História Os Beauchamps - Capítulo 25


Escrita por:


Capítulo 25 - Fugidinha


Nunca pensei que ia levar um tiro e ia doer tanto, não que eu pensasse que não ia doer, mas superou minhas expectativas.Logo quando eu cheguei me mandaram para o meu quarto junto com o médico,o médico que cuidou de mim no helicóptero, na hora que ele estava fazendo curativo, quase não deu para sentir a dor, Pois me haviam aplicado anestesia , mas só de pensar que estão tentando tirar uma bala de dentro de mim, já me dá nervos, para falar a verdade não vejo a hora disso acabar,e finalmente o Josh me dá dinheiro para mim voltar  para o Brasil, mas até lá Tenho que aguentar isso

-Bom dia- uma enfermeira entra no quarto,deduzo que ela enfermeira pela roupa, ela já parece ter uma idade avançada,mas parece ser uma coroa enxuta

-Bom dia- respondo meio sonolenta 

- Como passou a noite? Teve dores? Incômodos?- ela fala colocando uma bandeja com alguns remédios em cima da minha cama

- passei bem, as dores sumiram, mas ainda sinto um pouco de incômodo na região onde levei o tiro

- isso é normal, tente não levar nenhum soco no treino de amanhã, não queremos que o curativo se abra

-treino?amanhã?-falo sem acreditar, não é possível que tenhamos que treinar amanhã,eu levei um tiro

-sim

-o Kyle quer me matar,só pode

-ordens dele,agora só é você se proteger

-isso não é pra mim,essa vida de máfia,mortes etc

-você se acostuma-ela sorrir fraco

-não vou passar o resto da minha vida assim,sempre correndo perigo

-você que sabe-ela suspira-bom...aqui no seu celular-ela me entrega o mesmo-está a hora exata de tomar os seus remédios,coloquei um lembrete,na hora ele te avisa

-ok,obrigada-ela sai do quarto,ouço a porta ser trancada,corro até a mesma e bato nela-Senhora!!a senhora me trancou 

-eu sei querida

-por que a senhora fez isso?

-ordens

-ordens de quem?-ela fica em silêncio-RESPONDE!!-o silêncio continua,a peste foi embora -por que vocês me trancaram aqui??-olho pro meu celular e corro até o mesmo,vou nos meus contatos,que eu nem sabia que eu tinha,e ligo pro Josh,só pra me defender,eu não liguei pro Josh porque eu quis,mas sim porque só tinha o contato do desgraçado nos meus contatos 

-alo- ele fala

-por que eu estou trancada no neu quarto?- falo sem rodeios

-não é óbvio?pra você não sair

-por que vocês não querem que eu saia

-pra você não abri esse curativo,do jeito que você é desastrada você é capaz de cair da escada

-não exagera,agora venha me tirar desse quarto,você quer que eu fique louca?

-não vou te tirar do quarto

-eu vou me jogar da janela se você não me tirar daqui

-se joga,mas me faça um favor

-qual?

-tenta cair longe da piscina,não quero tomar banho olhando pro seu corpo em uma possa de sangue 

-se eu morrer,você vai ficar com peso na consciência 

-eu já matei várias pesssoas e não fiquei com peso na consciência,por que logo com você eu iria ficar?

-você é um ridículo 

-treina mais seua chingamentos- ele  encerra chamada

-viado desgraçado-jogo o celular em cima da cama,só agora que eu percebo que são 5:30 da manhã,provavelmente irão trazer meu café da manhã às 7:00,só o Josh mesmo pra achar que eu vou ficar nesse quarto,só vou esperar a primeira oportunidade pra sair daqui,enquanto isso vou tomar um banho,pra pelo menos pra parecer gente.Vou pro banheiro,tomo um banho de respeito,com tudo que eu tenho direito,faço um novo curativo,vou até meu closet,e como sempre,pego um moleton,dessa vez eu pego um branco,finalizo meu cabelo,ouço o meu celular tocar e quando vejo é o lembrete para mim tomar meu remédio,vou até o criado mudo,pego o mesmo e tomo,agora só é espera alguma alma deus aparecer,agora são 6:30,30 minutos de espera

30 minutos depois...

