História Os Desejos Secretos De Yamato - Capítulo 82


Escrita por:

Postado
Categorias Digimon
Personagens Agumon, Angemon, Angewomon, Biyomon, Cody Hida, Daemon (Demon), Davis Motomiya, Gabumon, Gomamon, Greymon, Joe Kido, Jun Motomiya, Ken Ichijouji, Koji, Koushiro "Izzy" Izumi, Mimi Tachikawa, Myotismon (Vamdemon), Palmon, Patamon, Personagens Originais, Sora Takenouchi, Taichi "Tai" Kamiya, Takeru "T.K." Takaishi, Takuya Kanbara, Tentomon, Tommy Himi, Veemon (V-mon), Yamato "Matt" Ishida, Yolei Inoue, Zoe Orimoto
Visualizações 12
Palavras 2.774
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa Leitura a todos!

Capítulo 82 - Por Amor


Fanfic / Fanfiction Os Desejos Secretos De Yamato - Capítulo 82 - Por Amor

- Oi Joe, eu vim aqui saber notícias da LadyDevimon e o Takuya, mais pelo que vejo eles não são os únicos com vida por aqui, mais dessa vez vocês não escapam, é o seu fim! – Disse os olhando com ódio e Joe ficou paralisado assim como Thomas, pois já sabiam o tamanho poder dela e do que era capaz mais Thomas se encorajou.

- Pra trás Joe, eu te protejo! – Disse abrindo os braços na frente dele.

-Olha só que coragem! Ou seria estupidez?

- Você não vai machucar meu senhor! – Falou Gaomon entrando na frente de Thomas e Meiko abriu um sorriso e logo estendeu a mão na direção de Thomas e o arremessou por cima de Joe e os dois caíram longe.

- Você tem razão, não vou machucá-lo o matarei rapidamente ele nem sentirá nada.

- Thomas, Thomas você tá bem? – Falava Joe o sacudindo.

- Sim estou e você?

- Estou bem, mais acho que as coisas vão piorar. – Disse olhando pra Meiko que começou a levitar então enormes asas saíram de suas costas e logo aquele corpo explodiu liberando a gigantesca Ordinemon e Thomas foi rápido.

- Gaomon!

- Tô pronto! – Disse confiante e logo Thomas pegou se digivice.

- Carregar DNA! – Os dados do poder apareceram em sua mão então passou no digivice que recebeu o poder e ele enviou a luz para gaomon.

- Gaomon digivolve para... Gaogamon!

- Vai lá acaba com ela Gaogamon!- Gritava Thomas confiante ainda com Joe e ele foi pra cima.

- Traço Garra Dupla! – Antes mesmo dele se aproximar, Ordinemon apenas abriu a boca emitindo um grito que impediu Gaogamon de liberar seus poderes.

- Minha cabeça vai explodir! – Gritava Joe tapando os ouvidos então Gaogamon tentou outra vez.

- Traço Garra Dupla! – Dessa vez ele conseguiu se aproximar na velocidade que não podia ser visto, e disparou uma onda em forma de X com suas garras e conseguiu parar o grito de Ordinemon.

- Muito bem Gaogamon continue lutando! – Gritava Thomas se levantando. – Voce stá bem?

- Sim, precisamos sair daqui.

- Eu sei, mais não sei mais onde fica a magia nem onde estamos!

- Foi à poeira, nos confundiu!

- Sim, mais eu te protejo eu prometo Joe! – Falou se aproximando da luta. – Gaogamon é hora de... – Antes de pegar o digivice Thomas foi arremssado com o vento das asas de ordinemon que as usava contra Gaogamon e os três estavam outra vez no chão.

- Ela é muito forte senhor... –Falava Gaogamon fraco.

- Sim, ela é mais você também! – Thomas tornou a se levantar e pegou seu Digivice.

 - Carregar super DNA! – Seu corpo foi coberto pelos dados do poder então os passou para o Digivice e o estendeu na direção de Gaogamon que foi envolvido pela luz e fez mais uma evolução, agora para um Digimon Cyborg. Ele carrega motores de foguete com enorme poder de propulsão nas costas e ele estava pronto.

- MachGaogamon!

- Temos que sair daqui Joe, MachGaogamon cuida dela.

- Não podemos deixá-lo sozinho!- Dizia Joe preocupado com MachGaogamon.

- Não podemos morrer, anda vem! – Falou o levando mais logo Ordinemon voou até eles parando na frente dos dois que pararam rapidamente.

- Droga!

- E agora? – Perguntava Joe preocupado, e logo ela abriu a boca preparando uma bola de poder mirando nos dois mais MachGaogamon foi rápido.

- Junta vencedora! – Ele a atacou com um soco com força de impacto suprema impedindo que Ordinemon liberasse seu poder.

