História Os 7 Pecados Capitais - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Tags 7 Pecados, Bts, Os 7 Pecados Capitais
Visualizações 70
Palavras 3.045
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello!!

Preparados para mais um capítulo? Espero que sim, porque lá vai mais um capítulo da semana pra vocês.

Boa leitura e nos vemos nas notas finais 😘

PS: Imagem da capa ilustrando como é a faculdade

Capítulo 2 - Two


Fanfic / Fanfiction Os 7 Pecados Capitais - Capítulo 2 - Two

Horas e mais horas sentada na mesma posição estava me deixando nervosa, eu queria sair logo dali pra finalmente, poder conhecer a cidade dos meus sonhos. 

Já estava escuro quando finalmente chegamos em Seul. Ah Ro e eu saímos, indo pegar nossas malas. 

- Isso é tão legal Unnie! - meus pensamentos foram interrompidos pela menor, que pulava feito uma criança. 

- Ah Ro, você pode parar um pouco? - olhei para a menor que estava com uma carinha de espanto que me fez rir - eu sei que você está tão animada quanto eu, mas você pulando e falando assim, está me fazendo perder o rumo do que temos que fazer. 

- Aish, desculpa - um biquinho se formou em seu lábio, me fazendo rir. 

- Eu prometo que, assim que nos instalarmos no apartamento que nosso Appa comprou pra nós, vamos sair pra conhecer a cidade e vamos nos divertir muito, tudo bem? - sorrio e beijo sua testa. 

Levamos mais de 1 hora para chegarmos em casa, o que me deixou ainda mais nervosa. Eu estava cansada, com fome e com frio, queria chegar logo no apartamento e descansar para depois, sair com minha "pequena" dongsaeng.

Assim que chegamos, fomos pra recepção e conversamos com a recepcionista, observamos a mesma pedir para seu ajudante, que chamasse alguém para nos ajudar.

- Vocês devem devem ser as filhas do senhor Kim. 

Acabei me assustando ouvindo a voz de um homem vindo da sala, estava distraída, então acabei dando um pequeno "pulo". Me virei, vendo um rapaz bonito, forte e elegante ali, mantendo um lindo sorriso - exibindo sua covinha linda - no rosto. 

- Ah... S-sim.. eu sou JungYun e essa é minha irmã mais nova Ah Ro. 

- Muito prazer.. Zhang Yixing mas podem me chamar de Lay. 

- Você não é novo demais pra trabalhar como mordomo? - minha irmã perguntou. 

- Bom... Sou, mas isso não atrapalha no meu trabalho - ele disse pegando nossas malas, e nos chamou para acompanhá-lo. 

Primeiro, fomos para o quarto de Ah Ro, era lindo, com enfeites de branco e dourado e estava tudo muito bem arrumado. 

- Ah, eu amei - ela sorria tanto que era quase impossível não ser contagiada.

- É lindo maninha, combinou bem com você. - dei um pequeno sorriso. 

- E ainda tem o seu JungYun. 

- Ah... É verdade. Mas por favor, me chame apenas de Jung.

- Me desculpe. - ele sorriu, mostrando suas covinhas - Ahm.. vamos lá? 

- Sim, vamos. 

Segui ele até o meu quarto, quando entrei, sorri, vendo que era tão lindo quanto o de Ah Ro, ele era de um tom cinza com alguns detalhes prateados, combinava muito bem comigo, já que eu não era toda menininha como Ah Ro. 

- Eu adorei - disse sorrindo -, Lay muito obrigada por nos mostrar nossos quartos, são lindos. 

- Não precisa agradecer, é o meu trabalho. 

- Que merece ser muito bem recompensado. 

- Ah, antes que eu me esqueça, seu pai, pediu que eu comprasse um carro pra você! - ele disse me olhando.

- O-o que? Como assim? 

- Sim. Ele esteve aqui a pouco mais de três semanas, pagou todo o apartamento de uma vez e deixou um dinheiro com a minha chefe, que me pediu para ir na loja e comprar um carro, a pedido de seu pai. 

