1. Spirit Fanfics >
  2. Os dois anjos da minha vida - FNF >
  3. Uma verdadeira criança

História Os dois anjos da minha vida - FNF - Capítulo 6


Escrita por: Cherry_376

Capítulo 6 - Uma verdadeira criança


{P.v Pico}

Tínhamos acabado de sair do meio de todo aquele caos, sentamos em um banco próximo alí esperando que Lucy se acalmasse, seus pequenos chifres estavam a mostra e sua pele estava meio arroxeada, com o tempo sua aparência ia voltando ao normal, como de costume atraímos alguns olhares, mas não era nada que incomodasse. Keith mantinha um semblante de preocupação pela mais alta, lhe dando um abraço lateral que foi correspondido com um afago em seus cabelos.

Era extremamente raro vê-la deste modo, ela sempre apresenta uma posição tão calma sobre as coisas, geralmente ela e o azulado teriam que me segurar como antes, não como nós dois fizemos. Eu segurava sua mão a acariciando, também meio que me acalmando de tudo aquilo que havia escutado, apenas sentir sua pele contra minha já era reconfortante.

Me inconforma como as pessoas podem ser tão odiosas umas contra as outras, é como se todo mundo se odiasse sem motivo algum, não se pode mais ser quem realmente é, não posso mais andar meio abraçado com meu marido, isso é algo que as pessoas deveriam sentir vergonha não adotar como uma verdade absoluta só porque algum merda de alguma igreja falou que era errado, nem tudo que ouvimos é uma certeza, na minha opinião essas pessoas que aceitam tudo cegamente são só burras ou ingenuas de mais.

- Eu já estou melhor, vamos andando, temos uma caminhada meio longa pra fazer- disse a ruiva me tirando de meus pensamentos, ela esboçava um sorriso pequeno em seu rosto já com sua aparência normalizada- obrigada meus amores- ela logo deu um beijo na testa do azulado e outro e minha bochecha fazendo minhas bochechas arderem um pouco.

- Não foi nada, minha pudinzinha- disse levantando sua mão e beijando as costas dela, assim a fazendo rir um pouco.

- Quando você precisar nós estamos aqui, só por favor avisa quando você for traumatizar alguém de novo- se pronunciou Keith se soltando da ruiva dando uma risada.

- Eu vou tentar- falou a maior se levantando do banco enquanto ria junto do mais baixo.

O azulado e eu também nós levantamos, logo seguindo a ruiva que já saia andando em nossa frente. A casa de Miku não era tão longe dali, mas como Lucy havia dito era uma boa caminhada até chegarmos, o sol já estava se pondo, provavelmente chegariamos meio tarde, e com certeza voltaremos ainda mais tarde pra casa, mas o importante é ver ela, Keith deve estar morrendo de saudade de ver sua irmã cara a cara.

{...}

Finalmente tínhamos chegado, era uma casa até que pequena, parecia ainda menor do que da última vez que havíamos vindo fazer uma visita. Era clara a presença da mais nova por conseguirmos ver os pisca-piscas atrás das cortinas dentro da casa, ela adorava essas luzes, gostava mais de usá-las do que as próprias lâmpadas da casa, é pouca luz mas é ao mesmo tempo aconchegante.

O mais baixo tomou a frente e apertou a campainha, quase de imediato conseguimos ouvir passos apressados vindo até a porta e rapidamente a abrindo, Miku esboçava um grande sorriso ao ver o irmão em sua frente, seus olhos brilhavam de alegria.

- Onii-san!- exclamou a de cabelos cianos abraçando o azulado com força.

- Como eu estava com saudade de você!- respondeu Keith retribuindo o abraço.

- Eu também tava morrendo de saudade sua- disse se soltando do abraço e logo olhando para mim e Lucy- E de vocês também! Vamos entrar quero saber de tudo que eu perdi!- falou logo nós dando passagem à porta com um sorriso no rosto.

Entramos na casa logo nos comprimentando devidamente, fomos até a sala onde a televisão estava ligada, ela provavelmente estava jogando alguma coisa antes de chegarmos. Eu, Keith e Lucy sentamos no sofá maior pela insistência da mais nova, enquanto a própria se jogou em um puff que havia bem ao nosso lado.

