1. Spirit Fanfics >
  2. Os cinco >
  3. Capítulo cinco

História Os cinco - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


obrigada a @kakuhidan_ pela capinha <3 obrigada mesmo.

espero que goste :)

Capítulo 5 - Capítulo cinco


Capítulo – Sondando.



― O que aconteceu? ― Junmyeon perguntou quando Chanyeol apenas acenou e saiu andando para o quarto ― Sehun?

 

― Cadê o resto? ― O Oh perguntou e abraçou Junmyeon ― Myeon, eu quero chamar alguém pra sair, como que faz isso?

 

― O meu bebê ― Junmyeon riu.

 

― Chanyeol vai sair com um o professor ― Yixing disse baixinho passando por Junmyeon. ― Reunião assim que ele sair.

 

― Onde eles irão, bebê? ― Junmyeon perguntou e Sehun resmungou algo. ― Restaurante no centro.

 

― Jongdae! ― Yixing gritou indo atrás do amigo.

 

― Eles trocam olhares ― Sehun contou baixinho e Junmyeon assentiu ― Sério, ele chamou o Chanyeol pra sair na cara, ele nem tremeu!

 

― Típico, se acha o cara, já tô até vendo.

 

― Fiquei levemente incomodado, e pior, Chanyeol foi na dele com risinhos e aceitou ― disse inconformado e Junmyeon assentiu ― E ainda se achou no direito de dizer que eu quero sair com o Luhan.

 

Aquele Luhan?

 

― É, aquele Luhan ― disse exasperado e Junmyeon segurou a risada.

 

― Mas você não disse agora pouco que queria sair com alguém?

 

― Eu não, você tá ruim do ouvido ― resmungou negando e se afastando do Kim ― Precisa limpar as orelhinhas, Junmyeon, até meus alunos sabem.

 

― Ok.

 

[...]

 

― Eu vou sair, seus ridículos ― Chanyeol disse já arrumado perto da porta ― Eu não quero ninguém me enchendo o saco por mensagens ou inventando que está morrendo ― olhou para Jongdae que colocou as mãos no peito ― Não sei que horas volto, então não tranquem.

 

― Ok, vamos ficar aqui assistindo filme ― JongIn murmurou ― Tchau, caralho.

 

― Tchau idiotas ― Chanyeol disse e saiu do apartamento.

 

― Olha aqui, eu e Jongdae iremos até o tal restaurante ― Junmyeon disse ― Iremos apenas sondar, só isso.

 

― Baekhyun é legal ― Sehun soltou ― Ele é um ótimo professor, as crianças o adoram.

 

― Mas isso não quer dizer que ele seja bom para o Chanyeol ― JongIn murmurou ― Temos que avaliar bastante, ele pode magoar o Chanyeol.

 

― Ok, estamos indo ― Junmyeon disse andando até a porta.

 

― Espera, como vão conseguir sondar sendo que eles vão estar no restaurante e podem ver vocês? ― Yixing perguntou confuso.

 

― Meu ficante trabalha lá, pedi a ajudinha dele ― Jongdae murmurou.

 

― Você está ficando com alguém? ― JongIn perguntou surpreso ― Caralho, a pessoa deve ser uma idiota né.

 

― Ele é incrível, beleza? ― Jongdae resmungou se aproximando de Junmyeon que abria a porta ― Melhor que o Kyungsoo.

 

― Você não fala do Kyungsoo aqui não! Por ele eu dou a vida! ― gritou e Sehun gargalhou, mas se encolheu quando JongIn o encarou.

 

― Estamos indo ― Junmyeon disse risonho.

 

[...]

 

― E você simplesmente aceitou geografia mesmo querendo história? ― Chanyeol perguntou comendo devagar e Baekhyun riu.

 

― Sim, eu fiquei confuso porque escolhi história, mas só tinha geografia e acabei aceitando, não sei porque, na hora só foi ‘’vamos nessa’’ ― contou e Chanyeol riu ― Você comentou que mora com seus amigos, como é?

 

― Horrível ― disse rindo ― Eles são como minha família, mas ao mesmo tempo é ruim não ter toda aquela privacidade, sabe? Mas eu os amo mesmo sendo chatos.