Ouço a porta ser aberta por alguém,quando vejo é uma empregada,a mesma empregada que estava em cima do josh naquele dia

-olá-sorriu falso

-olá senhora,aqui está um suco verde,uma torrada integral e algumas frutas-eles são tão ricos e só trazem isso,e o que trazem é ruim

-humm que delícia-pego a bandeja-então Cristina...senta ai,vamos conversa

-não senhora,não tenho permição pra isso

-eu estou permitindo,então sente-se-ela se senta na cama com um olhar de desconfiança-então você tem quantos anos?

-17

-hum,tem namorado?

-sim senhora

-a quanto tempo?-sorriu de canto

-a 3 anos

-então quer dizer que o coitado do seu namorado é corno

-como assim??-ela se levanta

-ta pensando que eu esqueci o dia que peguei você é o Josh quase transando?qual é o rolo entre vocês?

-não tem rolo nenhum

- não me venha dizer que não tem rolo nenhum,me conte-me levanto

-eu e o Josh só nos pegavamos,mas de um mês pra cá,ele não tentou e nem pediu nada-um sorriso de canto quer nascer no meu rosto,mas eu não deixo

-hum,espere só um segundo-vou em direção a porta

-a senhora não pode sair,se a senhora sair serei obrigada a chamar o senhor Kyle

-chama o kyle que eu chamo o seu namorado barra corno-sorriu falso

-a senhora vai me complicar 

-é rapido-saio do quarto,pego o elevedor e vou para o andar de baixo,chegando lá vou até a conzinha,vou fazer um café da manhã de verdade,graças a deus a conzinha estava fazia,começo a procurar algumas coisas

-eles não tem uma besteirinha para comer 

-não-tomo um susto quando ouço uma voz,quando olho pra traz vejo que é um menino que parecia ser japonês ou chinês,ele tinha um sorriso de canto no rosto

-que susto-coloco um a mão no peito

-querendo assaltar a geladeira também-ele vem até mim

-talvez,e você também quer né-riu

-obvio que eu quero,mas aqui não tem nada de bom pra comer

-sim-reviro os olhos

-tá afim de sair pra ir ao mercado comprar alguma coisa que presta?

-é arriscado sair daqui não?

-ta com medinho,Any,relaxa é rapidinho,e outra a gente vai de carro

-onde você vai arrumar um carro?

-eu dou o meu jeito

-e como você me garante que não vai querer me matar?- óbvio que eu tenho muitas razões para desconfiar dele, ele faz parte da outra máfia

- não sou um assassino descontrolado com os meus outros colegas-ele rir- e outra não teria motivo para te matar, Já que você não mata nem uma mosca, você não parece ser uma ameaça para mim e se você tentar me matar só lamento por você, porque garanto que quando eu fico com raiva a coisa não fica muito boa

-se eu não mato uma moca,imagine você 

-então partiu?- alguma coisa está falando para mim ficar, mas outra coisa está sendo para mim ir e comer um bocado de guloseimas, e óbvio que eu vou ficar com a parte mais gostosa

-partiu-sorriu,ele me puxa pela a mão,nós corremos até as portas do fundo,rodiamos a mansão inteira para não sermos vistos e entramos na garagem

-esse-ele entra em uma carro maravilhoso,eu entro logo em seguida-essa belezinha corre pra caramba-ele liga o carro,eu e ele colocamos o cinto de segurança-ainda tem tempo para desistir

-não volto atrás da minha palavra

-e assim que eu gosto,a propósito me chamo Krystian-ele estende a mão pra mim e eu aperto

-Any

-já sabia-ele rir e dá a partida,ele aperta em um botão que já deixa o portão da casa aberto,ele acerela como nunca e sai da mansão o mais rapido possível-cadê os seguranças dessa casa?,um ladrão podia facilmente roubar a mansão por causa desse lerdos-ele liga o som,colocando "kill This Love"- se você não gosta delas,só é falar que eu te empurro desse carro agora-ele rir

-eu gosto muito delas-riu-nem vou pergunta se você gosta delas

-eu amo elas-ele sorrir-se você gosta dela,até podemos ser amigos

-e você acha que daria certo essa amizade?

-obvio que daria,se eles não gostarem,aqui-ele mostra o dedo do meio-pra eles,não preciso da aprovação de ninguém 

-verdade...

Uns minutos depois...

-chegamos-ele sai do carro e eu o sigo-vamos torrar o dinheiro nesse mercado 

-eu não tenho dinheiro

-não tem problema,eu pago 

-que cavaleiro-riu e dou um soquinho em seu braço

-esse é o meu sobrenome-entramos no mercado,pego um carrinho,Krystian começa a colocar um bocado de besteira no carrinho-temos que esconder isso depois

-sim,no seu quarto ou no meu?