- Saiam daqui, fujam! – Gritava enquanto ainda a impedia e os dois saíram correndo e ele ficou no local da luta.

- Isso vai ser entre nós, Canhão Uivante! – MachGaogamon Liberou ondas ultrassônicas com um único uivo, tudo ao redor era arrastado pelas ondas ultrassônicas mais nada acontecia com Ordinemon então ela atirou de uma das jóias de suas asas um raio o acertando em cheio o deixando em uma enorme cratera, e enquanto isso na mansão Picklemon, preocupado Gomamon procurava por seu digiescolhido.

- E por isso meu digivice é diferente, o meu e o do takeru! – Falava Hikari explicando a Lee sobre sua segunda aventura no Digimundo e Gomamon se aproximou.

- Oi.

- Gomamon, oi! – Falou se agachando até ele.

- Você parece preocupado. – Falou Terriermon se aproximando e tailmon também percebeu.

- Você tá bem?

- Sim Tailmon, mais é que... Eu não encontro o Joe vocês não o viram? – Perguntou triste e Hikari se olhou com Lee já preocupada.

- Bom... Eu também não o vi, você já olhou no quarto?

- Sim, quartos, cozinha, jardim, já andei pela casa inteira até no terraço e nada dele.

- Mais você tá sentindo algo?

- Sim Lee.

- E o que é? – Perguntou Tailmon curiosa.

- Angústia, eu sinto que ele precisa de mim mais não sei onde está.

- Bom, vamos fazer assim, a gente se separa e também procura por ele ok?

- Ok, obrigado Hikari. – Falou saindo.

- Bom, vocês se dividam que eu vou por aqui e o Lee por lá. – Falou apontando então Tailmon e Terriermon saíram os deixando a sós.

- O que você acha desse sumiço Hikari?

- Sinceramente? Não sei, mais vamos procurá-lo, em algum lugar ele deve estar.

- Tá bom, vamos. – Os dois também saíram para ajudar Gomamon na busca por Joe e no seu quarto Takeru arrumava algumas coisas até que Patamon chegou.

- Oi Takerinho.

- Oi Patamon. – Falou se virando.

- Posso ficar com você?

- Claro! – Disse abrindo um sorriso então ele voou até o colo de takeru.

- Tô feliz que você tá bem.

- Eu também estou, ficar chorando e remoendo o que aconteceu não vai me levar a lugar algum, eu tenho que pensar é na nossa missão aqui, em como cumpri-la e ir embora.

- Você quer sua casa não é?

- Não é só pela minha casa, mais eu queria sair daqui, respirar outro ar, ver meus pais, mais para isso temos que slavar o digimundo e como eu já falei ficar chorando e se lamentando não faz parte do plano para salvá-lo.

- Muito bem, esse é meu Takeru a minha esperança. – Falou acariciando seu rosto e takeru o abraçou.

- Eu te amo Patamon, muito.

- Eu também Takeru! – Os dois continuaram abraçados e lá fora Thomas continuava a correr com Joe mais sem rumo.

- Calma, eu preciso descansar um pouco! – Falou Joe parando. - Minha perna tá doendo.

- Precisamos ir Joe, força meu amor, por favor, temos que encontrar a proteção para voltarmos pra casa ou vamos morrer aqui. – Dizia tentando levantá-lo e logo um dos raios de ordinemon foi até eles explodindo ao lado dos dois os arremessando por cima das arvores cada um pra um lado e MachGaogamon não desistia.

- Gaoga Tornado! – Ele circulou Ordinemon com empuxo máximo e liberou uma barragem de poder em alta velocidade, mais ela só virou a cabeça e o vento do movimento o levou pra longe e ela seguia levitando a procura dos meninos arrastando tudo a sua frente com suas enormes pernas que arrastavam no chão então MachGaogamon saltou até ela a agarrando pelas orelhas de gato e lançou seu poder.

- Canhão Uivante! – Ele a atacava na cabeça mais nada acontecia ela continuava na direção dos meninos que tentavam seguir.

- Joe, fala comigo Joe, por favor!

- Eu não aguento mais Thomas.

- Aguenta sim meu amor, por favor, vem, eu te levo. – Falou o colocando nas costas então seguiu mesmo cansado mais ao olhar para trás viu as arvores caindo pra um lado e pro outro e era Ordinemon se aproximando.

- Não, não pode ser, cadê o MachGaogamon? – Se perguntava nervoso ao se ver sem saída e logo ele viu algo se aproximando do céu e ouviu um grande estrondo no chão e algo se aproximava sendo arrastado pelo chão e era seu Digimon.

