História Os Dez Desejos - Imagine Kim Taehyung (BTS) (ShortFic) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys, Bts, Imagine, Kim Taehyung, Taehyung, Taetae, Você
Visualizações 741
Palavras 1.404
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha eu aqui ;-; com o último ep! ;-;-;- espero que esteja bom!

Obrigado pelo apoio que deram á essa fanfic, obrigada pelos favoritos e os comentários de incentivo! ❤

Boa leitura amores.

Capítulo 11 - Último capítulo. - Por essa não eu esperava!


Fanfic / Fanfiction Os Dez Desejos - Imagine Kim Taehyung (BTS) (ShortFic) - Capítulo 11 - Último capítulo. - Por essa não eu esperava!

Os Dez Desejos - Imagine Kim Taehyung 

Final - Por essa eu não esperava!

Taehyung se afasta de mim, olho para o mesmo e ele começa a brilhar.

— Eduard? — Brinquei e vejo o mesmo mostrar o dedo do meio para mim.

Logo ele se ajoelha no chão, e uma luz enorme sai dele. Fecho os olhos por causa da luz repentina e quando abro os olhos novamente Taehyung estava me olhando.

— Deu certo? — Ele olhou ao redor.

— Não sei.

Taehyung se levanta e caminha até um cara qualquer e o empurra. O homem o olha e começa a xinga-lo.

— Deu certo! — Taehyung da risada. — Não era para ele me ver.

Corro até ele e o beijo com volúpia, Taehyung retribui o beijo e me roda no ar.

Olho para o lado ao ver o sino da porta da lanchonete soar. Vejo Yoongi parado ali na porta.

— Você... não quer mesmo pensar naquilo que te falei? — Ele falou juntando as mãos.

— Não, ela não quer não! — Taehyung abraça minha cintura. — Ela é minha.

Yoongi revira os olhos e sai dali com as mãos nos bolsos. Rio e olho para Taehyung lhe dando um selar.

— Eu te amo…. — Murmurou. — Garota burra.

— Também te amo. — Ri. — Demônio tarado.

[…]

Taehyung beijou meu pescoço, dando pequenas mordidas no mesmo e saio de cima de mim.

— Foi melhor do que a primeira vez. — Falou ofegante e eu rio.

— Foi. — Abraço Taehyung e deixo minha cabeça em seu peito.

— A próxima será melhor ainda. — Murmurou ao pé do meu ouvido e sorrio.

Rio e me sento na cama, visto minhas roupas e olho para Taehyung na cama ainda.

— Você não é mais um demônio, tem que levantar e se vestir como uma pessoa normal.

— Aff' nessas partes que eu queria voltar a ser demônio de novo. — Ele se levanta e se veste.

— Você é muito preguiçoso. — Comentei indo até o mesmo.

Logo escuto passos e olho para trás, vendo Namjoon com os braços cruzados.

— O quê foi agora? Taehyung é humano, não precisa mais o levar. — Abraço Taehyung.

— Ele até que se livrou, mas você não… Ainda quero sua alma minha jovem. — Namjoon me olhou sério.

Olho para Taehyung que me apertou no abraço.

— Por favor Namjoon, não tire ela de mim, você não sabe o quão eu fiquei mal até chegar aqui. — Taehyung implorou e só recebeu uma risada melancólica como resposta.

— Tô pouco me fudendo para o quê você sentiu ou deixou de sentir. — Ele levantou as mãos e eu apareço em meio aos seus braços, presa.

Taehyung se levantou mas logo foi jogado contra a parede.

— Merda, isso doi. — Resmungou Taehyung, pondo a mão no peito.

Quando Namjoon se vira para ir Jimin estava na porta, com os braços cruzados.

— Senhor, você não tem coração? — Jimin caminhou até Namjoon.

— Na verdade não, não tenho. — Respondeu simples.

Jimin faz Taehyung sair da parede e me puxa para ele.

— Deixa eles serem felizes.

— Dani-se eles, estou fazendo o meu trabalho, ela já gostou todos os desejos e, agora está na hora dela pagar.

— Isso não te lembra nada, senhor? — Jimin apontou para mim e Taehyung. — Qual é o nome da sua mãe mesmo, S/n?

— Ue, S/n também. Ela pôs o mesmo nome dela em mim. — Falei sem entender.

Olho para Namjoon que engoliu a seco e apertou os punhos com força.

— E ai cara, lembra dela? — Jimin indagou, olhando para Namjoon.

— Ah droga, fiquem logo. — Namjoon desaparece.

Vou até Taehyung e o abraço, depois olho para Jimin sem entender.

— Obrigada, mas o quê tem minha mãe nessa história? — Perguntei olhando para o ruivo.

— Digamos que, sua mãe também desejou muito uma coisa, Namjoon veio para realizar os desejos dela e ele começou a gostar dela, que nem Taehyung com você.

Arregalo os olhos e olho para Taehyung que também estava com os olhos arregalados.