-no meu

-acho que ta bom de besteira

-também acho,não quero ficar obeso-fomos em direção ao caixa pagar,depois que pagamos e voltamos para o carro

-já pensou o Josh está na porta de casa nos esperando?

-quer apostar quando que ele vai?

-também acho que ele vai,pra falar a verdade nem sei se estou afim de ouvir ele

-simples,não ouve

-se fosse fácil assim-riu

Depois de um tempo...

-aquele ali é o Josh na porta da mansão?-pergunto

-fudeu-estavamos quase chegando,mas o Krystian dá um cavalo de pau e volta de onde estávamos voltando,e acelera

-estamos ferrados-falo

-estamos não,você está 

-nossa obrigado,Krystian,me ajudou muito

-vamos fazer o seguinte,vamos passar o dia todo fora,voltamos de madrugada,o josh já vai estar dormindo,ai amanhã você conversa com ele mais calmo

-tem razão-vejo ele jogar o celular pela a janela-por que você fez isso??!!

-rastreador,Josh ia checar e nos achar -suspiro 

-relaxa Any,hoje você vai ter um dia bem legal

Eu e o Krystian passamos a manhã passeando pela a cidade,depois fomos almoçar em um restaurante brasileiro,apresentei ele muitas comidas brasileiras,ele se apaixonou por feijoada.Logo depois passamos a tarde no shopping comprando coisas,e de noite assistimos um filme no cinema,meu dia com ele foi bem legal,e nós ficamos bem amigos,conversarmos bastantes,mas infelizmente chegou a hora de voltar para casa

-vamos orar para que o demônio esteja dormindo?-Krystian fala

-tomara que ele esteja-entramos no carro e ele dirigi até a mansão,o portão ae abre 

-até agora tudo bem-ele dirigi até a garagem e guarda o carro.Saímos e entramos na mansão,a mesma está em silêncio e escura-vai pro seu quarto-ele sussurra e me dá um beijo na bochecha

-boa noite-sussurro de volta e subo correndo pro meu quarto,chegando lá acendo a luz,quando olho pra minha cama,está ,Joshua Kyle Beauchamp,me encarando com uma cara não muito boa,quando vejo isso tento sair correndo do quarto mas Josh é mais rapido e me segura,eu chego até sair do quarto-me larga!!-falo quando ele me puxa pra dentro do quarto de novo

-o que te deu pra sair de manhã e voltar uma hora dessas?-ele me joga dentro do quarto e tranca a porta 

-vontade-encaro ele

-eu estou com vontade de te dá um soco agora posso?-ele me encara

-dá-encaro ele

-eu não quero te bater,Any

-não foi isso que você acabou de falar

-eu...não queria dizer isso

-mas disse

-é porque você me tira do sério,com a sua teimosia,eu mandei te trancaquerem no quarto e quando vejo você saiu com o viadinho

-não fala assim dele-aponto o dedo pra ele 

-que foi??ta defendendo o seu amante

-pra ter amante precisa ter um namorado,e caso você não saiba eu estou solteira,e posso sair com quem eu quiser

-não...não pode,ta louca?

-por que eu estaria?

-falando que pode sair com quem você quiser

-e eu não posso não??ou você acha que pode mandar em mim?

-eu não acho,eu tenho certeza,e eu não quero vê você saindo com aquele viado

-já falei pra não falar assim dele!!

-será que ele tá pagando tão bem pra você pagar um boquete,que você até ta defendendo ele,quanto ele te paga?eu pago o triplo-nessa hora eu dou um tapa na cara dele

-você é um nojento,ridículo,olha bem o que eu vou te falar-ele olha pra mim com uma mão na bochecha onde havia lhe dado o tapa-nem por todo o dinheiro do mundo eu ficaria ou fazeria alguma coisa com você,porque antes do seu dinheiro sujo,vem a minha dignidade

-e você tem isso?

-sai do meu quarto-empurro ele

-essa é minha casa,então você que tem que sair

-com muito prazer-falo destrancando a porta mas Josh me puxa pra ele-sai-empurro o peito dele,ele segura meus punhos com uma mão e a cintura com outra

-você não vai a lugar algum...





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...