Ele disse me entregando a chave, peguei a mesma e sorri. Eu naquele momento havia ficado nervosa, como meu pai planejou isso tudo em tão pouco tempo? Foi aí que me lembrei, papai nos disse que viajaria a negócios, poucos dias antes de conversar comigo sobre a faculdade. 

- Muito obrigada Lay. Você é um amor. - disse dando um beijo na sua bochecha.

- Não precisa agradecer - ele sorri um pouco sem graça -. Bom, eu tenho que ir, tenho muito trabalho a fazer. Se precisarem de mim... 

- Eu chamo você, obrigada. 

Acompanhei ele até a porta e assim que ele saiu, me virei para Ah Ro, que me olhava com uma cara estranha. 

- Vamos conversar sobre esse rapaz gostoso que acabou de sair.

- Ah Ro! - a repreendi 

- Porra Jung, ele é um gato. E aquele sorriso? Céus, nem quero imaginar ele aqui de novo. 

- Ah Ro! Se controle. - suspirei - eu vou arrumar meu quarto e descansar, mais tarde vamos sair, ok? 

- Tá bom, eu vou fazer o mesmo.

Dei um beijo na sua bochecha e fui para o meu quarto, fechei a porta colocando minhas músicas em meu celular e comecei a arrumar minhas coisas.

Assim que terminei, não me dei o trabalho de me trocar, apenas me joguei na cama, totalmente exausta e logo adormeci. 

¥°¥

Acordei já eram 20:00, com minha irmã me chamando. Ela já estava toda maquiada e arrumada, olhando pra mim. 

- Aigoo... O que foi Ah Ro? - a olhei, ainda sonolenta. 

- Você prometeu que iríamos sair hoje, esqueceu? 

- Não... Não esqueci meu amor. Eu só estava cansada e queria dormir mais um pouco. 

- Aish, me desculpe unnie, pode voltar a dormir. 

- Agora, eu não consigo mais dormir - faço bico - eu vou tomar um banho, e nós vamos, okay? 

- Tudo bem, eu te espero aqui.

Dei um beijo na sua testa e fui para o banheiro, me despi, jogando a roupa no cesto de roupa suja e entrei no box, liguei o chuveiro, deixando a água cair em meu corpo.

Depois de alguns minutos, saí do banheiro e voltei para o quarto, peguei minha roupa íntima e a vesti, me sentei na cama passando meus cremes e logo em seguida, comecei a fazer minha maquiagem, nada pesado, apenas cores claras, mas o batom, tinha que ser forte, então optei por passar um vermelho. Fui até meu guarda-roupa e peguei uma saia azul-marinho que não era muito curta e nem muito longa, uma blusa branca com manga e um casaco preto, coloquei uma sapatilha preta e logo que terminei, olhei para Ah Ro. 

- Então, vamos? 

- Yah! Por que você tem que ser tão linda, Unnie?

- Bondade sua Ah Ro. Não sou assim tão bonita. 

- É claro que é, olha só pra você! Um look básico, mas tão lindo.

- Você está reclamando por quê? Está linda com esse vestido. - sorrio - sabe, sempre gostei desse vestido em você, realça suas curvas. 

- Yah! Pare de dizer essas coisas. 

- Tudo bem, vamos minha dongsaeng, temos muito o que ver na cidade. 

- Principalmente os garotos bonitos. 

Acabei soltando uma risada baixa ao ouvir a mais nova. Então logo saímos de nosso apartamento, descemos e avisamos ao Lay que estávamos de saída e que provavelmente voltaríamos tarde, ele apenas sorriu dizendo que tomaria conta de nosso apartamento e que qualquer problema me ligaria. 

¥°¥ 

Estava ficando bem tarde, Ah Ro e eu estávamos em uma lanchonete comendo um sanduíche até que me lembrei de uma coisinha, que me causaria problemas depois.  

- Ah Ro, não liguei pro papai e a mamãe! - bati a mão na testa

- Liga agora, o que tem a perder? 

- Você tem razão. 

Terminei meu lanche e peguei meu celular dentro da bolsa, desbloqueei a tela e abri a pasta dos meus contatos, disquei o número de minha Omma e fiquei esperando por um tempo. 