 

― Quando eu estava na faculdade morei em uma república, foi bem ruim no começo porque não conseguíamos nos conectar, sabe? ― Chanyeol assentiu ― Vivíamos bem, mas não éramos amigos.

 

― Eu e os garotos nos conhecemos na faculdade, foi um pouco estranho, conheci primeiro Sehun porque estávamos na mesa turma e daí por ele conheci Junmyeon e Yixing, depois Jongdae e por último JongIn que começou Odontologia, mas largou porque não tinha como pagar tudo ― contou e Baekhyun sorriu pequeno mexendo com a comida em seu prato ― Eles são loucos, mas bons.

 

― Eu tenho poucos amigos próximos assim como você parece ter ― disse ― Acho que eu sou do tipo mais caseiro e vivo estudando ou focando nas minhas coisas, poucas amizades me apoiam, eu tenho colegas de trabalho, mas amigos...

 

― Ei, eu sou seu amigo agora ― Chanyeol brincou e o Byun sorriu.

 

― Fico feliz com isso, gosto da sua companhia ―Baekhyun disse e o Park corou ― Você é um cara muito interessante, eu me sinto bem com você.

 

Os dois continuaram conversando e enquanto isso Jongdae e Junmyeon estavam do outro lado do restaurante.

 

― Sério, qual o problema com o amigo de vocês saindo com um outro cara? ― o garçom que era o ficante de Jongdae, perguntou.

 

― É porque assim, não temos certeza se esse cara é bom o bastante sabe? ― Junmyeon tentou explicar.

 

― Você fica sexy usando seu uniforme de garçom, Minseok ― Jongdae disse e o garçom riu.

 

― Vocês vão pedir algo ou...

 

― Uma salada, qualquer uma ― Junmyeon disse ― Já que estamos aqui vamos comer.

 

― Vai sair no horário de sempre? ― Jongdae perguntou e Minseok assentiu escrevendo o pedido no seu papel ― Vou te esperar, estou de folga hoje.

 

― Ok. ― Minseok disse e saiu andando.

 

― Você gosta dele? ― Junmyeon perguntou ao amigo ― O que será que eles estão conversando?

 

― Estamos ficando faz algumas semanas, não sei como definir, mas ele é legal ― murmurou ― E sobre os dois ali, acho que devem estar falando da escola ― Jongdae olhou de relance e viu Baekhyun pegando na mão de Chanyeol ― Ok, ele está passando dos limites do primeiro encontro.

 

― Sehun disse que ele é legal, acha que devemos ficar esperando e quando ele for apresentando o fazemos correr?

 

― Talvez ― Jongdae sorriu de lado ― Ele tem cara de que não vai conseguir sobreviver as perguntas do Sehun.

 

[...]

 

Dias depois.

 

― Bom dia ― Baekhyun colocou a cabeça para dentro da sala de Chanyeol. O Park sorriu acenando de sua mesa ― Trouxe algo para você, tenho certeza que não comeu direito antes de sair por causa da reunião ― O Byun entrou na sala com um copo de café e uma caixinha com pães ― Espero que goste.

 

― Não precisava, Baek ― Chanyeol sorriu quando o Byun colocou as coisas em sua frente na mesa ― Vou ficar acostumado desse jeito.

 

― Eu vou adorar te trazer café ― piscou e o Park se levantou e inclinou para deixar um selinho nos lábios do Byun. ― Agora sim eu tenho um bom dia.

 

― Idiota ― O Park sentou em sua cadeira ― Acho bom correr, você tem que dar aulas e os alunos sairão cedo, e se me lembro bem você tem prova para realizar.

 

― Olha, adoro ser professor e te adoro como pedagogo, mas não acaba assim com o clima ― disse brincando e o Park riu ― Te vejo mais tarde.

 

― Com licença ― uma das professoras abriu a porta ― Oh, desculpe, achei que estava sozinho, Chanyeol.

 

― Já estou de saída, Luna ― Baekhyun disse ― A turma do 6° C estão quietos?

 

― Passei por lá e estavam gritando só te esperando chegar ― ela disse rindo e Baekhyun suspirou saindo da sala do pedagogo ― Chan, preciso que você me libere cedo hoje.