- Ah antes de tudo nós trouxemos uns presentinhos- disse entregando a sacola que segurava para Miku- Ficamos um pouco perdidos em achar algo que você ainda não tivesse já que comprou tanta coisa lá, mas eu espero que goste- sorriu logo segurando minha mão e a da esposa.

- Ah! Não precisava onii-san! Obrigada de verdade- agradeceu a de cabelos cianos abrindo a sacola de papel.

Assim que olhou dentro da sacola seus olhos voltaram a brilhar, já tirando tanto o coelho quanto o agasalho que havíamos comprado, ela estava tão animada que já ia vestindo o moletom, mesmo não estando tão frio para usá-lo, e abraçando a pequena pelúcia.

-Eu adorei! Obrigado a vocês três- disse com um sorriso no rosto, logo se levantando do puff e colocando o coelhinho sobre uma prateleira em uma estante que estava repleta de outras pelúcias.

- Não foi nada de mais, não tem necessidade de agradecer- falou a ruiva com um sorriso no rosto- Mas só por título de curiosidade, onde tá a Yuki? - indagou se referenda a pequena cadela de estimação de Miku.

- Ela deve estar lá em cima, eu vou pegar ela- falou tomando rumo até a escada que dava acesso ao segundo andar- nunca vi um cachorro que gosta tanto de ficar no meu quarto, fique à vontade viu?- ria enquanto se pronunciava já subindo as escadas.

Assim que subiu o silêncio pairou no local, acabei pra tomar esse tempo pra olhar um pouco em volta, a sala tinha suas parede lotadas de posters de animes e videogames, junto das duas estantes repletas de bichinhos de pelúcia e figures também de animes, parecia mais um quarto do que uma sala de estar pra falar a verdade, mas ainda acho engraçado que ela insiste em manter este tipo de decoração na casa inteira, é como se fosse uma réplica exata de como era seu quarto quando ainda morava com Keith e seus pais só que dessa vez se expandindo para a casa inteira.

- Ela não mudou nem um pouco mesmo- disse Lucy quebrando o silêncio rindo um pouco.

- Minha irmãzinha sempre será uma eterna criança, não adianta- falou o azulado entrando na brincadeira- Ela tem a mesma personalidade de quando ela tinha uns 15 anos, acho meio difícil ela mudar agora- complementou rindo como a ruiva.

- Sinceramente eu acho melhor assim, ela ainda tem a inocência de uma criança, mesmo sendo poucos anos mais nova que a gente a Miku vê o mundo completamente diferente da gente- entrei na conversa dando meu ponto.

- Nossa e como! Também acho melhor assim, parece até que eu vou ter ela como uma garotinha pra sempre- falou apoiando seu corpo sobre mim- Eu tenho saudade de quando ela era só uma criancinha me seguindo pra todo lugar- ele mantinha um sorriso saudosista em seu rosto.

- Olha sem querer falar nada mais já falando, por isso que eu acho que seria bom a gente ter uma criança- falou a ruiva trazendo o assunto dos filhos à mesa. Ela sempre insistiu que um dia queria ter filhos, mas depois que casamos em todo oportunidade que ela possui ela começa a falar disso- Imagina só um toquinho de gente correndo pra lá e pra cá correndo atrás de você- disse apoiando um pouco seu corpo sobre o do azulado com um sorriso meio persuasivo em seu rosto.

- Já falamos disso docinho, nós achamos muito cedo pra começar uma família- o mais baixo deu um beijo na bochecha da demonia, logo começando a acariciar seus cabelos- Talvez daqui mais um ou dois anos, ok?

A ruiva apenas assentiu com a cabeça fazendo uma cara de birra, eu apenas ri um pouco silenciosamente e então voltamos ao silêncio monótono. Sem se passar muito tempo a de cabelos ciano desceu as escadas as pressas com sua cadelinha no colo, logo a deixando no chão assim vindo correndo em nossa direção enquanto latia, era uma latido agudo que chegava até a ser irritante, mas era completamente compensado pela fofura daquela bolinha branca.

- Desculpe ter demorado, a Yuki tinha feito uma bagunça lá em cima, então tive que ir arrumar- se pronunciou a mais nova vindo em nossa direção logo se jogando no puff novamente.

