1. Spirit Fanfics >
  2. Os Amores De April >
  3. A Jornada De Juss

História Os Amores De April - Capítulo 14


Escrita por: Anne_Hastings

Notas do Autor


Boa leitura ♥️

Capítulo 14 - A Jornada De Juss


Carmen entrou no quarto com as sobrancelhas erguidas, Juss estava com fones no ouvido ouvindo música no máximo. Ela puxou os fones dos ouvidos dele e ele encarou ela com raiva:

— Justin Parker, eu posso saber que história é essa que você inventou em querer ser rapper? — questionou ela.

— Não é nenhuma invenção mãe, é a verdade — Juss responde.

— E você vai estragar o seu futuro? Eu não vou deixar o seu pai gastar dinheiro com essa bobagem — Carmen diz.

— Meu sonho é uma bobagem para você? Porque pra mim não é — Juss rosna.

— Por que você não pode querer se formar em uma faculdade e ter uma profissão de verdade? Você tem muitos talentos além de escrever essas porcarias, escrever sobre violência, mulheres e drogas. Isso não é o que você sabe fazer, filho — Carmen indaga.

— Mas se for o que eu quiser fazer, qual o problema? — Juss cruzou os braços.

— Não, não é o que você quer fazer, não é o que você vai fazer — Carmen rosna.

— Mãe, você não pode falar por mim, você nem sabe das minhas ideias. Nem mesmo das coisas que eu gosto e das coisas que eu não gosto, você não tá nem aí pra mim. Você vive nesse seu mundinho perfeito — Juss grita.

— Você cresceu em uma família que sempre te deu tudo do bom e do melhor, você simplesmente não pode pegar o seu futuro e colocar ele em um papel escrito palavras de baixo calão, apenas para impressionar as pessoas, isso tudo para ser popular? — Carmen questiona.

— Não é sobre ser popular — Juss diz.

— Você está querendo colocar em letras de música uma realidade que não é sua, graças a Deus sempre tivemos uma vida estável. Somos ricos e diferente do que muitos pensam por aí, Justin Parker — Carmen senta na beirada da cama.

— O que as pessoas pensam, mãe? Você viver do que as pessoas acham da gente? — Juss ergueu as sobrancelhas.

— Eu sou uma mulher preta que tive boas condições de vida e consigo dar isso a você e ao seu irmão também — ela levantou — E mesmo assim as pessoas me olhavam com desdém onde eu passava, sempre vinham me perguntar quem era o marido rico que estava pagando a minha faculdade.

— E o que isso tem a ver com os meus sonhos? Eu não posso querer mais seguir os meus sonhos porque as pessoas vão pensar que eu não sou rico? Ou que eu só ganhei riqueza por falar realidade nas letras? — Juss indagou.

— Ganhar dinheiro cantando a realidade não é nenhum crime, é arte, mas você que sabe do seu futuro não eu — Carmen caminha até a porta — Faça o que quiser.

O que está acontecendo nessa casa? Por que estão em silêncio? — Klaus perguntou.

— O seu irmão quer ser rapper, ele quer isso para o futuro dele — Carmen mexeu no prato de comida com o garfo.

— Uma das coisas que eu quero fazer no futuro — Juss revira os olhos e Klaus encarou ele — Isso não significa que eu não quero nada da minha vida.

— Isso se a polícia não te matar antes, ou uma gangue — Klaus comeu um pouco da sua comida.

— Que horror, meu amor. Mas que pensamento fechado esse seu — disse a namorada dele — Rap também é arte.

— Pelo menos alguém nessa casa me entende, entende que eu tenho sonhos — Juss olhou para namorada do irmão.

— A verdadeira arte é ele ter um bom futuro, uma boa esposa e filhos — Carmen comeu um pouco da comida.

— E ser infeliz com os planos que você está fazendo pra mim? Não mesmo, eu prefiro ser feliz sem sua aprovação — Juss disse — Você tem que respeitar.

— Eu sou um ótimo empresário, cuidarei de tudo quando papai e mamãe se for, terei um legado — Klaus sorri.

— Você não tem legado nenhum, não existe um legado subindo graças aos outros — Juss deu de ombros.

— Parem vocês dois, estamos jantando em família agora — Carmen exclamou — Eu não quero meus filhos brigando.

— Se não quisesse uma briga, você não teria tocado no assunto. Sonhos não devem ser discutidos, sonhos são sonhos — Juss rosna — Até quando vocês vão ter a ideia de que todos os rappers são criminosos? Eu sou rico sim, e eu sou agradeço muito por isso. Mas ser rico não me impede de ter um sonho, não me impede de querer dançar, atuar ou cantar, de fazer quadros e vender.

— Juss está certo, diferente de vocês que tem essa mansão e muito dinheiro, eu não tive a oportunidade de ter muito dinheiro na infância, só minha mãe e meu irmão faziam parte da minha vida. O meu irmão tinha um sonho de ser cantor e graças a música e a arte, estamos aqui agora, com boas condições — Katy suspira — O importante é o talento que a pessoa tem e o que ela vai colocar na letra, o que essa música vai passar.

— Eu tenho um sonho de ser rapper, mas eu também tenho um sonho de ser um bom pai de família, eu posso fazer os dois ao mesmo tempo — Juss garante — Eu posso ser rapper e empresário, eu posso investir em jovens que passam por dificuldades. O que me torna uma boa pessoa é como eu vou exercer a minha profissão.

— Só me promete que vai fazer uma boa faculdade? — Carmen pegou na mão dele — Diz que vai fazer isso?

— Eu vou mãe, ser rapper não é não querer estudar — Juss disse — Eu quero construir o meu próprio legado sem o dinheiro de vocês, não é justo. Se vocês conseguiram isso aqui, eu posso conseguir também.

— É claro que pode, meu bem. Me desculpa por não ter te escutado antes — Carmen beijou a mão dele.

— Tudo bem, agora eu vou ter que ir marcar presença em uma festa. Até qualquer dia, galera! — Juss saiu da mesa e foi para o lado de fora pegar seu carro.

— Vai mesmo deixar ele insistir nessa loucura? — Klaus perguntou.

— E quando você fez uma loucura na sua vida? A vida é só uma e o tempo passa — Katy disse — Aproveite hoje como se não houvesse o amanhã. Viva!

Naquela mesma noite, Juss conheceu duas garotas chamadas April e Lucy, ele as convidou para ver cantando em um show e elas discutiram muito antes de entrar no carro e aceitar o convite. Juss sentiu borboletas no estômago ao ver April, aquela garota de Maria Chiquinha mexeu com o coração dele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...