 

― Por qual motivo? ― perguntou pegando o copo de café e dando um gole ― Quais seus horários?

 

― Tenho o quarto e quinto no 8° B ― disse a professora de Matemática ― Mas eu preciso muito ir para casa, meu filho tem um exame para fazer e eu achei que o pai dele fosse leva-lo, mas sabe como é.

 

― Você tem como deixar o conteúdo que iria dar ou as páginas dos livros para eles copiarem? ― perguntou e ela assentiu ― Posso deixar uma das auxiliares lá passando seu conteúdo.

 

― Muito obrigada, Chan.

 

― Tudo bem ― sorriu pequeno ― Mas, por favor, da próxima vez você tenta contornar, não posso ficar te liberando sempre mesmo entendendo sua situação.

 

― Você é um anjo ― ela disse e pediu licença saindo da sala.

 

Enquanto Chanyeol estava em sua sala resolvendo algumas coisas por email, Sehun estava sentado no chão de sua sala com seus alunos que brincavam de achar as família silábicas escondidas pela sala, o Oh estava pensando sobre o amigo estar com Baekhyun e se realmente fosse algo sério, como ele e os outros iriam lidar, porque assim, ele gostava de Baekhyun, mas não tinha certeza se ele era bom o suficiente para Chanyeol.

 

[...]

 

― Cadê o Chanyeol? ― Yixing perguntou quando Sehun entrou no carro.

 

― Vai com o Baekhyun ― resmungou fechando a porta ― Não me pergunte o porquê.

 

― Será que eles já estão saindo sério?

 

― Não sei, Xing ― murmurou ― Temos que fazer a reunião, Baekhyun não deixa na cara que pode ser um merdinha.

 

― Sim, ele parece bom demais, mas pode ser fachada, na verdade ele pode ser o pior de todos ― o chinês disse e Sehun assentiu ― Iremos mais a fundo, temos que ter certeza que ele não é um merdinha.

 

― Eu t- ― Sehun se assustou quando baterem na janela do carro, era Baekhyun. Ele abaixou o vidro e o Byun sorriu ― Oi Baekhyun.

 

― Você esqueceu lá no balcão, cara ― Baekhyun disse entregando a pasta do Bob Esponja para o Oh ― Eu já disse que adoro suas coisas customizadas, Sehun?

 

― Já ― ele riu.

 

― Você precisa me ensinar, adoro o Bob Esponja mesmo que o Patrick seja meu espirito animal ― brincou e os olhos de Sehun brilharam. Baekhyun olhou para o motorista e sorriu ― Oi, prazer, Byun Baekhyun.

 

― Zhang Yixing ― murmurou sério.

 

― Adorei seu carro ― Baekhyun disse e Yixing perdeu um pouco sua pose ― Já vou indo. Tchau caras. Até amanhã, Sehun.

 

― Tchau ― O Oh subiu a janela e olhou pra Yixing ― Ele gosta do Bob Esponja, Xing...

 

― Ele elogiou meu carro ― O chinês murmurou ― Eu conheço esse tipo, ele quer nos comprar isso sim!

 

― Será?

 

― Certeza ― disse ligando o carro.

 







 

― Nenhum dos dois falou nada? ― Chanyeol perguntou dentro do carro de Baekhyun assim que ele entrou.

 

― Não. Por que? Eles deveriam falar algo? ― perguntou confuso fechando a porta ― Eu só estou te dando uma carona.

 

― Eles são horríveis, quando eu chegar em casa vão ficar de piadinhas ― Chanyeol disse e Baekhyun riu.

 

― Então vai pra minha casa se ir hoje para a sua é um problema para você. ― apontou e Chanyeol riu. ― Estou falando sério.

 

― Final de semana é melhor ― apertou a coxa do Byun. ― Como chegamos nesse ponto, senhor Byun?

 

― Senhor pedagogo, eu acho que foi quando você me chamou de gatinho depois de duas rodadas de tequila ― piscou e o Park riu ― E assim partimos da amizade para uns amassos.

 

― Não nego que é bom. ― rebateu e o Byun riu.

 

― Sou irresistível.  

 

 


Notas Finais


oi
tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...