- MachGaogamon não! – Gritou ao vê-lo completamente ferido então ele voltou a ser Gaomon e Thomas entrou em desespero.

- E agora, ela vai nos matar, é nosso fim! – Falava ainda com Joe nas costas olhano para cima vendo sua morte se aproximar lentamente e na casa Gomamon continuava sua busca.

- Joe, Joe, por favor, aparece! – Falava olhando pra toda parte e ele viu Mimi com Palmon.

- Mimi, Mimi!

- Gomamon o que houve?

- É o Joe ele sumiu você não o viu?

- Não. – Assim que Mimi se aproximou dele sentiu a casa tremer.

- O que foi isso? – Perguntou Palmon preocupada e logo a magia da casa começou a falhar e Gomamon viu algo lá fora.

- Ordinemon.

- O que?

- Ordinemon, ali! – Falou apontando.

- O que ela está fazendo aqui?

- Joe! – Disse entendendo tudo.

- Como assim Gomamon?

- O Joe deve ter saído eu senti uma angustia ela vai matá-lo eu vou salvar o Joe! – Disse saindo às pressas e Mimi logo o seguiu com Palmon e lá fora Thomas tentava salvar seu amado.

- Pronto, fica aqui eu vou distraí-la. – Falou deixando Joe atrás de uma árvore o cobrindo com folhas.

- Não Thomas, por favor.

- É a única solução, eu jamais permitirei que ninguém te machuque fique aqui que eu vou distraí-la depois você foge e encontra a casa por nós dois ok? Eu te amo. – Disse abrindo um sorriso e saiu correndo.

- Thomas não, volta aqui Thomas! – Gritava desesperado sem conseguir andar então Thomas apareceu de frente com Ordinemon.

- Hey seu monstro você não quer me destruir? Olha eu aqui! – Gritava chamando atenção e logo ela preparou uma bola de fogo na boca e atirou nele que corria por trás das árvores tentando escapar, o fogo se espalhava e cada vez mais próximo de Thomas que ficava sem saída e Gaomon enfim acordava e via tudo.

- Senhor... Senhor não! – Falava preocupado com Thomas sem poder fazer nada.

- Gaomon sai daí salve o Joe! – Gritava ainda escondido e Ordinemon preparou mais uma vez o poder e Thomas não tinha mais pra onde correr e apenas fechou os olhos pronto para seu fim.

- Eu te amo Joe, eu te amo. – Disse esperando a explosão mais ele ouviu outra coisa.

- Flecha Celestial!

- Gargo Paletas! Aaaaa Ra tá tá tá tá tá tá!!! – Ordinemon foi impedida de lançar seu poder em Thomas que se animou.

- Gente! – Gritou saindo de trás da árvore e foi à vez de Mimi.

- Palmon agora!

- Hera venenosaaaaaaa! – Ela lançou suas raízes agarrando Thomas e Gaomon os puxando pra dentro da proteção em uma das falhas.

- Você tá bem?

- Sim, mais o Joe tá lá fora.

- E agora a magia voltou!

- Mais podemos passar Mimi, ir e voltar.

- Tem certeza Thomas?

- Sim!

- Então fica nós vamos buscar o Joe.

- Mais você não sabe onde ele tá deixa eu ir com a Palmon.

- Tem certeza?

- Sim!

- Palmon?

- Ok! – Ela e Thomas saltaram para fora da magia e ele contou o plano.

- Eu vou até o Joe o pego e você nos puxa, não sai daqui ou perdemos o local.

- Ok! – Thomas saiu correndo e palmon o aguardava e acima deles a luta continuava.

- Gargomon vamos atirar nas asas é o que a mantém de pé! – Falava Angewomon sobrevoando Ordinemon.

- Entendido, nas asas! Gargo paletas!

- Flecha celestial! – Os dois acertaram juntos as asas de Ordinemon e uma explosão aconteceu a cobrindo e Thomas enfim chegava até joe.

- Cheguei meu amor, tô aqui vamos! – Falava o levantando e logo ele deu sinal. – Pronto Palmon estamos prontos.

- Palmon?

- Ela tá nos ajudando! – Falou o abraçando.

- Hera venenosaaa! – Ela agarrou os dois e começou a puxá-los mais ordinemon liberou um enorme grito super sônico deixando todos fracos, Angewomon e Gargomon foram arremessados de volta a casa nas suas formas de Tailmon e Terriermon e Palmon logo largou thomas e joe na metade do caminho e foi arremessada de volta pra dentro da proteção também.

- O que houve? – Perguntou Gomamon preocupado.

- Não consegui!

- Desculpa Mimi mais eu vou ter que ir lá. – Falou saltando pra fora.

- Gomamon não! – Gritou tentando impedi-lo e Hikari assim como Lee correram até seus digimons.

