História Os Filhos de Hogwarts - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Alvo Potter, Arthur Weasley, Dolores Umbridge, Draco Malfoy, Fred Weasley, Fred Weasley Ii, Gina Weasley, Godric Gryffindor, Harry Potter, Helena Ravenclaw, Helga Hufflepuff, Hermione Granger, Hugo Weasley, Lílian L. Potter, Louis Weasley, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Molly Weasley, Molly Weasley II, Neville Longbottom, Remo Lupin, Rose Weasley, Salazar Slytherin, Scorpius Malfoy, Severo Snape, Sirius Black, Tom Riddle Jr., Tom Riddle Sr.
Visualizações 14
Palavras 719
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Aula de Adivinhação e de Tratos com as Criaturas Magicas


Os alunos do primeiro ano da lufa-lufa e grifinoria sobem juntos em direção a torre de adivinhação, já que seria sua ultima aula antes do almoço. Quando entram na sala Scorpius e Rose se sentam juntos perto da janela. Todas as mesas eram redondas, com 3 lugares cada, e uma bola de cristal em cima de um pedestal em cada mesa.

- Bem vindos, bem vindos a todos! - Disse a professora Sibila (Sybill) Trelawney entrando na sala carregando alguns livros. - A arte da adivinhação! Uma arte praticada desde os tempos antigos! Eu sou a professora Sibila Trealawney e eu os ensinarei essa arte milenar!

- Eu não vou me dar muito bem. - Sussurrou Scorpius para ninguém em particular.

- Eu também. - Respondeu o outro aluno da grifinoria que estava sentado junto a eles, Alain Fersick.

- Reclamões. - Disse Rose sorrindo.

- Dois de cada vez devem por suas mãos na bola de cristal e tentaram ler os passado um do outro. - Disse a professora Sibila. - Então, comecem!

Rose pôs as mãos na bola de cristal e Alain e Scorpius se olharam.

- Vai você. Eu sou irmão dela, cresci com ela. - Explica Scorpius e Alain geme.

- Oh! Então temos irmãos juntos! - Diz a professora andando em direção a mesa em que estavam Scorpius, Alain e Rose. - Já sei! Você, senhor....

- Hanging, Scorpius Hanging. - Diz Scorpius.

- Então, senhor Hanging, você tentará ler sobre o futuro, o passado ou o presente com essas cartas. - Disse a professora Sibila entregando um maço de cartas. - Elas tem o poder de responderem as perguntas que quiser, mas você terá que descobri-las por si mesmo.

Elas fazem o que então?! - Pensa Scorpius

Scorpius assente com a cabeça e pega o maço de cartas e as virando, olhando para as imagens de cada.

- Elas não deveriam ter imagens? - Pergunta Scorpius para Alain e Rose.

- Você tem que pensar em uma questão e as imagens aparecerão. - Explica Rose. - Ponha elas juntas com as costas para cima, pense em uma questão e retire uma por uma, pondo a parte de frente para cima.

- Você realmente sabe dessas coisas de adivinhação. - Disse Alain.

- Eu me surpreenderia se ela não soubesse. - Disse Scorpius e Alain e Rose começam a exercício.

- Pensar em uma questão. - Pensa Scorpius botando o maço de cartas com as costas para cima. - Será que.... Por que fui abandonado? - Pensa Scorpius retirando uma carta e a pondo em cima da mesa com a parte da frente para cima.

A carta possuía a imagem de uma caveira com uma cobra enroscada. A próxima tinha uma varinha. A próxima tinha um relógio. A próxima tinha uma rosa com espinhos.

Scorpius não notou Rose e Alain, nem ninguém, a sua volta.

######

Os alunos do primeiro ano da sonserina e da corvinal andam juntos para os fundos da escola, aonde havia algum tipo de campo. No meio do campo estava um gigante homem, o mesmo que os tinham guiado para os barcos, com dois animais parecidos a cachorros/coelhos/pássaros da altura dos alunos.

- Bem vindos todos! Eu sou o professor de tratos de animais mágicos, Rubeus Hagrid! - Diz o gigante professor.

- Ei, não foi ele que nos guiou até os barcos? - Pergunta Alvo para Sol.

- Tenho certeza. - Disse Sol. - Eu não acho que existam muitas pessoas desse tamanho.

- Bem, vamos começar as aula. - Disse Hagrid. - Essas criaturas são chamadas de Sarunos. Elas são inofensivas, é claro, a menos que algum de vocês tenha estado perto de alguma Gerini Hidreçuis. Mas não se preocupem, elas são altamente raras!

- Professor, o que acontece se algum de nós tiver? - Pergunta uma aluna da sonserina, Emilia Breusht, se afastando de Alvo e Rose, que estavam dando paços lentamente para trás.

- Oh, bem, eles virão a pessoa como um rival. - Disse Hagrid olhando para os alunos, percebendo que Alvo e Rose se afastavam.

- Perfume de Gerini Hidreçus. - Disse Sol.

Os dois seres, os dois sarunos, olham para Sol e Alvo, começando a rosnar. Alvo e Rose saem em disparada, com os sarunos atrás, Hagrid e uma multidão de alunos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...