História Os garotos de Omelas - Jikook - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), No Min Woo
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), No Min Woo, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jikook Vhope Namjin
Visualizações 62
Palavras 1.303
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção Adolescente, Lemon, Magia, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyonghaseyo 💓
Mais um capítulo fresquinho 😊
Espero que gostem..

Capítulo 2 - Capítulo II


Fanfic / Fanfiction Os garotos de Omelas - Jikook - Capítulo 2 - Capítulo II

Já havia amanhecido em Omelas, e Jungkook não tinha pregado o olho (como se diz)...

- Aish, é hoje - falou consigo mesmo levantando da cama indo para o banheiro fazer suas higienes pessoais matinais, depois pegou qualquer coisa para comer e saiu em direção á casa de Namjoon.

- Hyung! - bateu três vezes na porta e o mais velho abriu.

- Aish menino! Essa hora da manhã me acordando.

- Aaah hyung já é oito horas, os mais velhos deviam acordar mais cedo. - o mais velho o olhou com uma puta cara de sono de que não tinha dormido a noite, seus cabelos estavam extremamente bagunçados, estava sem camisa mostrando seu leve abs.

- Hahaha ri muito, qual o motivo de vir até minha casa me acordar?

- O garoto..

- Ah o garoto, JIN! - Namjoon gritou assustando o mais novo, Jin veio igual um carro de corrida tropeçando em tudo, quase capotando.

- O-o que aconteceu meu Deus? - perguntou chegando na porta. - o mesmo estava na mesma situação que Namjoon.

- O Jin tá dormindo na sua casa? - Jeon fez uma careta engraçada de dúvida, pensando que tinham transado a noite inteira e parece que ele tinha acertado.

- Sim, estamos namorando esqueceu? - Antes que Namjoon pudesse responder algo Jin foi mais rápido.

- Não... aish eu vim aqui só pra confirmar se está tudo certo.

- Tá tudo okay, Ah pegou os medicamentos? Sua mãe não viu não né? - a mãe de Jungkook era enfermeira.

- Peguei Jin e não, ela não viu. Já vou indo porque tenho outras coisas pra fazer.

- É sério você vem me acordar só pra isso? - Namjoon gritou para o mais novo que estava se afastando para ir embora

- É sério Namjoon muito sério.. Tchau! - Jeon gritou de volta

- Tchau - Jin e Namjoon gritaram juntos e fecharam a porta.

Jungkook foi na casa de todos os seus amigos, para confirmar do resgate na madrugada. Todos afirmaram e estavam dispostos a ajudar em tudo o que fosse preciso.

19 HORAS DEPOIS:

- É galera tá na hora de agirmos. - Jeon falou, já estavam na porta do local onde o garoto estava aprisionado.

Eles adentraram o local andando silenciosamente, Jeon andou até a gaveta que estava a chave, a pegou e andou até a porta onde estava o garoto.

A abriu com a maior cautela do mundo para não fazer nenhum tipo de barulho, apenas o barulho da tranca, que ao girar fez com que um guarda se mexesse, mas felizmente não acordou.

Quando Jeon abriu a porta seus olhos arregalaram e na mesma hora bateu uma forte vontade de chorar.

O garoto estava jogado no chão com fortes ferimentos, roxos por toda parte de seu corpo que estava nu, tinha abertura em suas costas e pernas estava seriamente machucado, seus pés inchados e suas pernas os dois joelhos deslocados, o local era completamente horrível, sujo, com restos de comida podre no chão o garoto estava completamente sujo e se brincar tinha até larvas em seu corpo.

Jeon sem pensar duas vezes, se aproximou em uma velocidade inacreditável, o pegou no colo não se importando de que ele estava todo sujo, cheio de machucados e vermes, o garoto se assustou e começou a chorar.

- Ei shh, shh, se acalme não vou te machucar. Se acalme... Consegue me entender? - Jeon perguntou com lágrimas nos olhos de ver um garoto tão inocente naquela situação, Jeon não obteve resposta então ele soube que o garoto não entendia o que ele falava, ou não queria falar o garoto nunca devia sequer ter visto a luz do sol, e se tivesse visto talvez tinha se esquecido.

