História Os filhos do Futuro - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Tikki
Tags Adrinette, Emma Agreste, Filhos, Futuro, Hugo Agreste, Ladrien, Ladynoir, Marichat
Visualizações 296
Palavras 3.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


VOLTEYYY, dessa vez com capítulo dois!!! YEEEEEAH!

Saudades de mim? Olha, fiquei muito feliz quando vi que recebi 11 comentários! Sério! Eu pensei que eu ia receber uns 3 ou 2 no máximo, ou até mesmo 0! Cara, amo vocês! De coração!

OLHA QUEM APARECEU HEHEHEHE @ferlivros um ser que vivi que stalkeando, umas das minhas stalker favorita! ksjjnaj

Gostaram da capa que eu fiz? hehehe, eu até que gostei.

Leonina apitando!

Bom, vamos ao capítulo! A pedidos de muitos.

Desculpem os erros! Boa leitura! Espero que gostem desse capítulo.

~Unicórnia-chan

Capítulo 2 - Two


Os filhos do Futuro

Two

Marinette estava super envergonhada, Alya escondida atrás de si. Deus! Por justo com ela?

A azulada deu pequenos passos para o lado, correndo para se esconder atrás do balcão, Alya a seguiu.

- Quem veio buscar a encomenda? - Ela disse tentando não gagueja, sentia os olhares do menino nela. Alya estava super corada, isso não era algo muito normal, mas Marinette suspeitava que talvez Nino estivesse fazendo ela agir assim.

- E-EU! - Nino disse corado, desviando o olhar. 

Marinette passou o pacote pelo balcão, fazendo deslizar até onde Nino e Adrien estava. 

Nino jogou a nota para Marinette, que logo a agarrou e sorriu sem graça.

- Alya, abra as a portas para eles. - Recebeu um olhar irritado da amiga.

- Abra você! - A morena brevejou, Marinette lhe olhou com um olhar fulminante. 

- Deixa que ueu abro. - Adrien se pronúncio pela primeira vez, Marinette lhe olhou surpresa, e depois envergonhada. Ele estava vermelho, a garota imaginou que fosse pela raiva que ele sentiu quando Marinette "akumatizou" Kagami,

- O botão e ali. - Ela apontou para um lugar, com a voz meio baixa.

Adrien obedeceu, e apertou o botão, logo a porta abriu. Nino o agarrou pelo pulso e o arrastou.

- Obrigado! - Nino gritou da porta.

- De nada! - Marinette gritou antes da porta fecha.

Recebeu um tapa da Alya, a azulada lhe olhou surpresa. Elas ficaram em silêncio, logo depois começaram a rir.

- Meu Deus! Que vergonha!! - A morena disse, se sentando no sofá, abafando o riso com uma almofada.

- Nunca mais vou atender alguém de pijama! - Marinette disse rindo.

Elas começaram a gargalha e rir até lagrimarem, barriga doer e faltar ar.

(...)

Adrien nunca esteve tão envergonhado em sua vida, parece que quando viu Marinette, sua raiva evaporou, e algo que o deixou mais envergonhado foi o fato que, Marinette era fã do Chat Noir!

Cara, ela era sua fã! Na verdade, ela era fã do Chat Noir, o herói que ele era por trás da máscara, mas ela era fã dele!

Ele sentia seu coração acelerado e o estomago embrulhado. Também, tinha outra visão que ele não tirava da mente, Marinette de pijama. Também era a primeira vez que ele a viu de cabelos soltos, ela ficava muito linda!

Corou fortemente ao percebe seus pensamentos, balançou a cabeça os afastando.

Nino estava mais vermelho que ele ao seu lado. 

- Hey, acha que o clima meu e da Alya vai ficar normal depois disso? - O moreno o perguntou, com a cabeça baixa e apertando o pacote em suas mãos.

- Depende. Se você pedi desculpa pra ela. - Adrien disse desviando o olhar, lembrando de Marinette que sua situação com Marinette estava pior.

- Falarei com ela amanhã no colégio! - Nino disse decidido. - E você com Marinette.

- OQUE?

(...)

Marinette saiu do banheiro já arrumada. 

Alya estava colocando seus tênis, como a menina prometeu, ela iria passar o dia inteiro com ela, agora elas iriam ao cinema. 