Ela atendeu no 4° toque, com a voz embargada de sono, o que me fez rir, ela provavelmente estava com os olhos praticamente fechados e imaginar tal cena, me fez rir. 

- Me desculpe te acordar omma - dei um pequeno sorriso, mesmo que ela não estivesse vendo. 

"Tudo bem meu amor. Aconteceu alguma coisa?"

- Ah, não.. Eu só liguei pra dizer que está tudo bem... E pra agradecer a senhora e o papai, por fazer isso tudo pra Ah Ro e eu. 

"Sabe que não precisa agradecer filha, seu pai e eu queremos ver vocês bem, do jeito que sempre foram." 

- Vocês nos ajudaram muito comprando o apartamento mamãe... Devo agradecer sim. 

"E farei muito mais. Como você e sua irmã ainda não trabalham, vamos mandar uma boa quantia de dinheiro pra vocês, todo mês." 

- Mãe não preci.. 

"Precisa sim Jung, enquanto não se instalarem bem aí, vão ter a minha ajuda, e a do seu pai também." 

- Tudo bem mãe. Eu tenho que desligar, Ah Ro e eu vamos conhecer a cidade um pouco.

"Tudo bem filha, divirtam-se e tomem cuidado."

- Tudo bem mãe. 

"Mandem fotos depois, quero ver tudo."

- Tá bom, mando quando estivermos no apartamento. 

"Tá... Até mais tarde!"

- Até... Saranghae omma! 

"Saranghae Jung." 

Guardei o celular na bolsa novamente e olhei para a Ah Ro, a menor olhava pra mim com um sorriso bobo nos lábios, me deixando confusa.

Olhei para trás, vendo que não tinha algo, nem ninguém interessante, então era algo em mim que ela olhava. 

- O que foi Ah Ro? - disse pousando as mãos na mesa. 

- Eu só estava te olhando, e pensando. 

- No quê? 

- Que eu tenho sorte de estar aqui, com você. 

Sorri com sua fala e a olhei. 

- Vamos passar, os melhores anos de nossas vidas aqui, vamos nos divertir, até o fim da faculdade. 

- Vamos fazer nossos anos aqui valerem a pena. - segurou minha mão, acariciando-a em seguida. 

- Vamos? Temos muito pra ver aqui. - disse chamando o garçom, que logo chegou - a conta por favor. 

O garçom logo trouxe a conta e dei o dinheiro a ele, saí de lá junto de minha irmã e continuamos andando pela cidade, conhecendo tudo ali. 

- Aí Ah Ro? - olhei pra ela. 

- Eu?

- Que tal já irmos conhecer a  faculdade? - sorri.

- É claro! - ela sorria feito uma criança. 

- Então, vamos. 

Caminhei com ela até o carro e entrei no mesmo, depois de colocar o cinto de segurança, dei a partida e liguei o GPS. 

Assim que chegamos na faculdade, nos deslumbramos com o tamanho e beleza da mesma, tinha um ar extremamente agradável. Olhei para a Ah Ro, que estava tão deslumbrada quanto eu e a abracei.

- É tão lindo aqui unnie! 

- Eu sei meu amor. 

- É diferente. 

- Vamos entrar, talvez o diretor esteja aqui, e aproveitamos para preparar os documentos. 

Passamos pelo grande portão de entrada e caminhamos para dentro da enorme estrutura, e era tão agradável quanto o lado de fora. 

Observamos tudo ali, e depois, ficamos admirando os milhares de troféus que estavam expostos nas prateleiras próximas a entrada. 

Havia algumas fotos ali também, eram de alunos, que - provavelmente - se formaram, e também de alguns professores que pareciam ser agradáveis.

Será que serão nossos professores? Pensei comigo mesma e pousei meu olhar sobre um dos alunos que estava - sozinho - em uma foto, ele era lindo, sexy e fofo ao mesmo tempo, tinha cabelos castanhos e um sorriso tão lindo quanto ele, pude notar pela pequena parte da foto, que ele era um tanto  musculoso, e apenas por olha-lo na foto, fiquei encantada. 

