História Os indomáveis - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Brooklyn Nine-Nine
Personagens Amelia "Amy" Santiago, Charles Boyle, Jacob "Jake" Peralta, Personagens Originais, Rosa Diaz
Tags Amor, Amoradolescente, Amorescondido, Amyeperalta, Amysantiago, Armas, Aventura, B99, Brooklyn99, Fanfic, Faroeste, Força, Indomáveis, Insinuaçãodesexo, Investigação, Jakeperalta, Onelove, Palavrões, Peraltiago, Perigo, Romance, Seriederomance
Visualizações 4
Palavras 552
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Annsboro


Fanfic / Fanfiction Os indomáveis - Capítulo 2 - Annsboro

Filadélfia. A cidade do Amor Fraternal. Jake pensou que talvez devesse ir para lá. E Annsboro? Ele jamais ouvira falar naquele lugar antes de conhecer Pendergast, algumas horas antes, ali mesmo naquele bar.

Desde então o professor primário tinha passado um bom tempo tecendo considerações sobre o lugarejo que ainda nem conhecia e resmungando contra o que já vira do Texas até aquele momento. Agora Jake sabia que mais uma pequena cidade do Oeste, pela qual dificilmente passava estrada de ferro, ficaria sem um mestre-escola.


Era bem provável que Annsboro tivesse muito em comum com Redwood, onde Jake havia nascido e crescido e durante algum tempo fora ajudante de delegado. Ele só melhoraria de vida com a morte do xerife Burnet Dobbs, talvez atingido nas costas por várias balas.

Não era uma perspectiva agradável, menos ainda porque ele era amigo do bom e honesto Burnet. Também não era lá essas coisas ser ajudante de xerife de uma cidade tão pequena e quieta, mas talvez desse oportunidade para realizar o que ele mais queria na vida desde os dez anos de idade: vingar-se de Otis Darby, o rico fazendeiro que havia se apoderado das terras da família de Jake, expulsando- os e causando a morte do pai dele.


Jake sorriu com amargura ao pensar naquilo. Que vingança. Depois de anos tentando reunir provas contra Darby ele havia descoberto que o fazendeiro, com a ajuda do genro, praticara roubo de cavalos em larga escala. Os dois foram condenados e mandados para a prisão, mas algum juiz idiota os libertou apenas dois anos depois por «bom comportamento». Embora nessa época Jake não fosse mais um homem da lei e trabalhasse como capataz para um fazendeiro de uma cidade vizinha, Darby e o genro, Gunter, saíram no encalço dele.
Desde então ele vinha fugindo dos dois e estava começando a pensar que passaria o resto da vida nessa fuga.

Mas nunca se apressava. Darby sempre mandava o comparsa Gunter na frente e Jake saía de onde estava, buscando outro lugar para ficar durante algum tempo. Os perseguidores importunavam os ex-patrões de Jake e não raro recorriam à violência, queimando edificações ou matando o gado. Infelizmente Jake jamais havia conseguido provas dessas barbaridades. Mas sempre sabia quando Darby e Gunter estavam se aproximando, como se tivesse um sexto sentido... assim como sabia o que fatalmente aconteceria se transformasse em realidade o velho sonho de se estabelecer numa fazenda própria. Em menos de uma semana, tudo no lugar se transformaria em cinzas.


No início ele podia ter procurando a ajuda da lei. Talvez Burnet Dobbs pudesse tê-lo ajudado a conseguir que se fizesse justiça, mas Jake preferira não envolver o amigo naquela situação perigosa. Achava melhor enfrentar sozinho seus próprios problemas.

Às vezes pensava que podia resolver tudo esperando pela chegada de Gunter e Darby para enfrentá-los. Assim pelo menos teria uma prova de quais eram as verdadeiras intenções daqueles dois. Muito provavelmente essa prova seria o próprio cadáver crivado de balas.
Jake tomou mais um gole da ordinária bebida e fez uma careta enquanto o líquido descia garganta abaixo, queimando. Darby e Gunter logo descobririam que ele estava em Guthrie, um lugarejo que era pouco mais do que uma parada da estrada de ferro, e a perseguição recomeçaria.
Num lugar como Filadélfia ele não poderia ser encontrado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...