História Os cinco erros mais perfeitos (Imagine Kim-Taehyung) - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Romance
Visualizações 349
Palavras 1.820
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


NÃO AGUENTEI E TIVE QUE POSTAR !
BOA LEITURA 😊❤📖

Capítulo 21 - Reencontro e briga


Fanfic / Fanfiction Os cinco erros mais perfeitos (Imagine Kim-Taehyung) - Capítulo 21 - Reencontro e briga

              

Continuação ....


                   Marcos On : 

Voltei pro quarto e percebi que o garoto não estava mais lá. Olhei para a porta do banheiro e vi que S/N também não estava lá.  Procurei ela no quarto inteiro e cheguei a conclusão de que ela havia fugido com aquele menino.  Eu fiquei com tanta raiva que sai quebrando tudo. Peguei a chave do meu carro e sai feito um louco daquele lugar. Eu falei para aquela menina que se ela tentasse fugir o pior iria acontecer.  Ela não me escutou e agora vai ter que encarar a morte ! 


                         S/N On : 

Já conseguia ver minha casa e isso fez uma lágrima cair de meu olho e escorrer pelo meu rosto. Mandei Alec parar o carro e entrei correndo pra dentro de casa. Vi meus pais sentados no sofá conversando com alguns policiais,  minha mãe estava chorando escondendo o rosto no peito do meu pai. Eles não haviam me visto até Taehyung  aparecer na escada e me ver. Seus olhos lacrimejaram e sem pensar duas vezes ele corre e me abraça o mais forte que podia. Ele chorava em meu ombro assim como eu no dele. Senti mais uma vez seu cheiro , senti seu abraço e seu aconchego. Ele desfaz o abraço me beijando apaixonadamente em seguida. Ali eu tinha a completa razão de que eu o amava. Com todo meu coração , Taehyung  era o homem e que eu queria estar pelo resta da minha vida. 

Depois vejo minha mãe me olhando desacreditando que era eu. Sai correndo e abrecei minha velhinha. Como amava essa mulher ,  meu pai nos abraça-va com aqueles braços largos dele. Ele chorava , assim como eu e minha mãe.  Depos de matar a saudade reparei que Alec estava na porta vendo tudo. Fui até ele e  o puxei pra dentro , apresentando ele e falando o esforço que ele fez pra me ajudar. Taehyung agradeceu umas cem vezes por ele ter me tirado de Marcos. Meus pais adoraram Alec. Meu pai se deu tão bem com ele. 

Depois de um tempo os policiais  haviam ido embora. Ficando eu , meus país,  Taehyung e Alec. Conversamos um pouco.

- Filha vc está bem mesmo ?   Ele te machucou ? - Pela sexta vez minha mãe estava perguntando.

- Eu estou bem mãe,  juro. Ele não fez nada comigo. - Taehyung  me olha aliviado. Ele não soltava minha mão.  Estava ali , comigo.

Alec explicou o que fez para o meu pai e senti a preocupação  de Taehyung.

- Nossa que menino exemplar. Por que não nos conhecemos antes garoto ?! Agradeço por  salvar a vida da minha filha.  - Ele começou a elogiar ele na frente do Taehyung como se estivesse menosprezando ele. Apertei a mão de Taehyung bem forte e encostei minha cabeça em seu ombro. Passei a acariciar sua mão tentando acalma-lo. Minha mãe me olha do outro sofá  e logo entende a situação.

- S/N sabia que Taehyung ficou morrendo de preocupação ? - Eu olho para o Tae completamente  feliz. - Passou a noite em branco pensando em vc ! - Ele olhou para o meu pai que estava com uma cara não  muito agradável. Ele me olhou em seguida colocando a mão em meu rosto e me dando um beijo na testa. Como eu amo esse ser maravilhoso  !

- Muito obrigada Alec , sem a S/N eu estaria morto por dentro. - Taehyung agradece.

- Não foi nada. Bom ... Eu preciso ir agr. - Fala se levantando e agradecendo pelo café que minha mãe havia feito pra ele. 

- É cedo ! Passe uma noite aqui ! - Meu pai pede. - Tem o quarto de hóspedes mas está cheio de entulho , poderá ficar no quarto da S/N.  - Eu não acreditei que ele falou isso. 

- Pai ! - Falo incomodada. Ele age como se não soubesse de nada.

- Não tudo bem , eu realmente  preciso ir. - Ele se despede e eu agradeço ele pela última vez. Pedi pra ele tomar cuidado. Minha mãe e meu pai acompanham ele até a porta. Deixando apenas eu e Taehyung.

Sabia o quanto ele estava chateado por conta das ações de meu pai. Segurei sua mão fazendo com que me olhasse.

- S/N eu amo vc ! Muito ! - Ele me abraça. 

- Tae  eu sempre estarei ao seu lado , sempre. Eu quero vc comigo. Eu te amo ! - Falo encaixando meu rosto na curvatura de seu pescoço. Depois de nos abraçar vejo Taehyung  se afastar e me olhar ... Ele tira uma caixinha de anel de seu bolso e me olha. Nessa momento já estavam caindo lágrimas.  Ele abre a caixinha revelando um belíssimo anel de prata com uma pequena pedrinha de diamante em cima. Eu coloquei a mão em mIlha boca não acreditando no que estava vendo. Taehyung  pega na minha mão e me olha.

- S/N ... Eu quero que todos saibam que eu te amo e que vc é apenas minha e de mais ninguém. Será que vc poderia aceitar o anel ? - Pede já sabendo a resposta. 