Será que ainda estuda aqui? Pensei, e acabei mordendo o lábio pensando na - grande - possibilidade que tinha do tal garoto ainda frequentar a faculdade.

- Posso ajuda-las? 

Ouvi alguém falar fazendo com que eu desse um pulinho por ter me assustado. Me virei, vendo um homem ali, ele era muito bonito e parecia ter pouco mais de 25 anos, mas não chegava aos 30.

- Ah.. Eu, eu sou JungYun, e essa é minha irmã Ah Ro. Nós viemos apenas conhecer a faculdade. - sorri, tentando não demonstrar meu nervosismo.

Aish, por que eu estou gaguejando? Mordi o lábio inocentemente olhando para o homem bem na minha frente e quando percebi que ele estava me olhando, desviei o olhar. 

Olhei para o ele novamente, vendo ele sorrir.. Puta que pariu, que sorriso, que olhar, que rosto, que homem. Ele era simplesmente o homem mais sexy que já vi na minha vida. 

Assim que ele começou a andar, puxei Ah Ro e fomos seguindo o maior.

- Desculpe se estiver sendo chata mas... Qual é o seu nome? 

- Wu Yifan... Mas, pode me chamar de Kris. - pude perceber seu olhar com o canto do olho. 

- E... Qual seu cargo aqui? 

- Eu? 

- Você. - sorri olhando pra ele.

- Eu sou o diretor. 

- Como é? - Ah Ro disse rapidamente - não pode ser, você é muito novo. 

- Todos dizem isso... Mas sou responsável e maduro o suficiente para controlar os alunos daqui. 

- Me desculpe por estar sendo inconveniente, mas quantos anos tem?

- 27 - ele me olhou, fazendo eu me afastar - bom, meu pai e eu fizemos um acordo, quando ele não pudesse mais administrar a faculdade, eu tomaria seu lugar como diretor é dono daqui. 

- Entendi. 

- Então, no que posso ajuda-las? 

- Nós, só viemos conhecer o lugar, e preparar os papéis da nossa matrícula. 

- Qual o nome de vocês? 

- Eu sou Kim JungYun e essa é minha irmã, Kim Ah Ro. 

- Vocês são, as filhas do senhor Kim? - ele disse sorrindo.

Agora deu pra todos fazerem essa pergunta? Soltei um longo suspiro olhando ele e sorri logo em seguida. 

- Sim, nós somos. 

- Como conhece ele? - Ah Ro disse me abraçando. 

- Seu pai é um grande investidor daqui da faculdade, além disso, é sócio. 

- Ele vem sempre aqui? - pergunto um pouco sem jeito. 

- Uma vez no mês - ele sorri, me fazendo sorrir também -. E ele, já fez a matrícula de vocês. 

- O que? - Ah Ro e eu dissemos em uníssono. 

- Tem pouco mais de três semanas, ele veio aqui e já fez a matrícula de vocês. 

Tudo bem, isso já estava passando dos limites, ele comprou nosso apartamento, mandou Lay comprar um carro, mas a questão da matrícula, ele não devia ter feito isso, ao menos, não sem nos consultar.

Apertei a mão de Ah Ro, fazendo a menor resmungar de dor, e a soltei quando me dei conta de que estava machucando a menor. 

- Bom, sendo assim, nós já vamos. 

- Ainda é cedo! Não querem ficar para conhecer a faculdade toda? Eu mesmo posso mostrar. 

- Ah, não precisa... Nós, temos que ir pra casa, já está ficando tarde. - forcei um sorriso, e olhei pra ele - mesmo assim, obrigada. 

- Não há de quê - ele sorriu, e se levantou para nós acompanhar até a porta - vejo vocês na segunda. Espero que estejam animadas. 

- E nós estamos. - sorrio fraco - Nos vemos na segunda, Kris. 

¥°¥ 

Segunda-feira 6:15 da manhã. 

