1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine Taehyung - Os dois lados da mesma moeda >
  3. Chapitre 1

História Imagine Taehyung - Os dois lados da mesma moeda - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Estou reescrevendo esta história! ^w^

Capítulo 1 - Chapitre 1


Fanfic / Fanfiction Imagine Taehyung - Os dois lados da mesma moeda - Capítulo 1 - Chapitre 1

Prazer, me chamo Jung S/n, tenho 23 anos e moro em Seoul.

Eu tenho uma vida boa, moro sozinha, trabalho com o que eu gosto, tenho bons amigos e recebo MUITO bem.

Com o que eu trabalho? Bom, não sei se você vai querer saber, mas como não gosto de deixar as pessoas curiosas irei te contar.

Eu trabalho como assassina de aluguel, mato pessoas em nome de outras e ganho muito por cada serviço.

Ninguém da minha família ou amigos sabem disso, eu escondo muito bem, e, geralmente, aqueles que descobrem viram alvos.

Faço isso a muito tempo e nunca tive problemas com a polícia ou algo do tipo, sou bem discreta.

De dia, uma cidadã normsl que trabalha em um PetShop no centro da cidade, de noite uma assassina procurada.

Como eu disse ali em cima, as pessoas que descobrem viram alvos, eu aciono alguns contatos e eles logo fazem o seu trabalho.

Eu evito de levar qualquer pessoa até minha casa, tenho armas espalhadas por lá e não posso deixar que ninguém veja.

Eu sou contratada pelo WhattZap, em um celular descartável e incapaz de ser hackeado.

Eu gosto do que faço, virou uma rotina pra mim, faço isso des dos 17 anos, levanto de manhã, vou pra PetShop e trabalho até as 8 pm, vou pra casa, troco de roupa e mato quem devo matar.

Não tenho muito tempo pra namorar, nem teria como com o trabalho que eu tenho, conheço outros assassinos de alguel mas sempre que nos encontramos usamos máscaras, não confiamos uns nos outros a esse ponto.

Apenas temos apelidos, o RM, o Seok e o Jeon.

Tenho duas personalidades, sendo assim tenho 2 vidas completamente diferentes.

Na vida do dia eu sou doce, amigavel, gentil, companheira e estou saindo com um garoto chamado JungKook, ja dormimos juntos algumas vezes, eu não diria que tenho sentimentos por ele, são só desejos.

Tenho um amigo do trabalho, o Namjoon, quebra tudo o que toca então fica responsável apenas por cuidar dos xixis dos doguinhos.

Na vida de noite, eu mato os alvos, bebo bastante, sou grossa, pego muita gente e não curto muito ficar de papindo com gente na rua.

-----------------------------------------------------------

Nj- acha que a polícia vai conseguir pegar esses assassinos?

Eu estava no trabalho conversando com o Nam, estávamos vendo TV.

- não sei, espero que sim. Hm, ja são 10pm, fiquei tempo demais aqui, estou indo pra casa. Até amanhã Namjoon, e não fique muito tarde.

O dia fora agitado, por isso fiquei até mais tarde do que deveria.

Assim que cheguei na porta da minha casa recebi uma mensagem *naquele* celular especial.

Tenho um alvo pra você, uma garota de 19 anos que mora na Rua ******, na casa de numero ***, quero que você mate ela hoje.

-  e vamos de trabalhar até 6 am.

Troquei de roupa, peguei minhas armas e minha máscara e saí de casa pelos fundos.

Fui andando até o destino pelas ruas mais escuras da cidade, por becos onde aconteciam vendas de drogas ilegais e onde até a polícia tem medo de entrar.

As pessoas dali estavam acostumadas a me ver passar por aqueles becos estreitos todas as noites.

Sigo meu caminho em frente, meu destino era bem longe da minha casa, ficava a mais de 7 quarteirões pra trás.

Assim que cheguei la entendi o motivo por ser tão longe, era um prédio abandonado em reforma, havia moradores ali, os de baixa renda.

Fui por cima, tentando evitar o máximo de pessoas ali pra não correr nenhum risco.