- Tailmon!

- Terriermon! – Falavam os pegando no colo mais eles não acordavam e Gomamon corria em meio o alvoroço em busca de Joe.

- Joe, Joe eu estou aqui! – Gritava se aproximando o vendo no chão com Thomas então Ordinemon bateu fortemente suas asas no chão que se rachou abrindo um buraco que ao chegar até Joe e Thomas os engoliu e Gomamon se desesperou.

- Joeeeeeeeeeeeeeee! – Ele gritou com o coração e o digivice da confiança brilhou liberando a luz da evolução.

- Gomamon digivolve para... - Logo os dados o cercou se transformando em um ovo que passou por uma luz recebendo vários raios de poder até que não resistiu e se quebriou por completo liberando a nova forma de Gomamon ainda de dados então o anel do poder passou por todo seu corpo dando cor e vida.

- Ikkakumon! – O chão logo se desfez sobre seus pés e o símbolo da cofiança desceu até ele.

- Ikkakumon super digivolve para... – O símbolo da confiança mudou seu corpo para a nova fase também ainda de dados e vários raios o acertava dando força e poder e vários anéis começaram a penetrar seu enorme corpo, um raio acertou sua mão se transformando em um martelo que ele jogou nas costas em meio varias piruetas no ar e ele estava pronto!

- Zudomon! Zudumon mega digivolve para... – Outro raio o acertou transformando o chão em anéis de luz que subiram sobre corpo revelando sua próxima fase, todo o procedimento aconteceu para libertar a mega fase de Gomamon que estava ponta.

- Vikemon! – Ele logo estendeu sua mão pegando Joe e Thomas impedido que o buraco os engolisse. – Vão para a proteção!

- Mais não sabemos onde fica! – Disse Thomas segurando Joe mais logo à ajuda chegou.

- Hera venenosaaaaaaa! – Palmon agarrou os dois e os puxou para casa.

- Joe, Joe você tá bem? – Perguntava Mimi o sacudindo.

- Mimi Vikemon tá lutando sozinho! – Disse Hikari preocupada.

- Palmon?

- Tô pronta! – O Digivice brilhou e a luz a envolveu.

- Palmon Digivolve para... – O ovo se formou ao seu redor recebendo os raios dando sua nova forma.

- Togemon! – Logo ela saltou pra fora atacando. – Rajada de espinhooooooooooos!

- Nevasca do ártico! – Os dois atingiram Ordinemon em cheio mais nada acontecia e ela atirou em Togemon com raios de suas jóias nas asas e ela foi arremessada de volta a casa na forma de palmon.

- Palmon! – Gritava Mimi correndo até ela.

- Eu não consegui Mimi, me desculpa.

- Tudo bem, fica tranquila. – Mais Vikemon não desistia.

- Você não vai nos destruir Ordinemon! Vai pagar por ter machucado o Joe, Nevasca Ártica! vikemon congelou o ambiente à zero graus momentaneamente, ele foi pra cima deixando ordinemon cega graças a luz do golpe e ele conseguiu congelar todo o rosto dela que começou a se debater, suas enormes asas destruíam tudo que tocava e Vikemon tentava se proteger, e ela continuava a se debater sem ar e uma de suas asas acertou Vikemon em cheio o arremessando na direção da casa e ele atravessou a magia caindo próximo a Joe já na forma de Gomamon e lá fora Ordinemon continuava a se debater ainda sem ar até que se cobriu com suas asas e uma luz negra desceu do céu a acertando e ela começou a diminuir  e criar forma humana e voltou a ser Meiko e assim se livrou do gelo de Vikemon.

- Malditos, mais uma vez escaparam, e estão todos vivos, mais eu vou acabar com vocês Digiescolhidos, não vai ser uma magia que vai me impedir eu juro! – Disse furiosa arrancando os matos ao seu redor com suas enormes unhas e então se foi e os meninos respiraram aliviados.

- Acho que acabou, ela não pode entrar aqui! – Falou Mimi com Palmon no colo.

- Ainda bem, vamos levar os Digimons para Himekawa! – Falou Lee com Terriermon no colo e logo pegou Gomamon também.

- Eu vou pedir ajuda pra levar o Joe! – Disse Hikari subindo as escadas com Tailmon e Mimi apenas observava Thomas e Joe tentando entender o que eles faziam lá fora e Thomas quando percebia que estava sendo visto apenas fazia uma cara de choro e preocupação...

Vós, que sofreis, porque amais, amai ainda mais. Morrer de amor é viver dele.


Notas Finais


Obrigado por lerem queridos!

OS DESEJOS SECRETOS DE YAMATO NO FACEBOOK:

https://www.facebook.com/Zamerech/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...