- Taehyung  vc sabe a resposta , para que eu vou chorar ! - Eu literalmente estava segurando as lágrimas.  Estendo a mão e vejo ele colocar o anel. Eu não aguentei e chorei,  abracei ele bem forte e chorei em seu ombro. Desfaço o abraço e o beijo. Senti pessoas atrás de mim era minha mãe e meu pai. Minha mãe estava quase chorando e meu pai estava odiando aquele momento.



                         (...)



Eu e Tae  estavamos no meu quarto deitados na cama. As luzes estavam apagadas , com apenas o brilho da lua  iluminado o local pela janela.  Eu não parava de olhar aquele anel , ele era lindo , foi o melhor presente que eu já ganhei. Sinto ser observada. Olho para Taehyung e vejo ele me olhar. Não entendi foi nada ,  apenas abracei ele mais forte ainda. 

- O que foi em ? Fica me olhando aí ! Eu sei que sou bonita ! - Falo brincando.

-Meu Deus um dia vc vai me deixar louco ! - Me jogo em cima dele o olhando sério. 

- Por que ? -Pergunto preocupada.

- Por quê ?! Vc é linda , seu corpo é coisa de tirar o fôlego e é a pessoa  que eu amo ! Por que vc tem que ser tão bonita e perfeita ? Sério ?! Já não bastava o Daehyun agr o Alec ! O que ele tem que eu não tenho ? - Entendi agr o que estava acontecendo.

- Vc falou errado. " O que ele não tem que eu tenho ?" Vc deveria ter falado isso. Por que vc ainda se importa ? É só questão de tempo até meu pai parar de te tratar mal. Eu gosto de vc e de mais ninguém.  Ok ? - Falava passando a mão em seu rosto.

- S/N eu preciso da permissão  do seu pai pra te pedir em casamento!  - Arregalei meus olhos na hora.

- C-casamento ? - Pergunto para ter certeza que ele havia falado aquilo. 

- Claro. Não agr,  mas no futuro. Vamos terminar os estudos. Depois trabalharmos aí compraremos nossa casa e nos casamos. Depois teremos dois filhos lindos. Ah , eu vou escolher o nome do menino e minha filha só irá namorar depois dos oitenta e cinco anos. Agr meu filho vai namorar com quarenta e sete. - Eu ri demais. - Não ria , eu demorei uma hora pra pensar nisso ! - Ele beija o topo da minha cabeça. Eu só ria.

Escuto alguém bater na porta e sem algum aviso meu pai aparece. 

- S/N já está um pouco tarde , não acha ?! - Bom... Ele veio encher o saco. 

- Ah... - Taehyung se levanta se ajeitando. Eu me levantei também colocando minhas pantufas. 

- Vamos Tae. - Pego em sua mão saindo do quarto ,  não olhei para meu pai. Estava com Tae na varanda me despedindo dele , não queria que meu pai atrapalhasse novamente. - Desculpas por aquilo lá dentro , eu não sabia que ele iria fazer isso. - Falo meio sem graça com a mão na nuca.

- Não tem problema. Preciso ir agr. Amanhã eu venho aqui para irmos juntos pra escola. - Ele me beija e me abraça. 

- Tudo bem. Boa noite. - Falo mandando um beijo de longe. Eu me assustei quando ele gritou.

- EU TE AMO !!! - Fez um coração com as mãos e depois foi embora. Eu fiquei rindo e vendo ele entrando em seu corro logo saindo. Entrei novamente vendo meu pai me encarando. Minha mãe estava lavando louça. Eu iria passar direto e subir para meu quarto , mas meu pai chamou minha atenção.

- Não irá dar explicações ? - Fala sério com os braços cruzados. 

- Quais ? Eu não tenho nenhuma. - Falei. 

-  Eu quero que vc termine com Taehyung. - Fala pouco se importando com meus sentimentos.

- Não ! - Fui bem grossa. 

- Repete!  - Fala bravo e me desafiando.

- NÃO. Eu não vou terminar com ele. - Naquele momento minha mãe já estava presente.

- Se eu mando vc me obedece ! Vc pensa que é quem pra falar assim comigo ? Acha que sou suas amigas ? Eu quero e  exijo respeito nessa casa S/N. - Ele aumentou seu tom de voz. - Vc vai terminar com ele e pronto , eu nunca gostei dele. 

- Não vou perder quem eu amo por um capricho  seu ! Eu gosto dele e sei o que sinto. Vc poderia me entender ? Poderia fazer seu papel de pai nessa parte ? - Acho que falei demais.

- S/N vc passou dos limites.- Eu estava olhando pra baixo , mas quando escutei ele falar eu levantei a cabeça e o olhei. 

- Só eu ? - Pergunto. 

- Se vc não se separar dele por bem , então vai ser por mal ! - Ameaça. 

- Como ? Ameaçando ele como o senhor sempre faz ? Vc acha que eu não sei das mensagens ! Taehyung morre de vergonha de vir aqui em casa com medo e por vergonha de vc. Vc acha que é agradável ver seu pai sendo egoísta e pensar em si mesmo ? Eu não sou mais criança e já sei cuidar da minha vida sentimental. Isso não se trata  só da sua vida , mas sim da minha. É a primeira vez que estou perdidamente apaixonada por alguém e vc não vai estragar isso. - Dei as costas e comecei a subir as escadas. Ficava escutando os gritos de meu pai , eu apenas ignorei e entrei no meu quarto batendo a porta. 



Eu odiava brigar com meu pai , mas dessa vez foi preciso. Não posso ficar longe de Taehyung ,não posso mesmo.  Ele é tudo pra mim , não vou abrir a mão dele. Nunca !





Notas Finais


Tive que postar mais cedo , bjs 😙😊❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...