A morena trajava uma short jeans cós-alto e um cropped vermelho, com um casaquinho preto amarrado na cintura.

- Eu separei uma roupa pra você. - Alya disse pegando um pente, indo ao espelho.

Marinette apenas assentiu e pegou a roupa que Alya separou, não iria questionar, se não a morena ficaria emburrada e iria estragar a tarde delas.

Era um vestido rodado preto, sem decote de alcinhas, uma pequena bota caqui, que ia até um pouco acima dos tornozelos.

Logo que Marinette terminou de se vesti, Alya saiu do banheiro com os cabelos trançados em uma trança de raiz. 

- Vem. - Alya disse, se sentando na cama, Marinette se sentou no chão, e Alya começou a arrumar os cabelos úmidos da azulada.

Marinette pegou seu celular, para ver se recebia alguma mensagem. Tinha uma mensagem de sua mãe, nela dizia que seus pais iriam voltar apenas no dia seguinte, Marinette sorriu negando.

- Terminei. - Alya disse, ela tinha feito uma tiara de trança nos cabelos azuis da amiga. Marinette queria ter essa habilidade. - Vamos?

- Sim. - Marinette assentiu, pegando sua bolsa, vendo se Tikki já estava lá, a kwami sorriu. Marinette logo desceu as escadas com Alya.

*

Nenhuma akumatizado apareceu, e de fato, isso era bom para Marinette. Ela se despediu de Alya, que já estava com suas coisas, a morena pegou o ônibus e foi para sua casa.

A tarde delas foi ótima, logo depois elas haviam voltado, e Marinette acompanhou a amiga até o ponto de ônibus, perto da casa da azulada.

Marinette correu para chegar em casa, suspirou ofegante, quando abriu a porta da loja, não gostava de ficar sozinha, mas era o jeito, pelo menos tinha a companhia de Tikki. 

Assim que chegou no seu quarto, Tikki não demorou para adormecer cansada. Marinette lhe aconchegou em sua cama improvisada que fez para a kwami, já que a azulada se remexia muito quando dormia. 

Logo tirou sua roupa, entrando no banheiro para um banho. Foi apenas um ducha, e logo saiu, colocando o mesmo pijama do dia anterior, corou quado se lembrou do acontecimento de manhã. 

Prendeu seus cabelos em um coque mal-feito. Ainda era 19h, estava cedo para dormi, sentia um pouco de raiva de Tikki, pelo fato da kwami dormi tão facilmente. 

Resolveu dançar um pouco, colocou uma música animada, Tikki tinha sono pesado, não iria acorda com isso.

Shakira - Waka Waka. 

Era uma música muito antiga, mas Marinette amava, logo começou a cantar com uma escova e dançar.

Estava tão distraída, que nem percebeu quando viu dois olhos brilhantes na varanda. A garota assim que percebeu, gritou assustada. 

- AHHHHHHHHHHH. - Ela tropeçou a na escova que deixou cair, tomando um pelo tombo. 

A azulada já sabia quem era, reconhecia aqueles olhos de longe, pegou a pequena caminha de Tikki e a escondeu atrás da TV.

Desligou a música e andou em passos duros até a janela, empurrando o pequeno sofá com o pé irritada, abriu a janela com força, olhou para baixo, onde um certo ser estava encolhido. Ela agarrou o pescoço dele e puxou para dentro, o jogando para dentro do quarto. 

- AHHH, DESCULPA! - Ouviu a voz assustada do gato. 

- Quem te deu direito de ficar me espionando? - Marinette perguntou irritada, cruzando os braços. 

- Foi mal princesa. - Logo o gato se recompôs, ficando de pé. E se curvando. - Eu apenas queria fazer um visita, não era minha intenção lhe espionar. - Sorriu coçando a cabeça. 

- Humf. - Virou o rosto irritada, se sentando na cama. Eles ficaram em silêncio.

- Alias, não sabia que era minha fã. - Ouviu a voz maliciosa do gato, Marinette lembrou que estava com o pijama que era inspirado no herói. Ela corou, e jogou um travesseiro nele. 

- N-Não olhe! - Disse se escondendo em baixo das cobertas. 