O garoto gemia, talvez fosse pela dor que o mesmo estivesse sentindo pelos cortes profundos, pelos ematomas seu rosto estava inchado, o garoto em si era só praticamente carne e osso não tinha nada de gordura, devia pesar apenas uns dezessete quilos nada a mais que isso, se não fosse mais leve.

O garoto já tinha se acalmado, vendo que Jeon não pretendia machucá-lo, se sentia até um pouco seguro no colo do maior.

- Me diga seu nome, você sabe? - Jeon perguntou com esperanças de que o menor respondesse.

- Chimin, Jchimin. - o garoto estava encolhido no colo do maior, mal dava conta de falar, e realmente ele só sabia falar seu nome e entender uma coisa ou outra que as pessoas falavam, e Jeon viu que o mesmo estava com frio, chamou Hoseok que estava com os outros do lado de fora da sela para vigiar, o mais velho trouxe um cobertor e colocou em cima do menor.

- Jimin? - Jeon perguntou e o menor assentiu - okay Jimin, vou te tirar daqui, vamos fugir e você nunca mais vai voltar para esse inferno.

O menor assustado não respondeu e Jeon seguiu para fora da sela, e todos o olharam com olhos arregalados e marejados.

- Oh meu Deus! Ele está bastante machucado. Minha nossa! As pernas dele aí não Nam - Jin falou já abraçando o maior já em prantos enquanto Hoseok estava abraçado a Taehyung.

Enquanto Suga encarava aquilo segurando o choro.

- Vamos embora daqui agora! - Jeon foi seguido pelos outros até a saída. - Não temos tempo, tem neblina na mata, então não se afastem, eu sei o caminho pra fora de Omelas, me seguem.

Todos assentiram seguindo Jeon eles estavam entrando na mata, quando ouviram latidos de cachorros farejadores, Jimin começou a chorar desesperadamente, Jeon começou a correr, os outros fizeram o mesmo, Jimin ainda estava só de cobertor, era inverno, o menor deveria estar com muito frio, Jeon o apertava em seu colo e o menor as vezes gemia em dor.

Os guardas estavam quase os alcançando, logo a frente tinha um tipo de buraco no solo e Jeon sabia daquele local, então ele entrou sendo seguido pelos seus amigos, que estavam com medo e apreensivos.

- Ei, Jimin, se acalme, vai ficar tudo bem, só vou cuidar de seus machucados okay? - o maior não obteve resposta é então o colocou em cima de um cobertor fofinho quente para examinar os graves machucados, sua mãe era enfermeira e ela havia ensinado ao mesmo como tratar de machucados, caso algum dia ele precisasse, e o mesmo agradeceu mentalmente por sua mãe ter ensinado.

- Gente venham ver! Ele tem muitos machucados graves, vou fazer curativos e vou precisar fazer sutura nas duas pernas e nas costas e infelizmente, não tenho anestesia, vou ter que fazer sem.

E suas duas pernas pelo que apresentam estão quebradas no joelho e uma parte do pé direito, meu Deus quem faria isso... - Jeon parecia especificamente um médico, o mesmo preparou os materiais necessários para fazer a sutura. Enquanto os outros estavam sem palavras pela situação em que o garoto se encontrava.

Jeon reparou que os machucados abertos do menor estava começando a terem larvas, com agilidade, pegou um produto de desenterrar machucados, molhou em uma gase e passou pelos dois machucados, fazendo com que o menor levasse um susto e começasse a chorar de novo.

- Jin, me entregue uma cueca, por favor.

- Okay - Jin pegou uma cueca que eles levavam e Jeon a vestiu no menor com um pouco de dificuldade.

- Shh Jimin não vou te machucar. Eu só quero te ajudar, por favor. - Jeon já chorava junto com o menor.

- D-doi, d-doi - Jimin olhava para os machucados de sua perna e falava as palavras um pouco desconexas em meio de gaguejos.

- Eu sei, eu sei. - Jeon falava de uma maneira calma, e levou sua mão para o rosto molhado de Jimin enxugando suas lágrimas.

- Ei! - Jin chamou a atenção de Namjoon o levando para o canto.

- parece estranho, mas eu sinto que eles tem alguma conexão, alguma coisa, sei lá, como Jimin não tem medo dele?

- Eu também acho amor, vamos ver o que isso vai dar...


Notas Finais


Obrigada por lerem.
Annyeong 💓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...