1. Spirit Fanfics >
  2. Os 7 Pecados Capitais (interativa) >
  3. Episódio 1:

História Os 7 Pecados Capitais (interativa) - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Episódio 1:


Episódio 1: Pecado da Ira do Dragão



Sete Cavaleiros Sagrados andavam pelo Reino de Liones com suas armaduras e Tesouros sagrados em mãos, os mesmos caminhavam pelo grande palácio real no Reino de Liones num enorme corredor que levava a uma grande porta, o Pecado da Ira se aproxima da porta e coloca a sua mão sobre a maçaneta e a gira para o lado a abrindo:

– O momento da verdade... ‐ diria o capitão da ordem Sagrada abrindo a porta a empurrando para a frente ao entrar por completo se surpreende pelo que seus olhos viam – Não pode ser...

– O que se passa capitão? - o Pecado da Gula pergunta se aproximando da entrada da porta ficando um pouco surpreendida tambem, e todos os outros pecados capitais angustiados de curiosidade decidem espreitar

– O Rei foi assassinado... ‐ o Capitão diria deitando uma energia demoníaca muito forte e juntamente uma marca negra na testa aparece

– Estão ali!!!!! Os traidores!!! Eles mataram o Rei!!!! - um dos cavaleiros sagrados diria ao ver os pecados ao longe e vendo o próprio capitão com a marca demoníaca – Como poderam??

– Pecados Capitais!!!! - gritava o pecado da Ira do Dragão grita chamando atenção dos outros. Os mesmos viram a cabeça olhando para o seu capitão – Apartir de hoje vamos nos separar, vamos deixar a poeira baixar e depois volto para nos reunir outra vez! Até lá... sobrevivam! ‐ ele diria deixando o restante do grupo espantado – Não matem ninguém na fuga, ñ quero que as coisas piorem!

Após suas ordens, o grupo foge do reino e vão em direções diferentes se espalhando por toda a Britânia para dificultar as buscas dos cavaleiros sagrados



•|16 anos depois|•




O dia estava belo, o Sol estava a brilhar forte, o céu estava limpo e os pássaros voavam em grupo a piar, perto da cidade de Bernia, havia um bar intitulado como chapéu de Javali cuje o dono do bar servia as melhores cervejas de tida a Britânia, dentro do bar:

– Eiii minorca! - gritava um homem já bêbado de meia idade de cabelos grisalhos vestindo trapos rasgados e fedia a álcool – Minorca eu te chamei não? - ele fala rabugento estendendo a sua caneca vazia

– Primeiro: eu ñ sou surdo! Segundo: Não sou minorca e terceiro: não lhe irei dar mas nenhuma caneca de cerveja! ‐ o barman de cabelos escuros vestindo um termo tradicional de barman aparece na frente dele – Já faz três dias que vc não sai daqui... porque não vai para casa?

– Eu fui despejado pela minha própria mulher... sou um falhado na vida! - o homem diria bêbado se levantando

– Ei! Aqui não é sítio para chorar ou se lamentar pela vida! ‐ um pequeno porco rosa fala enquanto o barman estaria com duas canecas de cerveja nas suas mãos e entrega para os clientes da mesa ao lado – Vira homem e volta para casa, afundar as mágoas na bebida não vai melhorar a tua vida! - o porco falava deixando o homem em lágrimas

– Vc têm razão... obrigado Barman! - diria o homem mas o barman apontava para o chão mostrando o porco – QUÊ?? UM PORCO FALANTE!!! - o homem grita surpreso com tal coisa, até que uns passos com sons de metal são ouvidos no lado de fora do bar, a porta se abre e uma pessoa vestida com uma armadura ferrugenta entra

– Os 7... pecados capitais... eu tenho de os encontrar... - todos se apavoram gritando "cavaleiro de negro" e saiem a correr para ir chamar os cavaleiros sagrados, enquanto isso, o barman mantinha a sua expressão calma com a sua mão no queixo e outra debaixo do sovaco. No entanto ela se desequilibra e cai deixando o elmo da armadura cair

– É uma mulher! - o porco fala olhando para a donzela de cabelos longos lilás e olhos azuis – Ei não fiques ai parado ajuda ela! - o porco grita e o homem fecha o bar temporariamente e pega na mulher e a leva para o seu quarto