- Desculpe a intromissão. - O gato sorriu se curvando. - Como posso me desculpa? - Ele sorriu de lado, realmente era um sacana. 

- Hm.. - Marinette parou para pensa, ela se sentou na cama, tentando ignorar o fato que estava meio exposta, se o gato tentasse algo, ela faria ele se arrepender. - Que tal... Ah, sei lá. Tá perdoado. - Ela suspirou.

- Ebaaa! - O gato disse sorridente, abraçando a azulada.

- Chat! - Ela o repreendeu, porém ela cedeu, abraçando o gatinho, como ela estava sentada ele havia se ajoelhado na cama para abraçar a cintura da azulada. 

Então ela se tocou, percebendo a intenção dele. 

- CHAT! - Ela gritou o empurrado, super vermelho, abraçando a si mesma, vendo o gato dar um sorriso malandro. - Pervertido! - Ela disse se levantando, indo até o banheiro. 

- Foi mal, realmente me sinto feliz ao saber que e minha fã. - O gatinho disse ainda no chão. 

- Sei. - Marinette apareceu com um pote na mão, era de espirrar, tinha um líquido transparente dentro, água. - Gatinho mau! - Ela disse emburrada, espirrando água no gato. 

- Ei! - Ele reclamou, tentando fugir. 

*

- Marinette! Acorde! - A azulada ouviu a voz de Tikki, a azulada bocejou.

- Hmm. - Ela se virou na cama, voltando a dormi. 

- Marinette! Acorde! Vai se atrasar pro colégio! - Tikki disse, fazendo Marinette despetar.

- O QUE? - Ela gritou. - Que horas são? - Olhou o relógio que marcava 07h15min. - Tikki, por que não me acordou antes? - A azulada disse se levantando rapidamente, tropeçando nos lençóis e caindo de cara no chão. - Aí. - Ela choramingou, se levantando e indo até o banheiro apressada.

- Eu tentei.. - Tikki disse suspirando, voando até a toalha da azulada, e levando para ela no banheiro. - Ninguém mandou ficar acordada até tarde com o Chat! - A kwami a repreendeu.

Então Marinette se lembrou, ficará até quase meia-noite conversando com o gato, ele a ajudou sobre o assunto do Adrien, eles desenharam e ficaram se provocando, o gato era um malandro, mas um belo amigo. 

Ela logo saiu do banho, agradecendo Tikki e se enxugando, correu apressada até o guarda roupa, escorreu no chão, caindo de bunda no chão.

- Ai! - Ela reclamou se levantando, Tikki observava suspirando, Marinette era mesmo uma desastrada.

A azulada pegou a primeira coisa que viu no guarda roupa, optou uma roupa diferente, pegou uma saia preta rodada, uma blusa do Star Wars, que tinha uma imagem do Darth Vader que era em preto e braco, colocou a mesma bota do dia anterior, separou seu material rapidamente. 

- Marinette! 7h25min! - Tikki disse, Marinette arregalou os olhos, ela tinha 5 minutos.

Não entendia por que sempre se atrasava, morava ao lado do colégio!

Penteou seus cabelos rapidamente, não tinha tempo de os prender em maria-chiquinhas como fazia sempre. Resolveu os deixar soltos.

- Vamos Tikki! - Abriu a bolsa para a Kwami, que logo se escondeu. Colocou seu celular junto com a kwami. 

Marinette desceu as escadas, encontrou seus pais tomando café.

- Atrasada como sempre. - Seu pai riu. 

Marinette ficou sem graça, pegou apenas um torrada, e alguns cookies, o colocou na bolsa para Tikki e se despediu da mãe e do pai e saiu correndo.

Só tinha que atravessar a rua e logo chegaria.

Esperou o sinal ficar verde, enquanto comia sua torrada apressada, logo depois atravessou, correndo como um flash, o sinal tocaria em 2 minutos!

Subiu as escadas rapidamente, mas não esqueça que Marinette e uma desastrada de primeira! Obviamente a mesma tropeçou, iria tomar um pelo de um tombo, se uma mão não a tivesse segurado pelo pulso.

Marinette com o coração acelerado, olhou para a pessoa e corou fortemente. 