— Então, ele é o meu….

— Não, eles nunca chegaram a ficar pra valer juntos. — Deu de ombros. — Ele apenas falou que a amava no último desejo dela e ela já tinha feito o desejo, ele poupou pegar a alma dela e desapareceu.

— Nossa… — Olho para baixo.

— Bem, que bom que ficaram juntos. Parabéns. — Jimin desaparece.

[…]

Taehyung e eu ficamos juntos, finalmente. Nos iriamos completar três meses juntos e hoje ele iria conhecer minha família, nos combinamos de jantar ao ar livre esse dia e Taehyung nunca esteve tão nervoso.

— E se sua mãe não gostar de mim? E seu pai querer me matar? — Ele fala tremendo.

— Minha mãe vai te adorar e meu pai? Dani-se meu pai. — Rio.

Meu pai não é bem aquele pai todo amoroso, ele não gosta muito de mim. Sim, ele não gosta da própria filha, mas fazer o quê né?

— Vamos! — Termino de por a gravata em Taehyung e o puxo para a rua.

Logo fomos para os fundos, onde estão preparando tudo na mesa. Vejo minha mãe arrumando tudo na mesa e meu pai encostado na parede, minha mãe se vira e corre até mim, me abraçando fortemente.

— Meu amor! — Ela sorri. — Está quase tudo arrumado… E você deve ser o Taehyung!

Taehyung estende a mão para ela, mas minha mãe ignora e o abraça, fazendo Taehyung rir e quase cair pra trás.

— É um prazer conhecer à senhora. — Taehyung falou tímido.

— Também é um prazer conhece-lô. Bem, vou continuar a arrumar as coisas. — Ela caminha até a mesa e eu escuto um grito, olho para trás e vejo Jimin.

— Ninguém me convida, deixa vocês. — Rio e vou abraçar o ruivo.

— O quê ce tá' fazendo aqui? — Taehyung perguntou o olhando. — Aqui é um jantar de família.

— Por quê eu posso, e por quê eu posso tudo.

Dou risada e logo atrás vejo Namjoon, congelo e olho para Jimin.

— O quê ele tá fazendo aqui? — Sussurro para Jimin.

— Ele insistiu em vir, desculpa! — Sussurrou de volta.

Minha mãe caminha até nós e dá um sorriso para Jimin.

— Você deve ser o amigo dela, né? É um prazer. — Abraçou Jimin que retribuio. — E você deve ser o outro ami…..

Minha mãe olha para Namjoon e fica muda na hora. Namjoon olha para ela calado também e ela apenas acena com a cabeça para ele.

— Vamos comer… — Todos nós nos sentamos na mesa.

[…]

O jantar foi um pouco embaraçoso, minha mãe sempre tentava olhar apenas para Taehyung, Jimin e eu. Ela perguntava algumas coisas aqui e ali e meu pai passou o jantar inteiro calado.

Bem, além de tudo, foi um jantar até que legal. Jimin não parava de falar e fazia todos rirem, até Namjoon.

No final, eu estava me despedindo da minha mãe. Meu pai já estava na sala assistindo tevê.

Quando foi a vez de Namjoon se despedir da minha mãe, eles trocaram algumas palavras e eu vi um sorriso brotar nos lábios da minha mãe e eles se abraçaram, o abraço durou bastante tempo e eu vi ele sussurrar algo para ela.

Logo Namjoon caminha até nós com um pequeno sorriso nos lábios.

— O quê estão olhando? — Namjoon perguntou ao ver Taehyung, Jimin e eu fazer uma carinha.

— Nada senhor. — Jimin riu.

— Vamos embora logo. — Ele passou por nós e rimos.

— Pera, como eles conseguiram ver vocês dois, se vocês são demônios e não humanos? — Perguntei olhando pra Jimin.

— Nós temos essa capacidade, o Taehyung não conseguia por quê ele era novato. — Jimin ri.

— Ah sim, entendi. — Todos nos saímos e Namjoon ficou esperando Jimin longe.

— Bem, foi bom passar o dia com vocês, a gente se vê. — Jimin acenou para nós e desapareceu junto com Namjoon.

Olho para Taehyung e ele me dá um selinho e me abraça fortemente.

— Tae, preciso te falar uma coisa. — Ele levanta uma sobrancelha e me fita.

— O quê?

— Estou grávida.

— ….. — Ele fica calado me olhando, e logo Jimin volta a aparecer.

— Eu escutei bem? EU QUERO SER O PADRINHO!

~ Fim ~


Notas Finais


Sim, acabou desse jeito heuheuehu! ESPERO QUE TENHAM GOSTADO DA HISTÓRIAAAAA. EU AMO VOCÊSSS

E desculpem pelo final bosta e um pouco corrido :').

Antes que perguntem (( VAI TER SEGUNDA TEMPORADA??)) Eu não sei, talvez sim, talvez não heuheuheu!

Obrigado por tudo amores. ❤ Amo vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...