História Os Filhos do Dragão - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Arya Stark, Brienne de Tarth, Daario Naharis, Gendry, Jon Snow, Robin Arryn, Rodrik Greyjoy, Samwell Tarly, Sansa Stark, Tyrion Lannister, Yara Greyjoy
Visualizações 43
Palavras 879
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Magia, Mistério, Saga, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - Visões


Os músicos tocavam uma leve e delicada canção sobre a Casa Martell, Aegon estava vestido com uma roupa negra e uma capa vermelha, estava com uma coroa feita de prata e com a cabeça de três dragões encravados na coroa, os cabelos prateados estavam soltos e embelezava o novo Rei de Westeros. Aegon estava sentando no trono de ferro, o corpo dele parecia ter sido criado para aquela cadeira pois parecia ter a glória de um Deus. Rhaenys estava em pé diante do novo Rei, ela trajava um vestido feito de ouro, completamente dourado e usava uma coroa de ouro com um sol sendo ultrapassando por uma lança, os cabelos castanhos dela estavam trançados com fios de ouro. Todos os lordes desde do Norte até o sul de Westeros estavam presentes no grande salão de Porto Real. As bandeiras Targaryen cobriam o salão e todos se curvavam diante do Rei e da Rainha.

Dois guardas entraram no salão e puxavam violentamente um prisioneiro, ele era pequeno e parecida estar confuso e Rhaenys o olhava sorrindo. Eles pegaram o anão acorrentado e jogaram diante do trono de ferro e Aegon se levantou e o observou com seriedade. Rhaenys sorria ao ver Tyrion acorrentado.

Rhaenys: - Tyrion da Casa Lannister, filho de Tywin Lannister! Você é acusado de Traição e conspiração contra a Rainha Daenerys Targaryen! Você é acusado de Regicídio, já que conspirou com Jon Snow para trair e assassinar a herdeira legítima de Westeros! É acusado também de Usurpação pois colocou um Regicida no trono de ferro!

Tyrion: - Eu mereço um julgamento...
Rhaenys: - Isso não é um julgamento Tyrion Lannister! Isso é uma sentença! Você não está sendo acusado! Você está sendo sentenciado!

Tyrion ficou horrorizado com as palavras de Rhaenys e ela sorriu ao ver Tyrion pasmo.

Rhaenys: - Em nome de Aegon da Casa Targaryen e Martell, filho legítimo de Rhaegar Targaryen e Elia Martell, herdeiro legítimo do Trono de Ferro, Senhor de Essos e Dorne, Senhor do Dragão Balerion! Eu, Rhaenys Targaryen, Rainha de Westeros e Senhora do dragão Drogon, condeno você, Tyrion Lannister a morte!!

Balerion já estava grande e poderoso, já não cabia nos braços de Rhaenys, ela o olhou de lado e ele logo abriu as asas e voou pela salão em direção de Tyrion. Assim que estava encarando Tyrion, Rhaenys sorriu e Tyrion sentiu o bafo quente do dragão em sua face.

Rhaenys: - Dracarys!!

Balerion cuspia rapidamente as chamas e Rhaenys sorria ao ver o anão gritando de dor.

Anna- Senhora?

Uma voz distante chamava por Rhaenys, a voz soava longe porém continuou ao ouvir até que tudo se apagou e Rhaenys abriu os olhos e viu que ainda estava em Lançassolar. Ela olhou boquiaberta para o grande quarto, era realmente apenas um sonho ou uma visão do futuro?Rhaenys não sabia ao certo porém viu uma senhora já idosa a observando  com receio e ela sorriu para a doce senhora que trazia em sua mão uma bandeja com frutas, bolo, chá e pão.

Anna: - Perdão senhora! O Rei Aegon me pediu que lhe trouxesse um belo desjejum na cama!

Rhaenys: - Obrigada!
Anna: - É um prazer minha Rainha! Fiquei feliz em ver a filha de Elia Martell! Eu conheci sua mãe!
Rhaenys: - A senhora conheceu minha mãe?
Anna: - Sim minha Senhora! Eu era uma criança quando comecei a servir sua mãe! Ela era uma das princesas mais lindas que Westeros já havia visto. E a senhora é tão bela quando ela!

Rhaenys sorriu para a senhora e ela pôs a bandeja na pequena mesa dourada do quarto e se curvou em respeito à rainha e saiu do aposento real. Rhaenys olhou para a varanda e se levantou dos belos e dourados lençóis de linho. Ela foi lentamente até a varanda da torre e observou Dorne, Lançassolar era um dos castelos mais belo que já havia porém não era o que ela desejava, era queria Porto Real.


A imagem de um regicida sentado num trono que era dela a deixava enjoada, ela desejava ver todo Westeros queimando pela traição a casa Targaryen e pela a morte cruel e horrível de sua mãe Elia. Há muito tempo ela já havia feito sua lista, o nome de todos o que havia traindo sua casa e tomado o que por direito era deles. Tyrion Lannister era o primeiro, não só por ter traído Daenerys mais também por ser filho do homem que mandou assassinar Elia, o homem que os obrigou a fugir de sua terra, de seu lar.

Rhaenys ouviu os barulhos dos pequenos dragões, ela sorriu ao ouvir a porta se abrindo e vendo Aegon entrar com os animais em seus braços.

Aegon: - Os Filhos sentem falta de sua Mãe!
Rhaenys sorriu e pegou com carinho o pequeno dragão  e ele fazia pequenos barulhos dóceis ao toque de Rhaenys.

Rhaenys: - Acha que estão crescendo rápido?
Aegon: - São dragões! Em 3 anos ou menos estaram gigantes! Você não está feliz?
Rhaenys: - É claro que estou! Mas temos ainda muito para fazer!
Aegon: - Logo iremos atacar novamente! O Regicida já sabe que estamos aqui! Temos que ser cuidadosos!
Rhaenys: - Me fez uma promessa ontem!
Aegon: - E eu cumprirei! Mais cedo do que pensa! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...