Ela um garoto muito bonito! Os cabelos eram negros, e os olhos mel meio claros, não sabia descrever, mas eram lindo, e familiares. 

- Mais cuidado por onde anda. - Ele sorriu, deus que sorriso!

- O-Ok. - Marinette gaguejou. - Desculpe! - Ela se curvou, se lembrou que estava atrasada! - Ai MEU DEUS! - Ela gritou e saiu correndo. 

Chegou na sua sala bem na hora que o sinal tocou, suspirou cansada, se apoiando na parede. 

- Atrasada como sempre. - Ouviu a voz de Alya, Marinette olhou para cima, viu que a morena estava na sua frente. 

- Não faz ideia. - A azulada ofegou. 

- Marinette? - A azulada olhou para onde a chamava, se virou e viu Nino, ele estava envergonhado. - Eu queria pedir desculpas! 

De primeira Marinette ficou confusa, mas logo se lembrou do acontecimento do dia anterior, corou levemente. 

- Não tem problema Nino, apenas vamos esquecer isso! - Sorriu sem graça.

- Ah... Que bom. - Ele sorriu e logo saiu.

- Ele me pediu desculpas mais cedo, foi bem constrangedor. - Alya disse. 

- Hmmmm, rolou alguma coisa? - Marinette sorriu maliciosa, deuses ela pegou influência do Chat!

- Marinette! - Alya he deu um tapa corada, então a morena notou. - Olha! Gostei do look novo. - Ela sorriu. 

Marinette apenas agradeceu, e logo elas se sentaram, a azulada olhou para Adrien, que também lhe encarou, os dois coraram e desviaram o olhar. 

- Alunos! - A professora entrou na sala. - Primeiramente, Boa dia!

- Bom dia! - A sala respondeu em coro.

Marinette tirou seu livro de química e o colocou em cima da mesa, em seguida o caderno e o estojo, depois colocando sua mochila ao seu lado. 

- Hoje nos temos dois alunos novos. - A professora sorri. - Quero que entre um por um. - Ela disse em voz alta.

Logo uma menina entrou, Marinette reconheceu, Kamagi.

- Olá. - Kagami se curvou. - Me chamo Yamura Kagami. Prazer em conhecê-lós. - Ela sorriu. 

Todos responderam, fizeram algumas perguntas e essas coisas, Marinette ficou em silêncio. Alya olhou para a amiga e suspirou. 

- Ela e feia. - Sussurro para Marinette, que sorriu. 

- Alguém pode encontrar um lugar para Kagami? - A professora perguntou.

- Ah, eu posso me mudar. - Nino disse se levantando com o material. - Pode sentar ao lado do meu amigo, Adrien. - Sorriu, Kagami lhe olhou agradecida. 

- Kagami! Quanto tempo. - O loiro sorriu. 

Marinette se sentiu magoada, percebeu que Chloé e Lilá não gostaram muito de Kagami assim como Marinette. 

- Agora vamos ao segundo e último, pode entrar. - O garoto de mais cedo apareceu, Marinette lhe olhou surpresa, ele piscou pra ela. 

- Bom, me chamo Luka Couffaine, sou irmão da Juleka. - A garota la no fundo sorriu. Marinette então reconheceu os olhos, eram incrivelmente parecido com os de Juleka!

Alya percebeu os olhares de Marinette e Luka, ela sorriu. 

- Luka, pode se senti aqui, eu me sento ao lado do Nino. - A morena se levantou, abrindo um espaço para Luka, e se sentou ao lado de Luka. 

- Obrigado. - Ele sorriu. E se sentou ao lado de Marinette. - Olá Srta. Desastrada. - Sorriu provocando, Marinette ficou vermelha.

- Eu tenho nome, ok? - Falou emburrada. - Me chamo Marinette! M-A-R-I-N-E-T-T-E! - Soletrou.

- Ok, Mari. - Riu pegando seu material.

Marinette corou, ele lhe chamou de Mari! Nem Alya que era sua amiga lhe chamava assim.

Adrien parou de ouvir oque Kagami dizia, olhou discretamente para Marinette e Luka, não foi com a cara do novato. 

Ficou emburrado, e se virou para Kagami, tentando presta atenção, e ignorar Luka e Marinette.

