama".

_ Admito que estou surpreso _ Naruto sorriu convencido.

_ Ora, é claro que está _ O loiro olhou ao redor, e acabou fechando a cara de imediato. Ele se desencostou da borda falsa _ Senhor Lee! _ Um sobrancelhudo que estava despreocupado cantando canções olhou para Naruto, e se pôs em postura ereta, pronto para receber alguma ordem _ Como estão as espadas e armas ?

_ Estão todas limpas, e prontas para combate, senhor. Os canhões tamb... _

_ Eu não me lembro de ter perguntado sobre os canhões! _ O sobrancelhudo arregalou os olhos se curvando levemente.

_ Desculpe, senhor! Não se repetirá! _ Naruto assentiu.

_ Sei... e quanto aos canhões ? _

_ Limpos, e também prontos para o combate, senhor! _ Naruto assentiu.

_ Á partir de agora, quero que relate todas essas coisas com o quartel-mestre sempre que precisar, ou quando ele perguntar, entendido ? _ Naruto apontou para seu quartel mestre, e Lee acompanhou o olhar vendo o ruivo que estava ao lado do timoneiro que usava um coque que parecia estar conversando com ele.

_ Sim, senhor! _ Disse antes de sumir da visão de ambos que estavam na proa. Isso fez Sasuke começar á olhar com o cenho franzido para todos ali.

A tripulação do Kurama pareciam se vestir de modo mais relaxado, não como piratas, mas algo próximo á caçadores de recompensa, mas o fato d'eles não usarem uniforme real gerava certo estranhamento por parte do Uchiha.

_ Não usam os uniformes reais ? _ Naruto negou.

_ Nem eu, nem o meu navio, nem a minha tripulação pertencem ao reino de Uzushio. Ambos são independentes da realeza _ Sasuke franziu o cenho, aquilo era algo um tanto inusitado, mas tendo a fama de Naruto, era bem possível que ele realmente tivesse essa liberdade.

_ Não veem a ti como uma ameaça por causa de sua independência ? _ Naruto pareceu pensar na pergunta.

_ Talvez, talvez eu realmente seja uma ameaça _ Sasuke o olhou desconfiado, e Naruto sorriu _ Talvez tentem me matar por me verem assim. Mas se for assim, que me matem de maneira rápida, pois uma vida curta, e alegre, Sasuke! O mundo não nos deve nada além disso _ Sorriu satisfeito enquanto fechava os olhos para sentir a brisa vinda do mar.

...

A cidade era simples, logo á frente, haviam botes que levavam aos navios que condiziam aos navios que Fugaku descreveu, na verdade haviam mais alguns de pescadores, algo normal para uma cidade independente.

Haviam mais alguns resquícios de navios que foram destruídos no mar, bem próximos á margem.

Logo á frente, haviam algumas barracas, era o comércio do lugar, poucas, de fato, mas continuava sendo um comércio. Alguns eram vendedores, outros pescadores, e por aí se diversificava.

Entre a margem do mar e o início das casas e do comércio, havia um espaço de areia de cerca de quinze metros. As casas de madeira eram extremamente simples, feitas de pedaços de madeira velhas que pareciam estar prestes á desabar.

Para o lado esquerdo, as casas se estendiam até um forte que ficava acima de um morro, o abandonado que Fugaku havia mencionado, provavelmente. Para a direita, as casas se estendiam até uma pequena floresta que lá havia, sendo ela habitada por jacarés, coelhos, e porcos selvagens.

Ao chegar na faixa de areia entre o mar e as casas, Naruto olhou para metade da tripulação que estava com ele.

_ Subam, apenas eu fico _ Sasuke pensou em dizer algo, mas Naruto foi mais rápido olhando para a tripulação Uchiha que veio em um brigue, logo atrás do Kurama _ Você e sua tripulação irão ficar aqui!

_ Não, eu sou o príncipe, e exij... _ Naruto o olhou furioso.

_ Tu não mandas em nada aqui! Tu ficarás lá, sem mais perguntas ou objeções! _ Sasuke suspirou pesadamente.

_ Somente eu e tu então _ Sasuke o encarou, o Uzumaki mantinha a expressão séria mas logo riu.

_ Certo, Uchiha... _ Naruto deu as costas, e logo disse em alto e bom som _ Nós estamos aqui, na cidade de Konoha, á serviço do reino Uchiha! Requisitamos agora, a presença dos que se dizem os donos desta cidade, sendo eles, Senju Tsunade, Senju Tobirama, Senju Hashirama, Yakushi Kabuto, Orochimaru e Momochi Zabuza! Compareçam aqui!

Não demorou muito para apenas um deles aparecer, sendo este um pouco alto de cabelos longos e grisalhos, usando um óculos, e vestimentas roxas de capitão.

Naruto franziu o cenho, mas graças á descrição que ele havia pego com alguns corsários do reino de Susano'o, a descrição batia com Yakushi Kabuto, o capitão do Yūdoku, ou O Venenoso, como ele gostava de chamar, mas todos achavam ridículo.

_ Boa tarde, senhor _ Curvou-se cordialmente _ Sou Uzumaki Naruto, e creio que tu seja Yakushi Kabuto, não ?

_ O próprio _ Naruto sorriu satisfeito.

_ Ora, se bem me recordo, lembro-me de ter chamado os nomes de seis de vocês, então, corrija-me se estiver errado, sobram cinco... aonde estão os outros ?