Recebi outra mensagem.

A garota chega em casa as 3 am.

"Podia ter me avisado antes fdp."

Teria que ficar esperando ali até dar 3 am.

*QBT*

Fiquei observando as estrelas e contando quantas constelações eu podia inventar até ouvir sons de salto alto.

Era o meu alvo, ela usava uma roupa bem curta, salto alto de salto fino e o cabelo solto, alem de muita make e joias de ouro.

Esperei até uns 5 segundos depois que ela entrou e desci do telhado dela ficando de frente pra janela.

Aproveitei que ela estava de costas e usei um grampo de cabelo pra destrancar a porta, entrar e atirar nela.

Como prova da morte eu sempre tenho que mandar uma foto do alvo morto pra receber o meu dinheiro.

Assim que mandei a foto tirei a máscara pra respirar melhor e dei uma olhada pela casa dela. Não tinha muita coisa.

??- S/n???

Me virei assustada pra trás, ja colocando minha máscara devolta e dando de cara com um antigo amigo de colégio, Kim Taehyung.

Ele olhou pra garota e depois pra minha arma.

Apontei a arma pra ele e mandei ficar de boca fechada.

Th- rela...

??- quem esta aí garoto?

Era uma voz de senhora de idade, me abaixei pra que ela me visse pela janela.

Th- nada, só um guaxinim que entrou aqui e derrubou algumas garrafas, não se preucupe Sra.Chan.

Sc- certo, vou pra casa. Va tambem garoto, a noite é perigosa.

Th- ja estou indo.

Me certifiquei que ela ja tinha ido embora e apontei a arma pro garoto denovo.

Th- ô calma aí S/n.

Não adiantava nada continuar de máscara então tirei, podendo respirar direito denovo.

- você sabe meu segredo, vou ter que te matar.

Th- posso falar?

Apenas fiquei em silêncio.

Th- obrigado, 1° não creio que seja você mesma, a rainhas das mortes, uau; 2° o que acha de um acordo?

- que tipo de acordo?

Th- eu sou procurado pela polícia por assassinato e preciso de um lugar pra ficar....então, se me deixar morar com você, eu guardo seu segredinho sujo.

"Desgraçado"

Th- é pegar ou largar. A polícia pode não acreditar em mim, mas talvez acreditem em outras pessoas.

Abaixei a arma e assim que ouvi sirenes da polícia coloquei a máscara e subi no telhado, o garoto veio atrás de mim.

Corremos, mas corremos MUITO, fomos parar nos becos onde geralmente encontro Rm, Seok e Jeon e la estavam eles jogando cartas.

Jn- olha só, JungJung. Quem é esse aí?

Rm- Kim Taehyung, procurado pela polícia por assassinato.

- boca fechada Taehyung pq eles não sabem quem eu sou também.

Sk- ele sabe?

Th- eu vi ela matando minha vizinha prostituta. Fiz um acordo com ela.

Jn- se fudeu, se eu fosse voce matava logo.

- é, o que me impede de te matar?

Th- hm, nada, mas se vc me matar na sua casa vão descobrir o seu segredinho sujo e vai perder a oportunidade de saber da vida das pessoas que estudaram com a gente no colégio.

Não me surpreenda Taehyung ter sido esperto em fazer este acordo, sempre foi o gênio da turma.

*QBT*

Levei Taehyung pra minha casa e ele ja foi logo se jogando no sofá.

Expliquei as regras simples, nada de estranhos aqui dentro e nada de peguetes também.

Subi pro quarto, tirei minhas roupas e entrei no banho, aquela água gelada relaxou o meu corpo suado, vesti qualquer pijama.

Fui dormir na minha cama e o garoto logo aparece de deitando do meu lado.

- o que ta fazendo?

Th- shhhiu, quietinha....

Ele pega no sono e eu penso "n vai funcionar isso dele morar comigo".

Ja começa pelo fato de sermos de gêneros diferentes.

O que mais me deixa curiosa é o fato dele ser procurado por assassinato.

Então...quem ele matou?



Continua....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...