*

- E aqui e a cantina. - Marinette falou, mostrando o local para Luka, de fato o garoto era bem divertido e legal.

- Uau! Essa escola e enorme. - Ele sorriu. Marinette assentiu.

- Está com fome? Eu tenho alguns doces. - Ela tirou uma pequena vasilha da mochila, pegou de manha antes de sair de casa, sua mãe sempre preparava algo para ela. 

- Ah, obrigado. - Ele sorriu, então abriu a vasilha, pegando um e experimentando. 

Marinette ficou em silêncio, observando nervosamente ele. 

- Hmm! Muito bom, onde você comprou? - Ele perguntou pegando mais um, Marinette sorriu e também pegou um.

- Minha mãe que fez, eu e meus pais temos uma doceria, bem ao lado do colégio, se quiser, te levo lá um dia. - Sorriu.

- Adoraria. - Ele sorriu. 

Logo eles se sentaram em um banco, o banco de Marinette e Alya sempre sentavam, mas no momento a morena estrava entretida com Nino. Marinette se perguntava quando eles iriam começar a namorar.

- Gostei de você, e bem divertida. - Luka sorriu, fechando a vasilha, os dois haviam comido tudo. 

- Obrigada. - Ela sorriu envergonhada.

- Alias, e verdade que aqui tem heróis? - Ele perguntou, Marinette assentiu. - Uau! Qual o nome deles? E o que acontece pra eles precisarem salvar Paris? - Ele sorriu animado. 

- Bom, são um dupla, LadyBug e Chat Noir. - Ela sorriu, pegando seu celular e mostrando a foto deles, para Luka. - Eles salvam a cidade dos akumatizados, pessoas que são influenciadas a roubar os Miraculous deles, que fazem eles se transformarem. - Disse mostrando mais algumas fotos deles. 

- Akumatizadas? Isso pode acontecer comigo? - Luka perguntou assustado.

- Sim, mas as pessoas akumatizadas são usadas quando estão em momentos difíceis, tipo, magoados ou com raiva. Entendeu? Eles são as vítimas.

- Ah... Você já foi akumatizada? - Perguntou olhando para Marinette, que negou. - Ah, sim. Ainda bem, não? - Sorriu de lado.

- Poiser, ainda bem. Graças aos nosso heróis. - Disse animada.

- Mas eles são apenas dois? Não tem mais ninguém? - Luka perguntou confuso, fazendo com que Marinette se lembrasse.

Ela tinha que procurar os novos heróis! O mestre Fu deu essa missão a ela! E ela ainda não fez nenhum esforço! Caramba.

- Então... Também e meio estranho. - Ela disse envergonhada. 

Logo depois eles voltaram a conversar.

*

Marinette suspirou enquanto estava pronta para atravessar a rua. Estava começando a chover. Abriu sua mochila e tirou um guarda-chuva, a rua ainda estava em sinal vermelho.

Pegou sua bolsa de lado, e viu se Tikki estava bem, a kwami dormia. Colocou a bolsa dentro da mochila para não molhar.A chuva estava ficando mais forte

Assim que fechou a mochila, Marinette foi atravessar, quando foi jogada no chão, ao se empurrada por alguém, na verdade, ela foi atropelada por alguém.

- Aiii... - Marinette choramingou. Agora ela estava ensopada, caiu bem em cima de uma poça de água. 

- Ah! Moça! Me desculpe! - Ouviu uma voz feminina. Marinette olhou para a pessoa que foi responsável pela situação que ela estava.

Era uma menina de cabelos dourados e olhos incrivelmente azuis, tinha por volta de 9 anos.

- Não, tudo bem. - Marinette sorriu sem graça. Se levantando, ela estava totalmente molhada, e a chuva a molhava ainda mais. 

- Emma, você está bem? - Um garotinho de por volta 6 anos perguntou, ele tinha cabelos negros-azulados, mas Marinette não conseguia ver seus olhos. 

Os três estavam molhados pela chuva.

- Emma? - Marinette se perguntou confusa.


Notas Finais


Ixiii, e agora! hahaha, espero que tenham gostado!

Gente, eu descrevi o Luka como eu imaginei, ok? Até agora não encontrei nenhuma foto dele '-'

Bom, até o próximo!

~Unicórnia-chan


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...