_ Por que um Uzumaki está ao lado dos Uchiha ? _ Naruto estalou a língua.

_ Respondo sua pergunta quando responderes a minha, amigo _ Kabuto riu.

_ E eu respondo a sua quando aceitares tomar um bom gole de rum comigo, e então ? _ Naruto levantou uma sobrancelha, com um sorriso brincalhão no rosto.

_ Por que não ? _ Logo atrás de si, Sasuke o olhou indignado.

_ Idiota! Não vê que é uma armadilha ? _ Naruto riu olhando para o Uchiha.

_ Que assim seja, então _ Sorriu seguindo Kabuto que foi até o meio da cidade, que não era lá muito grande. Sasuke revirou os olhos bufando antes de adentrar a cidade, seguindo eles _ Isso é a praça da cidade ? _ Naruto olhou para o poço envolto de alguns gramados, haviam algumas lojas ali, mas nenhuma se mostrava chamativa, sendo que pareciam todas muito simples.

_ É o mais próximo que já tivemos de uma _ Naruto franziu o cenho ao sentir um rato trompando em sua bota, chutou o roedor enquanto o praguejava silenciosamente.

Kabuto começou á subir até uma taverna, e Naruto o acompanhou.

Lá era simples, um local aberto que se assemelhava com as casas, mas a madeira era pintada de branco. Haviam músicos que cantavam e tocavam, todos cumprimentavam Kabuto, e o mesmo retribuía com um aceno com a cabeça

O capitão pirata se sentou em uma mesa, e Naruto se sentou á sua frente.

_ E então ? _ Kabuto riu.

_ Por que não bebe algo ? _ Naruto estalou a língua.

_ Por que eles não estão aqui, e agora ? _ Dessa vez, foi Kabuto quem estalou a língua.

_ Já que não aceitas nada para beber, prefiro não responder _ Naruto o encarou.

_ E eu prefiro não cortar os teus beiços e fazê-lo comê-los _ A música parou, e Naruto levantou uma sobrancelha.

Kabuto não queria, mas acabou se sentindo intimidado sob o olhar predatório do Uzumaki.

_ Eles... eles partiram no navio de Hashirama _ Naruto franziu o cenho.

_ E deixaram os próprios navios aí ? Acho difícil _

_ Eles precisavam ser discretos, então foram todos  no negreiro de Hashirama _

_ Hashirama tem um negreiro ? _ Kabuto assentiu.

_ O Hokage. Era negreiro, agora é um navio com quarenta canhões, Hashirama vive se gabando pelo poder de fogo _ Naruto o encarou por alguns instantes, mas logo riu debochado.

_ E te largaram aqui feito um cão sem dono ? _

_ Normalmente, quem fica para supervisionar a cidade é o Zabuza, mas eu estava um tanto alterado ontem, e quis ficar para mais rodadas de rum _ Naruto franziu o cenho.

_ Certo, mas por que respondes minhas perguntas com tamanha tranquilidade ? _ Nesse momento, o Uchiha apareceu na taverna, se aproximando da mesa deles pra ouvir a conversa.

_ Ora, pois acredito que tens algo interessante em mente em troca de todas essas informações _ Naruto sorriu.

_ O perdão real, e todos seus saques _ O Yakushi sorriu satisfeito _ Mas tu terás mais dois de prisão, o que é muito pouco, se comparados á pena de morte que lhe aguardaria.

Kabuto riu debochado.

_ Realmente achas que aceitarei um absurdo desses ? Aceito o perdão real mais nenhum acréscimo _ Naruto riu levemente com a tentativa de negociação.

_ Isso é um não ? _ Kabuto riu mais uma vez antes de assentir com a cabeça.

Naruto sorriu, e Kabuto arregalou os olhos ao ouvir o som de uma pistola sendo engatilhada. Mas antes que pudesse levantar, caiu gritando de dor ao ter seus testículos estourados pelo tiro de Naruto.

Quando Naruto se levantou, e ficou ao lado do Yakushi, metade do bar já apontava a arma para ele.

_ Ele irá morrer pois não aceitou o perdão real, vocês podem aceitar, e saírem impunes, afinal, vocês não são o capitão, que é quem mais sofre _ Disse antes de pisar na virilha do grisalho que gritou de dor em meio á diversos xingamentos direcionados tanto ao loiro quanto á sua família.

_ Teremos o perdão real ? _ Naruto assentiu para um bastardo aleatório.

_ Basta irem ao reino de Susano'o para assinarem, e saírem impunes de todos os seus crimes _ Sorriu gentilmente para o rapaz que, lentamente abaixou a arma, sendo acompanhado pelos outros.

_ DESGRAÇADOS FILHOS DA PUTA! EU OS AMALDIÇOO SEU BANDO DE TRAÍDORES AMOTINAD... _ Antes que pudesse continuar, os miolos de Kabuto voaram para todos os lados após o segundo disparo da arma de Naruto, que logo teve seu cano soprado, dispersando a fumaça que dela saía.

_ Quanta gritaria... _


Notas Finais


Para quem está familiarizado com o jogo assassin's creed 4, basta imaginar a cidade de Nassau para Konoha.

Os navios se classifica em tamanho em :
Galeões
Fragatas
Brigues/Patachos
Escunas
Canhoneiras

As vestes do Naruto : https://www.pinterest.com/amp/pin/673217844277233991/


Comentários ?
Críticas ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...