- Relaxa, a gente entende- respondi colocando minha mão na beira do sofá chamando a atenção da cadelinha, logo fazendo carinho na cabeça da pequena.

- Mas e então, eu percebi que vocês tão de anéis combinando- falou Miku se pondo na beira do assento entusiasmada- Desde quando vocês estão noivos? Eu quero ir nesse casamento! Se eu estiver certa, é claro.

Keith apenas olhou para mim e a esposa, provavelmente não esperava que o assunto viria tão rapidamente, Lucy nem havia dado bola apenas fazia carinho nas costas do cachorro no chão, eu apenas lhe dei de ombros deixando o azulado mais confuso ainda do que fazer.

- Então né, como eu posso falar isso…- falou o menor fitando o chão.

- Nós já estamos casados, essas são alianças de casamento- disse interrompendo e logo levantando minha mão mostrando o anel com mais clareza.

O silêncio havia se instaurado novamente, a mais nova apenas nos olhava surpresa e brava ao mesmo tempo, o menor me deu um beliscão com um olhar de reprovação, me fazendo dar um pequeno gritinho de dor, mas comecei a rir logo em seguida. Miku não parecia ter acreditado no que acabara de ouvir, era como se estivesse absorvendo a informação.

- Poderia ter falado com um pouco mais de delicadeza, né besta- falou a ruiva em um tom mais baixo se direcionando a mim, mas ela mesma também ria um pouco de tudo aquilo.

- Olha só maninha, eu queria ter te falado antes, eu só não sabia como- tentava se defender já se ajeitando sobre o sofá no intuito de chegar um pouco mais perto da irmã.

- Vocês casaram e eu nem pude ver isso!?- indagou em um tom mesclado de raiva e tristeza- Eu queria tanto ter visto vocês de terno e a Lu de vestido!- exclamou fazendo uma cara birrenta, acho que fazer essas birrinhas e ficar bravo com coisas bobas é de família.

- Na verdade não fizemos nada disso, acabamos só fazendo tudo oficial no civil e ficou por isso- falou a mais alta deitando sua cabeça sobre as pernas de Keith- Seria legal se tivéssemos feito uma festa, acho que ficaria até que bonita naqueles vestidos de noiva.

- Você fica linda em qualquer coisa pudinzinha- a elogiei a fazendo corar um pouco com um sorriso em seu rosto.

- Mas nem que eu mesma tenha que organizar, eu vou no casamento do meu irmão!- disse inclinando seu corpo para frente quase caindo no chão- Eu quero ver vocês lindos!

- Já fazem 9 meses que estamos casados, acho que é um pouco tarde pra isso- falou o azulado após uma risada nasal.

- Não importa! Eu quero ser a garota das flores, tá?- respondeu a mais nova com um sorriso enorme em seu rosto.

Nós três apenas rimos do casamento hipotético que a menina já criava em sua cabeça, realmente parecia uma criança. Continuamos naquele assunto por mais um tempo, onde Lucy apenas encorajava a loucura de Miku enquanto Keith e eu riamos de tudo aquilo.

Eventualmente passamos por outros tópicos, ouvindo as histórias interessantes que a mais nova havia para nos contar e também contando algumas coisas que haviam ocorrido durante sua ausência. Acabamos por passar a noite inteira por lá, pedimos até uma pizza para nós e continuamos papiando pelo resto da noite.

Era de fato uma diversão conversar com essa doidinha, apesar dela não gostar muito de mim por causa do meu passado ela ainda me aceitou dentro da família dela, não do mesmo jeito que a Lucy, mas já é um grande avanço pra quem nem gostava de ficar no mesmo cômodo que eu. Ela ainda possui a personalidade e a mentalidade de uma criança às vezes, mas não posso negar que amadureceu muito, Keith pode até não perceber isso por ver la sempre como sua irmãzinha, mas ela cresceu bastante, admito que até eu sinto saudade da época que nos conhecemos, mesmo que ela não gostasse muito de mim.


Notas Finais


Eu particularmente não gostei muito deste cap, mas se vc chegou até aqui quer dizer que você gostou, então obrigado pela leitura!
Ass- Cherry♤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...