Eu não consegui dormir essa noite, a ansiedade estava me dominando, eu estava nervosa, parecia que tinha milhões de borboletas no estômago e estava suando frio. Por que eu estou desse jeito? Simplesmente porque hoje é o dia em que as minhas aulas começam. Eu estava com medo, e se meus colegas de classe não gostassem de mim? Tudo bem, isso soa um tanto infantil, mas é a verdade.

Durante anos, eu vivi sendo odiada por ser a nerd do colégio, por anos sofro com essa gente, e não quero que seja assim na faculdade. Eu não vou deixar que isso aconteça. Esse ano, na nova faculdade, serei totalmente diferente. 

Me levantei e fui para o banheiro, fiz minhas higienes, logo em seguida, me despi e entrei no box, liguei o chuveiro deixando a água morna cair em meu corpo, levando pro ralo toda a minha ansiedade ou medo. 

Não demorou muito para que eu saísse, me enrolei em meu roupão e fui para o quarto, peguei uma roupa mais confortável e me sentei diante do espelho, pensando no que faria com meu cabelo, ia com ele molhado, fazia alguns cachos ou alisava?

Optei por alisar o cabelo, fazendo alguns cachos em seguida, fiz uma maquiagem básica, apenas lápis, rímel e um blush. Depois de terminar o cabelo e a maquiagem, fui me vestir, optei por colocar uma calça jeans preta rasgada nas pernas, um moletom cinza com um desenho e calcei um tênis branco, depois de pronta, peguei minhas coisas e desci, na intenção de ir pra cozinha preparar o café da manhã, mas logo vi que o café já estava na mesa, e Ah Ro terminava de preparar as torradas. 

- Bom dia! - sorri, já me sentando para comer. 

- Bom dia unnie. - ela sorriu, colocando as torradas na mesa e se sentou ao meu lado. 

Me servi, começando a comer logo em seguida, saboreando daquele maravilhoso café. Ah Ro sempre foi uma cozinhei de mão cheia, já eu, nem tanto, sabia o suficiente pra sobreviver, de fome eu não morreria. 

- Está uma delícia. - sorri bebericando um gole do meu café.

- Que bom que gostou, fiquei com medo de ter dado errado. 

Olhei no relógio, vendo que só tínhamos 15 minutos para estarmos na faculdade, então me levantei correndo e olhei para minha dongsaeng. 

- Estamos atrasadas, só temos 15 minutos pra chegarmos na faculdade, vamos. 

Ah Ro se levantou e me seguiu, pegamos nossos materiais e assim fomos para a garagem, nem deu tempo de falar com o Lay.

¥°¥ 

Já na faculdade, faltavam apenas 2 minutos para o sinal tocar, então fomos procurar a sala na qual ficaríamos, era uma pena sermos de cursos diferentes. 

Estava distraída enquanto andava pelos corredores procurando o número da sala, e acabei não vendo que tinha alguém vindo na minha direção. 

- Ai - resmunguei de dor, caída no chão. Com o impacto, acabei caindo e torci o tornozelo. 

- Me desculpe, está tudo bem? - ouvi uma voz masculina ao meu lado. 

- Está tudo bem.

Ergui a cabeça para olhar para o garoto e fiquei paralisada, a imagem do garoto a minha frente, era algo que queria guardar na memória, para não me esquecer da vergonha que estava passando. 

O garoto era lindo, tinha cabelos castanhos que caíam perfeitamente em seus olhos, corpo esguio e bem definido, o que era típico de metade dos garotos que frequentam a faculdade. 

- Não se machucou? - ele pergunta, parecendo bem preocupado.

- Não, eu estou bem. - sorri.

- Qual seu nome? 

- Kim JungYun, mas me chame apenas de Jung. - sorri um pouco nervosa - e o seu?  

.

.

.


Notas Finais


Olá pessoal... Espero que tenham gostado do capitulo, fiz com amor e carinho pra vocês... Foi bem curtinho, mas era apenas para mostrar como foi a chegada da Jung e a irmã...

Fiquem ligados nos próximos capítulos..

Desde já, me desculpem os erros, não tive tempo pra revisar...

Beijinhos meus amores... Até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...