Ao chegar no quarto o homem tira a armadura da mulher para aliviar o peso dela enquanto o porco a tapava com uma manta fina, o Homem puxa de um banco e fica ao pé dela até ela acordar. Meia hora se passa e a jovem mulher finalmente acorda e se levanta, ao se levantar da de cara com a cara do Barman:

– Onde estou? - ela pergunta se inclinando para cima esfregando os olhos

– Bem vindo ao chapéu de Javali, meu bar de cervejas e comida! - o barman fala sorrindo para a mulher

– E eu sou Hawk, capitão da ordem das sobras! - o porco revela se chamar Hawk

– Um porco falante! - ela sai rapidamente da cama abraçando rapidamente o porco rosa – Ele é tão fofo, macio... ahh... - ela suspira de prazer ao abraçar Hawk

– Vem deves estar com fome... vêm! - o homem fala se levantando saindo do quarto, pouco tempo depois Hawk e a jovem mulher tambem saiem indo em direção à cozinha do Bar onde o dono já tinha preparado um prato de comer, ela se assenta e degusta o prato, ela move rapidamentea cabeça para o lado e vomitaa comida – Então? Horrível né?

– Sim... - ela deixa sair uma lágrima no canto do olho com a mão a tapar a boca fazendo força para não vomitar mais

– Deixa que eu como! - Hawk diz comendo a comida do prato dela em poucos segundos o lambendo e tudo – Como foste parar aqui? - Hawk pergunta

– Liones está um caos, estou àprocura dos pecados capitais para acabar com a tirania dos cavaleiros sagrados! - ela diria meio a chorar e logo abraça Hawk

*toc toc*

– Quem será? - Hawk pergunta ainda com ela em cima dele recebendo carícias

– Deve ser os guardas à minha procura, eu tenho de ir, tenho de encontrar os 7 pecados capitais o quanto antes! - ela diz se levantando e vai até a porta

– Eiii!!!! Abram!!!! - gritavam la de fora, e a mulher estaria prestes abrir a porta e o Barman a para segurando a sua mão

– Eu tenho uma idea! - ele diz sorrindo e pouco tempo depois ele abre a porta vendo as caras de mau dos cinco guardas que ali estavam

– Ei porque demoraste tanto atender? - um deles pergunta – Bem isso não interessa! Viste o cavaleiro de negro? - pergunta

– É este o cavaleiro que procuram? - ele pergunta e Hawk aparece vestido com as partes de armadura da mulher

– Eu sou aquele que vocês procuram! Podem me levar! - Hawk fala deitando fumaça pelas narinas enquanto se aproxima dos cavaleiros

– Ele tambem dará um bom churrasco! - o barman fala deixando Hawk irritado e os guardas tambem

– Estamos perdendo o nosso tempo aqui! Acho que vamos matar você! - o guarda saca da sua espada para fora mas é interrompido

– Ali está ela! - ele aponta para a mulher que logo começa a correr em direção à floresta – A-atrás dela!

Os cinco guardas começam a correr atrás dela e pouco tempo depois Hawk vai atrás tambem seguido do Barman, chegando no meio da floresta a mulher fica sem saida e a unica escapatória era voltar para trás ou saltar por um arbusto de espinhos de um metro ela olha para trás e os cinco chegam e conseguem cercar a mulher e é quando Hawk aparece e da uma pancada a cada um no rabo com o seu focinho os afastando, um cavalheiro sagrado de dois metros de altura chega e dá um chute no Hawk o afastando para alguns metros e balança a sua espada contra a mulher e o Barman salta para salvar ela e a espada rasga um pouco da manda da camisa dele:

– Ei você está bem? - ele pergunta olhando para a mulher

– E-eu falhei... falhei em achar os pecados capitais e fui apanhada, está tudo perdido agora! - ela começa a choramingar esfregando os olhos ao mesmo tempo

– Me fale só o seu nome... - ele diz sorrindo para ela piscando o olho esquerdo

– Laurah... Porquê? - ela pergunta olhando para o sorriso dele

– Bem Laurah... Você acabou de encontrar o capitão dos Sete Pecados Capitais, Pecado da Ira do Dragão, Haruki! - ele se apresenta e Laurah olha para o seu braço e vê o símbolo do Dragão um pouco abaixo do ombro daquele homem e ela sorri com uma lágrima no canto do olho


Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...